Sinopse

A cidade de Cerro Bravo, interior paulista, é dominada pelo Coronel Saturnino Bragança, um rico fazendeiro que, com a ajuda de seus capangas, toma terras e obriga outros fazendeiros a entregarem suas propriedades sob a alegação de que suas escrituras são falsas.

Já que todos temem o coronel, inclusive o prefeito, apenas um misterioso cavaleiro que se esconde na mata é capaz de ajudar o povo da região: Jerônimo, o herói do sertão. Ao lado da noiva Aninha e do Moleque Saci, eles enfrentam as injustiças sociais pondo os inimigos para correr a toque de bala.

SBT – 18h
de 5 de novembro de 1984
a 2 de março de 1985

novela de Moysés Weltman
direção de Antonino Seabra
supervisão de Crayton Sarzy

FRANCISCO DI FRANCO – Jerônimo
SUZY CAMACHO – Aninha
EDUARDO SILVA – Moleque Saci
JOFRE SOARES – Coronel Saturnino Bragança
FELIPE LEVOT – Antônio Caveira
JUSSARA FREIRE – Suzana
JOSMAR MARTINS – Alonso
MARCOS CARUSO – Dr. Otoniel
PAULO HESSE – Dr. Pileque (Dr. Clodomiro Seixas)
AMILTON MONTEIRO – Dr. Martim
GUY LOUP – Efigênia
ALDO BUENO – João de Deus / João Corisco
BENÊ SILVA – Pai Jeremias
NEUZA BORGES – Gumercinda
EDUARDO ABBAS – Honorato
ARNALDO WEISS – Dr. Esperidião
ÊNIO GONÇALVES – Eduardo
JACK MILITELLO – Inpetor Carnaúba
BORGES DE BARROS
ALEXANDRE DRESSLER
GENY PRADO – D. Batatinha
ROGÉRIO MÁRCICO – Coronel Valdomiro Seixas
ANAMARIA DIAS – Maria Seixas / Maria Homem
DANTE RUY – Coronel Ventura
ELEU SALVADOR – Zé da Bíblia
ZÉ LUIZ PINHO – Tomás
DIMÍTRIO TALARICO
WILSON SAMPSON
DANILO MARTINS
SERGIO BUCK
PAULO EUDES
GINA RINALDI
TEREZA CUBANO
RÚBENS ROLLO
EDMUNDO VIEIRA
CAPITÃO BASTOS
TONINHO PEÃO
JAIR TALARICO
RITA BERGAMIN
CLÁUDIA GUIMARÃES
SILVIA RUGAI
VERA LÚCIA PASSOS
VANDERLÉA PROCÓPIO
DINÉIA RAMOS

Remake da novela de Moysés Weltman escrita para a TV Tupi em 1972, também com Francisco di Franco vivendo o protagonista, Jerônimo. O personagem é originário do rádio, no qual fez sucesso na década de 1950 na voz de Milton Rangel.

Ao contrário da versão original, esta não teve grande repercussão, mostrando a fragilidade de se transpor para a TV o que foi concebido para o rádio.

Sílvio Santos avaliou o equívoco e só veiculou a primeira história da série. Assim mesmo, vale ressaltar o empenho de produção e direção, utilizando muitas cenas externas, procedimento raro no SBT na época.

Reapresentada a partir de janeiro de 1991, às 18 horas.

Trilha Sonora
jeronimo84t
01. JERÔNIMO – Gilberto Santamaria (tema de abertura)
02. VARANDAS – Almir Sater
03. MENSAGEIRO D’ALEGRIA – Diana Pequeno
04. ACALANTO – Fruto da Terra
05. MOLEQUE SACI – Raul Marcos
06. CURIÓ – Passoca
07. MEU DOCE HERÓI – Cinthia (tema de Aninha)
08. A MENINA DOS MEUS OLHOS – Bubuska
09. LIVRO ABERTO – Jessé
10. A CANÇÃO DE JERÔNIMO – Christian & Ralf
11. NESSE MATO TEM COELHO – Conjunto Cristal
12. SEU MOÇO – Leci Estrada (tema do Pai Jeremias)

Seleção de repertório: Toninho Paladino e Cayon Gadia
Sonoplastia: Pedro Jacinto

Tema de Abertura: JERÔNIMO – Gilberto Santamaria

Se você não andar direito, você vai ver
Já existe um jeito pra gente como você
Nem pode piscar o olho, nem descuidar
Senão ele chega em cima pra te pegar
Jerônimo – filho de Maria-Homem
Jerônimo – aparece, bandido some
Jerônimo – justiceiro do sertão
Jerônimo – tem também um coração
No momento a história dele vou te contar
Tome assento, tenho certeza, você vai gostar
Então se dá o exemplo dele você também
E tira o seu chapéu prum homem de bem
Jerônimo – filho de Maria-Homem
Jerônimo – aparece bandido some
Jerônimo – justiceiro do sertão
Jerônimo – tem também um coração
Nas matas nem sempre verdes da região
Na alma nem sempre branca de um irmão
Nas noites nem sempre quentes de solidão
Na sede, lendas e contos desta canção
Jerônimo – filho de Maria-Homem
Jerônimo – aparece bandido some
Jerônimo – justiceiro do sertão
Jerônimo – tem também um coração…

Veja também

  • umaesperancanoar_logo

Uma Esperança no Ar

  • cortinadevidro_logo

Cortina de Vidro