Sinopse

O sonho da Patota (Vicente, Juliana, Bolacha, Tião, Pedro, Mônica e Chico Fantasia) – um grupo de crianças que moram na mesma vila, que mistura pobres e ricos – é fazer uma viagem à África. A professora Neli e seu namorado Jorge são os principais incentivadores para a conquista do sonho.

Enquanto isso amores e namoricos recheiam a novela. Como o romance de Milton e Regina. Milton é um jovem bom e rico, mas muito dominado pela mãe, a ambiciosa Dona Carmem, que não aceita Regina como sua namorada, porque a moça vem de uma família humilde. Carmem detesta a pobreza, pois não consegue se esquecer de sua infância cheia de privações. Enriquecendo com o casamento, ela quer a mesma sorte para o filho e não hesitará em mentir e engendrar problemas para ele.

Globo – 18h
de 27 de novembro de 1972
a 29 de março de 1973
101 capítulos

novela de Maria Clara Machado
direção de Reynaldo Boury

Novela anterior no horário
Bicho do Mato

as crianças
FÁBIO MÁSSIMO – Vicente Cara-de-Pau
ROSANA GARCIA – Juliana
JÚLIO CESAR – Bolacha
JOSÉ ANTÔNIO PRATA (PRATINHA) – Tião
CÓRIS JÚNIOR – Pedro
FRANCIS WAIMBERG – Mônica
JORGE ALEXANDRE – Chico Fantasia
e
DÉBORA DUARTE – Neli
MÁRIO GOMES – Jorge
MARCO NANINI – Professor Adolfo Simões
REYNALDO GONZAGA – Milton
LÚCIA ALVES – Regina
RENATA FRONZI – Carmem
PAULO PADILHA – Dr. Cardoso
PEDRO PAULO RANGEL – Zé Antônio
SÔNIA DE PAULA – Aninha
ANTÔNIO CARLOS – Manuel Vira-Latas
VERA BRAHIM – Anita
FERNANDO JOSÉ – Zé
FLORA GENI – Aurélia
MACEDO NETO – Dr. Camargo
LIA FARREL – Lia
ZENI PEREIRA – Basília
SUZY KIRBI – Anésia
AMELIN FIANI – Mafalda
LUPE GIGLIOTTI – Bernardina
OSWALDO DE ANDRADE
KLEBER DRABLE – Mário
ARTHUR COSTA FILHO – João
MARTIN FRANCISCO – Padre Julião
URBANO LÓES – Dr. Stainfeld
LIDIA MATTOS – Laura
ZEZÉ MOTTA – Zezinha
HELIO ARY – Delegado Matoso
LEILANY CHEDIAK – Marília
AUGUSTA MOREIRA – Selma
BETTY SADDY – Olívia
MANOEL VIEIRA – André
BETH CARUSO – Adalgisa
CELSO MURCE – amigo de Milton
ILVA NIÑO – beata
ANTONIO ANDRADE – trapaceiro

Novela da teatróloga Maria Clara Machado voltada para o público infanto-juvenil. Em 1975, a autora adaptou para a TV a sua peça Pluft, o Fantasminha. Foram suas duas únicas incursões na teledramaturgia.

A Globo ainda não tinha o horário das seis como tradicional faixa para novelas, por isso apresentava produções infanto-juvenis, como essa, anunciada na época como uma “novela jovem de Maria Clara Machado”.

A autora contou em entrevista, na época, que sofreu muito com o ritmo exigido pela televisão. Ela tinha que escrever um capítulo por dia.
Segundo o diretor Reynaldo Boury, foi ele quem a incentivou a escrever a trama.
Fonte: site Memória Globo.

O destaque ficou mesmo por conta do grupo de crianças, a Patota do título, com um elenco mirim.

Primeira novela da atriz Sônia de Paula.
Estreia na Globo das atrizes Zezé Motta e Lupe Gigliotti.

Curiosa a observação sobre a novela dos censores do Serviço de Censura e Diversões Públicas, órgão ligado ao Governo Militar que regia a censura aos programas de televisão na época:
“Chamar a atenção dos produtores quanto à necessidade de amenizar a linguagem agressiva das crianças para com os adultos, vez que, sem ter exemplos, já são malcriados e rebeldes por natureza, ainda mais recebendo estímulos pela TV.”
Fonte: livro “Beijo Amordaçado – A Censura às Telenovelas Durante a Ditadura Militar”, de Cláudio Ferreira.

Trilha Sonora
patotat
01. PUSHBIKE SONG – The Clowns
02. A GAROTADA – The Clowns
03. ECHO VALLEY – Wayne Newton
04. PROFESSOR BORBOLETA – The Clowns
05. SILLY WASN’T I – Valerie Simpson
06. PAPA WAS A ROLLIN’ STONE – Temptations
07. A PATOTA – The Clowns
08. ANJO DA MANHÃ – The Clowns
09. NICK E O VIRALATA – The Clowns
10. OOH-WAKKA-DOO-WAKKA-DAY – The Clowns
11. VALSA DOS ANJOS – The Clowns
12. BEAUTIFUL SUNDAY – The Clowns
13. YOU ARE EVERYTHING – The Clowns
14. MEET ME ON THE CORNER – The Clowns

Coordenação Geral: João Araújo
Produção Musical: Eustáquio Sena

Tema de Abertura: A PATOTA – The Clowns
Vou ser criança, vou
Até morrer
Viver a vida assim
Viver sem pensar
Brincar de amor eu vou
Sem medo e dor
Soe o apito que quiser, eu vou
Com você e quem puder, falou !
Sol, acorde e deixe o barco andar
Temos tempo e vento para amar
Vou ser criança, vou
Até morrer…

Veja também

  • comediaespecial_logo

Comédia Especial

  • bichodomato71_logo

Bicho do Mato (1972)

  • selvadepedra72_logo

Selva de Pedra (1972)

  • bofe_logo

O Bofe