Sinopse

No passado, por vingança e despeito, Susana (Alessandra Negrini) contratou uma enfermeira para trocar dois bebês. Uma das crianças é filha de Carlota (Giulia Gam) e do empresário Fernando (Marco Ricca), amante de Susana. Ao longo dos últimos anos, Fernando vinha prometendo a Susana que largaria Carlota para viver consigo, o que nunca aconteceu. Quando Fernando finalmente toma coragem de pedir a separação da esposa, descobre que Carlota está grávida e desiste de abandoná-la. Por causa da desistência, Susana condena o casal a viver longe da própria filha.

Vinte e dois anos depois, 1978, a filha do casal, Sandra (Ísis Valverde), acredita que os seus pais verdadeiros são a reprimida dona-de-casa Beatriz (Heloísa Périssé) e o militar Elísio (Daniel Dantas), que juntos possuem outros dois filhos, os adolescentes Otávio (José Victor Pires) e Cláudia (Giovanna Rispoli). Todos vivem sob bons valores, mas com a rigidez que o chefe da casa impõe do trabalho para o lar. Sandra está noiva de Alex (Fernando Belo), irmão de seu ex-namorado, Pedro (José Loreto), que nunca aceitou a troca e nutre uma doentia paixão por ela.

No dia do casamento de Sandra com Alex, acontece um grave acidente no trânsito envolvendo um monomotor. Rafael (Marco Pigossi), o piloto, fica preso nas ferragens e é salvo por Alex, que acaba morrendo na explosão da aeronave. A partir de então, Sandra declara guerra a Rafael e passa a odiá-lo com veemência, acusando-o de ser responsável pela morte do noivo. O ódio, no entanto, vai virar uma bela história de amor.

Quem não vai gostar nada desta relação é a noiva de Rafael, a patricinha Vitória (Bianca Bin), que acredita que os seus pais verdadeiros são Carlota e Fernando. O antagonismo de Sandra e Vitória aflora quando ambas descobrem que foram trocadas na maternidade por Susana. Enquanto Sandra leva uma vida humilde e sem grandes luxos, Vitória reside em uma mansão com os supostos pais, o irmão mais novo Beto (Rodrigo Simas), e a divertida avó Madalena (Betty Faria).

O que aconteceu com Susana durante todo este tempo? Sem ter Fernando exclusivamente para si, a megera partiu para Nova York, nos Estados Unidos, onde passou a trabalhar como garçonete na famosa boate Studio 54. Vinte e dois anos depois, Susana está de volta e encontra o ex-amante ainda casado com Carlota, mas de romance com outra mulher, Gilda (Letícia Spiller), com quem inclusive possui um filho, Rodrigo (Brenno Leone). Revoltada, decide revelar toda a armação do passado para destruir a vida de Fernando e sua rica família.

Globo – 18h
de 4 de agosto de 2014
a 7 de março de 2015
185 capítulos

novela de Rui Vilhena
escrita com Joana Jorge, João Avelino, Letícia Mey, Ana Cristina Massa, Vinícius Marquez, Alice de Andrade e Maria Elisa Berredo
direção de André Câmara, André Barros, Pedro Peregrino, Macau Amaral, Michel Coeli e Tila Teixeira
direção geral de Ricardo Waddington e Gustavo Fernandez
núcleo Ricardo Waddington

Novela anterior no horário
Meu Pedacinho de Chão

Novela posterior
Sete Vidas

ÍSIS VALVERDE – Sandra
MARCO PIGOSSI – Rafael
BIANCA BIN – Vitória
GIULIA GAM – Carlota
MARCO RICCA – Fernando
ALESSANDRA NEGRINI – Susana
DEBORAH SECCO – Inês
DANIEL DANTAS – Elísio
HELOÍSA PÉRISSÉ – Beatriz
BETTY FARIA – Madalena Veiga Azevedo Fraga
LETÍCIA SPILLER – Gilda
GUILHERME FONTES – Mário
FABÍULA NASCIMENTO – Cristina
CACO CIOCLER – Paulo Fonseca
RODRIGO SIMAS – Beto
BRUNO GARCIA – Ricardo
ALEXANDRA RICHTER – Luísa
FABRÍCIO BOLIVEIRA – Tadeu
RITA ELMOR – Leonor Mascarenhas
JOSÉ LORETO – Pedro
FRANCISCO CUOCO – Vicente
SANDRA CORVELONI – Augusta
THAÍS DE CAMPOS – Célia
GUSTAVO TRESTINI – Artur
OSVALDO MIL – Homero
MARIA JOÃO BASTOS – Diana
ALICE WEGMAN – Daniele
BRENNO LEONE – Rodrigo
GIOVANA RISPOLI – Cláudia
JOSÉ VICTOR PIRES – Otávio
JÚLIA DALAVIA – Alessandra
JOÃO VITHOR OLIVEIRA – Serginho
CAIO MANHETE – Filipinho
CACÁ AMARAL – Gilson
ANA ROSA – Zuleica
ZEZÉ MOTTA – Sebastiana
EDUARDO GASPAR – Adriano
ALINE XAVIER – Ivete
MARIZABEL PACHECO – Leda
DJA MARTINS – Laurinda
LUÍS NAVARRO – Cleiton
LYV ZIESE – Magali
RENATA RICCI – Vívian
e
BETE SABBO
CHRISTIANA GUINLE – Márcia (enfermeira paga por Suzana no passado para fazer a troca das bebês)
CLÁUDIA ASSUNÇÃO – Júlia Villar (madrinha de Beto, sabe da história do nascimento dele)
CRISTINA AMADEO – Drª Ana (advogada de Susana)
EDDY GUARATIBA – Eduardo (funcionário da Vip Turismo)
ELIANA SU – Yumi (funcionária da Vip Turismo)
ÉLCIO ROMAR – Gustavo Mendes (investiga os crimes de Susana)
ELIANA MEY SU – Yumi
ELIAS GLEIZER – padre no casamento de Sandra e Alex, no primeiro capítulo
EUNICE BRÁULIO – Estela (funcionária da Vip Turismo)
FERNANDO BELO – Alex (noivo de Sandra, no início, filho de Augusta, irmão de Pedro)
FRANCISCA DE SÁ – Júlia Vilar (jovem)
GABRIELLA VERGANI – Carlota (jovem)
GISELLE BATISTA – Glória (funcionária da boutique de Vitória)
JOANA FOMM – Odete (tia de Carlota)
JÚLIA ORISTÂNIO – Priscila (funcionária da boutique de Vitória)
JUNNO ANDRADE – Amaury (empresário da noite que abre a discoteca Boogie Oogie)
LAURA CARDOSO – Dona Lúcia (avó de Márcia)
LEILOCA – Silvinha (amiga de Leonor)
LIONEL FISCHER – Dr. Curi (advogado da família de Fernando)
LUIZ CARLOS MIÉLE – Carlos (ex-gerente da boate Vogue)
LUIZ MEDAGLIA
MARCELA TINTI
MÁRCIO ROSÁRIO – Jeferson (mecânico instruído por Odete a não revelar a Vitória e Beto o que sabe sobre os diamantes de Carlota)
MARCO DELGADO – Ângelo (português apaixonado por Diana)
MÁRIO HERMETO – Wilson (garçom que trabalhou na boate Vogue)
NEUZA BORGES – vidente procurada por Susana e Inês
NICOLA LAMA – Giovanni (amigo de Diana, leva Inês embora para os Estados Unidos)
PAULO BOSTON – Ivan Dias (jovem)
PEDRO PAULEEY – Saulo (funcionário da Vip Turismo)
PEPITA RODRIGUEZ – Ágata (delegada cuja identidade secreta é “o Corvo”)
PRISCILA FANTIN – Solange (contadora da Vip Turismo)
ROBERTO CUSTÓDIO – Fernando (jovem)
SIDNEY SOUTO – taxista que leva Alex para o casamento, no primeiro capítulo
TATHI LOPES – Jussara (contratada por Pedro para se passar por grávida de Alex)
VAN FURLANETTI – Chico
WENDELL BENDELACK – homem travestido que faz show na Boogie Oogie, no revéillon

– núcleo de SANDRA (Ísis Valverde), moça batalhadora, aprendeu a viver com dificuldades. É enfermeira e gosta de cuidar das pessoas. Ninguém sabe, nem seus pais, mas foi trocada na maternidade, quando nasceu:
os pais, não sabem que ela não é filha biológica: ELÍSIO (Daniel Dantas), tenente-coronel do Exército, austero, exigente e cheio de regras,
e BEATRIZ (Heloísa Périssé), dona de casa dedicada, abnegada e esposa submissa e reprimida
os irmãos mais novos, filhos biológicos de Elísio e Beatriz: OTÁVIO (José Vithor Pires), retraído e medroso, sofre com a postura rigorosa do pai e com as artimanhas da irmã caçula,
e CLÁUDIA (Giovanna Rispoli), a caçula, adolescente difícil, sem noção e com fama de peste. A jovem não mede esforços para conseguir o que quer e passa por cima do autoritarismo do pai.

– núcleo de VITÓRIA (Bianca Bin), patricinha bonita e envolvente, porém mimada e inconstante. Vai disputar o namorado com Sandra, com quem antipatiza à primeira vista. Não sabe, mas foi trocada com Sandra na maternidade, quando nasceu. Ou seja, é a filha biológica de Elísio e Beatriz:
os pais, que não sabem que foi trocada maternidade (pais biológicos de Sandra): FERNANDO (Marco Ricca), dono da agência Vip Turismo. Sujeito mal humorado, esquentado e infiel. Vive assombrado pela ex-amante e envolve-se ainda com uma terceira mulher, com quem tem um filho. Foi por causa dele que as meninas foram trocadas na maternidade,
e CARLOTA (Giulia Gam), mulher fria, falsa e manipuladora. Guarda um segredo a sete chaves
o irmão, filho do primeiro relacionamento de Carlota, BETO (Rodrigo Simas), o típico playboy carioca, só quer saber de festas e gatinhas
a avó MADALENA (Betty Faria), mãe de Fernando, dona da mansão onde vivem. Sempre positiva, com grande vitalidade e alto astral, é generosa com todos. Vive batendo de frente com Carlota
a tia de Carlota, ODETE (Joana Fomm, participação), mulher tão ardilosa quanto a sobrinha. Sabe de segredos de seu passado e usa isso para chantageá-la
o motorista ADRIANO (Eduardo Gaspar)
as empregadas, morrem de medo de Carlota e de perder o emprego: LEDA (Marizabel Pacheco), tem uma paixão secreta por Adriano,
e IVETE (Aline Xavier), fofoqueira.

– núcleo de RAFAEL (Marco Pigossi), jovem piloto, criado pelos tios. Termina o noivado com Vitória ao apaixonar-se por Sandra, provocando a ira da primeira, que fará de tudo para melar a relação do ex:
os tios: MÁRIO (Guilherme Fontes), corretor de imóveis, em crise no casamento,
e CRISTINA (Fabíula Nascimento), professora de inglês, mulher mesquinha, interesseira e extremamente ciumenta, o que ameaça o casamento
o irmão SERGINHO (João Vithor Oliveira), que o admira, quase idolatra. Muitas vezes, coloca sua felicidade em segundo plano por causa desse sentimento.

– núcleo de SUSANA (Alessandra Negrini), a vingativa ex-amante de Fernando. Foi ela quem, no passado, por vingança e despeito, provocou a troca da filha de Fernando na maternidade. Assim, ele e Carlota criaram Vitória achando que fosse sua filha, enquanto Elísio e Beatriz criaram Sandra, a verdadeira filha de Fernando e Carlota. Viveu anos nos Estados Unidos e está de volta ao Brasil, ameaçando Fernando e prometendo revelar toda a verdade:
o comparsa em suas armações: HOMERO (Oswaldo Mil), sujeito malandro, de caráter duvidoso
a melhor amiga INÊS (Deborah Secco), aeromoça de voos internacionais, bonita e divertida. Vive trazendo produtos de fora para revender a conhecidos no Brasil. Acolhe Susana em sua casa quando ela retorna ao país. De boa índole, tenta, em vão, demover Susana de seus planos de vingança
o pai de Inês, VICENTE (Francisco Cuoco), velho turrão e sovina, tem problemas de saúde porque se recusa a tomar remédios. Vive uma relação divertida com Madalena, que representa o oposto de sua personalidade.

– núcleo de PEDRO (José Loreto), jovem militar, revoltado e agressivo. Ex-namorado de Sandra, ainda é apaixonado por ela, pois nunca superou o fato de ter sido trocado pelo irmão. Vai persegui-la durante toda a trama:
o irmão ALEX (Fernando Belo, participação), noivo de Sandra, no início. Morre em um acidente aéreo, ao tentar salvar a vida de Rafael, quando estava indo para o seu casamento
a mãe AUGUSTA (Sandra Corveloni), viúva, criou os filhos sozinha. Mulher abnegada, não consegue superar a perda do filho Alex. Ao longo da trama, vai sentir-se atraída pelo vizinho Vicente.

– núcleo de GILDA (Letícia Spiller), funcionária da agência de viagens de Fernando, com quem tem um caso amoroso de longo tempo e um filho, que ele nunca assumiu. Mulher bela, cansa-se dessa relação e vai envolver-se com Mário, provocando a ira de Cristina:
o filho RODRIGO (Brenno Leone), o típico surfista carioca, revolta-se ao saber que Fernando é seu pai.

– núcleo de RICARDO (Bruno Garcia), filho mais novo de Madalena, irmão de Fernando. Criativo e intuitivo, vive inventando coisas para facilitar a vida. Julga-se um gênio incompreendido. Com o irmão, compra a discoteca Boogie Oogie:
a mulher LUÍSA (Alexandra Richter), fútil, amiga de Carlota. Por vergonha, esconde suas origens e a identidade dos pais, por eles serem pobres e humildes
os filhos: DANIELE (Alice Wegmann), garota espevitada e de personalidade forte, vai viver um namoro atribulado com Rodrigo,
e FILIPINHO (Caio Manhente), o caçula, adolescente sem amigos e mau aluno. Fica amigo de Cláudia
os pais de Luísa, que ela tenta esconder: GILSON (Caca Amaral), porteiro em um prédio, e ZULEICA (Ana Rosa), zeladora do mesmo prédio onde o marido trabalha.

– núcleo de LEONOR MASCARENHAS (Rita Elmor), a promoter mais badalada do Rio de Janeiro, bem relacionada e amiga das celebridades. É a confidente e melhor amiga de Carlota. Sofisticada e glamourosa, é a única herdeira de uma família de posses. Julga-se segura e independente:
a empregada SEBASTIANA (Zezé Motta), com quem tem uma relação de amizade. Vive batendo de frente com as grosserias de Carlota
o filho de Sebastiana, TADEU (Fabrício Boliveira), melhor amigo de Inês. Formado em Relações Internacionais, teve os estudos custeados por Leonor. Mas trabalha como guarda-costas de Madalena.

– núcleo de ARTUR (Gustavo Trestini), empregado da Vip Turismo, onde também trabalha sua esposa. Vive bajulando o patrão Fernando para conseguir uma promoção, mas acaba suplantado pela competência da mulher:
a mulher CÉLIA (Thais de Campos), amiga e confidente de Gilda. Revela-se mais competente que o marido no trabalho, o que provoca desentendimentos entre o casal
a filha ALESSANDRA (Julia Dalavia), apaixonada por Rodrigo.

– núcleo de PAULO FONSECA (Caco Ciocler), jornalista, muda-se para o prédio onde mora Beatriz e a família. Ela teme essa aproximação e faz o possível para evitá-lo, pois eles foram amantes no passado:
a mulher DIANA (Maria João), portuguesa que conheceu em Londres e com quem vive uma relação feliz.

– núcleo da discoteca Boogie Oogie:
AMAURY (Junno Andrade, participação), amante da vida noturna, abre a discoteca e depois a vende a Ricardo e Fernando
os funcionários MAGALI (Lyv Ziesi), CLEITON (Luiz Navarro) e VÍVIAN (Renata Ricci), antendem as mesas, dançam e cantam na discoteca.

– núcleo dos funcionários da Vip Turismo, de propriedade de Fernando, onde trabalham Gilda, Artur e Célia:
EDUARDO (Eddy Guaratiba), YUMI (Eliana Su), ESTELA (Eunice Bráulio) e SAULO (Pedro Pauleey)
a nova contadora SOLANGE (Priscila Fantin), surge no final.

Estreia do moçambicano Rui Vilhena como autor titular na Globo. Em seu currículo, Vilhena tem algumas novelas portuguesas de sucesso. Foi também um dos colaboradores de Aguinaldo Silva em Fina Estampa (2011-2012).

Boogie Oogie não trouxe absolutamente nada de novo. Pelo contrário: usou e abusou dos recursos e truques mais descarados da Teledramaturgia. Um verdadeiro festival de clichês folhetinescos.

Para dar suporte à batida história – que envolvia, entre outras tramas, troca de bebês na maternidade, amores não correspondidos, pais desconhecidos, diamantes roubados e segredos bombásticos – a Globo deu à produção um verniz de novidade.
A trama se passa no mítico ano de 1978, em plena era disco, que fervilhava no país por conta do sucesso do filme Os Embalos de Sábado À Noite e da novela Dancin´ Days, de Gilberto Braga, que, inclusive, apareceu explicitamente na trama, já que os personagens assistiam e comentavam as novelas da época.

E, como não poderia ser diferente, a trilha de Boogie Oogie resgatou vários hits daqueles tempos. Desta vez, a direção não usou covers, mas gravações originais de seus cantores.
Apesar de algum anacronismo musical, já que algumas músicas da trilha ainda não haviam sido lançadas no período em que se passava a história da novela (1978-1979).

De fato, a era disco ficou apenas na ambientação, na trilha sonora nostálgica, em alguns carros, roupas, penteados e objetos de cena. Só. Os assuntos em voga daquele momento passaram ao largo. Não houve aprofundamento algum ao tratar a emancipação feminina, a ditadura do Regime Militar e a Anistia, ainda que a novela tivesse representantes entre os personagens: a submissa Beatriz (Heloísa Périssée), o militar Elísio (Daniel Dantas) e o jornalista Paulo (Caco Ciocler).

Sobre a escolha do período da trama, o diretor geral Ricardo Waddington afirmou que a história ficaria inverossímil se fosse ambientada nos dias de hoje. Os telefones celulares, a tecnologia moderna, os padrões atuais de comportamento, a facilidade de comunicação e acesso às informações que temos hoje, destruiriam a estrutura dramática e os vários truques do folhetim que a história de Rui Vilhena exigiu – disse o diretor em entrevista.

Rui Vilhena teve um grande mérito: a capacidade de contar velhas histórias de forma extremamente ágil e dinâmica. A novela, repleta de diálogos rápidos e cenas curtas, foi se atropelando nos acontecimentos, mal dando tempo para o telespectador respirar. Um mérito e tanto se considerarmos que enfrentou as festas de fim de ano e todo o horário de verão (o que prejudica muito a audiência).
A novela acabou fechando com uma média geral de 17,4 pontos no Ibope da Grande São Paulo.

Lamenta-se apenas a irritante repetição de frases nos diálogos (reiteração), como recurso fácil para fixar uma ideia no telespectador, o que empobrece a narrativa. E a perda de agilidade na trama a partir do quinto mês. A história inicial de Boogie Oogie já havia sido contada, restando apenas a enrolação do famigerado “segredo de Carlota” (repetido à exaustão pelos personagens), que transformou a história num pastiche policial.
Acabou acontecendo o que se temia no início: o autor não teve fôlego para manter o ritmo ágil inicial por sete meses seguidos.

No elenco, o casal romântico central – Sandra e Rafael, vividos por Ísis Valverde e Marco Pigossi – exalou química em cena. Bianca Bin, a antagonista, conseguiu dar personalidade à sua Vitória, seja pelo gestual ou caracterização.
Fabíula Nascimento (a megera Cristina) e Heloísa Périssé (a submissa Beatriz) também merecem citação, por tipos inéditos em suas carreiras na televisão. Assim como Alessandra Negrini, ótima como a maluca Susana.
Do elenco jovem, o grande destaque foi Giovanna Rispoli, como a espevitada Cláudia.

Regina Duarte e Lima Duarte foram os primeiros nomes pensados para o casal Madalena e Vicente – repetiria-se assim a dupla de Roque Santeiro (1985-1986).
Com a recusa dos atores, optou-se por Betty Faria e Francisco Cuoco – que repetiram a parceria de Pecado Capital (1975-1976).

Já estava certa a participação especial de Joana Fomm desde o início da novela. Ela seria, primeiramente, Dona Lúcia, a avó da enfermeira Márcia (Christiana Guinle) – Laura Cardoso ficou com o papel. Depois pensou-se na atriz para viver Madalena – que ficou com Betty Faria.
Problemas de saúde protelaram a participação de Joana, que apareceu, finalmente, como Odete, a tia de Carlota (Giulia Gam), na fase em que Giulia esteve afastada da novela. Trocando cenas com Betty Faria, as atrizes – Joana e Betty – repetiram a dobradinha de Tieta (1989-1990)

Giulia Gam viveu um de seus melhores papeis em TV: a vilã Carlota.
Desentendimentos com o diretor Ricardo Waddington mantiveram a atriz fora de Boogie Oogie por três semanas. Ela retornou às gravações em dezembro de 2014.

Deborah Secco deixou Boogie Oogie antes de seu término porque foi escalada para a próxima produção das onze (de autoria de Walcyr Carrasco). Sua personagem, Inês, mudou-se definitivamente para os Estados Unidos. Só que uma gravidez impossibilitou Deborah de atuar em Verdades Secretas, sendo substituída nessa novela por Drica Moraes.

Brenno Leoni foi o vencedor do concurso Garoto Boogie Oogie, promovido pelo Video Show, para encontrar um rapaz para ser lançado como ator na novela. Ele viveu o personagem Rodrigo, um típico surfista carioca.

Nada de fotografia de cinema. Boogie Oogie apresentou uma imagem tradicional de TV aberta, mas trabalhou com 60P, tecnologia que lhe conferia maior definição.

Perguntado se a novela teria cenas com fumo ou bebida – que era muito comum na época ambientada -, Ricardo Waddington afirmou que esses elementos não faziam parte da história da novela, então, não teria porque mostrar.
De qualquer forma, cigarro e bebida são vetados pela Classificação Indicativa para o horário das 18 horas.

Trilha Sonora 1

boogieoogiet1
01. BOOGIE OOGIE OOGIE – A Taste of Honey (tema de locação: discoteca Boogie Oogie)
02. CELEBRATION – Kool and The Gang (tema de Daniele e Rodrigo)
03. DANCE DANCE DANCE (YOWSAH) – Chic (tema de locação: discoteca Boogie Oogie)
04. THAT´S THE WAY (I LIKE IT) – KC and The Sunshine Band (tema de abertura)
05. DISCO INFERNO – The Trammps (tema de Cláudia)
06. RING MY BELL – Anita Ward (tema de locação: discoteca Boogie Oogie)
07. SEPTEMBER – Earth, Wind & Fire (tema geral)
08. JUST THE WAY YOU ARE – Barry White (tema romântico geral)
09. HEART OF GLASS – Blondie (tema de Susana)
10. GOT TO BE REAL – Cheryl Lynn
11. IF I CAN´T HAVE YOU – Yvonne Elliman (tema de Sandra e Vitória)
12. FANTASY – Earth, Wind & Fire (tema de Gilda e Mário)
13. HOT STUFF – Donna Summer (tema de Daniele)
14. GOT TO GIVE IT UP (PART 1 AND 2) – Marvin Gaye (tema de Fernando)
15. I GO TO RIO – Peter Allen (tema de locação: takes do Rio de Janeiro de 1978)
16. YOUR SONG – Elton John (tema de Sandra e Rafael)
17. LOVE HANGOVER – Diana Ross (tema de Diana e Paulo e tema de Elísio Leonor)

Trilha Sonora 2
boogieoogiet2
01. DANCIN´ DAYS – As Frenéticas (tema de locação: discoteca Boogie Oogie)
02. ACABOU CHORARE – Novos Baianos
03. THREE TIMES A LADY – Commodores (tema de Vitória)
04. A NOITE VAI CHEGAR – Lady Zu (tema de Susana)
05. AS DORES DO MUNDO – Hyldon (tema de Sandra e Rafael)
06. DEUSA DO AMOR – Pepeu Gomes (tema de Daniele e Rodrigo)
07. DADDY COOL – Boney M (tema de Inês)
08. COISAS DA VIDA – Rita Lee
09. BARATO TOTAL – Gal Costa (tema de locação: Rio de Janeiro)
10. MINHA TEIMOSIA, UMA ARMA PRA TE CONQUISTAR – Jorge Benjor (tema de Fernando)
11. LONDON LONDON – Caetano Veloso (tema de Paulo e Diana)
12. MANDY – Barry Manilow (tema de Otávio e Alessandra)
13. THAT´S THE WAY (I LIKE IT) – KC and The Sunshine Band (tema de abertura)

ainda
DON´T GO BRAKING MY HEART – Elton John and Kiki Dee (tema de Madalena)
FUNKY TOWN – Lipps Inc.
STREET LIFE – Randy Crawford
YOU MAKE ME FEEL (MIGHTY REAL) – Sylvester
SOSSEGO – Tim Maia
AFIM DE VOLTAR – Tim Maia

Trilha Sonora Instrumental: música original de Eduardo Queiroz

01. Cósmico (featuring Guilherme Rios)
02. Toonstown (featuring Lino Krizz)
03. Nunca te esquecerei
04. Outro lado da rua (featuring Felipe Alexandre)
05. Cocotas (featuring Felipe Alexandre)
06. Mundo novo
07. Longe de mim
08. Inevitável (featuring Guilherme Rios)
09. Shakers (featuring Mu Carvalho)
10. Pike ppk (featuring Felipe Alexandre)
11. White love (featuring Felipe Alexandre)
12. Showtime
13. Paraíso (featuring Mu Carvalho)
14. Espreitas (featuring Felipe Alexandre)
15. Angels (featuring Felipe Alexandre)
16. Brilho
17. Carlotta
18. Tudo bom (featuring Felipe Alexandre)
19. Mustang 72 (featuring Lio Krizz)
20. Streets (featuring Guilherme Rios)
21. Explosion (featuring Felipe Alexandre)
22. Emptyness (featuring Felipe Alexandre)
23. Lágrimas
24. Descobertas (featuring Guilherme Rios)
25. Clockwork (featuring Guilherme Rios)
26. Changes (featuring Felipe Alexandre)
27. Queda livre
28. Moog doobie (featuring Mu Carvalho)
29. Wall (featuring Felipe Alexandre)
30. Rarefeito (featuring Felipe Alexandre)
31. Corrosiva (featuring Felipe Alexandre)
32. Duas caras (featuring Felipe Alexandre)
33. Frequência modulada (featuring Guilherme Rios)
34. Kisses (featuring Felipe Alexandre)
35. Yoyo (featuring Felipe Alexandre)
36. Undercover (featuring Guilherme Rios)
37. Wish (featuring Felipe Alexandre)
38. Charme (featuring Mu Carvalho)
39. Densidade
40. Hang ten (featuring Guilherme Rios)
41. Edge (featuring Guilherme Rios)
42. Sides (featuring Felipe Alexandre)
43. Tension (featuring Guilherme Rios)
44. Primetime (featuring Felipe Alexandre)
45. Inocência (featuring Guilherme Rios)

Tema de Abertura: THAT´S THE WAY (I LIKE IT) – KC and The Sunshine Band

That’s the way (aham aham) I like it (aham aham)
That’s the way (aham aham) I like it (aham aham)

When you take me by the hand
Tell me I’m your lovin man
When you give me all your love
And do it babe, the very best you can

That’s the way (aham aham) I like it (aham aham)
That’s the way (aham aham) I like it (aham aham)

When I get to be in your arms
When we’re all all alone
When you whisper sweet in my ear
When you turn, turn me on

That’s the way (aham aham) I like it (aham aham)
That’s the way (aham aham) I like it (aham aham)

Say OK
That’s the way (aham aham) I like it (aham aham)…

Veja também

  • dancindays_logo

Dancin´ Days

  • fina-estampa-logo

Fina Estampa