Bastidores

Séries de teleteatros apresentadas todas as segundas-feiras, às 22 horas. Adaptações de peças de diferentes autores, dirigidas por vários profissionais e sem elenco fixo.

A série Aplauso substituiu momentaneamente a produção dos Casos Especiais em 1979.

O programa foi criado com o propósito de revitalizar os teleteatros na Globo. A seleção dos textos obedecia a três critérios: variedade de gêneros, apelo ao público e facilidade de montagem. Os programas eram sempre gravados no Rio de Janeiro e, em geral, exigiam de duas a três semanas de ensaios.

Aplauso superou a audiência prevista inicialmente pela direção da emissora, mas enfrentou problemas de direitos autorais para as peças de autores estrangeiros, muitas vezes de posse de empresas internacionais, como a BBC e a Motion Pictures. Peças como “Yerma“, de Garcia Lorca, e “Gata em Teto de Zinco Quente“, de Tennessee Williams, não puderam ser adaptadas.

O último programa exibido não foi a adaptação de uma peça teatral, mas de trechos de romances e contos do escritor Guimarães Rosa. Recebeu o título de “Uma ou Duas Coisas sobre João Guimarães, o Rosa“, que também, ficou conhecido como “Espetáculo Guimarães Rosa“. A iniciativa teve grande repercussão e os moradores da cidade de Cataguases (MG) enviaram um abaixo assinado a Paulo José, diretor do programa, pedindo a reapresentação. O ministro das Comunicações Sociais à época, Said Farah, enviou carta a Roberto Marinho parabenizando-o pela qualidade do programa.

Uma das razões mencionadas para o cancelamento de Aplauso foi a impossibilidade de se manter a qualidade de uma peça de duas horas em uma adaptação de apenas 50 minutos.

Globo – 22h
de 21 de maio a 19 de novembro de 1979
23 episódios

coordenação de Paulo José

vestido de noiva (21/05/1979), de Nelson Rodrigues, adaptação de Domingos de Oliveira, direção de Paulo José
TÔNIA CARRERO – Madame Clessi
OTHON BASTOS – Pedro
SUZANA VIEIRA – Lúcia
DINA SFAT
DIONÍSIO AZEVEDO
ARY COSLOV
JOANA FOMM
DOMINGOS DE OLIVEIRA
IVAN CÂNDIDO
LAFAYETTE GALVÃO
ROGÉRIO FRÓES
FABÍOLA FRACAROLLI
MILTON GONÇALVES
EDUARDO MACHADO
HELOÍSA HELENA
LOURDES MAYER
PASCHOAL VILLABOIM
FÁBIO MÁSSIMO
TÂNIA SCHER
REJANE SCHUMANN

a ilha das cabras (28/05/1979), de Ugo Betti, adaptação de Ferreira Gullar
ao lado meu na imensidão (04/06/1979), adaptação de Domingos de Oliveira
o homem pálido (11/06/1979), de Lúcio Cardoso, adaptação de Fábio Sabag
só o faraó tem alma (18/06/1979), de Silveira Sampaio, adaptação de Ferreira Gullar

o santo inquérito (25/06/1979), de Dias Gomes, adaptação de Antônio Mercado
REGINA DUARTE
MÁRIO LAGO
LORIVAL PARIZ
PAULO JOSÉ

uma noite com agatha christie (02/07/1979), de Enéas Lour, adaptação de Fábio Sabag
a lição e o ovo (09/07/1979), adaptação de Antônio Mercado e Paulo José
o preço (16/07/1979), de Arthur Miller, adaptação de Ferreira Gullar

um grito parado no ar (23/07/1979), de Gianfrancesco Guarnieri, adaptação de Ferreira Gullar, direção de Paulo José
OTHON BASTOS – Augusto
MARTHA OVERBECK – Amanda
RENATO BORGHI – Fernando
LÉLIA ABRAMO – Flora
OSWALDO CAMPOZANA – Euzébio
SURA BERDITCHEVSKY – Nara
PAULO JOSÉ – narrador

queridos fantásticos sábados (30/07/1979), de Teresa Queiróz Guimarães
LORIVAL PARIZ
DINA SFAT
FERNANDA TORRES

berenice (ou no vértice de uma paixão) (06/08/1979), de Roberto Gomes
TEREZA RACHEL

os assassinos (13/08/1979), de Dino Menashe e Alberto Salvá
as pequenas raposas (20/08/1979), de Lillian Hellman, adaptação de Ferreira Gullar

deu porco na cabeça – de Reynaldo Loyo, adaptação e direção de Fábio Sabag
RAUL CORTEZ
PEPITA RODRIGUES
ELZA GOMES
DORINHA DUVAL
MARIA POMPEU
JOSÉ AUGUSTO BRANCO
RODOLFO ARENA
PIETRO MÁRIO
TONICO PEREIRA

como matar um playboy – de João Bethencourt, adaptação e direção de Alberto Salvá
NEY LATORRACA
ELIZÂNGELA
ROGÉRIO FRÓES
APOLO CORREA
SEBASTIÃO VASCONCELOS

as gralhas (17/09/1979), de Bráulio Pedroso
riso na cara (24/09/1979), adaptação de Lenita Plonczynski e Domingos de Oliveira
o morto do encantado saúda o povo, morre e pede passagem (01/10/1979), de Oduvaldo Viana Filho
angélica (08/10/1979), adaptação de Fábio Sabag

dona felinta, a rainha do agreste (15 e 22/10/1979), de Ferreira Gullar, direção de Paulo José
LÉLIA ABRAMO – Dona Felinta
OTHON BASTOS
NÍVEA MARIA
IVAN MESQUITA
NILDO PARENTE
JOFRE SOARES
RODRIGO SANTIAGO

marcados (29/10/1979), de Lenita Plonczynski
o judas em sábado de aleluia (05/11/1979), de Martins Pena, adaptação de Ferreira Gullar
o tesouro de xica da silva (12/11/1979), de Antônio Callado
uma ou duas coisas sobre joão guimarães, o rosa (19/11/1979), adaptação de Paulo José

Veja também

  • comediaespecial_logo

Comédia Especial

  • casoespecial_logo

Caso Especial

  • casoverdade_logo

Caso Verdade