Sinopse

O Dr. Prado e Laura tiveram um casamento de desajuste. Ela tem idéias modernas e dedica-se às artes, enquanto ele é um famoso jurista, áspero e de comportamento conservador. Oprimida pelo marido, Laura sofre um grande trauma e chega a ser internada como louca pelo Dr. Prado. Os dois separam-se e a família acaba se dividindo: ele fica com as duas filhas mais velhas, Otávia e Bruna, e Laura fica com a caçula, Virgínia.

Laura, doente e com problemas econômicos, vai morar com seu médico neurologista, o Dr. Daniel, que acompanha seu caso há anos. Apaixonado por ela, Daniel acredita que a doença de Laura não é mental, mas física, e se empenha em sua recuperação. Ela, por sua vez, esconde um segredo de todos: Virgínia na realidade é filha de Daniel. Tanto o médico quanto Dr. Prado desconfiam disso, o que faz com que Daniel tenha um carinho especial pela menina, e com que o Dr. Prado a trate com indiferença.

Virgínia, já moça, vai morar na mansão do Dr. Prado ao lado das irmãs e da áspera governanta Frau Herta, enfrentando todo tipo de hostilidade familiar e uma série de dificuldades para se adaptar. Para confortá-la, Virgínia tem o carinho de Luís Carlos, seu vizinho e namorado de infância. Mas o rapaz passa a disputá-la com Eduardo – amigo de Virgínia na Vila Mariana, onde ela morava com a mãe – completamente apaixonado por ela.

Globo – 18h
de 18 de maio a 14 de novembro de 1981
154 capítulos

novela de Teixeira Filho
baseada no romance homônimo de Lygia Fagundes Telles
direção de Reynaldo Boury e Wolf Maya
direção geral de Herval Rossano

Novela anterior no horário
As Três Marias

Novela posterior
Terras do Sem Fim

LUCÉLIA SANTOS – Virgínia
EVA WILMA – Laura
ARMANDO BÓGUS – Dr. Daniel
ADRIANO REYS – Dr. Natércio Nataniel do Prado
NORMA BLUM – Frau Herta
PRISCILA CAMARGO – Otávia
SILVIA SALGADO – Bruna
MARCELO PICCHI – Eduardo
ROBERTO PIRILO – Luís Carlos
EDSON CELULARI – Sérgio
PAULO RAMOS – Rogério
FÁBIO JUNQUEIRA – Pedro
ALZIRA ANDRADE – Margarida
MÔNICA TORRES – Letícia
MARIA HELENA DIAS – Drª Lígia
JOSÉ AUGUSTO BRANCO – Dr. Alceu Ladeira
NEUZA AMARAL – Idalina
DJENANE MACHADO – Guiomar
MARIA HELENA VELASCO – Luciana
CASTRO GONZAGA – Cícero Cassini
ANA LÚCIA TORRE – Lili (Celina)
HENRIQUETA BRIEBA – Ana Dória
MANFREDO COLASSANTI – Benito
ELZA GOMES – Vó Bela
JOYCE DE OLIVEIRA – Bibiana
ÊNIO SANTOS – Francisco
LUPE GIGLIOTTE – Mariana
ARTHUR COSTA FILHO – Manoel
GILDA SARMENTO – Vicenza
e
ANA MAGDALA – Julieta (copeira na mansão Prado)
DALETE BARROS – Marisa
FERNANDO JOSÉ – Ney Mascarenhas (diretor-chefe da Procuradoria-Geral da República)
HELENA ADELSOHN – Ana Maria (empregada na mansão Cassini)
IVAN MESQUITA
LOURDES MAYER
LUÍS JOSÉ GÜNTHER – Dr. Trautwein
MÁRCIA GASTALDI – Suzana (amiga de Otávia e Bruna)
PATRÍCIA PARKER – Elvira (amiga de Margarida)
PEDRO ROCHA – Anselmo (porteiro na clínica da Drª Lígia)
ROSE ADDARIO – Beatriz (enfermeira na clínica da Drª Lígia)
SEVERINO – Seu Beijo (empregado na chácara dos Cassini)
THAÍS DE CAMPOS – Silvia
WÁLTER MORENO – Juvenal (porteiro na mansão Prado)

– núcleo de VIRGÍNIA (Lucélia Santos), garota sensível, esperta e romântica. Filha de um renomado jurista, desde a separação dos pais vive com a mãe e o médico dela. Sofre com a doença da mãe e fica muito dividida quando tem que voltar para a casa do pai. Sonha com a vida na mansão, mas percebe que a realidade é bem diferente da que imaginava. Sente-se aprisionada na casa, cercada por pessoas das quais não consegue se aproximar:
a mãe LAURA (Eva Wilma), com quem morava no início, mulher devotada à pintura e à música. Não aguentando a opressão exercida pelo marido, separou-se dele depois de ter sido internada num sanatório para doentes mentais. Sofre de um problema neurológico, que a leva a um mundo irreal, porém tem momentos de lucidez. Mora com seu médico que a tirou do sanatório por acreditar que ela não é louca
o pai DR. NATÉRCIO NATANAEL DO PRADO (Adriano Reys), um renomado jurista, de família aristocrática, austero, altivo e possessivo. Casou-se com Laura com a promessa de que ela poderia continuar dedicando-se às artes, mas, na verdade, queria apenas uma mulher voltada para o lar. Após a separação, a filha mais nova foi morar com a mãe, na Vila Mariana, e as mais velhas ficaram com ele, na mansão no Jardim Europa
as irmãs mais velhas OTÁVIA (Priscila Camargo), moça simpática e extrovertida. Inconscientemente, tenta imitar a mãe, tendo o mesmo interesse pela pintura e pela música. Provocativa, quase leviana, não se liga a namorados, com medo de levar adiante qualquer relação mais séria. Será amiga da irmã quando ela voltar a morar na mansão,
e BRUNA (Silvia Salgado), o contrário de Otávia: séria e introvertida, quer imitar o pai, por quem tem grande respeito. Não gosta de falar na mãe e será a primeira a hostilizar Virgínia depois de sua volta
a amiga de Otávia e Bruna, CREUZA (Márcia Gastaldi).

– núcleo do DR. DANIEL (Armando Bógus), médico neurologista, solidário e humanista. É apaixonado por Laura, sua paciente. Quando soube que ela estava internada no manicômio, conseguiu tirá-la de lá e levá-la para sua casa. Sabe que sua doença é física e não mental. Tem grande carinho por Virgínia. Desconhece um segredo de Laura e do Dr. Prado: Virgínia é, na realidade, sua filha:
a empregada em sua casa e enfermeira de Laura, LUCIANA (Maria Helena Velasco), apaixonada em segredo por ele
a médica LÍGIA (Maria Helena Dias), proprietária da clínica de neurologia onde trabalha, de quem foi quase noivo no passado. Ela ainda gosta muito dele e é solidária a Laura
o colega DR. ALCEU LADEIRA (José Augusto Branco), médico
as enfermeiras na clínica de Lígia, BEATRIZ (Rose Addario) e GUIOMAR (Djenane Machado), que envolve-se com o Dr. Ladeira
o porteiro da clínica de Lígia, ANSELMO (Pedro Rocha).

– núcleo de LUÍS CARLOS (Roberto Pirilo), vizinho da mansão Prado. Durante a infância, namorou Virgínia e Otávia. Reaproxima-se de Virginia quando ela volta a morar com o pai, e reascende a paixão entre os dois:
os pais CÍCERO CASSINI (Castro Gonzaga), vizinho e amigo do Dr. Prado, seu sócio numa indústria. Descendente de italianos, gostaria de ter trânsito livre na sociedade tradicional paulistana, o que a sua condição de novo-rico não permite,
e CELINA, a LILI (Ana Lúcia Torre), foi muito amiga de Laura
a irmã LETÍCIA (Mônica Torres), esportista, pratica natação. Transforma-se numa espécie de protetora de Virgínia. Rebelde às ordens do pai, não aceita seus princípios conservadores, o que faz com que os dois entrem em conflito. Alheia a namoros, não se prende a qualquer rapaz em especial
os avós BENITO (Manfredo Colassanti) e ANA DÓRIA (Henriqueta Brieba), passam a maior parte do tempo na chácara da família, em contato com a natureza e com os animais
a empregada na mansão Cassini, ANA MARIA (Helena Adelsohn)
o empregado na chácara dos Cassini, SEU BEIJO (Severino).

– núcleo de EDUARDO (Marcelo Picchi), de origem pobre, estuda engenharia. Vizinho de Virgínia na Vila Mariana, por quem é apaixonado. Não é correspondido nesta paixão, mas transforma-se no grande amigo da jovem, que pode contar com todo o seu apoio nos momentos de crise:
a mãe BIBIANA (Joyce de Oliveira) e a avó BELA (Elza Gomes), que sentem muito orgulho dele.

– núcleo de MARGARIDA (Alzira Andrade), vizinha e melhor amiga de Virgínia na Vila Mariana. Professora primária, é apaixonada por Eduardo, mesmo sabendo de seu amor por Virgínia. Apoia a amiga quando ela volta para a mansão Prado:
os pais FRANCISCO (Ênio Santos), vive de pequenos serviços na vizinhança, ajudando no sustento da casa. Adora uma cerveja, o que gera alguns atritos com a mulher
e MARIANA (Lupe Gigliotte), costureira, controla o marido
a amiga ELVIRA (Patrícia Parker).

– núcleo dos empregados da mansão Prado:
a governanta FRAU HERTA (Norma Blum), de origem alemã, mulher ríspida e prepotente, completamente fiel ao patrão, Dr. Prado, por quem nutre uma paixão secreta. Cuida da casa, da família e das moças Otávia e Bruna como se fossem suas próprias filhas. Sabe de segredos do casal Prado e será a grande opositora de Virgínia quando ela se mudar para lá
o administrador MANOEL (Arthur Costa Filho), toma conta dos empregados, supervisionando o trabalho de todos
a chefe da cozinha VICENÇA (Gilda Sarmento), mulher de Manoel. Gosta muito da ex-patroa, Laura, e de Virgínia. Tem alguns desentendimentos com Frau Herta, devido à prepotência da governanta
o motorista PEDRO (Fábio Junqueira), filho de Manoel e Vicenza. Rapaz esforçado, estuda à noite, tentando progredir. Seduzido por Otávia, os dois mantêm um relacionamento escondidos
a copeira JULIETA (Ana Magdala)
o porteiro JUVENAL (Walter Moreno).

– núcleo do escritório do Dr. Prado:
os jovens advogados ROGÉRIO (Paulo Ramos), no início, namora Bruna com a aprovação do Dr. Prado, que vê nesse casamento o futuro assegurado de seu escritório. De origem rica, é filho de aristocratas rurais do interior de São Paulo,
e SÉRGIO (Edson Celulari), rapaz ambicioso e carreirista, vindo do interior, de origem humilde. Amigo de Rogério a princípio, vai roubar-lhe a namorada, Bruna, com quem acaba se casando por interesse
as secretárias IDALINA (Neuza Amaral), mulher esperta e interesseira, amante do Dr. Prado. É irmã de Guiomar, com quem mora,
e SUZANA (Márcia Gastaldi).

Uma das melhores adaptações do horário das seis da Globo até então. Conseguiu, inclusive, discutir temas difíceis para a faixa, como separação de casais, adultério e homossexualidade (ainda que nas entrelinhas).

Primeiro trabalho na Globo do novelista Teixeira Filho, egresso de uma longa carreira nas TVs Tupi e Excelsior. Ele escreveu apenas mais uma novela, O Homem Proibido, em 1982, vindo a falecer em 1984.

Lucélia Santos, mais uma vez, em um bom trabalho. Assim como Adriano Reys. Eva Wilma desenvolveu uma sensível performance interpretando a atormentada Laura.
Mas o grande destaque ficou mesmo com Norma Blum no seu melhor momento em TV, vivendo a ríspida governanta Frau Herta.

Lucélia Santos estava filmando Luz del Fuego quando foi convidada para encarnar Virgínia. A atriz interpretava a vedete no filme de David Neves e mudara completamente o visual para personificar Luz del Fuego, cuja vida fora marcada por escândalos. Ela lembra que o trabalho de composição de Virgínia foi difícil, pois a personagem da novela tinha um comportamento oposto ao da vedete: era uma jovem adolescente da década de 1940, meiga e comportada.

Excepcional produção – cenários, figurinos e arte – que brilhantemente reconstituiu a São Paulo dos anos 1940.

Assinados por Maria Lúcia Areal, os figurinos mostravam o visual neo-romântico do pós-guerra. Vestidos mais justos e redes nos penteados se destacavam no visual das personagens. Site Memória Globo.

Os cenários ficaram a cargo de Mário Monteiro e Leila Moreira. Algumas cenas de externa nos jardins da mansão da família Prado e na Vila Mariana (São Paulo) foram gravadas na cidade de Petrópolis e no bairro de Santa Teresa, no Rio de Janeiro. Site Memória Globo.

Estreia do ator Adriano Reys na Globo, vindo das novelas da Tupi.
Também primeira novela das atrizes Priscila Camargo e Thaís de Campos.

Em 2008, Alcides Nogueira fez uma nova adaptação do romance de Lygia Fagundes Telles para a TV. Mas quase nada teve a ver com a novela de 1981. Tammy Di Calafiori viveu Virgínia nessa nova versão, que teve também no elenco Ana Paula Arósio (Laura), Daniel Dantas (Dr. Prado) e Marcelo Antony (Daniel), entre outros.

Ciranda de Pedra foi reapresentada entre 03/01 e 08/04/1983, pelas manhãs (às 11 horas), dentro do programa feminino TV Mulher.

Trilha Sonora
ciranda81t
01. MONA LISA – Sandra Sá (tema de Virgínia)
02. EU VOU TER SEMPRE VOCÊ (YOU’LL NEVER KNOW) – Antônio Marcos (tema de Virgínia e Eduardo)
03. DEZ ANOS (DIEZ AÑOS) – Gal Costa (tema de Laura)
04. FRENESI – Maria Creusa (tema de Letícia)
05. THE TROLLEY SONG – João Gilberto (tema de Bruna e Sérgio)
06. CÉU COR-DE-ROSA – Quarteto Em Cy (tema de abertura)
07. COQUETEL PARA DOIS (COCKTAIL FOR TWO) – Ronnie Von
08. TREVO DE QUATRO FOLHAS – Nara Leão (tema de Virgínia)
09. SERENATA AO LUAR (MOONLIGHT SERENADE) – Pholhas
10. QUANTAS SÃO (JINGLE JANGLE JINGLE) – Santa Cruz
11. SERENATA – Cauby Peixoto (tema de Laura e Daniel)
12. DANÇANDO COM LÁGRIMAS NO OLHOS (DANCING WITH TEARS IN MY EYES) – Altemar Dutra (tema de Virgínia e Luís Carlos)

Sonoplastia: Jenny Tausz
Pesquisa Musical: Arnaldo Schneider
Produção Musical: Guto Graça Mello

Tema de Abertura: CÉU COR-DE-ROSA – Quarteto Em Cy

Ontem
Na tarde formosa
No céu cor-de-rosa
Longe, longe
Divagando e pensando em ti fiquei
Tuas juras de amor eu recolherei
Melancolicamente
Lembrei o passado
Procurei-te ao meu lado
Triste sonho
Como o sol no poente morreu
Assim minh’alma escureceu
Na solidão
Noite, noite em meu coração

Ontem
Revendo as lembranças do passado
Eu quis procurar-te ao meu lado, eu quis
Sonho em vão
Teu calor eu não senti
Como o sol no poente ficou
Assim o amor já se apagou
Desilusão
Noite, noite em meu coração…

Veja também

  • marianazarei_revista

Maria Nazaré

  • homemproibido1982_logo

O Homem Proibido (1982)

  • belami_logo

Bel-Ami

  • idolodepano_logo

Ídolo de Pano

  • cirandadepedra2008_logo

Ciranda de Pedra (2008)