Sinopse

A história de Jesus contada pelas pessoas que fizeram parte de sua vida terrena. Jerusalém, a principal cidade da Judeia, dominada por Roma, vivia imersa em um turbilhão de conflitos: falsos messias, rebeldes judeus agindo contra a dominação romana, opressão dos cobradores de impostos, pobreza e sonhos de uma vida melhor. Um povo subjugado à espera do Messias. Com receio da chegada do “novo Rei”, Herodes, o Grande (Paulo Gorgulho), ultrapassa os limites de sua loucura ao ordenar a matança de crianças inocentes.

Neste cenário, os recém-casados Maria (Juliana Xavier) e José (Guilherme Dellorto) partem para Nazaré. De acordo com a anunciação, Maria da à luz Jesus, o Messias. Além da vida e ministério do Filho de Deus, a trajetória de vida de pessoas curadas por ele, os homens que se tornaram seus apóstolos e figuras importantes em sua história, como Pilatos (Nicola Siri), Barrabás (André Gonçalves), João Batista (Iano Salomão), Judas Iscariotes (Guilherme Winter), Maria Madalena (Day Mesquita), Petrônius (Fernando Pavão), Caifás (Eucir de Souza) e outros.

Jesus (Dudu Azevedo) não desiste de sua missão já que o embate entre o bem e o mal está presente em toda a sua jornada. Enviado por Deus, vem ao mundo por amor aos homens, quebra paradigmas religiosos, investe contra os vendilhões do templo, revelando quem é, de fato, o inimigo da Humanidade. Enfrenta calúnias, perseguições e Satanás (Mayana Moura) até sua grande vitória, a crucificação, quando sacrifica-se por todos e ressuscita. Sua missão será mostrar a todos, homens e mulheres, que é o Caminho, a Verdade e a Vida.

Record – 20h45
de 24 de julho de 2018
a 22 de abril de 2019
193 capítulos

novela de Paula Richard
colaboração de Camilo Pellegrini, Joaquim Assis, Larissa Oliveira, Meuri Luiza, Natalia Piserni, Natalia Sambrini, Rodrigo Ribeiro e Vitor de Oliveira
pesquisa de Irene Bosisio
consultoria de Maurício Santos, Marcio Sant’anna e José Lúcio
supervisão de texto de Cristiane Cardoso

direção de Edgard Miranda, Leonardo Miranda, Rudi Lugmem, Roberto Bomtempo e Ajax Camacho
direção geral de Edgard Miranda
coprodução Casablanca

Novela anterior no horário
Apocalipse

Novela posterior
Jezabel

DUDU AZEVEDO – Jesus de Nazaré
MAYANA MOURA – Satanás
CLÁUDIA MAURO – Maria de Nazaré
PETRÔNIO GONTIJO – Pedro da Galileia
GUILHERME WINTER – Judas Iscariotes
DAY MESQUITA – Maria Madalena
NICOLA SIRI – Pôncio Pilatos
LARISSA MACIEL – Cláudia
MARCOS WINTER – Herodes Antipas
VANESSA GERBELLI – Herodíade
FERNANDO PAVÃO – Petrônius
BETH GOULART – Míriam de Alfeu
ADRIANA GARAMBONE – Adela
ANDRÉ GONÇALVES – Barrabás
JÚLIA MAGESSI – Helena
RICKY TAVARES – Judas Tadeu
FELIPE CUNHA – Jairo
MANUELA DO MONTE – Laila
RAFAEL SARDÃO – Simão Fariseu
ANA PAULA TABALIPA – Asisa
GABRIEL GRACINDO – Mateus Evangelista
EUCIR DE SOUZA – Caifás
MARCELA MUNIZ – Judite
BÁRBARA BORGES – Livona
LETÍCIA MEDINA – Yoná
RAFAEL GEVÚ – João Zebedeu
MAITÊ PADILHA – Gabriela
PIERRE BAITELLI – Natanael Bartolomeu
JOSÉ VICTOR PIRES – Tiago de Alfeu (Tiago Menor)
CÉSAR CARDADEIRO – Tiago Zebedeu (Tiago Maior)
GUSTAVO RODRIGUES – Tomé Dídimo
RODRIGO ANDRADE – Simão Zelote
MAURÍCIO RIBEIRO – André da Galileia
MATHEUS FAGUNDES – Filipe de Betsaida
PAULO FIGUEIREDO – Anás Ben Sete
GIUSEPPE ORISTÂNIO – José de Arimateia
DEDINA BERNADELLI – Edissa de Arimateia
MANUELA LLERENA – Deborah de Arimateia
GIL COELHO – Tiago Justo de Nazaré
FELIPE ROQUE – Caius
SACHA BALI – Longinus
TADEU AGUIAR – Chuza
ANNA LIMA – Joana de Chuza
RAPHAEL MONTAGNER – Hélio
CHRISTIANA KALACHE – Sula Zebedeu
ERNANI MORAES – Nicodemos
POLLIANA ALEIXO – Kesiah
VALENTINA BULC – Salomé Agripa
JÉSSIKA ALVES – Maria de Betânia
DANI MORENO – Marta de Betânia
VANDRÉ SILVEIRA – Lázaro de Betânia
LUKA RIBEIRO – Shabaka
BÁRBARA REIS – Suzana
PAULO LESSA – Goy
FIFO BENICASA – Dimas
FLÁVIO PARDAL – Gestas
DRICO ALVES – Nemestrino
EDUARDO PARLAGRECO – Terencius
ELISA ROMERO – Temima
CLÁUDIA ASSUNÇÃO – Cassandra
GUILHERME LOPES – Efraim
AMANDA GRIMALDI – Noemi
ZECA RICHA – Almáquio
CACÁ OTONI – Diana
ADEMIR EMBOAVA – Cornélius
ANA BARROSO – Sara
THALES COUTINHO – Abner
KÁTIA MORAES – Elza
DANI BAVOSO – Rebeca
LUIZ NICOLAU – Heitor
e
ADRIANA BIROLLI – Cívia de Yafo
ALEXANDRE SLAVIERO – Herodes Arquelau
ALLAN SOUZA LIMA – Judas Galileu
ANDRÉ ROSA – Simas
ANGELINA MUNIZ – Yarin
BENVINDO SIQUEIRA – Zacarias
BERNARDO DUGIN – Youssef
CAMILA MAYRINK – Asisa (jovem)
CAMILLA AMADO – Hannah
CÁSSIO PANDOLPH – Melchior
CÉSAR PEZZUOLI – Saul
CLÁUDIA MELLO – Isabel
CRIDEMAR AQUINO – Baltazar
DANIEL BLANCO – Alfeu (jovem)
DANIEL VILLAS – Malco de Betesda
DJ AMORIM – Simão Zelote (criança)
EDSON FIESCHI – Tribuno
ENZO DINIZ – José Filho de Nazaré (criança)
FELIPE CARDOSO – Ami de Betesda
FERNANDO RONCATO – Zebedeu (jovem)
GABRIELA ROSAS – Zilla
GIULIANO LAFAYETTE – Aarão
GUILHERME DELLORTO – José de Nazaré (jovem)
HALL MENDES – Abel de Chuza
HILTON CASTRO – Zaqueu
IANO SALOMÃO – João Batista
IGOR RICKLI – Paulo de Tarso
ISADORA CECATO – Sula (jovem)
JOÃO FENERICH – Abiel de Betânia
JOÃO PEDRO NOVAES – Ângelo
JULIANA BOLLER – Cassandra (jovem)
JULIANA KAZ – Bina
JULIANA XAVIER – Maria de Nazaré (jovem)
LARA LAZZARETTI – Eliseba
LEANDRO SILVA – Tiago Justo de Nazaré (criança)
LUIZ EDUARDO TOLEDO – Barrabás (criança)
MARCEL GIUBILEI – José Filho de Nazaré
MARCELO BATISTA – Simão de Cirene
MARCOS HOLANDA – servo de Herodes
MATHEUS DANTAS – Jesus de Nazaré (aos 5 anos)
MAURÍCIO MATTAR – Joaquim de Nazaré
MICHEL BERCOVITCH – José de Nazaré
MIGUEL RONCATO – Herodes Antipas (jovem)
MYRELLA VICTÓRIA – Talita
NAIUMI GOLDONI – Liba
NANDA ANDRADE – Adira
NICOLAS SANCHES – Jesus de Nazaré (aos 12 anos)
PAULO CÉSAR PEREIO – Simeão
PAULO GORGULHO – Herodes, o Grande
PEDRO LAMIN – Isaque de Yafo
RAFAEL AWI – Judá de Nazaré
RAÍSSA VENÂNCIO – Adela de Betânia
RAPHAEL SANDER – Anjo Gabriel
RODRIGO SONI – Adão
RODRIGO VIDIGAL – Quemuel
RONEY VILELA – Zebedeu
RONNY KRIWAT – Caifás (jovem)
SAULO RODRIGUES – Caleb
SÉRGIO ABREU – Rafael
SIDNEY GUEDES – Samaritano
TALITA CASTRO – Ana de Nazaré
TATSU CARVALHO – Gaspar
THALITA XAVIER – Eva
THIAGO GIACOMINI – engenheiro de Pôncio Pilatos
TIAGO MARQUES – Dilan
VICTÓRIA POZZAN – Míriam de Alfeu (jovem)
VICTOR NOVELO – Nicodemos (jovem)
VICTOR SPARAPANE – Petrônius (jovem)
ZECA CARVALHO – comandante de Herodes

Originalmente, Jesus tinha previsão de estreia para o início de junho de 2018, logo após o fim da novela Apocalipse. Em abril, porém, a Record TV decidiu adiar o lançamento, evitando coincidir com a época dos jogos da Copa do Mundo (na Rússia), que tradicionalmente gera uma defasagem de telespectadores. Na ocasião, cogitava-se estrear a trama em agosto. Em maio foi anunciado que a novela estrearia em 24 de julho, ficando a cargo da minissérie Lia ocupar a lacuna entre Apocalipse e Jesus.

Apesar de ter bom retorno comercial e índices de audiência aceitáveis entre 9 e 11 pontos, superando a sua antecessora Apocalipse, a novela Jesus acumulou inúmeras derrotas para a produção infantil do SBT (As Aventuras de Poliana) na Grande São Paulo, principal praça e mercado publicitário do país.

Em junho de 2018, a equipe da novela partiu para o Marrocos para a gravação de várias cenas. Foram 62 pessoas entre atores, diretores, técnicos e produção – desses, 45 eram atores. A cidade de Ouarzazate, conhecida como “A Porta do Deserto”, a 197 quilômetros da capital Marrakesh, foi a principal locação utilizada, com vários filmes rodados lá, como Lawrence da Arábia (1962), A Última Tentação de Cristo (1988) e A Joia do Nilo (1985), além da série Game Of Thrones. A equipe da novela se concentrou nas instalações do Atlas Studios, um dos principais estúdios de cinema do mundo, no qual grande parte das cenas da novela foram gravadas. Momentos adiantados da trama foram captados antes da estreia da novela, como a via crucis e a crucificação e morte de Jesus, por exemplo.
200 volumes foram levados para a África, entre equipamentos, figurinos e objetos de arte. Segundo o figurinista responsável, Severo Luzardo, foram 85 malas de peças de figurino.

Para as cenas no Rio Jordão, as gravações foram realizadas na divisa de Goiás com Minas Gerais, na Ilha dos Carneiros, no rio Paranaíba.

Na apresentação da novela para a imprensa, o diretor-geral Edgard Miranda citou a preocupação com o realismo. Para evitar uma estética carnavalesca – uma grande crítica às primeiras produções bíblicas da Record – os figurinos passaram por um processo de envelhecimento, para fugir da aparência de novos, com cores muito vivas. Ainda: os atores homens não usaram barbas e cabelos postiços.

Para viver Satanás, foi escolhida uma mulher, a atriz Mayana Moura. A referência para a sua caracterização foi o personagem equivalente no filme A Paixão de Cristo (2004), de Mel Gibson. A atriz raspou a cabeça e sobrancelhas para ficar igual ao Satanás do filme.

Quando a Record TV ainda se decidia sobre a escalação para o protagonista de Jesus, o ator Théo Becker fez uma campanha nas redes sociais que ganhou a mídia, prontificando-se para o papel. Emagreceu, deixou barba e cabelos crescerem e se preparou para o personagem. Tudo em vão. Para fugir da figura idealizada e estereotipada do Messias, a Record optou por uma ator com traços mediterrâneos, em vez de um louro de olhos azuis, escalando Dudu Azevedo, que havia sido um dos protagonistas da novela O Rico e Lázaro (2017). Théo Becker sequer havia sido cogitado pela emissora para viver o personagem. O ator fez então testes para interpretar Herodes Arquelau, mas quem ficou com o papel foi Alexandre Slaviero.

Trilha Sonora: Banda Universos

01. POR VOCÊ
02. PERDÃO
03. MARIA
04. SEGREDOS

Tema de Abertura: PRECIOSO – Marcello Brayner

Vem, Espírito Santo
Vem me tocar, vem me abraçar
Tua presença é tudo que eu preciso
Meu precioso amigo
Pra te adorar levanto as minhas mãos

Entrego a ti meu coração
E mesmo sendo falho, me amas, me amas
E mesmo eu nada tendo, me amas, me amas

Jesus, por amor, se entregou naquela cruz
Carregou um grande peso em meu lugar
E levou sobre si a minha dor

Jesus! Jesus!
Nome precioso…

Veja também

  • topissima2

Topíssima

  • lia

Lia

  • oricoelazaro

O Rico e Lázaro

  • terra_prometida

A Terra Prometida