Sinopse

Maysa foi uma mulher à frente de seu tempo, sem medo de seguir seus sonhos e símbolo de uma época cheia de mudanças. A menina de família de classe média, que sempre gostou de cantar, casou cedo, aos dezoito anos, com um homem quinze anos mais velho, e, rapidamente, se transformou em musa do rádio com canções tristes, mas cheias de vida.

Contra a vontade do marido, investiu na carreira de cantora e seu talento a fez conquistar fãs por todo o país. Decidida a seguir seu sonho, separou-se de seu primeiro amor em uma época em que desquites eram mal vistos. Longe de querer parecer interesseira, recusou-se a receber pensão do esposo, mas fez questão de garantir que o filho tivesse direito a mesada.

Alheia a comentários da sociedade paulistana e carioca, seguiu adiante com seu sucesso e amores. Colecionou namorados e discos de ouro, assim como polêmicas, muitas motivadas pelo conservadorismo de jornais, rádios e da sociedade.

Globo – 22h30 / 23h
de 5 a 16 de janeiro de 2009
9 capítulos

minissérie de Manoel Carlos
escrita por Manoel Carlos e Ângela Chaves
colaboração de Maria Carolina e Mariana Torres
direção dos musicais de Mário Meirelles
direção geral e núcleo de Jayme Monjardim

LARISSA MACIEL – Maysa Matarazzo
EDUARDO SEMERJIAN – André Matarazzo
MATEUS SOLANO – Ronaldo Bôscoli
PRISCILLA ROZEMBAUM – Ana
NELSON BASKERVILLE – Monja (Alcebíades Monjardim)
ÂNGELA DIP – Inah Monjardim
ROGÉRIO FALABELLA – Andrea Matarazzo
DENISE WEINBERG – Amália Matarazzo
JAYME MATARAZZO – Jayme Monjardim (jovem)
MARAT DESCARTES – Carlos Alberto
PABLO BELLINI – Miguel Azanza
MELISSA VETTORE – Gabriela
SIMONE SOARES – Nina
BETO MATOS – Régis
CAIO SÓH – Guto
CRISTINE PERÓN – Beta
CRISTIANE CARNIATO – Marlene
FÁTIMA MONTENEGRO – Yvone
as crianças
TAINÁ ELISA BORGES – Maysa (criança)
ANDRÉ MATARAZZO – Jayme Monjardim (criança)
MICHEL NIX – Cibidinho
e
ADRIANO GARIB – Roberto Corte Real
ALCEMAR VIEIRA – apresenta Maysa em uma premiação
ALEXANDRE DACOSTA – locutor de rádio, ajuda a convencer Maysa a gravar um disco
ANJA BITTENCOURT – freira que repreende Maysa adolescente por ela estar usando calças compridas na rua
ARNALDO MARQUES – Wálter Silva (Pica Pau, diretor de TV, interrompe Maysa, deixando-a furiosa
PABLO URANGA – convidado em uma festa na casa de Gabriela e Miguel
CARLOS MECENI – dono do quiosque na praia onde Maysa conhece Bôscoli
CLÁUDIO GALVAN – Silvio Caldas
FABIULA NASCIMENTO – funcionária do Copacabana Palace que atende a imprensa
GLAUCE GRAIEB – amiga de Amália
GUSTAVO NOVAES – Elias (fotógrafo da turma de Maysa, a fotografa nua em uma cachoeira
MALU ROCHA – Dona Rosa
MARCELO ASSUMPÇÃO – enfermeiro no colégio interno de Jayminho, na Espanha
MARCELO TORREÃO – gerente da churrascaria onde Maysa joga um sapato nos clientes
MARIA GADU – crooner em uma boate frequentada por Maysa
MICHELLE BOUVIER
MURILO GROSSI – médico que atende Maysa no seu primeiro acidente de carro
NILVAN SANTOS – porteiro do prédio de Maysa, quando ela tenta o suicídio cortando os pulsos
ORION XIMENEZ – advogado no divórcio de Maysa e André Matarazzo
PAULO REZENDE – Chico (vende uma rosa para Maysa)
PAULO VESPÚCIO – repórter de O Cruzeiro que faz uma entrevista agressiva com Maysa no camarim
ROBERTA ALMEIDA – Lisa (namorada que Bôscoli apresenta a Maysa)
ROGÉRIO BARROS – repórter que entrevista Maysa no aeroporto em São Paulo
RUBEM DE BEM – policial rodoviário, ajuda a retirar o corpo de Maysa das ferragens de seu carro
SARITO RODRIGUES – Elizeth Cardoso (cantora)
SAULO RODRIGUES – repórter, entrevista Maysa após a estreia de seu show no Canecão
SÉRGIO STERN – garçom que serve a mesa de Maysa e André Matarazzo em um restaurante

Atração que retratou a vida e obra da cantora e compositora Maysa Figueira Monjardim (mãe do diretor geral da minissérie, Jayme Monjardim). Vida essa que foi interrompida por um trágico acidente automobilístico na Ponte Rio-Niterói, em 1977, quando ela tinha 40 anos de idade.

O autor Manoel Carlos pesquisou mais de 50 pastas de arquivo e deixou claro que a minissérie não era uma biografia rígida.
“Pinçamos o que achamos dramaturgicamente mais interessante. Não vamos esconder que ela bebia, que tentou suicídio. Mas vamos contar as coisas mais relevantes em minha opinião, como autor, e na opinião do diretor, que é seu filho.”

Jayme Monjardim declarou a Flávio Ricco e José Armando Vannucci para o livro “Biografia da Televisão Brasileira”:
“Havia muita verdade e todos reconheceram que não escondemos nada, inclusive os momentos mais delicados e o problema com a bebida.”
Entretanto, houve quem reclamasse da falta de referência à Record, emissora que projetou Maysa para a grande massa por meio de seus programas musicais e festivais. Na época da exibição da minissérie, a Record era a maior concorrente da Globo.

Se na vida real a cantora Nara Leão rompeu com Ronaldo Bôscoli ao saber que seu noivo estava tendo um caso com Maysa, na ficção ela foi renomeada, virou loura e atriz de teatro amador. A mudança foi pedida pela família. Outras alterações incluíam a segunda mulher de André Matarazzo e a secretária de Maysa.
“Algumas identidades foram preservadas e/ou trocadas, pois são pessoas que estão vivas e preferem não aparecer. É o caso da segunda mulher de André, que era uma miss e não uma modelo”, explicou Manoel Carlos, que condensou várias pessoas na figura da secretária. “Maysa teve várias secretárias no decorrer de sua carreira, mas eu optei por juntar todas numa só, dando o nome de Ana [vivida por Pricilla Rozembaum]”, justificou o autor.

Manoel Carlos chegou a conhecer Maysa pessoalmente, nos programas musicais que ajudou a produzir e dirigir nas TVs Excelsior e Record, na década de 1960. Ao livro “A Seguir, Cenas do Próximo Capítulo”, de André Bernardo e Cíntia Lopes, ele declarou:
“Jamais imaginei que, um dia, fosse escrever algo inspirado nela, na sua vida ou nos seus amores. Menos ainda que fosse realizar um trabalho dirigido pelo próprio filho, o Jayme, que quando conheci Maysa era criança de colo.”.

Depois que bateu mais de 200 candidatas para interpretar o papel de Maysa, a estreante Larissa Maciel (gaúcha, com 30 anos na ocasião) mergulhou em livros, discos e lições.
“Estou tendo aulas de violão, canto, expressão corporal e fonoaudiologia”, contou em entrevista. “Preciso maneirar no sotaque do Sul, que é muito forte.”

Fernando Torquatto foi o responsável pela caracterização de Larissa Maciel como a personagem-título.

Netos de Maysa, André e Jayme Matarazzo interpretaram o pai, o diretor Jayme Monjardim, em duas fases da história. Foi o primeiro trabalho na televisão de Jayme Matarazzo.

Além da qualidade de profissionais, a minissérie contou com equipamentos de última geração. A câmera utilizada nas gravações foi das mais modernas da época. Digital, ela gravou em alta definição ao mesmo tempo em que utilizou lentes de câmeras de cinema, o que garantiu uma qualidade de imagem até então poucas vezes vista na TV brasileira.

Jayme Monjardim afirmou que um dos maiores presentes que recebeu para fazer a minissérie foi Affonso Beato, o diretor de fotografia, que tinha no currículo participações em grandes produções internacionais.

A gravação da batida de carro que ocasionou a morte da cantora foi real. Feita com um dublê profissional, a gravação impressionou a equipe. Vários integrantes se assustaram com o impacto, porém, o profissional de efeitos especiais saiu ileso.

A produção de arte buscou reproduzir na minissérie o casamento real de Maysa com André Matarazzo. Fotos da época e até vídeos foram consultados.

Larissa Maciel consumiu dezenas de cigarros para reproduzir o hábito da cantora. A saúde, contudo, não foi afetada. As tragadas cenográficas vinham sem nicotina, pois a produção de arte utilizou produtos que não causassem mal.

A minissérie teve cenas gravadas em cidades brasileiras (Rio de Janeiro, Maricá e Petrópolis) e no exterior (Veneza e Buenos Aires).

Vários objetos pessoais da cantora foram usados nas gravações.

Estreia na Globo dos atores Marat Descartes e Denise Weinberg e do ator argentino Pablo Bellini.

Maysa, Quando Fala o Coração ganhou o Grande Prêmio da Crítica da APCA (Associação Paulista de Críticos de Arte) na edição de 2009. Larissa Maciel foi eleita a melhor atriz de televisão do ano.

Reapresentada no Viva (canal de TV a cabo pertencente à Rede Globo) em duas ocasiões: de 15 a 25/04/2013 e de 04/08 a 29/09/2019 (somente aos domingos, às 23h45).
Também reapresentada em janeiro de 2015, em formato de telefilme, dentro do especial Luz, Câmera, 50 Anos, em homenagem ao cinquentenário da TV Globo.

Trilha Sonora: todas as músicas são interpretadas por Maysa

maysat

CD 1
01. RESPOSTA
02. TARDE TRISTE
03. ADEUS
04. OUÇA
05. FRANQUEZA
06. O QUE
07. SE TODOS FOSSEM IGUAIS A VOCÊ
08. TO THE ENDS OF THE EARTH
09. BRONZES E CRISTAIS
10. POR CAUSA DE VOCÊ
11. SUAS MÃOS
12. BOM DIA, TRISTEZA
13. EU SEI QUE VOU TE AMAR
14. HINO AO AMOR

CD 2
01. DINDI
02. O BARQUINHO
03. BÉSAME MUCHO
04. CHÃO DE ESTRELAS
05. I LOVE PARIS
06. QUIZÁS, QUIZÁS
07. FIM DE NOITE
08. PRIMAVERA / VALSA DE EURÍDICE / CANÇÃO DO AMAHECER
09. DEMAIS / MEU MUNDO CAIU / EU PRECISO APRENDER A SER SÓ (ao vivo)
10. NE ME QUITTE PAS (ao vivo)
11. BONITA
12. WHAT ARE YOU DOING THE REST OF YOUR LIFE?
13. MORRER DE AMOR

Tema de Abertura: “Demais” e “Meu Mundo Caiu”

Demais

Todos acham que eu falo demais
E que eu ando bebendo demais
Que essa vida agitada
Não serve pra nada
Andar por aí
Bar em bar, bar em bar

Dizem até que ando rindo demais
E que eu conto anedotas demais
Que eu não largo o cigarro
E dirijo o meu carro
Correndo, chegando, no mesmo lugar

Ninguém sabe é que isso acontece porque
Vou passar toda a vida esquecendo você
E a razão por que vivo esses dias banais
É porque ando triste, ando triste demais

E é por isso que eu falo demais
É por isso que eu bebo demais
E a razão porque vivo essa vida
Agitada demais
É porque meu amor por você é imenso demais

Meu Mundo Caiu

Meu mundo caiu
E me fez ficar assim
Você conseguiu
E agora diz que tem pena de mim

Não sei se me explico bem
Eu nada pedi
Nem a você nem a ninguém
Não fui eu que caí

Sei que você me entendeu
Sei também que não vai se importar
Se meu mundo caiu
Eu que aprenda a levantar

Veja também

  • queridosamigos_logo

Queridos Amigos

  • capitu_logo

Capitu

  • somefuria_logo

Som e Fúria

  • cinquentinha_logo

Cinquentinha