Sinopse

Interior de Minas, 1920. La Mamma é uma mãezona que enfrenta a pacata cidade mineira de Bom Jesus da Moóca lotada de maridos preocupados com a chegada de seu lindo e irresistível filho, Manfredo Antônio. O jovem desperta a tentação em todas as mulheres que encontra pelo seu caminho. Com medo que o rapaz desperte o interesse em suas esposas, os maridos ciumentos da cidade, reunidos no Clube dos Cornos, contratam um pistoleiro profissional para recebê-lo.

Mas sua volta à cidade natal acontece para descansar de um trauma. No Rio de Janeiro o garanhão viu seus poderes de sedutor fracassar. Ao saber do complô armado contra o filho, La Mamma faz tudo para protegê-lo. Aconselhada pelo espírito do falecido marido Manfredão, decide promover o casamento do filho com Soninha, para pôr fim à sua fama de conquistador.

Mas depois do casamento, a preocupação de La Mamma passa a ser a reputação de Mandredo Antônio, que não cumpre seus deveres de marido.

Globo – 21h30
de 8 a 12 de outubro de 1990
5 capítulos

minissérie de Augusto César Vanucci
baseada na obra homônima de André Roussin
tradução e adaptação de João Bethencourt
adaptação para TV de Paulo Figueiredo
direção de Augusto César Vanucci e Paulo Figueiredo
direção geral de Augusto César Vanucci

DERCY GONÇALVES – Mamma
CÉSAR FILHO – Manfredo Antônio
CRISTINA BITTENCOURT – Soninha
PAULO FIGUEIREDO – Paulinho
YARA LINS – Giuseppina
HÉLIO SOUTO – Manfredão
CLÁUDIO CORRÊA E CASTRO – Padre
LAFAYETTE GALVÃO – Presidente do Clube dos Cornos
KEN KANECO – Secretário do Clube dos Cornos
JOSÉ VASCONCELLOS – Manoel
PAULO FORTES – Stromboli
ÊNIO SANTOS – Fuad
ISAAC BARDAVID – Etelvino
ILKA SOARES – Naná
LEILOCA – Epistolina
CLARICE PIOVESAN – Fantasiota
TONY FERREIRA – Luigi Vampa
CASTRINHO – Faustino
AUGUSTO OLÍMPIO – Sinval Boquinha
HOMERO KOSSAC – Tarquino
SILVIA MASSARI – Zeferina
KÁTIA BRONSTEIN – Roseta
LUCY FONTES – Helena
JOEL VAZ – Antenor
SOLANGE THEODORO – Felícia
REJANE GOULART – irmã Gertrudes
ATHAYDE ARCOVERDE – homem das cabras
YAÇANÃ MARTINS – mulher das cabras
AMÂNDIO – sacristão
ADRIANA CAMERO – florista
MARCELO GONÇALVES – jornaleiro
HUMBERTO AFONSO – cocheiro
LUIZ CARLOS BRAGA
as meninas
RENATA MENEZES
MÔNICA MONTE
HELÔ VIANA
ISA KODAI
e
TIM RESCALA – pianista narrador

Cinco episódios onde o original francês de André Roussin – que chegou aos cinemas com o título de O Belo Antônio – foi transportado para uma pacata cidade mineira.

Um veículo para o humor escrachado de Dercy Gonçalves. Mas Dercy não brilhou sozinha. Dividiu o show com Tim Rescala, o pinista que conduzia a trama através de suas canções.

A trilha sonora foi assinada por Roberto Gnattali, maestro da Orquestra de Música Brasileira, cujos integrantes apareciam na trama como a banda da cidade de Bom Jesus da Moóca.

Praticamente todas as cenas foram gravadas na cidade histórica de Tiradentes (MG), para onde foram levados cerca de 300 móveis antigos, adereços e obras de arte. As gravações foram precedidas de intenso trabalho da equipe de cenografia, que durante 22 dias se dedicou a pintar o interior das casas e a preparar a iluminação das locações.

Dercy Gonçalves pôde ainda ser vista na televisão em novelas como Cavalo Amarelo e Dulcinéa Vai à Guerra, na Bandeirantes, e Deus Nos Acuda, na Globo.

Veja também

  • aeiourca_logo

A, E, I, O… Urca

  • bocadolixo_logo

Boca do Lixo

  • desejo_logo

Desejo

  • riachodoce_logo

Riacho Doce