Sinopse

Ana é abandonada pelo marido, César, que junta-se a outra mulher, Margot.

Ela se emprega então como arrumadeira na casa dos pais de Margot, para acirrar os conflitos.

Record – 19h30
de 7 de outubro de 1968 a 28 de fevereiro de 1969

novela de Sylvan Paezzo
direção de Fernando Torres

MARIA ESTELA – Ana
ROLANDO BOLDRIN – César
ARACY CARDOSO – Margot
ÍRIS BRUZZI – Carmem
WÁLTER AVANCINI – Tiago
MÍRIAM MEHLER – Sônia
GERMANO FILHO – Raimundo
SÉRGIO MAMBERTI – Tenório
SÔNIA OITICICA – Antonieta
EDY CERRI – Patrícia
ANTÔNIO PITANGA – Antônio
CÉLIA RODRIGUES – Cida
JOVELTHY ARCHÂNGELO – Alex
HAROLDO BOTTA – Marcelinho
BEATRIZ SEGALL – Mercedes
MARCOS PAULO – Vladimir
JARDEL MELLO – Américo
CLÁUDIO FABIAN – Luiz Augusto
YOLANDA CARDOSO – Maria
RENATO RESTIER – Frederico
LEONOR NAVARRO
PAULO VILLAÇA
AMÉLIA SEISSEL
ENZO CARNOTTI
LUIZ D´AVILA
A Record estava empolgada com novelas e lançara um segundo horário.

Era mais um investimento para o futuro na conquista de adeptos.

A novela tinha seu script carregado de lugares-comuns, em que até um medalhão – no melhor estilo de clichê antigo – servia de suspense e mistério.

Wálter Avancini participou dessa novela apenas como ator, dessa vez.

No Rio de Janeiro, a novela foi exibida pela TV Rio.

Veja também

  • eraprecisovoltar

Era Preciso Voltar

  • band60

O Bolha

  • joaojucajr

João Juca Jr.