Sinopse

A prostituta Angélica – de codinome Poderosa (Day Mesquita) – conhece o agricultor e agrônomo Miguel (Rafael Sardão) na lanchonete do posto de gasolina onde toma café após uma noite de trabalho enquanto ele abastece seu carro para mais um dia de labuta no Mercado Municipal de São Paulo. Os dois voltam a se encontrar no fim do dia, quando ela começa seu expediente e ele está terminando.

Angélica não sabe, mas está sendo perseguida por Leandro (Gabriel Gracindo) e Bernardo (Heitor Martinez), que têm a missão de matá-la. Esta é uma ordem de Tobias (Thiago Rodrigues), meio-irmão que a prostituta desconhece. Tobias é filho do milionário Ramiro (Juan Alba), dono de uma das maiores empresas de agenciamento de jogadores de futebol do Brasil. Ramiro foi amante da mãe de Angélica. Nunca quis sequer conhecer a filha e, com o tempo, perdeu o interesse na mãe da bastarda, que acabou morrendo na miséria.

Ramiro necessita de um transplante de rim e seus dois filhos, Tobias e Fernanda (Bárbara França), são incompatíveis. Será que, vendo a morte se aproximar, ele está querendo se redimir do seu passado, de ter rejeitado Angélica, ou apenas querendo encontrar uma doadora compatível e salvar a sua vida? Ramiro está à procura de Angélica, mas Tobias a encontrou antes. O rapaz não vai dividir a herança do pai com nenhuma bastarda. E pior: prostituta de beira de estrada. Seu desejo é que o pai não consiga encontrar doador e morra.

Em mais um dia de trabalho, Poderosa/Angélica é assediada por Bernardo, que a leva para um matagal próximo da estrada, onde é espancada . Ele pensa que a matou e a deixa ali para simular que algum cliente foi o responsável pela violência que resultou em sua (suposta) morte. Ao passar pela estrada, Miguel reconhece um casaco de Angélica no chão. Ele sai da caminhonete e encontra corpo da moça, que está ferida e desacordada, e parte rumo ao hospital. Miguel oferece para Angélica se recuperar em seu sítio.

Angélica se restabelece e aceita a proposta de Miguel de trabalhar com ele no Mercado Municipal. Miguel acredita que ela perceberá que tem outra escolha para sua vida. Enquanto isso, a Poderosa, com desejo de vingança, investiga quem foram os mandantes do atentado que sofreu e o que os motivou. Ela se infiltra como prostituta no Mademoiselle Olympia Night Club, um prostíbulo requintado, tornando-se a nova sensação e causando a inveja de suas concorrentes. Até o dia em que é requisitada por Ramiro, sem desconfiar que ele é seu pai.

Record – 20h30
de 10 de dezembro de 2019 a 20 de abril de 2020
reestreia: 28 de outubro de 2020

novela de Cristianne Fridman
escrita com Carla Piske, Aline Garbati, Jussara Fazolo, Alexandre Teixeira, Alexandre Richard, Jaqueline Corrêa, Sanderson Costa e Camilo Pellegrini (até o capítulo 28)
supervisão de texto de Cristiane Cardoso
direção de Rudi Lagemann, Ajax Camacho, Rogério Passos, Guga Sander e Hudson Vianna
direção geral de Rudi Lagemann
coprodução Casablanca

Novela anterior
Topíssima

DAY MESQUITA – Angélica / Poderosa
RAFAEL SARDÃO – Miguel
JUAN ALBA – Ramiro
THIAGO RODRIGUES – Tobias
BÁRBARA FRANÇA – Fernanda
SELMA EGREI – Norma
FRANÇOISE FORTON – Olympia
DANI MORENO – Berenice / Furacão
ERNANI MORAES – Oxente (Antônio)
ANDREA AVANCINI – Zenaide
GUILHERME DELLORTO – Pedro Antônio
CESÁR CARDADEIRO – José Antônio
MIGUEL COELHO – Antônio Jr.
MICHELLE BATISTA – Maria Antônia
PAULO FIGUEIREDO – Geovani
STHEFANY BRITO – Donatela / Doutorzinha
BETH ZALCMAN – Carmem
GABRIEL GRACINDO – Leandro
HEITOR MARTINEZ – Bernardo
MANUELA DO MONTE – Fabiana
MARCELA MUNIZ – Sônia
PAULO REIS – Ernani
EDUARDO LAGO – Luigi Trovatelli
CHRISTIANA KALACHE – Serena
MATHEUS COSTA – Pepe
ISADORA CECATO – Bibiana
JUI HUANG – Chang
CARLOS TAKESHI – Takashi
MALU FALANGOLA – Ioná
JULIANA LOHMANN – Cindy
CASTRINHO – Bento
THIERRY FIGUEIRA – Delegado Fonseca
MIGUEL NADER – Willian / Duplex
CAMILA MAYRINK – Vânia
BERNARDO MESQUITA – Mauro
BRENDA SABRYNA – Rosa Flor
PEDRO NERCESSIAN – Beto
THIAGO AMARAL – Wesley
JOSÉ VICTOR PIRES – Hugo
NICA BONFIM – Ludmila
ALEXANDRE LINO – Xavier
MÁRCIO ELIZZIO – Santiago
IVAN RIOS – Olavo
WILLIAN MELLO – Nino
MARCELO BATISTA – Maikitaison (Alberto)
MILTON FILHO – Chico
IARA JAMRA – Yara
ANA VARELLO – Luciana
YOHAMA ESHIMA – Tatiana
RAPHAEL MONTAGNER – Juliano
MÁRCIA DI MILLA – Marly

as crianças e adolescentes
HENRIQUE CAMARGO – Caio
GUI MENDONÇA – Nivaldo
JULIANA FONTANA – Suelen
PABLO BARROS – Cata Bola (Guilherme)
MATHEUS SAMPAIO – Ivan
MAJU RODRIGUES – Verônica

e
ANA VARELLO – Luciana
ANDRÉ MELO – cliente de Poderosa
ARIANE ROCHA – Amanda Silva (jovem)
BRUNA NEGENDANK – Fernanda (criança)
CAMILA RODRIGUES – Sophia
CHARLES PARAVENTI – Danilo Gusmão
ED OLIVEIRA – cliente de Poderosa
FELIPE CUNHA – Antônio
GUILHERME MENDONÇA – Nivaldo
JONATHAN NOGUEIRA – criminoso a serviço de Bernardo
LEONARDO LIMA – Rodrigo
LUIZ BACCI como ele mesmo
PABLO SOBRAL – Almeida
PAULO VILELA – assistente social
RAUL LABANCA – Rubens
SÁVIO MOLL – Dr. Fragoso
THIAGO GIACOMINI – Mosar
VANDERLEI LUXEMBURGO como ele mesmo
WILLIAM VITTA – policial criminoso a serviço de Bernardo

A Record TV lançou Amor Sem Igual com a mesma equipe técnica, autora, roteiristas e diretores da novela anterior no horário, Topíssima, assinada por Cristianne Fridman com direção geral de Rudi Lagemann. Topíssima já estava totalmente escrita quando começou a ser gravada e sua produção estava adiantada. Diferentemente dela, Amor Sem Igual seguiu o fluxo costumeiro de uma produção: era gravada enquanto estava sendo escrita.

Causou estranhamento quando a Record TV anunciou que a mocinha de sua nova novela seria uma prostituta – Poderosa, vivida por Day Mesquita. Porém, Cristianne Fridman acalmou os ânimos: ”Família brasileira pode assistir, papai, mamãe, todo mundo!″
“As prostitutas não entram de uma forma didática. Elas fazem parte do universo dos personagens. É uma história romântica. Não é um mergulho no mundo da prostituição”
, afirmou a autora em entrevista a Nilson Xavier publicada no Huffpost Brasil antes da estreia da novela.
O diretor Rudi Lagemann completou: “A prostituição entra como pano de fundo, com dois cenários importantes na trama: a rua e o clube chique de prostituição.”
Fridman ainda salientou que foi a própria Cristiane Cardoso – supervisora de texto da Record – quem sugeriu esse tema.

A primeira referência para a composição de Poderosa foi Julia Roberts no filme Uma Linda Mulher (1990), inclusive com direito ao mesmo tipo de peruca que a atriz usou no filme – apesar de as trajetórias das personagens terem sido totalmente distintas.

A principal diferença entre Topíssima e Amor Sem Igual – além da ambientação, uma era no Rio e a outra em São Paulo – foi a abordagem. A protagonista de Topíssima, Sophia (Camila Rodrigues) era uma feminista que vivia às turras com o mocinho, com uma pegada de comédia. Poderosa de Amor Sem Igual não acreditava no amor, enquanto seu par romântico via nela a possibilidade de “recuperá-la”. Não era o viés da comédia que conduzia a história, mas o drama, afirmou o diretor.
Rudi Lagemann destacou: “A diferença nessa novela é que ela é mais adulta no enredo, nos temas. Tudo bem, tinha a questão de drogas e aborto em Topíssima. Não são as questões sociais que vão predominar [em Amor Sem Igual], mas o romance, o básico do folhetim. Os temas estão ao redor, a prostituição, o tráfico de órgãos. Como são assuntos sérios e importantes, eu tenho que prestar mais atenção. Não posso tratar como uma comédia e não posso pesar no realismo.”

Sobre a escolha por São Paulo para ambientar a trama, Lagemann afirmou: “A escolha veio direto da direção da emissora. Por Topíssima ter sido tão marcante no Rio, acho que repetir uma história no Rio ia ser complicado. E também para atender São Paulo, uma cidade mais cosmopolita, com uma diversidade, muitas etnias. Isso torna o enredo mais rico.”
Fridman completou: “Nós temos no Mercadão de São Paulo o bom convívio das diferenças: há o paulista, o chinês, o japonês, o nordestino. A novela traz isso à tona. Temos que respeitar as diferenças, parar com o preconceito que se traduz muitas vezes em uma violência que não pode mais ser admitida.”

Nos estúdios da Casablanca (coprodutora) foi reproduzida parte do Mercadão de São Paulo, com várias barracas de produtos, além do mezanino, onde ficam os bares e lanchonetes. A diferença é que não havia (nos estúdios) o mezanino, já que o nível era mesmo do térreo, com as barracas. Coube à computação gráfica criar o efeito de mezanino.

A partir de 02/12/2019, a Record TV adiantou o Jornal da Record para que sua novela iniciasse às 20h30, competindo assim com o Jornal Nacional, da Globo, e o Roda a Roda Jequiti, do SBT. Começou com a última semana de Topíssima. Amor Sem Igual já estreou nessa nova grade. Aos sábados, no mesmo horário, eram reprisados os melhores momentos dos capítulos da novela exibidos na semana.

Antenada com o público tecnológico, que não depende mais exclusivamente da passividade do aparelho de televisão em casa, mas de uma série de janelas e plataformas digitais que permitem não só a audiência, mas também a interação, Amor Sem Igual apostou no engajamento do público por meio das redes sociais como forma de dialogar com os telespectadores, com personagens inseridos nesse universo. No Instagram, havia os perfis da personagem Maria Antônia (vivida por Michelle Batista) e da agência Bras Esporte (ambientação da trama).

Em março de 2020, em virtude da pandemia de Covid-19 (coronavírus), as emissoras de TV suspenderam temporariamente suas produções de dramaturgia, interrompendo a exibição de novelas e substituindo-as por reprises ou outros programas. Assim, as gravações de Amor Sem Igual foram suspensas em março até a situação se normalizar. A novela teve capítulos exibidos até 20 de abril, sendo substituída pela reprise de Apocalipse, originalmente exibida entre 2017 e 2018.
Amor Sem Igual retornou às gravações em agosto, após a definição de um protocolo de segurança para atores, diretores, produção e equipe. A reestreia ocorreu em 28/10/2020, com a exibição dos 40 capítulos restantes da novela, todos já gravados e finalizados.

ABC DO SERTÃO – Luís Gonzaga e Fagner (tema de Oxente)
ÁGUA COM AÇÚCAR (ao vivo) – Luan Santana (tema de Antônio Júnior e Cindy)
AMOR DE SEDUÇÃO – Moysés (tema de Donatela e tema de locação: Mademoiselle Olympia Night Club)
AMOR SEM IGUAL – Banda Universos (tema de abertura na primeira fase)
A VOLTA DA GAFIEIRA – Alcione (tema de locação: Casa de Repouso Dia Feliz)
DONA DE MIM – Iza (tema de Poderosa)
FLOR – Banda Universos (tema de Maria Antônia)
I NEVER TOLD YOU – Banda Universos (tema de Donatela e José Antônio)
IN THE SILENCE – Banda Universos (tema de Poderosa e Miguel)
I WILL LOVE AGAIN – Banda Universos (tema geral e tema de abertura na segunda fase)
LIBÉLULA – Roberta Campos (tema de Zenaide)
NÃO OLHA ASSIM PRA MIM – Outroeu (tema de Hugo)
QUANDO OLHO PRA VOCÊ – Banda Universos (tema romântico geral)
REBELDE SEM CAUSA – Ultraje a Rigor (tema de Antônio Júnior)
SEXO E LUZ – Gal Costa e Lokua Kanza (tema de Olympia)
THE PROMISE – When in Rome (tema de Ramiro)
THE REASON – Hoobastank (tema de Miguel)
TOO LATE – Zeeba (tema de Poderosa)
WOMAN IN CHAINS – Banda Universos é (tema de Duplex e Furacão)

Por trás daquele olhar existia alguém tão linda
Que não acreditava no amor e nem se quer sabia
Que iria encontrar alguém especial, que iria lhe fazer feliz
E com ele ia viver um amor sem igual

Meu coração, só pulsa por você
E ao te encontrar descobri o grande amor
O seu olhar levou toda minha dor
Você me aceitou como eu sou

Por trás daquele olhar existia alguém tão linda
Que não acreditava no amor e nem se quer sabia
Que iria encontrar alguém especial, que iria lhe fazer feliz
E com ele ia viver um amor sem igual

Veja também

  • topissima2

Topíssima

  • jezabel

Jezabel

  • vidasemjogo_logo

Vidas em Jogo

  • vitoria2014_logo

Vitória (2014)