Sinopse

Pedro Malasartes (Jesuíta Barbosa) é um malandro que, por mais que seja apaixonado por Áurea (Ísis Valverde), não resiste a um rabo de saia. Devendo muito dinheiro a Próspero (Milhem Cortaz), irmão de sua amada, Malasartes precisa escapar dele ao mesmo tempo em que prega peças, sempre usando a inteligência, de forma a conseguir alguns trocados.

Porém, o padrinho de Malasartes, a Morte (Júlio Andrade) em pessoa, tem outros planos para ele. A Morte quer tirar férias depois de dois mil anos e pretende enganar o malandro para que ele assuma seu lugar. O posto é cobiçado por seu assistente Esculápio (Leandro Hassum) e pela bruxa Cortadeira (Vera Holtz). Com personagens deste e do outro mundo se unindo contra ele, Malasartes terá que usar toda a sua esperteza para sair ileso da confusão.

Globo – 22h30
de 26 a 28 de dezembro de 2017
3 capítulos

roteiro e direção de Paulo Morelli
coprodução 02 Filmes e Universal Pictures

JESUÍTA BARBOSA – Pedro Malasartes
ÍSIS VALVERDE – Áurea
JÚLIO ANDRADE – a Morte
MILHEM CORTAZ – Próspero
LEANDRO HASSUM – Esculápio
VERA HOLTZ – Cortadeira
LUCIANA PAES – Tecedeira
JÚLIA IANINA – Fiandeira
AUGUSTO MADEIRA – Zé Candinho
DOUGLAS SILVA – Baco
GIOVANNA GOLD – mãe de Malasartes
FILIPE VIDAL – marido ingênuo, o enganado
TITINA MEDEIROS – mulher infiel do enganado

Filme editado para ser exibido na TV como microssérie (3 capítulos). Malasartes deriva do filme Malasartes e o Duelo com a Morte, de Paulo Morelli, lançado em agosto de 2017 e exibido na Globo em dezembro. A versão da TV tem 15 minutos de material inédito no cinema.

O filme é inspirado nas histórias transmitidas oralmente pelo interior do Brasil há décadas, especialmente em Minas Gerais e São Paulo.

Paulo Morelli tentava fazer esse filme desde os anos 1980, quando pretendia usar o roteiro para uma série de TV.

Foi o filme brasileiro com mais efeitos especiais até então, sendo que quase a metade dele foi feito com o auxílio de computação. Do orçamento total de R$ 9,5 milhões, cerca de R$ 4,5 milhões foram investidos em efeitos especiais.

As filmagens foram realizadas em 2015, entre Jaguariúna, interior de São Paulo, e os estúdios da produtora 02 Filmes, na capital paulista. Foram necessários dois anos de pós-produção até o longa ficar pronto, e envolveu mais de 100 profissionais.

Leandro Hassum e Vera Holtz interpretaram, respectivamente, o assistente da Morte e uma bruxa que ajuda a tecer os “fios da vida”. Os personagens foram os que mais interagiram com computação gráfica.

O personagem Malasartes já havia sido levado ao cinema por Mazzaropi em As Aventuras de Pedro Malazartes, em 1960.

Veja também

  • assedio

Assédio

  • trezadias_longedosol

Treze Dias Longe do Sol

  • entreirmas

Entre Irmãs

  • cidadedoshomens2016

Cidade dos Homens (2017)