Sinopse

O índio Tininim decide trocar a vida da floresta pela confusão da cidade. Ele se diz cansado do verde e do cheiro de mata e decide partir para a civilização, apesar dos pedidos de sua namorada Tuiuiú.

A onça Galileu convoca toda a turma da Mata do Fundão para uma reunião de emergência. Precocupado, o Saci Pererê resolve também viajar para ver como seu amigo está se saindo em meio aos ônibus, prédios e metrôs. Pererê e seu redemoinho partem deixando Galileu em perigo na mata.

Enquanto isso, os compadres caçadores desenvolvem uma máquina infalível para matar Galileu, o troféu mais cobiçado pelos membros do Sindicato dos Caçadores.

TVE / TV Cultura – 10h30 / 15h30
de 13 de julho a 9 de agosto de 2001
20 episódios

adaptação e roteiros de Wilson Rocha
baseada na obra de Ziraldo
direção de André Pinto e Sônia Garcia
direção geral de Sônia Garcia
coordenação de produção de Susana Amado

SILVIO GUINDANE – Saci Pererê
ANTÔNIO CASTIGLIONE – Tininim
ANA PAULA OLIVEIRA – Tuiuiú
RODRIGO PENA – Galileu (a onça)
PAULO JR. – Alan (o macaco)
GUSTAVO PEREIRA – Geraldino (o coelho)
LEONARD CAMPOS – Pedro Vieira (o tatu)
PÉRICLES AMIN – Moacir (o jabuti)
ALINE AGUIAR – Boneca de Pixe
ALEXANDRE DACOSTA – caçador
RENATO BORGHI – caçador
Os personagens da Turma do Pererê foram criados pelo cartunista Ziraldo em 1958. Foi publicado pela primeira vez em 1959 nas páginas da revista brasileira O Cruzeiro e explodiu na década de 60.

A Turma do Pererê, a série infanto-juvenil, ensinava crianças e adultos a preservar o meio ambiente e a resgatar os valores da cultura e do folclore brasileiro. O cenário das histórias era a Mata do Fundão (que é o Brasil), onde os personagens e bonecos reviviam lendas e
costumes que fazem parte da cultura brasileira.

Além dos personagens dos quadrinhos, a série também contou com a participação de bonecos, como o professor Nogueira (uma coruja) e Quiquica e Pimentel, casal alegre de joão-de-barro. A trilha sonora também foi muito bem cuidada com interpretação de Moraes Moreira, Ney Matogrosso, Léo Jaime, Zezé Mota, Antônio Pinto, entre outros.

Filmado em película de 16mm, na cidade mineira de Tiradentes, o programa começou a ser filmado em dezembro de 1998, com um orçamento de R$ 1,5 milhão.

Em vez de apenas animar os quadrinhos de Ziraldo, os personagens ganharam vida com um elenco basicamente infantil. A carnavalesca tri-campeã da Imperatriz Leopoldinense, Rosa Magalhães, assinou a direção de arte.

Em outubro de 1983, na Semana da Criança, a Globo levou ao ar um especial musical infantil com a turma do Pererê, com direção geral de Augusto César Vanucci.

A Turma do Pererê era reapresentado aos domingos, às 10h30.

Veja também

  • casteloratimbum_logo

Castelo Rá-Tim-Bum

  • mundodalua_logo

Mundo da Lua

  • saosesalvos_logo

Sãos e Salvos!