Sinopse

Na Irlanda do século 17, a jovem Brida fugia das maldições de um bruxo. Passados trezentos anos, o bruxo continua perseguindo a moça, a única que tinha poderes capazes de destruí-lo.

Nessa encarnação, Brida é filha de uma família abastada e noiva de Lorens. Seu pai é um dos sócios de uma importante empresa da qual seu mago arquirival é um dos principais empregados, Vargas. Sem saber que o braço direito de seu pai é na realidade o bruxo que a atormentara em encarnações passadas, a moça passa pelos mais variados perigos em suas mãos.

Brida não conseguia administrar seus poderes, que já começavam a se mostrar evidentes. O dom de enxergar o que estava por vir era um deles. Entre suas amigas, a ambiciosa Priscila é apaixonada por Lorens. Seduzida por Vargas, Priscila arma as maiores ciladas para terminar com o romance de Brida e o rapaz.

Manchete – 19 e 22h20
de 11 de agosto a 23 de outubro de 1998
54 capítulos

novela de Jaime Camargo
escrita por Jaime Camargo, Sônia Mota e Angélica Lopes
colaboração de Ana Fadigas e Samy Wurman
baseada no romance homônimo de Paulo Coelho
direção de Wálter Avancini, Sérgio Mattar, Lizâneas Azevedo e Luís Antônio Pillar
direção geral de Wálter Avancini

Novela anterior no horário
Mandacaru

CAROLINA KASTING – Brida
LEONARDO VIEIRA – Lorens
AUGUSTO XAVIER – Mariano
NADIA LIPPI – Leonor
RUBENS DE FALCO – Vargas
OTHON BASTOS – Fradique
TÂNIA ALVES – Mercedes
FAFY SIQUEIRA – Valdete
VICTOR WAGNER – Edmundo
CARLA REGINA – Elisa
PATRICIA NOVAES – Isabel
GIOVANNA DE TONI – Vica
GUILHERMINA GUINLE – Priscilla / Eileen
BETE MENDES – Diva
EDNEY GIOVENAZZI – Patrick O’Neal
PAULO RAMOS – Chrystian
WANESSA BONELLI – Guta
MANUELA DIAS – Inês
FABIANA AMORIM – Andréa
SANDRA BARSOTTI – Malu
JARBAS TOLEDO – Cláudio
CARLOS SATO – Tanaka
ROBERTA PORTO – Lílian
SIMONE MORENO – Ongala
WANDA STEFANIA – Marília
ANSELMO VASCONCELLOS – Henrique
ALEXIA DESCHAMPS – Diana
DANIEL LOUREIRO – Álvaro
CLÁUDIA RANGEL – Celina
CANDICE VALDUGA – Silvia
ROSANE GOFMAN – Socorro
ÂNGELA FIGUEIREDO – Elvira
GIAN CARLO – Alberto Vaz de Couto
SÉRGIO ABREU – Guilherme
ANDRÉA AVANCINI – Ermée
VIVIANE NOVAES – Beatriz
MARCELO BOSSCHART – Técio
LUÍS LOBO – Zé Alberto
FÁBIO MÁSSIMO – Ariovaldo
FABIANA RAMOS – Paulina
GISELE FRAGA – Selma
JOSÉ MARINHO – Varela
GLÓRIA PORTELA – Helena
ESTELA RENNER – Rita
FÁBIO PILLAR – Jacaré
JÚLIO LEVY – Clerston
NILL MARCONDES – Caio
PAULA SARDÁ – Dedé
RONALDO REIS – Afrânio
GUSTAVO LONG – Jonas
ROBERTA PORTO – Lílian
MARCOS PASQUIM
CHRISTINA FERRO – Bianca
MÁRCIA BARROS – Helga
MURILO ELBAS – Santos
elenco de apoio
ADRIANA RODRIGUES
ANTÔNIO DESTRO
BRUNO PADILHA
CHRISTINE BETHLEM
DANIEL DE OLIVEIRA
DEYSE BRAGA
EDUARDO ALBERGARIA
ELAINE GARCIA
ÉRIKA THEBALDI
FÁBIO DIAS
GILSON GOMES
MARCELO FILHO
MASSAYUKI ONISHI
MATILDE FIGUEIREDO
MILA RODRIGUES
MÔNICA MOURA
RICARDO HERRIOT
ROBERTA REPETTO
ROBERTO GRYCHAT
ROGÉRIO WAGNER
SÉRGIO MARANHA
TATHIANA NOVAES
TATIANA TOMÉ
THAÍS TEDESCO
VÁLTER MARCELO
VITOR MIHAILOFF
WAGNER BRAUDE

Problemática produção da TV Manchete que agravou a crise financeira da emissora, culminando com o seu fim, em maio de 1999.

A novela foi baseada no best-seller de Paulo Coelho. O fato do livro ter sido um sucesso de vendas (na época da estreia da novela, ele já havia sido lançado 86 vezes) excitava a emissora a investir na novela. Brida tinha um custo caro para os padrões da Manchete. Inclusive com cenas gravadas na Irlanda. Mesmo não sendo uma novela de época, os recursos que precisavam ser utilizados se mostraram dispendiosos, mas a direção da rede decidiu arriscar.

Os patrocinadores tinham um contrato de risco com a emissora. De acordo com esse contrato, só haveria patrocínio se a novela passasse dos 5 pontos de audiência. A previsão da emissora era de que a novela atingisse 10 pontos, mas a audiência estacionou nos 2. Sem patrocínio, a Manchete ficava no prejuízo. Mesmo recorrendo às velhas fórmulas para alavancar a audiência (como erotismo), a novela não emplacou.

Brida estreou no dia 11/08/1998 às 19 horas, mas o horário foi cancelado e a partir de 14/09 passou para as 22h20. A novela começou sendo escrita por Jaime Camargo, que a levou até o capítulo 14. Sônia Mota e Angélica Lopes continuaram. As autoras foram escolhidas para que o público feminino tivesse mais identificação com a novela.

Brida significava o desperdício do que poderia ter sido uma ótima história, e a conseqüência da situação econômica do país. Aliado aos problemas da novela, os juros das dívidas da TV Manchete cresciam. Em outubro de 1998, o elenco e equipe técnica entraram em greve por falta de salários. O vice-presidente da emissora confessou ao elenco “que o fracasso da novela esgotou os recursos da empresa”.

Sem ter o que fazer, a direção da rede decidiu tirar Brida do ar na sexta-feira da mesma semana: em 23/10/1998 a emissora interrompeu subitamente a trama, apresentando uma narração que explicava qual seria o desfecho da história. O final narrado pelo locutor oficial da Manchete, Eloy de Carlo, foi improvisado naquele dia, no qual poucos imaginavam o que estava acontecendo. A pergunta era uma só: “a novela acabou?” Ninguém sabia ao menos se ela voltaria ao ar na segunda-feira seguinte.

Anúncios de uma reprise de Pantanal começaram a ser exibidos. Sem anunciar o horário de exibição, muitos acreditaram que se abriria um novo horário de novelas. Mas Brida fora interrompida e Pantanal a substituiu em seu horário. Juntamente com o fim da novela, o restante da programação da emissora também se esvaziava.

O apresentador de telejornal da Manchete Augusto Xavier estreou como ator nessa novela. Mas depois voltou a apresentar telejornais.

Outras novelas que foram interrompidas abruptamente: Somos Todos Irmãos (Record, 1965), Como Salvar Meu Casamento (Tupi, 1980) e Renúncia (Bandeirantes, 1982).

Tema de Abertura: BRIDA – André Luiz

E se você me pergunta
Perguntas não vão me mostrar
Que eu sou feita da Terra
Do fogo, da água e do ar
Eu sou o seu sacríficio
Eu sou o medo de amar

Eu sou a luz das estrelas
Eu sou a cor do luar
Eu sou as coisas da vida
Perguntem, não sei
O início, o fim e o meio
Brida…

Veja também

  • 745umaondanoar_logo

74.5 – Uma Onda no Ar

  • tocaiagrande_logo

Tocaia Grande

  • mandacaru_logo

Mandacaru

  • xicadasilva_logo

Xica da Silva