Sinopse

Em Portugal, Daniel Cascaes namorava às escondidas Almerinda, cujo pai, um militar austero, proibia o romance. Descobertos, Daniel foge, vai parar num transatlântico rumo ao Brasil e esbarra com Nina, por quem se apaixona. Encontrado pela polícia na viagem, Daniel, num impulso, atira-se no mar. As ondas o levam longe, mais precisamente até uma vila de pescadores em Santa Catarina.

Sem fazer ideia do paradeiro de Daniel, Nina está de volta ao Brasil com a família. O descanso das férias em Portugal é, porém, rapidamente consumido por problemas nos negócios: Sinésio, o pai, descobre que está quase falido. Nada mal para os planos de seu sócio Jorge Junqueira, o JJ. Os dois dividem o comando da empresa, mas apresentam perfis bem diferentes.

Sinésio é um trabalhador que, com muito esforço, construiu um império e tornou-se um dos maiores nomes da indústria pesqueira. Já JJ assumiu parte do comando da firma depois da morte de seu pai e deseja se tornar um grande latifundiário marítimo. O vilão é forte e capaz de tudo para atingir seu objetivo. Sua única fragilidade é o amor que sente por Nina.

Daniel é encontrado maltrapilho, sujo e descalço por Lenita, irmã de Nina. Ela o carrega para casa, disposta a dar um novo rumo à vida do rapaz e, quem sabe, à sua. Lenita lhe arranja o emprego de mordomo em sua casa. Pivô de uma disputa entre as irmãs, o novo empregado se afasta das lembranças de Almerinda e se interessa cada vez mais por Nina.

Porém, Daniel terá de lutar novamente contra uma oposição ferrenha para manter este romance. Lenita e, principalmente, JJ usam uma série de artimanhas para separar o casal. A luta pelo coração de Nina já seria motivo suficiente para preocupar Daniel, mas ele ainda envolve-se na briga dos pescadores, que contrariam os interesses do vilão.

Com um “plano diretor de utilização do mar”, JJ tenta dominar o cultivo de ostras e mariscos na região e não se preocupa em acabar com o sustento dos moradores da ilha para construir seu resort. Entre o povo que depende do negócio está Lavínia, mulher bela e forte, dona de um restaurante, com um casamento sólido e feliz com Amarante, líder dos pescadores.

Amarante sai um dia para pescar, não retorna e é dado como morto. Lavínia tenta superar a perda do marido focando no trabalho. Ela emprega Sandoval, um homem misterioso. Recém saído da prisão, ele luta para recobrar a dignidade e reconstruir sua vida. Lavínia e Sandoval acabam se unindo num romance, porém, para surpresa de todos, Amarante reaparece, vivo.

Globo – 18h
de 22 de novembro de 2004
a 18 de junho de 2005
179 capítulos

novela de Walther Negrão
escrita com Jackie Vellego, Fausto Galvão, Lúcio Manfredi e Renato Modesto
direção de Vinícius Coimbra e Maria de Médicis
direção de Denis Carvalho e Mauro Mendonça Filho
núcleo Denis Carvalho

Novela anterior no horário
Cabocla

Novela posterior
Alma Gêmea

RICARDO PEREIRA – Daniel Cascaes
ALINNE MORAES – Nina (Mônica)
HENRI CASTELLI – JJ (Jorge Junqueira)
HERSON CAPRI – Sandoval
MARIA FERNANDA CÂNDIDO – Lavínia
KADU MOLITERNO – Antônio Amarante
HUGO CARVANA – Sinésio Paiva
DENISE DEL VECCHIO – Mariléia
LAURA CARDOSO – Francisquinha
BIANCA BYNGTON – Encarnação
MEL LISBOA – Lenita
JOANA SOLNADO – Almerinda
ELIAS GLEIZER – Velho Bartô
TATO GABUS MENDES – Pedroca do Espírito Santo
LOUISE CARDOSO – Idalina
CAUÃ REYMOND – Floriano
SHERON MENEZES – Rosário
ERNANI MORAES – Quebra-Queixo (Lauriclenis)
DUDU AZEVEDO – Querubim
MAYTÊ PIRAGIBE – Júlia
FERNANDA DE FREITAS – Amanda
SÉRGIO MARONE – Rafael
MARCOS CARUSO – Dr. Prata
DÉBORA DUARTE – Alice
GUSTAVO HADDAD – Conrado
NILL MARCONDES – Samuca
ANTÔNIO GRASSI – Robusto (Roberto Augusto)
DÉBORA OLIVIERI – Ana Amélia
AMANDA LEE – Ilana
THAIS GARAYP – Biga (Abigail)
SIRMAR ANTUNES – Balbino
MILA MOREIRA – Virgínia
LARISSA QUEIRÓZ – Carol
PACO SANCHES – Manjubinha
EDUARDO LAGO – Osvaldo
INEZ VIEGAS – Marli
YAÇANÃ MARTINS – Jackie
KARINE CARVALHO – Memel
ADRIANA ALVES – Darci
CLÁUDIA SANTOS – Érika
BRUNA DI TÚLIO – Vanessa
AMIR HADDAD – Menez
as crianças
ARTHUR LOPES – Rubico
SÉRGIO MALHEIROS – Franklin
GUTA GONÇALVES – Gigi
e
ALEXANDRE PATERNOST – Oscar
ANTÔNIO RODRIGUES – Almirante Figueiroa
BRUNO GIORDANO – Inspetor Jorge
CLARISSA FREIRE – Dolores
GRACINDO JÚNIOR – Fernando
LEONARDO VIEIRA – João Gabriel
PAULO JOSÉ – narrador no primeiro capítulo
PIETRO MÁRIO – Capiba
RICARDO DUQUE – Davi (irmão de Marli)
RICARDO MARECOS – Benvindo (segurança de JJ)
THOMAZ VELOSO – Pedroquinha
ZULMA MERCADANTE – Neide (empregada na casa de JJ)

– núcleo de DANIEL CASCAES (Ricardo Pereira), jovem açoriano que ao fugir da fúria do pai de sua amada em Lisboa, vai parar num navio rumo ao Brasil. Envolve-se numa série de confusões e vai trabalhar como mordomo numa família abastada em Florianópolis:
a amada ALMERINDA (Joana Solnado), impedida pelo pai de namorar Daniel. Fica em Lisboa grávida enquanto ele foge para o Brasil. Mas ela parte atrás dele e vai ter a filha, Maria Luiza, em Florianópolis
o pai de Almerinda, ALMIRANTE FIGUEROA (Antônio Rodrigues) – aparece apenas no início da trama.

– núcleo de NINA (Aline Moraes), jovem arquiteta que conhece Daniel numa viagem com a família para Portugal. Sua família o acolhe no Brasil e os dois acabam apaixonados:
os pais SINÉSIO PAIVA (Hugo Carvana), dono de uma grande empresa de pesca,
e MARILÉIA (Denise Del Vecchio), típica dondoca emergente
as irmãs LENITA (Mel Lisboa), geniosa, mimada e determinada, a princípio disputa a atenção de Daniel com a irmã
e GIGI (Guta Gonçalves), a caçula.

– núcleo de JORGE JUNQUEIRA, o JJ (Henri Catelli), o ambicioso namorado de Nina e braço direito de Sinésio na empresa:
a irmã ENCARNAÇÃO (Bianca Byngton), sofrida e submissa ao irmão, mantém um segredo do passado
o sobrinho RUBICO (Arthur Lopes), que se acha na posição de criança adotada, mas que na verdade é filho de Encarnação
o advogado OSVALDO (Eduardo Lago), que se interessa por Encarnação
a secretária MARLY (Inez Viegas), cúmplice nas armaçõpes de JJ – tem uma queda por Daniel que a usa para decobrir as falcatruas de JJ na empresa dos Paiva
o segurança BENVINDO (Ricardo Marecos)
a empregada NEUZA.

– núcleo de AMARANTE (Kadu Moliterno), pescador e espécie de líder na aldeia de pescadores. Dado como morto no mar é salvo por uma mulher que passa a cuidar dele:
a mulher LAVÍNIA (Maria Fernanda Cândido), jovem batalhadora, que mantem um restaurante na aldeia
a mãe FRANCISQUINHA (Laura Cardoso), portuguesa cega, é a sábia da aldeia
a filha de Lavínia, JÚLIA (Maytê Piragibe), fruto de um outro relacionamento
o filho QUERUBIM (Dudu Azevedo), que se apaixona por Júlia
o amigo de Querubim, QUEBRA-QUEIXO (Ernani Moraes), doente mental, pescador desajeitado, ingênuo e de coração puro
a mulher que cuida de Amarante em seu acidente, ILANA (Amanda Lee) – apaixona-se por ele, mas sofre quando Amarante retorna para a aldeia e para os braços de sua mulher.

– núcleo de SANDOVAL (Herson Capri), após cumprir pena na prisão vai trabalhar no restaurante de Lavínia, e os dois acabam envolvendo-se quando ela pensava que Amarante estava morto. No passado fora o amor de Encarnação, por isso é perseguido por JJ. É o pai de Rubico:
o amigo ROBUSTO (Antônio Grassi), que conhecera na cadeia – virou detetive e passa a ajudar o amigo a descobrir como JJ o botou na cadeia.

– núcleo de PEDROCA DO ESPÍRITO SANTO (Tato Gabus Mendes), pescador bonachão, vive atrás de um rabo-de-saia:
a mulher IDALINA (Louise Cardoso), rendeira habilidosa, esposa ciumenta – expulsa o marido de casa quando descobre que ele tem outra mulher
os filhos FLORIANO (Cauã Reymond), pescador, alvo das investidas de Lenita, apesar de ele ser compromissado
e AMANDA (Fernanda de Freitas), que trabalha numa operadora de mergulho
o amigo de Pedroca, MANJUBINHA (Paco Sanches), pescador
a outra mulher que mantinha no Rio de Janeiro, DARCI (Adriana Alves).

– núcleo de DOUTOR PRATA (Marcos Caruso), médico conhecido na cidade:
a mulher ALICE (Débora Duarte), frustrada com o casamento, larga o marido porque desconfia que ele tem outra mulher – de dondoca vira uma mulher trabalhadora, ajudando as rendeiras da vila de pescadores
os filhos RAFAEL (Sérgio Marone), dono da operadora de mergulho, namorado da ciumenta Amanda e, a princípio, apaixonado por Júlia – tentando encontrar o tesouro escondido num navio naufragado, fica tetraplégico
e CONRADO (Gustavo Haddad), a princípio é o braço direito de JJ, mas acabam inimigos quando é demitido – também foi namorado de Lenita no início
VIRGÍNIA (Mila Moreira), médica amiga de trabalho do Dr. Prata e pivô de sua separação
CAROL (Larissa Queiróz), filha de Virgínia, envolve-se com Conrado
a empregada JACKIE (Yaçanã Martins).

– núcleo de ABIGAIL (Thaís Garayp), a BIGA, empregada na mansão dos Paiva, amiga de Nina e Daniel:
o marido BALBINO (Simar Antunes), motorista de Sinésio
os filhos ROSÁRIO (Sheron Menezes), casa-se com Floriano,
e FRANK (Sérgio Malheiros), amigo de Rubico e Gigi
o cunhado SAMUCA (Nill Marcondes), trabalha na operadora de mergulho.

– outros personagens:
VELHO BARTÔ (Elias Gleizer), figura lendária de um navegador europeu, alguns acreditam ser uma assombração
ANA AMÉLIA (Débora Olivieri), mãe de Encarnação e JJ, e responsável pela loucura dele. No passado fugiu com o amante deixando a família depois de dar a luz a uma menina, fruto do seu romance secreto. Largou a pequena na porta dos Paiva: é Lenita. Mariléia e Sinésio nunca souberam quem era a mãe verdadeira da garota e sempre esconderam que ela é adotada
MEMEL (Karine Carvalho), sobrinha de Ana Amélia.
ÉRIKA (Cláudia Santos), namorada de Samuca no início
VANESSA (Bruna Di Túlio), amiga de Érika e Rafael. Ele tentava jogá-la pra cima do Conrado, logo que ele terminou com Lenita
MENEZ (Amir Haddad) mendigo que ajudou Daniel no início, quando ele perambulava por Florianópolis. Presenciou o acidente que botou Sandoval na cadeia, e é quem ajuda Daniel e o acusado a descobrirem a verdade.

O horário das seis voltou a apostar em tramas contemporâneas depois de dois sucessos de época, Chocolate com Pimenta e Cabocla. Mas, dessa vez, sem a mesma repercussão.

Em Como Uma Onda, Walther Negrão tentou reeditar Tropicaliente (1994), novela praiana de grande aceitação no exterior. Mas o autor reconheceu que o resultado ficou aquém do esperado. Ao livro “Autores, Histórias da Teledramaturgia” (do Projeto Memória Globo), declarou:
“Eu tinha pensado no Espírito Santo, depois Maceió, mas acabamos fazendo em Florianópolis. Não deu certo, quase não se gravou lá. (…) Em Santa Catarina, não tivemos o mesmo charme. (…) Acho que a novela não cumpriu sua função.”

Os primeiros nomes escalados para Nina, Lenita e Sinésio foram Priscila Fantin, Deborah Secco e Lima Duarte. Os papéis acabaram ficando a cargo de Alinne Moraes, Mel Lisboa e Hugo Carvana, respectivamente.
Isabela Garcia já estava confirmada para viver Encarnação quando se descobriu grávida. O papel então ficou com Bianca Byngton.

Doutor Prata, personagem de Marcos Caruso, foi uma homenagem da direção da novela ao médico Dráuzio Varella.
“Marcos foi escolhido para o papel de Dr. Prata devido às semelhanças entre eles, com os óculos ficam ainda mais parecidos”, disse o diretor Dennis Carvalho, brincando.

Parte do elenco e produção foram para território lusitano gravar as primeiras cenas, mais precisamente no Arquipélago de Açores. Para as primeiras gravações, algumas locações portuguesas se transformaram em cenários para a novela. O Lar de São Francisco, um convento do início do século 18, se transformou na casa de Almerinda (Joana Solnado). Já o hotel onde a família Paiva se hospedou é um castelo construído por D. Afonso, em 1420.

Como cenário, foram reproduzidas praias de Florianópolis e uma colônia de pescadores, no mesmo clima de outras novelas praianas de Walther Negrão: Tropicaliente (1994), ambientada nas praias do Ceará, e Flor do Caribe (2013), com locações no Rio Grande do Norte.

A praia filmada em Florianópolis era a da Caeira da Barra do Sul, distante 42 km do centro da cidade. O acesso se dava pela continuação da estrada do Ribeirão da Ilha e, uma vez chegado na localidade, era necessário andar por uma trilha (mais ou menos de 40 minutos a 1 hora) até chegar à praia propriamente dita. Na época, o local era praticamente virgem por causa das dificuldades de acesso. Também serviram de locação as praias de Armação, Joaquina e Barra da Lagoa.

A vila que retratava a comunidade ribeirinha foi montada no Projac (Rio de Janeiro) e tinha 20 construções, distribuídas em 7.424 metros quadrados. A Restinga da Marambaia também serviu de cenário para as locações externas. As cenas de alto mar foram feitas basicamente quase todas na praia de Grumari (Rio de Janeiro).

A indústria de pescado, que serviu como referência na novela, existia e chamava-se na verdade Pioneira da Costa, localizada embaixo da ponte Hercílio Luz em Florianópolis.

Um dos desafios da equipe de cenografia da novela era construir a caverna do Velho Bartô (Elias Gleizer), montada numa “floresta” do Projac, e a engenhoca da dupla cômica Quebra-Queixo e Querubim (Ernani Moraes e Dudu Azevedo), um veículo definido pelo cenógrafo Keller Veiga como “meio barco, meio casa, meio banheira, meio bicicleta, meio liquidificador velho” – na verdade, uma espécie de reedição da “camicleta”, veículo inventado pela dupla Shazan e Xerife, personagens de Paulo José e Flávio Migliaccio criados por Walther Negrão para a sua novela O Primeiro Amor, em 1972, e que ganharam um seriado próprio: Shazan, Xerife e Companhia (exibido entre 1972 e 1974).

O ator Paco Sanches interpretou novamente um pescador de nome Manjubinha, como fizera em Tropicaliente (1994), também de Walther Negrão.

Primeira novela no Brasil dos atores portugueses Ricardo Pereira e Joana Solnado.

O primeiro título pensado para a novela foi Açores. (“Almanaque da TV”, Bia Braune e Rixa)

Trilha Sonora Nacional

comoumaondat1
01. SUPERNOVA – Skank (tema de Rafa)
02. NUA – Ana Carolina (tema de Nina)
03. GRÃO DE AMOR – Arnaldo Antunes e Marisa Monte (tema de Nina e Daniel)
04. PROVAS DE AMOR – Titãs (tema de Lenita)
05. O MESMO AMOR – Fábio Nestares (tema de Floriano e Rosário)
06. FAZ DE CONTA – Fagner (tema de Sandoval)
07. JARDIM DE CORES – Ls Jack
08. SONHANDO O FUTURO – Beto Guedes (tema de Júlia)
09. VIRA VIROU – Banda Crase (tema de Daniel)
10. PRA VOCÊ EU DIGO SIM – Cidia e Dan (tema de Júlia e Querubim)
11. A LUA GIROU (Sobre Tema Folclórico) – Milton Nascimento (tema de Lavínia e Amarante)
12. NAVEGA CORAÇÃO – Rafaella (tema de Encarnação)
13. COMO UMA ONDA – Lulu Santos (tema de abertura)
14. RUA DA PRAIA – Due Angeli
15. O AMOR E O MAR – Due Angeli

Trilha Sonora Internacional

comoumaondat2
01. SUNDAY MORNING – Maroon 5 (tema de Daniel)
02. SITTING, WAITING, WISHING – Jack Johnson (tema de Floriano)
03. FIELDS OF GOLD – Maxi Priest (tema de Lavínia e Amarante)
04. OTHER SIDE OF THE WORLD – Kt Tunstall (tema de Almerinda)
05. SOMEWHERE ONLY WE KNOW – Keane (tema de Rafael e Amanda)
06. STAY WITH ME – Libera (tema de Quebra-Queixo)
07. ANGIE – Rolling Band
08. RIGHT TO BE WRONG – Joss Stone (tema de Nina e Daniel)
09. MY BOO – Alicia Keys & Usher (tema de Lenita)
10. I´LL DO IT RIGHT THIS TIME – Sun Coast
11. WHAT YOU´RE MADE OF – Lucie Silvas
12. ONE – Joe Cocker
13. TE QUIERO – Erotik
14. EU QUERO TE LEVAR – Paulo Ricardo & Pr.5 (tema de JJ)

Tema de Abertura: COMO UMA ONDA – Lulu Santos

Nada do que foi será
De novo do jeito que já foi um dia
Tudo passa
Tudo sempre passará
A vida vem em ondas
Como um mar
Num indo e vindo infinito

Tudo que se vê não é
Igual ao que a gente viu a um segundo
Tudo muda o tempo todo
No mundo

Não adianta fugir
Nem mentir pra si mesmo agora
Há tanta vida lá fora
Aqui dentro sempre
Como uma onda no mar…

Veja também

  • tropicaliente

Tropicaliente

  • anjodemim_logo

Anjo de Mim

  • eraumavez_logo

Era uma Vez…

  • vilamadalena_logo

Vila Madalena