Sinopse

Helen se infiltra em família milionária usando identidade de outra mulher: Patrícia.

Sua posição de intrusa será flagrada quando um caso de amor nasce entre ela e Bill.

Tupi – 19h
de 26 de fevereiro a 23 de março de 1967
20 capítulos

novela de Geraldo Vietri
baseada no romance de William Irish
direção de Geraldo Vietri

Novela anterior no horário
Os Irmãos Corsos

Novela posterior:
A Ponte de Waterloo

DINA SFAT – Helen / Patrícia
HÉLIO SOUTO – Bill
PATRÍCIA MAYO – Patrícia
JOSÉ PARISI
MARIA LUIZA CASTELLI
NORAH FONTES
ADEMIR ROCHA – Hugh
MACHADINHO (AUGUSTO MACHADO DE CAMPOS)
XISTO GUZZI
ÁUREA CAMPOS
LUIZ HUMBERTO

A novela trouxe alguma modernização em termos de imagem, procurando se aproximar da cinematográfica. (“Memória da Telenovela Brasileira”, Ismael Fernandes)

Era a segunda vez que a história de William Irish era adaptada na TV brasileira. A primeira, em 1962 (novela não diária), exibida duas vezes por semana, com Rita Cleós, Laura Cardoso e Tarcísio Meira.

Assumir a identidade de uma amiga – desaparecida ou dada como morta – é um filão já bastante explorado em nossa Teledramaturgia. Além de A Intrusa (1967): Plumas e Paetês (1980-1981), Vida Roubada (1983-1984), Cara e Coroa (1995-1996), Pérola Negra (1998-1999), Esplendor (2000), e outras.

A atriz Patrícia Mayo retornava à TV Tupi depois de um período de afastamento, quando deu à luz seu primeiro filho, fruto de seu casamento com o diretor Luiz Gallon.

Veja também

  • angustiadeamar

Angústia de Amar

  • tupi60

A Ponte de Waterloo

  • remisteriosa

A Ré Misteriosa

  • tupi60

Ciúmes