Sinopse

No fim do século 19, imigrantes italianos instalaram-se no município paranaense de Palmeira, criando a primeira sociedade anarquista do Brasil, a Colônia Cecilia. Giovanni Rossi sofre com o fracasso da experiência. Ele é veterinário, agrônomo, biólogo e jornalista. Porém, acima de tudo, um idealista, dono de uma personalidade forte e obcecado pelo desejo de conviver com a humanidade livre.

Os dramas têm início na chegada desses imigrantes, que haviam ganho terras de D. Pedro II. Só que o grupo chega após a instalação da República, que não reconhecia as concessões de terras outorgadas no regime anterior. Sem a proteção do imperador, Giovanni e sua companheira, Adele, conduzem os anarquistas a um lugar abandonado, terras que ninguém queria, de mata alta e solo inóspito.

Bandeirantes – 21h30
de 31 de julho a 11 de agosto de 1989
10 capítulos

minissérie de Patrícia Melo e Carlos Nascimbeni
direção de criação de Hugo Barreto
codireção de Carlos Nascimbeni
direção de Hugo Barreto
produção e direção geral de Luiz Carlos Laborda

PAULO BETTI – Giovanni Rossi
EDITH SIQUEIRA – Adele
ÊNIO GONÇALVES – Aníbal
GERALDO DEL REY – Egicio Cini
DENISE DEL VECCHIO – Duzolina
MARCELO PICCHI – Reinaldo Parodi
EWERTON DE CASTRO – José Gariga
RENATO COUTINHO – Pietro Riva
SELMA EGREI – Gina
ROBERTO BATAGLIN – Ernesto Fachini
GABRIELA DUARTE – Bianca
PATRÍCIA LUCHESI – Agnes
PAULO VILLAÇA – Coronel Tavares
ZAÍRA BUENO – Elena
PAULO LEITE – Emílio Weinberg
JOÃO BOURBONNAIS – Dr. Colombo Leoni
TONI LOPES – Pipão Aggottani
JOSÉ RUBENS CHACHÁ – Gigi
GILBERTO ASSAD – Domênico
MÁRCIA DORNELLES – Loura
BENTINHO – Miguel
JOSMAR MARTINS – Delegado
CRISTINA NICOLOTTI
LUIZ CARLOS LABORDA
PAULO MALUCELLI
LUIZ GUSTAVO LECCIOLI
LUIS ROSSI
e
LUIZ GUILHERME – narrador

Ótima minissérie da TV Bandeirantes, mas sem a devida repercussão. Era quase impossível concorrer com as últimas semanas da novela O Salvador da Pátria, na Globo.

A saga da Colônia Cecilia, pouco lembrada nos livros de história, é baseada no texto biográfico de Giovanni Rossi (na minissérie vivido por Paulo Betti) “Cecilia comunità anarchica sperimentale, un episodio d’amore nella Colonia Cecilia”, complementado com pesquisas históricas e reportagens em jornais anarquistas da época. (fonte: Carlos Nascimbeni, roteirista e diretor, por email)

Com a direção de Hugo Barreto e um cuidadoso trabalho de produção, cenografia e arte, a Bandeirantes desenvolveu com dignidade essa saga dramática de muita luta, coragem e paixão.

Primeiro trabalho na televisão da atriz Gabriela Duarte – que, um mês após o término da minissérie, já estava no elenco da novela Top Model, na Globo.

Outras produções com o anarquismo italiano como subtema: as novelas Os Imigrantes (1981-1982) e Terra Nostra (1999-2000), e a minissérie Anarquistas, Graças a Deus (1984).

A minissérie foi reprisada de 29/04 a 10/05/91, na íntegra, de segunda a sexta-feira, às 20h30.

Veja também

  • band80_logo

Carne de Sol

  • chapadaodobugre_logo

Chapadão do Bugre

  • capitaesdaareia_logo

Capitães da Areia

  • cometa_logo

O Cometa