Sinopse

Genu é uma mulher batalhadora, há anos abandonada pelo marido Diego, mas que continua esperando o seu retorno. Dá um duro danado para que os filhos Rodrigo e Mercedes tenham as oportunidades de vida que não teve. Porém, sofre com o desprezo deles, que não aceitam sua condição e natureza, de vendedora ambulante extremamente simplória e expansiva. Rodrigo aproveitou o sacrifício da mãe e estudou: sonha ser diretor de cinema. Com o prêmio de um concurso, inicia sua escalada profissional, o que vai afastá-lo de Genu ainda mais. A princípio, namora Flávia, vizinha da vila, mas tem medo de casar e perder a liberdade. Acaba por envolver-se com Rutinha, mulher mais velha e rica.

Mercedes, aparentemente sensível e revoltada, é ambiciosa e interesseira. Só pensa em casar-se com um homem rico para sair da pindaíba. Rejeita a mãe, embora queira melhorar a vida dela pelo jeito mais fácil. Conhece Douglas, rapaz de família falida que esconde de todos a situação econômica. Douglas é filho de Jordão, empresário casado com a tresloucada Kika. Mercedes aproxima-se de Douglas por interesse e ele também, pois acha que ela é de família abastada. Assim, um pensa em dar o golpe do baú no outro. Com o casamento da filha, Genu só consegue vê-la disfarçada de mulher rica, para que os Jordão não desconfiem da verdadeira situação de Mercedes.

Kika Jordão, obcecada pela ideia de aparecer nas colunas sociais, tem como maior sonho de vida tornar-se amiga da socialite Laís Souto Maia, casada com Conrado, proprietário de uma das mais importantes agências de publicidade do país. Para se aproximar de Laís, Kika incentiva a amizade da filha Olívia com Patrícia, filha dos Souto Maia. O casal Souto Maia tem ainda outros dois filhos: Isabela e Augusto. Ele é um rapaz que nunca passou dificuldade na vida, mas se recusa a aceitar a profissão de herdeiro. Não quer ser o futuro dono da empresa do pai. É apaixonado por Mercedes, mas rejeita sua mania de riqueza, enquanto ela não aceita seu desapego pela fortuna da família.

Já Isabela, garota problemática, de baixa autoestima, sofre de cleptomania e é chantageada por Wagner, um mau-caráter que trabalha na agência de publicidade da família e deseja o casamento para se tornar diretor da empresa. Só que a herdeira acaba apaixonada pelo esforçado e estudioso Lourenço, amigo de Rodrigo. Enquanto isso, Genu, ainda sonhando com o retorno do marido, nem percebe o amor altruísta de Túlio, seu vizinho, pai de Lourenço. Entretanto, Diego acaba retornando, com outra identidade, Estebán Garcia, provocando uma reviravolta na vida e no destino de Genu.

Globo – 19h
de 3 de dezembro de 1990
a 13 de julho de 1991
191 capítulos

escrita por Ricardo Linhares, Ana Maria Moretzsohn e Maria Carmem Barbosa
colaboração de Márcia Prates
supervisão de texto de Gilberto Braga
baseada na peça Dona Xepa de Pedro Bloch
direção de Roberto Talma, José Carlos Pieri, Flávio Colatrello e Fred Confalonieri
direção geral de Roberto Talma

Novela anterior no horário
Mico Preto

Novela posterior
Vamp

MARÍLIA PÊRA – Genu (Genuína Miranda) / Jô (Joana Miranda)
FRANCISCO CUOCO – Diego Miranda / Estebán Garcia
ISABELA GARCIA – Mercedes Miranda
MAURÍCIO MATTAR – Augusto Souto Maia
CLÁUDIO CAVALCANTI – Conrado Souto Maia
SUSANA VIEIRA – Laís Souto Maia
ROBERTO BATTAGLIN – Rodrigo Miranda
GERALDO DEL REY – Túlio
ARLETE SALLES – Kika Jordão (Maria Quitéria da Silva)
CARLOS ZARA – Jordão (Celso Jordão)
RODOLFO BOTTINO – Douglas Jordão
MÁRIO GOMES – Wagner Alcântara
DRICA MORAES – Isabela Souto Maia
SILVIA BANDEIRA – Rutinha Feital
FELIPE MARTINS – Lourenço
RENATA LAVIOLA – Flávia Alvarenga
DORA PELEGRINO – Nanda (Fernanda Aparecida)
ALEXANDRE LIPIANI – Bubby
BETE MENDES – Emília
JOHN HERBERT – Urbano
NORMA BLUM – Maria Cecília
LÚ MENDONÇA – Zeli
CHICA XAVIER – Hermée
ROSITA TOMAZ LOPES – Dona Venância
MARCELO FARIA – Hugo
MARIA MARIANA – Patrícia Souto Maia
CAROL MACHADO – Olívia Judith da Silva
PAULO REIS – Roger Valan
PAULA LAVIGNE – Renata
CINIRA CAMARGO – Lucrécia
JULIANA TEIXEIRA – Júlia
NILDO PARENTE – Leandro
INÊS GALVÃO – Rosilene
FERNANDO ALMEIDA – Uóshton
GUGA COELHO – Quim
SÔNIA DE PAULA – Socorro
LEINA KRESPI – Robertona
ALBERTO BARUQUE – Calixto
MARCUS VINÍCIUS – Severino

e
ADRIANA NOBRE – Rosa (funcionária da loja de Kika)
AIDÉE MIRANDA – freguesa da loja de Kika
ALFREDO MURPHY – Mané Bixiga (agiota roubado por Diego no passado)
ANDERSON MARTINS – Pingo de Leite (amigo de Quim)
ANDRÉA PAOLA – Baby (ex-mulher do Bubby, inferniza sua vida por causa da pensão do filho)
BENJAMIN CATTAN – Nicolai Sudonov (do falso casal de empresários do leste europeu que querem investir no Brasil)
CLÁUDIO CORRÊA E CASTRO – empresário que recompensa Genu por ela ter devolvido seus remédios
CLÁUDIO MAMBERTI – Graciliano (primeiro marido de Kika)
FÁBIO SABAG – Barroso (patrão de Mercedes na joalheria, a demite quando ela perde dois brincos, no início)
FELIPE WAGNER – delegado, quando Genu vai presa por vender produtos roubados
FERNANDA LOBO
FRANCISCO SILVA – funcionário de Maria Cecília, em São Paulo
GERSON BRENNER – Cláudio
HELOÍSA RASO
IVAN CÂNDIDO – Alvarenga (pai de Flávia, morre no início)
JOÃO VIEITAS – Laurinho Leal (decorador e personal stylist que Kika contrata, acaba pedindo demissão)
JORGE CHERQUES – delegado quando os adolescentes são detidos e quando Genu é acusada do roubo do anel de Kika
JORGE COUTINHO – policial que leva Genu para prestar depoimento, acusada de roubo do anel de Kika
JOSÉ MARIA BLANCO – Sarmiento (advogado espanhol que resolve o engano da herança de Genu, em Barcelona)
JÚLIO BRAGA – caminhoneiro que socorre Kika e Reger na estrada, quando o pneu do carro deles fura
LUIZ CARLOS VASCONCELLOS – professor de ginástica substituto de Bubby
MÁRCIA COUTO – Elza (secretária de Conrado)
MARIA SILVIA – Maria da Glória Pereira (prostituta na cela com Genu, acusada de vender produtos roubados)
MAURO MENDONÇA – Maurício (professor que dá aulas a Genu quando ela decide voltar a estudar)
NESTOR DE MONTEMAR – Zulmiro (funcionário do porto onde Genu vai buscar notícias de Diego, no início)
NEWTON MARTINS – delegado que investiga o sumiço de Augusto, no início
ORÃ FIGUEIREDO – porteiro de prédio interpelado por Genu
PAOLA BETTEGA – Vicky (modelo com a qual Rodrigo se envolve)
PAULA FEITOSA – Shirley Maria (prostituta na cela com Genu, acusada de vender produtos roubados)
PEDRO BELLINI – dançarino com quem Diego aparece no último capítulo
RAQUEL NUNES – Luli (da turma de adolescentes da vila, amigos de Quim)
REGINA ANTONINI – Sueli (secretária de Jordão)
REGINALDO FARIA – Vinícius (ex-namorado de Rutinha, envolve-se com Laís quando o casamento dela vai mal)
RENATO COUTINHO – Dr. Lopes Vieira (advogado contratado por Augusto para tirar Genu da prisão)
SELMA LOPES – Diamantina da Silva (bêbada na cela com Genu, acusada de vender produtos roubados)
SUELY FRANCO – Maria da Luz (primeira mulher de Jordão, mãe de Douglas)
SUZANE SEIXAS – recepcionista do hospital onde Túlio estava internado, no início
TATIANA ISSA – Carla (par de Quim no final)
TEREZA SEIBLITZ – dançarina com quem Diego aparece no último capítulo
TOTIA MEIRELLES – Rosa Maria (secretária do empresário vivido por Cláudio Corrêa e Castro)
TUCA ANDRADA – Marcos (sócio do canil onde Kika aluga um dálmata para passear no calçadão)
VINÍCIUS SALVATORE – chefe de Estebán no restaurante, em São Paulo
WALDIR AMÂNCIO – Manel (caseiro na casa de campo dos Souto Maia)
Boliche (da turma de adolescentes da vila, amigos de Quim)
Dona Miguelina (mãe de Ferreirinha, sabe sobre o desaparecimento de Diego)
Nina Sudonov (do falso casal de empresários do leste europeu que querem investir no Brasil)
Tucano (camelô amigo de Genu que vai trabalhar como copeiro na casa de Kika)
Valdecir (guarda que conversa com Genu, quando ela vai presa por vender produtos roubados)

– núcleo de GENUÍNA MIRANDA, a GENU (Marília Pêra), simplória camelô que se sacrifica para dar um futuro melhor aos filhos. Filha de mãe espanhola e pai brasileiro, é uma mulher humilde, sem vaidade, sem estudo, mas batalhadora, honesta e de bom coração. Tem orgulho dos filhos, que defende com unhas e dentes. Quando o marido perdeu a loja na mesa de jogo, foi vender a mercadoria do estoque na rua e nunca mais deixou de ser ambulante. Sonha em recomprar a loja, pois os filhos têm vergonha por ela ser camelô. Mas toda vez que consegue juntar algum dinheiro, acaba usando-o para ajudar as pessoas. Ainda se mantém fiel ao marido, mesmo depois de quinze anos, pois acredita que ele sumiu por vergonha de ter perdido tudo. Vai toda semana ao porto, certa de que um dia o verá saltar do navio, vindo da Espanha, para onde acredita que ele partiu:
o marido DIEGO MIRANDA (Francisco Cuoco), desaparecido há quinze anos, depois que perdeu a loja no jogo. Mulherengo, egoísta e vaidoso, sempre explorou a mulher, que trabalhava para alimentar seu vício. Genu não imagina que ele, na verdade, ganhou uma fortuna na loteria e a largou. Retorna com outra identidade, ESTEBÁN GARCIA, e seu regresso causa muita confusão
os filhos: RODRIGO (Roberto Battaglin), rapaz esforçado que sonha em ser diretor de cinema. Inseguro, sente-se culpado pelo sacrifício da mãe, e se desespera com suas cobranças, apesar de saber que tudo o que conseguiu foi devido ao trabalho dela. Com o prêmio de um concurso, começa sua escalada profissional,
e MERCEDES (Isabela Garcia), garota fria e ambiciosa. Com a mãe é dura e não se sente culpada pelos sacrifícios que ela faz pelos filhos, pois acredita que o pai abandonou a família por vergonha dela. Não gosta da vida que leva e sonha com um homem rico que a tire da vila pobre onde mora. No fundo é uma romântica. Apaixona-se por um rapaz que acredita ser pobre e, por isso mesmo, sufoca esse amor.

– núcleo de AUGUSTO (Maurício Mattar), rapaz de família abastada, idealista e romântico. Busca a realização pessoal sem contar com o dinheiro da família. Não aceita trabalhar como diretor na agência de publicidade do pai porque não concorda com a publicidade convencional. Quer ter seu próprio negócio. Faz pesquisa de campo em empregos modestos para conhecer os hábitos das pessoas comuns. Conhece Mercedes e se apaixona, mas se decepciona quando ela o recusa por imaginar que ele é pobre. Ao longo da trama, vai abrir uma agência de publicidade alternativa, tendo Rodrigo como um dos parceiros:
os pais: CONRADO SOUTO MAIA (Cláudio Cavalcanti), dono de uma holding, da qual faz parte a agência de publicidade. Como empresário é conservador e contra inovações que representem riscos. Adora a mulher, com quem se dá bem. O único ponto de atrito é em relação aos filhos: é duro com Augusto, omisso com a filha mais velha e condescendente demais com a caçula. Seu casamento vai passar por uma crise,
e LAÍS SOUTO MAIA (Susana Vieira), famosa socialite carioca, sócia em uma academia de ginástica. Pertence a uma família tradicional, frequenta a alta sociedade, mas não dá valor à badalação e detesta gente fútil e deslumbrada. Criou os filhos para serem independentes mas, como são problemáticos, acredita que errou não lhes dando atenção suficiente
as irmãs: ISABELA (Drica Moraes), a mais velha. Problemática e tímida, se acha o patinho feio da família. É cleptomaníaca, reflexo da rejeição que sente por parte dos pais. Descoberta, acaba sendo vítima de uma chantagem por um mau-caráter,
e PATRÍCIA (Maria Mariana), a mais nova da família. Doce e rebelde, atraída pelo perigo, mas um tanto ingênua. Mimada pelo pai e impaciente com a mãe
a avó VENÂNCIA (Rosita Tomaz Lopes), mãe de Conrado. Mulher muito chique, de criação tradicional, interessada em assuntos da alta sociedade. Bem-humorada e um tanto distraída, é amada pela família
a amiga da família, RUTINHA (Silvia Bandeira), sócia de Laís na academia de ginástica. Uma das pioneiras da aeróbica no Brasil. Não quer ter relacionamentos sérios, pois já se divorciou várias vezes. No entanto, encanta-se por Rodrigo, apesar de ele ser bem mais novo que ela
o copeiro na mansão dos Souto Maia SEVERINO (Marcus Vinícius).

– núcleo da Agência Souto Maia:
o diretor interino WAGNER (Mário Gomes), que substitui Augusto enquanto ele está fora. Um sujeito mulherengo, mau-caráter, ambicioso e dissimulado. Falso amigo de Augusto, faz o possível para afastá-lo definitivamente da agência. Aproxima-se de Isabela com vistas no golpe do baú. Descobre que ela é cleptomaníaca e ameaça revelar a todos caso não aceite casar com ele. Com o casamento, Wagner transforma a vida de Isabela em um inferno
as funcionárias: LUCRÉCIA (Cinira Camargo), diretora de criação, tem uma queda por Conrado
RENATA (Paula Lavigne), ex-namorada de Augusto, mas ainda apaixonada por ele,
e JÚLIA (Juliana Teixeira), com quem Wagner mantem um caso
o braço direito de Conrado nas empresas, LEANDRO (Nildo Parente), fiel a ele
a secretária de Conrado, ELZA (Márcia Couto).

– núcleo de DOUGLAS JORDÃO (Rodolfo Bottino), advogado que foi dirigir o escritório do pai em Barcelona, na Espanha. Neste país, vivia com um playboy, sem escrúpulos para os negócios, nem ambições profissionais, o que provocou a derrocada financeira da firma do pai. Foi lá que conheceu Mercedes, acreditando que ela fosse rica. Ela, também, imaginou que ele fosse rico. Os dois se casam pensando que um está dando o golpe do baú no outro:
o pai JORDÃO (Carlos Zara), empresário que ganhou certo dinheiro na vida. Com o filho, tem uma empresa de exportação e importação, com um escritório na Espanha. Porém, a bancarrota o faz obrigar Douglas a voltar para o Brasil
a madrasta QUITÉRIA, que insiste em ser chamada de KIKA JORDÃO (Arlete Salles), dona de uma loja de artigos de cama e mesa, onde Mercedes trabalhou. De origem humilde, é uma mulher deslumbrada, obcecada por colunas sociais. Está decidida a ascender socialmente. Sonha em ser socialite e ficar amiga de Laís Souto Maia, sua “ídola”. É a maior incentivadora do casamento de Douglas e Mercedes, pois acredita que sua funcionária herdou uma fortuna na Espanha
a filha de Kika, OLÍVIA (Carol Machado), de seu primeiro casamento. Fica amiga de Patrícia. Garota esperta. Um tanto sarcástica e debochada, diverte-se com os ridículos da mãe
ROGER VALAN (Paulo Reis), contratado por Kika para aproximá-la do high society. Envolve-se com Olívia
a empregada ROSILENE (Inês Galvão), engraçada e displicente
a funcionária da loja de Kika, ROSA (Adriana Nobre)
a secretária de Jordão, SUELI (Regina Antonini).

– núcleo de TÚLIO (Geraldo Del Rey), vizinho e grande amigo de Genu, a ampara nos momentos difíceis. Aposentado por problemas cardíacos, dedica-se à astrologia, que pratica sem nada cobrar por achar que é sua missão. Sabe a verdade sobre Diego, mas não tem coragem de contar a Genu, por quem tem enorme carinho. Na verdade, nutre uma paixão platônica por ela:
os filhos: LOURENÇO (Felipe Martins), melhor amigo de Rodrigo, rapaz tímido e retraído, honesto, trabalhador e cordato. Interessa-se pelos problemas de Isabela e fará o possível para protegê-la de Wagner
e QUIM (Guga Coelho), o caçula. O oposto do irmão: é agitado, engraçado e dá preocupação ao pai.

– núcleo de ZELI (Lú Mendonça), vizinha de Genu, sua amiga e confidente. Viúva, é uma costureira de mão cheia, conhecida na vila como a “rainha do matelassê”. Preocupa-se muito com os filhos:
os filhos: NANDA (Dora Pelegrino), a mais velha. Veste-se despojadamente, quase sempre de jeans, para decepção da mãe, que sonha vê-la usar “roupas de mulher”. Ajuda a mãe com as vendas de suas costuras. Tem uma queda por Rodrigo, que apenas a trata como amiga. Vai trabalhar na academia de ginástica de Laís e Rutinha,
e HUGO (Marcelo Faria), rapaz meio delinquente e revoltado, sempre metido em encrencas. Envolve-se com Patrícia
a agregada FLÁVIA (Renata Laviola), que foi namorada de Rodrigo, com quem quase se casou. Seu maior sonho é ser aeromoça. Com a morte do pai, alugou a casa, sua única herança, e foi morar com Zeli e seus filhos.

– núcleo de EMÍLIA (Bete Mendes), a “antagonista” de Genu, com quem vive se bicando, pois, na juventude, disputara Diego com a amiga. Avarenta, invejosa e fofoqueira, vive a provocar Genu. Mora na maior casa da vila, um sobrado que transformou em pensão. Muambeira, viaja sempre ao Paraguai e vende os produtos em sua loja e nas barracas que administra. É a dona da loja que foi de Genu. Sua tristeza é não ter tido filhos. Domina completamente o marido:
o marido URBANO (John Herbert), que, há quinze anos, comprou a loja de Genu para que ela pudesse pagar as dívidas de jogo de Diego. Cumpre a promessa de esperar por ela para vender a loja. Morre de medo da mulher. Hipocondríaco, é obcecado por saúde física
os moradores em sua pensão: HERMÉE (Chica Xavier), enfermeira prestativa. Vai cuidar de Dona Venância,
BUBBY (Alexandre Lipiani) professor de aeróbica na academia de Laís e Rutinha. Esconde de todos que tem um filho pequeno e precisa se virar para pagar a pensão do garoto. Recebe ajuda de Laís, que interessa-se por seus problemas, o que culmina com uma crise no casamento dela,
UÓSHTON (Fernando Almeida), toma conta de sua barraca. Malandro, simpático e excelente vendedor,
e MARIA CECÍLIA (Norma Blum), amante de Estebán/Diego. Dá em cima de Urbano, provocando o ciúme de Emília.

– demais personagens:
MAURÍCIO (Mauro Mendonça), professor que dá aulas a Genu quando ela decide voltar a estudar, já na reta final da trama
CALIXTO (Alberto Baruque), dono do bar perto da vila
SOCORRO (Sônia de Paula), vendedora ambulante que ajuda Genu em sua barraca
ROBERTONA (Leina Krespi), vendedora ambulante cega, amiga de Genu
TUCANO, camelô amigo de Genu que vai trabalhar como copeiro na casa de Kika.

Reedição disfarçada da novela Dona Xepa (1977). Nesta nova versão da peça de Pedro Bloch, a história foi adaptada para a realidade da época (1990) e para o horário das sete. Desta forma, os nomes dos personagens foram alterados e novas tramas incluídas, bem como outros entrechos e desfechos. A feirante Xepa da década de 1970 (vivida por Yara Côrtes) passou a ser a camelô Genu, na pele de Marília Pêra.

Gilberto Braga, o adaptador de Dona Xepa em 1977, atuou em Lua Cheia de Amor como supervisor de texto de Ricardo Linhares, Ana Maria Moretzsohn e Maria Carmem Barbosa.

Porém, Lua Cheia de Amor não teve o charme e a força da original Dona Xepa. Ricardo Linhares contou em entrevista:
“A novela demorou um pouco para engrenar. Por inexperiência, abrimos tramas paralelas demais no início. A partir da entrada de Francisco Cuoco, que fazia o marido malandrão da Genu [Marília Pêra], que havia a abandonado, a trama deslanchou.”

A princípio, Lua Cheia de Amor estava cogitada para a faixa das seis horas, em substituição a Barriga de Aluguel, enquanto a nova novela das sete (substituindo Mico Preto) seria Perigosas Peruas, de Carlos Lombardi. Os planos mudaram: Lua Cheia de Amor entrou no lugar de Perigosas Peruas, que, por sua vez, foi adiada e só estreou em 1992.

Produzida em parceria com a Radio Televisión Española (RTVE) e a Radiotelevisione Svizzera Italiana (RSI, antiga Televisione Svizzera di Lingua Italianae), Lua Cheia de Amor era para ser protagonizada por Joana Fomm, que foi preterida pelo sucesso internacional de Marília Pêra.
Sorte de Joana, que foi escalada para Vamp, a atração seguinte para o horário das sete, marcada pelo sucesso – diferente de Lua Cheia de Amor.

A novela teve cenas em Madrid, Segóvia, Toledo e Barcelona (jornal O Globo, 06/11/1990, TV-Pesquisa). Além de dar apoio às gravações de externas na Espanha, a RTVE transmitiu a novela no país (com o título Dime Luna) apenas dois meses após o início da exibição no Brasil, tempo necessário para a dublagem dos diálogos.

Também a fim de despertar uma afinidade com a Espanha, a protagonista Genu (Marília Pêra) era filha de espanhóis e casada com um espanhol, Diego (Francisco Cuoco). E a trilha sonora teve canções dos espanhóis Julio Iglesias e Ana Belén, além de Roberto Carlos cantando em espanhol.

Apesar das referências espanholas, a abertura da novela não poderia ser mais brasileira. Ao som da música “La Miranda”, de Rita Lee e Roberto de Carvalho, uma Carmem Miranda usava um chapéu com produtos de camelô no lugar das frutas características da atriz e cantora. Para representá-la, foi escolhida a atriz Maria Sita, que já havia aparecido como Carmem Miranda na minissérie A, E, I, O… Urca, naquele ano (1990).

O humor marcou a novela por meio da hilária personagem vivida por Arlete Salles, em uma criação inesquecível: Kika Jordão, a cafona emergente que sonhava em entrar para a alta sociedade e era fã incondicional da socialite Laís Souto Maia, vivida por Susana Vieira. Seus planos para se aproximar de Laís e forçar uma amizade, sua mania de se referir a todos como “fofa” e “fofo”, e seu bordão “Translumbrante!” caíram no gosto do público.
Em 2015, Arlete reviveu seus tempos de Kika Jordão na novela Babilônia (escrita por Gilberto Braga, Ricardo Linhares e João Ximenes Braga), em que sua personagem Consuelo tenta se aproximar de sua “ídala” Susana Vieira (a própria atriz, em uma participação), usando os mesmos trejeitos e o bordão “Translumbrante!”

Após 20 anos, Geraldo Del Rey voltava a atuar em uma novela inteira na TV Globo. A última havia sido Véu de Noiva, em 1970. Em 1986, o ator fez uma pequena participação em Cambalacho.

A atriz Carol Machado deixou Lua Cheia de Amor pouco antes do final, pois recebera um convite do novelista Antônio Calmon para atuar em Vamp, a novela das sete substituta.

Cláudio Cavalcanti havia participado de Dona Xepa como um dos protagonistas. Em Lua Cheia de Amor, viveu o personagem equivalente ao seu pai na primeira versão.

A peça “Dona Xepa” inspirou ainda uma outra versão novelística, desta vez na Record TV, em 2013, adaptada por Gustavo Reiz, com Ângela Leal como a protagonista.
Maurício Mattar e Guga Coelho, do elenco de Lua Cheia de Amor, participaram da Dona Xepa da Record.

Primeira novela das atrizes Maria Mariana e Raquel Nunes (com 16 anos na época).

O primeiro título pensado para a novela foi Bate Coração. (“Almanaque da TV”, Bia Braune e Rixa)

Lua Cheia de Amor nunca foi reprisada, mas foi disponibilizada no Globoplay (plataforma streaming do Grupo Globo) em 23/05/2022.

Trilha Sonora Nacional

01. SÓ VOCÊ VAI ME FAZER FELIZ (CAN’T HELP FALLING IN LOVE) – Julio Iglesias (tema de Genu)
02. LA MIRANDA – Rita Lee & Roberto de Carvalho (tema de abertura)
03. LUZ DA LUA (PRENDI LA LUNA) – Ana Belén (tema de Mercedes e Augusto)
04. NÃO ACREDITO (I’M A BELIEVER) – Lulu Santos (tema de Patrícia)
05. ALÉM DA SEDUÇÃO – Nico Rezende (tema de Flávia)
06. ALPINISTA SOCIAL – Lenine (tema de Kika Jordão)
07. NÃO DIGA ADEUS (DON’T WANNA SAY GOODBYE) – Fevers (tema de Lourenço)
08. O PRIMEIRO OUTONO – Roger Henri (tema de Laís e Conrado)
09. CALEIDOSCÓPIO – Os Paralamas do Sucesso (tema de Isabela)
10. EU CANTO SAMBA – Paulinho da Viola (tema do núcleo dos pobres)
11. BOM PRESSÁGIO – Guilherme Arantes (tema de Douglas)
12. OUTRA ESFERA – Orlando Moraes (tema de Rodrigo)
13. PÚRPURA – Dulce Quental (tema de Emília)
14. COMO É GRANDE O MEU AMOR POR VOCÊ – Oswaldo Montenegro (tema de Túlio)
15. VOCÊ VOOU – Mário Gomes (tema de Wagner)
16. VIAGEM – Nova Era (tema do núcleo dos ricos)

Trilha Sonora Internacional

01. YOU GOTTA LOVE SOMEONE – Elton John (tema de Rodrigo e Flávia)
02. MARY HAD A LITTLE BOY – Snap
03. LOVE – Dream Academy
04. WHEN I DIE – The Real Milli Vanilli
05. HEAL THE PAIN – George Michael (tema de Mercedes e Augusto)
06. STAY WITH ME – Howard Thomas
07. TIEMPO DE VALS – Chayanne
08. MUJER – Roberto Carlos (tema de Genu)
09. LET’S TRY IT AGAIN – New Kids On The Block (tema de Laís)
10. I’M FREE – The Soup Dragons (tema de Patrícia)
11. CRAZY IN LOVE – Kenny Rogers (tema de Isabela)
12. EVERYBODY EVERYBODY – Black Box
13. ALL THE MAN THAT I NEED – Whitney Houston
14. LOVE CALL – Inca Ahuapi Cabãnas

Sonoplastia: Guerra Peixe Filho
Supervisão musical: Walter D’Ávila Filho
Produção musical: Paulo Henrique e Iuri Cunha
Direção musical: Mariozinho Rocha
Seleção musical da trilha internacional: Sérgio Motta

Tema de Abertura: LA MIRANDA – Rita Lee & Roberto de Carvalho

Rádio mania cá
Cantoras no ar
Cinelândia lá
La Miranda-dá

Maluca señorita
Salsa american happy hell
Tricky, witty and bonita
The tutti-frutti bombshell

Ai, maluca, maluca, maluca…

Deusa patropi
Iá-iá di iô-iô
Vitamina tupy
Xô-xô borocoxô

Maluca señorita
Jungle mambo sputnik
A perua favorita
A chica chica bum chique

A dona da quitanda – la la la Miranda
A dona da muamba – la la la Miranda
Primadonna da banda la
La la la la Miranda

Mambolero rumba samba
Tangorango paca banana…

Veja também

  • donaxepa77_2

Dona Xepa (1977)

  • donaxepa2013_logo

Dona Xepa (2013)