Mineira da cidade de Muzambinho, Dulce Santucci nasceu em 1921. Habituada a escrever contos e poesias desde criança, aos 26 anos, já casada, escreveu um romance – Sonhos Desfeitos – narrando a história real de três amigas. Ao invés de editá-lo, levou os originais à Rádio São Paulo que se interessou em transformar os escritos em radionovela. Dulce reescreveu tudo em linguagem radiofônica, dividindo em capítulos com incomum talento. O rádio ganhava mais uma novelista.

Ao longo dos anos, os títulos se multiplicaram e os sucessos também – Uma Vida e Três Amores, Rancho Fundo, Zé Boiadeiro, Um Ranchinho a Beira Chão. Dulce alcançou tal projeção como radionovelista que chegou a ter seis títulos no ar, simultaneamente.

Com o advento da TV, passou a escrever para o novo veículo. Ao lado de Edson Leite, na TV Excelsior de São Paulo, idealizou a primeira novela diária da televisão brasileira, 2-5499 Ocupado, adaptada por ela de um original argentino. Escreveu depois várias telenovelas, sem no entanto, sufocar sua brilhante carreira no rádio. Dulce Santucci faleceu em São Paulo, em 11 de abril de 1995.

Década de 1960

  • 25499ocupado_logo

2-5499 Ocupado

  • excelsior60

As Solteiras

  • caminhodasestrelas

O Caminho das Estrelas

  • pequenakaren

A Pequena Karen

  • abnegacao

Abnegação

  • sozinhonomundo

Sozinho no Mundo

  • algemasdeouro

Algemas de Ouro

  • seuunicopecado

Seu Único Pecado

Década de 1970

  • tilim_logo

Tilim

Década de 1980

  • umaesperancanoar_logo

Uma Esperança no Ar