Geraldo Vietri nasceu em São Paulo, em 27 de agosto de 1927. Iniciou sua carreira de roteirista na TV Tupi quando, em 1958, teve seu primeiro texto, Este Mundo é dos Loucos, analisado, aprovado e produzido. Como autor e diretor do TV de Comédia, ganhou notoriedade e respeito.

Quando a emissora resolveu produzir telenovela, o nome de Vietri foi logo lembrado. Na primeira produção diária, Alma Cigana, atuou como diretor. Dois anos depois escreveu A Inimiga, adaptando um original argentino. Consagrado como autor/diretor, mostraria uma inquietação para reformular o gênero com Os Rebeldes (1967).

Alcançou o sucesso e projeção nacional com Antônio Maria e Nino, o Italianinho (entre 1968 e 1970), duas marcas registradas de sua trajetória pelas telenovelas. Ainda na Tupi, recebeu elogios por trabalhos como Vitória Bonelli (1972-1973) e Meu Rico Português (1975). Com o fim da Tupi, Geraldo Vietri se revezou entre as TVs Globo, Bandeirantes, Cultura, Manchete e CNT.

Figura controversa no meio artístico, de personalidade forte, Vietri lançou e formou vários nomes importantes da história de nossa televisão, como Juca de Oliveira, Aracy Balabanian, Tony Ramos, Denis Carvalho e Paulo Figueiredo. Extremamente centralizador, Vietri produzia, escrevia e dirigia suas novelas. Essa característica dificultou seu trabalho na esquemática Globo, em 1980, quando começou a adaptar o romance Olhai os Lírios do Campo, de Érico Veríssimo, para o horário das seis. Vietri desentendeu-se com o diretor Herval Rossano e não concluiu a novela.

Geraldo Vietri também produziu, redigiu e dirigiu cinema, usando em seus elencos os mesmos amigos que atuavam em suas novelas na TV Tupi. Como exemplo, Senhora (1976), com Elaine Cristina e Paulo Figueiredo, e Tiradentes, o Mártir da Independência, do mesmo ano, com Adriano Reys.

Faleceu em São Paulo, em 1º agosto de 1996, aos 66 anos, vítima de broncopneumonia.

Para ler: Geraldo Vietri, Disciplina é Liberdade, Vilmar Ledesma, Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 2010.

Década de 1960

  • almacigana

Alma Cigana

  • tupi60

A Gata

  • seomar_foto

Se o Mar Contasse

  • tupi60

O Sorriso de Helena

  • tupi60

Teresa

  • carasuja

O Cara Suja

  • outra

A Outra

  • umrostoperdido_foto

Um Rosto Perdido

  • tupi60

A Inimiga

  • remisteriosa

A Ré Misteriosa

  • tupi60

Ciúmes

  • angustiadeamar

Angústia de Amar

  • tupi60

A Intrusa

  • tupi60

A Ponte de Waterloo

  • paixaoproibida_anuncio

Paixão Proibida

  • rebeldes_logo

Os Rebeldes

  • antoniomaria68_logo

Antônio Maria (1968)

  • ninooitalianinho_logo

Nino, o Italianinho

Década de 1970

  • selvagem_logo

A Selvagem

  • fabrica_logo

A Fábrica

  • vitoriabonelli_logo

Vitória Bonelli

  • meuricoportugues_logo

Meu Rico Português

  • apostolosdejudas_logo

Os Apóstolos de Judas

Década de 1980

  • floradasnaserra81_logo

Floradas na Serra (1981)

  • donasanta_logo

Dona Santa

  • renuncia82_logo

Renúncia (1982)

  • casadeirene_logo

Casa de Irene

  • santamartafabrfil_logo

Santa Marta Fabril

  • antoniomaria85_logo

Antônio Maria (1985)

Década de 1990

  • narededeintrigas_logo

Na Rede de Intrigas

  • floradasnaserra91_logo

Floradas na Serra (1991)

  • fantasmadaopera_logo

O Fantasma da Ópera

  • irmacatarina

Irmã Catarina

  • antoniodosmilagres

Antônio dos Milagres