Sinopse

Norma é insegura, sensível e emotiva. Sem acreditar no seu potencial, acabou terminando a faculdade casada com Claudio e mãe de uma menina, Ana, atualmente com 16 anos. Até hoje trabalha na mesma empresa de pesquisa que começou a estagiar. Percentagens e modelos de comportamento das pesquisas são incorporados no seu cotidiano e ela
quer sempre estar na média da população. Depois de inúmeras tentativas conseguiu se separar de Claudio, mas o ex-marido faz todas as refeições na casa da Norma.

Claudio é um cara que nunca teve muita ambição na vida. Estudou economia perto da faculdade de Norma. Casaram. Logo ele abandonou a faculdade e foi trabalhar como vendedor de carros. Quando Norma decidiu pela separação, Claudio ficou sem rumo. O jeito foi correr para outra mulher, sua mãe, Dona Helou.

Dona Helou tem prazer em curtir cada momento da sua viuvez e passa a semana se preparando para as gafieiras das terças-feiras. Não é raro voltar acompanhada. A volta do filho para a casa dela depois da separação foi um tormento para Dona Helou e atrapalhou todo o seu esquema. Vai fazer de tudo para o filho reatar com Norma, para se ver livre dele.

Ana, a filha de Norma e Cláudio, foi vítima de um amor desmedido de Norma e, na infância, divertia-se com o jeito alegre do pai. Quando entrou na adolescência, passou a ter sérios problemas com Norma, deixando-a desnorteada com suas crises de choro e fúria. Hoje, aos 16 anos, age como uma mulher independente. É mais liberal e experiente do que Norma em relação a sexo e namoro, mas ficará preocupada quando a mãe tentar arrumar um namorado.

Andrade trabalha há anos ao lado de Norma no escritório e é pesquisador como ela. Perdeu as contas de quantas vezes se declarou para Norma, mas ela não o leva a sério. Manipula as pesquisas feitas no trabalho para boicotar a aproximação de qualquer outro pretendente.

Coutinho é o chefe de Norma, finge que não é o chefe, atribuindo todas as suas ordens a um diretor invisível, que mora em outra cidade e ninguém conhece. Por vezes é destemperado e diz coisas íntimas que vão além do tom. Mantém uma relação, não assumida, com Lucia, a secretária do instituto de pesquisa. Despachada e amigona de
Norma, Lúcia rivaliza com Andrade. Sabe usar ao seu favor o poder sensual que exerce sobre o chefe Coutinho.

Silva é conferente de pesquisas no escritório. A principal característica dele é comer compulsivamente. Mas esconde os sanduíches na presença do chefe. E Maria Eulália é a copeira e faxineira do instituto de pesquisa. Adora ouvir as conversas dos funcionários e sabe tudo o que se passa por lá.

Globo – 23h
de 4 a 18 de outubro de 2009
3 episódios

escrito por Luiz Villaça, Maurício Arruda, Carlos Gregório, Sérgio Goldenberg e Sérgio Roveri
redação final de Maurício Arruda
direção de Luiz Villaça e Cláudia Alves
direção geral de Luiz Villaça

DENISE FRAGA – Norma
CÁSSIO GABUS MENDES – Cláudio
EVA WILMA – Dona Helou
SAMYA PASCOTTO – Ana
AUGUSTO MADEIRA – Andrade
FÁBIO HEFORD – Coutinho
JU COLOMBO – Lúcia
FÁBIO NASSAR – Silva
MARISTELA CHELALA – Maria Eulália
HANI HALLAGE
e
DAN STULBACH
Norma tinha uma faceta multimídia, pois os telespectadores podiam interagir com Denise Fraga (que interpretava a personagem-título) e interferir nos rumos da história.

“A plateia discute com Denise Fraga o conflito da personagem, sugere como ela deve agir frente a determinadas situações, ou até mesmo colabora com diálogos. Nas cenas de plateia, Denise improvisa bastante, levantando questões com o público que transcendem a dramaturgia. Os internautas também podem participar, já que as gravações em estúdio são transmitidas ao vivo pela internet”, explicou o roteirista Maurício Arruda.

O diretor Luiz Vilaça, juntamente com os roteiristas Arruda e Sergio Goldenberg compunham os episódios usando as contribuições enviadas pelo público. Através do Blog da Denise era possível mandar idéias e sugestões de como ela devia se comportar para refazer sua vida.

Semanalmente era realizado através do Blog da Denise um chat onde todos podiam participar sugerindo diálogos, cenas, comportamentos e tudo o mais que a criatividade permitisse. Luiz Vilaça e os roteiristas liam todas as sugestões disponibilizadas no chat e depois compartilhavam no blog.

A Rede Globo decidiu suspender a exibição do programa devido à pouca recepção que vinha apresentando. Em seu segundo episódio, Norma ficou em quarto lugar na audiência, perdendo para o Programa do Gugu (Record), para o Programa Sílvio Santos (SBT) e para o Pânico na TV (RedeTV!). Isso fez com o que o terceiro episódio fosse também o último.

Veja também

  • sexofragil_logo

Sexo Frágil

  • cenaaberta_logo

Cena Aberta

  • casoseacasos_logo

Casos e Acasos

  • facasuahistoria_logo

Faça Sua História