Sinopse

Pedro (Selton Mello) é o único que pode enxergar Amanda (Luana Piovani), uma bela mulher que reúne todos os atributos da amante ideal. A situação do rapaz é complicada, já que ele é casado com Clarisse (Débora Falabella) e vai precisar lidar com o fato de ter duas mulheres em sua vida. Para piorar, além de esposa, Clarisse é nada menos que a chefe de Pedro, dona da agência de publicidade onde ele agora trabalha.

Para conseguir levar a situação adiante, Pedro conta com a ajuda de Wilson (Álamo Facó), também funcionário da agência de Clarisse. No entanto, pode-se dizer que Wilson não tem muito talento para dar conselhos e acaba colocando o amigo nas maiores confusões. A equipe da agência conta ainda com Silvinha (Deborah Wood), que é apaixonada por Wilson, apesar de viver uma relação de amor e ódio em função das escapulidas do rapaz.

Globo – 23h
1ª temporada: de 31 de maio a 5 de julho de 2011, 5 episódios
2ª temporada: de 1º de novembro a 20 de dezembro de 2011, 8 episódios
total de 13 episódios

roteiro de Guel Arraes, Cláudio Torres, Mauro Wilson e Leandro Assis
colaboração de Jorge Furtado (na 2º temporada)
redação final de Guel Arraes e Mauro Wilson
direção Geral de Cláudio Torres, Carolina Jabor e Selton Mello
núcleo Guel Arraes
coprodução Conspiração Filmes

SELTON MELLO – Pedro
LUANA PIOVANI – Amanda
DÉBORA FALABELLA – Clarisse
ÁLAMO FACÓ – Wilson
DEBORAH WOOD – Silvinha
MARCOS SUCHARA – Téo

Livremente inspirada no filme homônimo – lançado em 2009, também estrelado por Selton Mello e Luana Piovani -, a série A Mulher Invisível foi uma ideia desenvolvida originalmente por Guel Arraes e Cláudio Torres, em coprodução Globo e Conspiração Filmes.

Substituiu a série Divã no dia e horário (terças-feiras às 23 horas, após a série Tapas e Beijos).

Houve a preocupação do diretor Cláudio Torres em imprimir a qualidade do cinema à televisão.
“O tempo de produção do cinema é maior que o da televisão, mas isso está mudando. Fazer cinema para a TV tem sido uma tendência mundial”, explicou o diretor.

A primeira temporada contou com 5 episódios e logo saiu do ar para dar lugar à novela O Astro (na faixa das 23 horas). A segunda temporada estreou logo após o término da novela, em novembro, desta vez totalizando 8 episódios.

Selton Mello, além de atuar na série, foi responsável pela direção do último episódio.

Em 2012, A Mulher Invisível foi premiada com o Emmy Internacional (prêmio americano) como melhor série cômica de 2011.

A Mulher Invisível foi reapresentada em duas ocasiões. Entre 22/01 e 13/04/2016, no canal Viva. E em 26 e 28/05/2015 (em duas partes), em formato de telefilme, na faixa Luz, Câmera, 50 Anos, em homenagem ao cinquentenário da TV Globo.

Veja também

  • docedemae_logo

Doce de Mãe