Sinopse

No fim do século 19, imigrantes italianos instalaram-se no município paranaense de Palmeira, criando a primeira sociedade anarquista do Brasil, a Colônia Cecilia. Giovanni Rossi sofre com o fracasso da experiência. Ele é veterinário, agrônomo, biólogo e jornalista. Porém, acima de tudo, um idealista, dono de uma personalidade forte e obcecado pelo desejo de conviver com a humanidade livre.

Os dramas têm início na chegada desses imigrantes, que haviam ganho terras de D. Pedro II. Só que o grupo chega após a instalação da República, que não reconhecia as concessões de terras outorgadas no regime anterior. Sem a proteção do imperador, Giovanni e sua companheira, Adele, conduzem os anarquistas a um lugar abandonado, terras que ninguém queria, de mata alta e solo inóspito.

Bandeirantes – 21h30
de 31 de julho a 11 de agosto de 1989
10 capítulos

minissérie de Patrícia Melo e Carlos Nascimbeni
direção de criação de Hugo Barreto
codireção de Carlos Nascimbeni
direção de Hugo Barreto
produção e direção geral de Luiz Carlos Laborda

PAULO BETTI – Giovanni Rossi
EDITH SIQUEIRA – Adele
ÊNIO GONÇALVES – Aníbal
GERALDO DEL REY – Egicio Cini
DENISE DEL VECCHIO – Duzolina
MARCELO PICCHI – Reinaldo Parodi
EWERTON DE CASTRO – José Gariga
RENATO COUTINHO – Pietro Riva
SELMA EGREI – Gina
ROBERTO BATAGLIN – Ernesto Fachini
GABRIELA DUARTE – Bianca
PATRÍCIA LUCHESI – Agnes
PAULO VILLAÇA – Coronel Tavares
ZAÍRA BUENO – Elena
PAULO LEITE – Emílio Weinberg
JOÃO BOURBONNAIS – Dr. Colombo Leoni
TONI LOPES – Pipão Aggottani
JOSÉ RUBENS CHACHÁ – Gigi
GILBERTO ASSAD – Domênico
MÁRCIA DORNELLES – Loura
BENTINHO – Miguel
JOSMAR MARTINS – Delegado
CRISTINA NICOLOTTI
LUIZ CARLOS LABORDA
PAULO MALUCELLI
LUIZ GUSTAVO LECCIOLI
LUIS ROSSI
LUIZ GUILHERME – narrador

apoio
ALEXANDRA LANDI
ÁLVARO FUGULIN
AMÉRICO DOS SANTOS
CARLOS NASCIMBENI
CARLOS PIKADO
CELSO DEL NERI
CLAUDIA HAZAM
CLÓVIS AQUINO
DANTE LECCIOLI
DONA RENI
EDUARDO COHEN
GIUSEPPE LUPPO
JOÃO PAULO LEÃO
LUIS JOSELLI
LUIZ CARLOS PAZZELO
MARCO ANTONIO CORTEZ
MÁRIO JORGE
MÁRIO PETRAGLIA
MÁRIO ROBERTO – cozinheiro do navio
NALTÍLIO PERTELA
PASCHOAL VILLABOIM
REGINA VOGUE
RICARDO BATISTA
SÉRGIO CARRERA

Ótima minissérie da TV Bandeirantes, mas sem a devida repercussão. Era quase impossível concorrer com as últimas semanas da novela O Salvador da Pátria, na Globo.

A saga da Colônia Cecilia, pouco lembrada nos livros de história, é baseada no texto biográfico de Giovanni Rossi (na minissérie vivido por Paulo Betti) “Cecilia comunità anarchica sperimentale, un episodio d’amore nella Colonia Cecilia”, complementado com pesquisas históricas e reportagens em jornais anarquistas da época. (fonte: Carlos Nascimbeni, roteirista e diretor, por email)

Com a direção de Hugo Barreto e um cuidadoso trabalho de produção, cenografia e arte, a Bandeirantes desenvolveu com dignidade essa saga dramática de muita luta, coragem e paixão.

Primeiro trabalho na televisão da atriz Gabriela Duarte – que, um mês após o término da minissérie, já estava no elenco da novela Top Model, na Globo.

Outras produções com o anarquismo italiano como subtema: as novelas Os Imigrantes (1981-1982) e Terra Nostra (1999-2000), e a minissérie Anarquistas, Graças a Deus (1984).

A minissérie foi reprisada de 29/04 a 10/05/91, na íntegra, de segunda a sexta-feira, às 20h30.

Veja também

  • band80_logo

Carne de Sol

  • guerradosfarrapos

A Guerra dos Farrapos

  • chapadaodobugre_logo

Chapadão do Bugre

  • capitaesdaareia_logo

Capitães da Areia