Nascido em Petrópolis, no Rio de Janeiro, em 27 de julho de 1944, Marcílio Moraes estudou Letras na Faculdade Nacional de Filosofia, mas formou-se mesmo em contestação política, no final dos anos 1960. Teve inúmeras profissões: professor, tradutor, jornalista, crítico de teatro, publicitário, revisor, dicionarista, etc.

Publicou seu primeiro conto em 1969, na revista Cadernos Brasileiros. No início da década de 1970, escreveu, sob pseudônimo, livros de bangue-bangue vendidos em bancas de jornal. Em 1974, começou a escrever para teatro: “O Ator Cara de Bolacha” (1974), “A Vaca Metafísica” (1975), “Correntes” (1976), “Sonata Sem Dó” (1977) e “Aracelli” (1979). Ganhou prêmios do Serviço Nacional de Teatro e prêmio de revelação de autor da APCA (Associação Paulista de Críticos de Arte).

Na década de 1980, passou a escrever novelas de televisão, onde iniciou como pupilo de dois grandes novelistas: Dias Gomes (em Roque Santeiro) e Lauro César Muniz (em Roda de Fogo). A partir da década de 2000, contratado da Record TV, escreveu algumas novelas solo, sendo a melhor Vidas Opostas.

Década de 1980

  • roquesanteiro85_logo

Roque Santeiro (1985)

  • rodadefogo86_logo2

Roda de Fogo (1986)

  • mandala_logo

Mandala

Década de 1990

  • micopreto_logo

Mico Preto

  • noivasdecopacabana_logo

As Noivas de Copacabana

  • sonhomeu_logo

Sonho Meu

  • irmaoscoragem95_logo

Irmãos Coragem (1995)

  • malhacao98_logo

Malhação 98

  • chiquinhagonzaga_logo

Chiquinha Gonzaga

Década de 2000

  • essasmulheres_logo

Essas Mulheres

  • vidasopostas_logo

Vidas Opostas

  • leieocrime_logo

A Lei e o Crime

Década de 2010

  • ribeiraodotempo

Ribeirão do Tempo

  • foradecontrole_logo

Fora de Controle

  • planoalto_logo

Plano Alto