Sinopse

O cotidiano de uma típica família de classe média. José Carlos Barata Pinto, ou Zé Pinto, o patriarca, é um sujeito sem ambições que virou subgerente de uma loja de sapatos pelo simples fato de ser cunhado do dono do estabelecimento. Seu único prazer é ver televisão bebendo cerveja. É casado com Neide, que herdou de seu falecido pai a casa onde a família mora, por isso ela acha que não precisa fazer mais nada na vida. Isso inclui lavar, passar, cozinhar e, principalmente, trabalhar.

A filha Kelly Cristina, de 15 anos, é a típica garota sexy e pouco inteligente. Acredita ser a mais esperta da família, mas na verdade está repetindo a vida da mãe. Seu sonho é um marido rico que a sustente. O caçula é Joca, não menos acomodado e fútil. Tem 13 anos e é o mais inteligente da casa. O único problema de Joca é que ele não consegue arrumar uma garota. Nas raras vezes que fica com alguma, o máximo que arranca são beijinhos. Joca odeia o sobrenome Barata Pinto e tenta escondê-lo dos amigos.

Bandeirantes
de 13 de junho a 4 de dezembro de 1999

criado por Ron Leavitt e Michael Moye
roteiros de Marcos Bernstein
direção de Del Rangel e Sérgio Alexandre Celeste
produzida pela TV Bandeirantes e Sony Entertainment Television

HENRIQUE STROETER – Zé Pinto (José Carlos Barata Pinto)
ESTER LACAVA – Neide
ROBERTA PORTO – Kelly Cristina
RICARDO GADELHA – Joca
FELIPE ROCHA – Aderbal Fialho
CLÁUDIA PROVEDEL – Márcia
CHARLES PARAVENTTI

Adaptação da série americana Married With Children (Um Amor de Família no Brasil) pela Band em parceria com a Sony Entertainment Television. Sitcom – sátira ao cotidiano de famílias de classe média americanas – com jeitinho brasileiro e humor cotidiano, gravado em um estúdio que comportava uma plateia.

Com pouquíssimas cenas externas e comicidade que não caia na sexualidade nem humor fácil repleto de bordões, a produção visava criar um horário na Band para as sitcoms. Porém, o fracasso na audiência, com inexpressivos 3 pontos no Ibope da Grande São Paulo – quando eram pretendidos 8 -, acabou pondo fim na parceria entre a emissora e a Sony. Dos 52 episódios gravados, foram ao ar apenas 22, ficando 30 engavetados.

A série Married With Children foi a escolhida para ter uma versão brasileira pois já tinha sido aprovada pelos telespectadores – foi exibida com sucesso na própria Band e no canal Sony da TV a cabo.

Simultaneamente, era exibido, na mesma parceria entre Band e Sony, o seriado Santo de Casa, inspirado em outra sitcom americana: Who’s The Boss?.

Na época, A Guerra dos Pintos foi premiada com o troféu Maysa, concedido pela Folha de São Paulo, como o humorístico mais sem graça da televisão.

Tema de Abertura: A RAPOSA E AS UVAS – Reginaldo Rossi

Lembro com muita saudade daquele bailinho
A gente dançava bem agarradinho
A gente ia mesmo se abraçar

Você com laquê no cabelo e um vestido rodado
E aquelas anáguas com tantos babados
Você se sentava pra me mostrar

E tudo que a gente transava eram três, quatro cubas
Eu era a raposa, você as uvas
E eu querendo teu beijo roubar

Por mais que você se esquivasse, eu tinha certeza
No fim do baile, na minha lambreta
Aquele broto bonito ia me abraçar

Quando a orquestra tocava Besame Mucho
Eu lhe apertava e olhava seu busto
No corpete querendo pular

Eu todo cheiroso à Lancaster e você à Chanel
Eu era um menino, mas fazia o papel
De um homem terrível só pra lhe guardar

Ao chegar na tua casa, em frente ao portão
Um beijo, um abraço, minha mão, tua mão
Com medo que o velho pudesse acordar

A pílula já existia, mas nem se falava
Nos conselhos que tua mãe te dava
Tinha um que dizia só depois que casar…

Veja também

  • santodecasa_logo

Santo de Casa

  • aventurasdetiazinha_logo

As Aventuras de Tiazinha

  • band90

Contos de Natal