Sinopse

Um grupo de pessoas – liderado pelo psicólogo Dr. César Mariano – se reúne frequentemente para se autoajudar. Tentam, através de análise coletiva, eliminar os problemas umas das outras para viverem melhor. Esses problemas são as “bruxas” que atormentam cada um.

No grupo está Renê, uma jovem que perdeu a memória no acidente que matou os pais e vive com os tios Otto e Dagmar, que ambicionam sua herança. Otto e Dagmar também são responsáveis pela doença mental de Stella, filha de Otto, apaixonada por Tito, que vai salvá-la quando a moça é internada num manicômio.

Também os quarentões Vitor e Guilherme, que saem para paquerar jovens garotas, até que Vitor se apaixona por uma moça que ele não sabe ser filha do amigo. O comportamento de Guilherme também acaba com seu casamento com Flora, uma mulher que sempre viveu em função da família e decide recomeçar a vida. Para isso conta com o apoio do grupo de psicanálise e da amiga Teresa, que revela-se apaixonada por Guilherme.

Tupi – 20h e 21h30
de 18 de maio a novembro de 1970

novela de Ivani Ribeiro
direção de Wálter Avancini e Carlos Zara

Novela anterior no horário (às 20h)
Super Plá

Novela posterior (às 20h)
A Gordinha

WALMOR CHAGAS – Dr. César Mariano
NATHÁLIA TIMBERG – Dagmar / Olívia
CLÁUDIO CORRÊA E CASTRO – Otto Wagner
MARIA ISABEL DE LIZANDRA – Renê
LIMA DUARTE – Michel Martin
CARLOS ZARA – Vítor Varela
WÁLTER FORSTER – Guilherme
ODETE LARA – Flora
MARIA DELLA COSTA – Teresa
JOANA FOMM – Sofia
DÉBORA DUARTE – Stella
TONY RAMOS – Tito
DENIS CARVALHO – Zé Luís
IVAN MESQUITA – Benjamim
LÉLIA ABRAMO – Dona Chiquinha
JOSÉ PARISI – Horácio
MARILU MARTINELLI – Nancy
ARACY CARDOSO – Sabrina
PATRÍCIA MAYO – Carmem
KATE HANSEN – Verinha
HAROLDO BOTTA – Netinho
TEREZINHA CUBANA – Brigite
JUAN DE BOURBON – Raul
HOMERO KOSSAC
ANA MARIA NEUMANN
SUZANA MARIA VIEIRA
CECÍLIA MACIEL
DIRCE MILITELLO
ZANONI FERRITE
OSVALDO ÁVILA
OSLEY DELAMO – criado

Ivani Ribeiro estava de volta à TV Tupi, após o fim da Excelsior.

As Bruxas tinha uma boa estrutura e um elenco estelar, que aproveitava atores da recém extinta TV Excelsior. A novela procurava se distanciar dos esquemas tradicionais dos folhetins de então: apresentou um assunto sofisticado com uma preocupação de ordem cultural e intelectual.

Para desenvolver o tema de conteúdo psicológico, a autora contou com a assessoria técnica da psicóloga carioca Vera Husseman e passou a frequentar sessões de um grupo de psicoterapia, com a finalidade de observar sua mecânica e o comportamento dos participantes. (Carolline Rodrigues em “Ivani Ribeiro, a Dama das Emoções”)

Mas o tema pesado não conseguiu cativar o público do horário nobre que ia de encontro à TV Globo em sua maior fase de auto-promoção.

Durante a exibição de As Bruxas, a censura da Ditadura Militar impôs a alteração do horário de exibição da novela – das 20 para as 21h30 – por considerar impróprio tratar de temas como separação de casais, adultério e psicanálise às 8 da noite. De qualquer maneira, era difícil concorrer no mesmo horário com o sucesso de Irmãos Coragem, da Globo.

Em resumo, para 1970 ainda era cedo para o grande público ver incorporados à novela temas que aludiam à influência e importância terapêutica psicanalítica na sociedade contemporânea, mostrando pessoas como quaisquer outras, despreparadas para a vida, repletas de problemas, medos, inibições. Cheias, portanto, de “bruxas”.

Ivani Ribeiro reencontrou na Tupi o amigo Carlos Zara, dos trabalhos na Excelsior. Ele havia procurado Cassiano Gabus Mendes (então diretor artístico da Tupi) para pedir um emprego na emissora, e Cassiano solicitou então a Ivani que escrevesse um papel para o ator em As Bruxas. Foi a estreia de Carlos Zara na Tupi, onde o ator e diretor, com a saída de Cassiano anos depois, chegou a ocupar o cargo dele. (Carolline Rodrigues em “Ivani Ribeiro, a Dama das Emoções”)

Também a estreia na Tupi dos atores Cláudio Corrêa e Castro, Maria Isabel de Lizandra, Odete Lara, Aracy Cardoso e do então garoto Haroldo Botta (com 10 anos na época).
E o primeiro trabalho em televisão do ator Zanoni Ferrite.

Trilha Sonora 1
bruxast1
01. AS BRUXAS (FROM YOUR SIDE) – Marcello Minerbi (tema de abertura)
02. SABRINA (I TUOI SOSPIRI) – Bruno Nicolai & Edda Dell’Orso (tema de Sabrina)
03. TEMA DE STELLA (DIALOGO D´AMORE) – Gian Piero Reverberi (tema de Stella)
04- RENÉE (EL SINORO) – Luiz Enriquez (tema de Renée)

Trilha Sonora 2
bruxast2
01. IT TAKES A THIEF – The Des Champ Orchestra
02. SOSPENDI IL TEMPO – Ennio Morricone
03. PLENILUNIO D’AGOSTO – Gian Piero Reverberi
04. CON QUALE AMORE – Riz Ortolani

Marcelo Manfrini Coral e Orquestra de Cordas
bruxast3
01. LOVE THEME FROM SUNFLOWER
02. LA RESIDENCIA

Veja também

  • selvagem_logo

A Selvagem

  • nossafilhagabriela_foto

Nossa Filha Gabriela

  • camomilaebemmequer_logo

Camomila e Bem-Me-Quer