Sinopse

Em 1979, Maria Isabel Caldeira precisou deixar o Brasil devido ao envolvimento de seu marido, Humberto, em um sequestro político. Por isso, deixou para trás um filho ainda bebê, Lucas. Ao voltar, quinze anos depois, sua grande batalha é a busca do filho perdido.

Maria Isabel volta no mesmo voo de Renato Alcântara, astro do futebol europeu que retorna ao Brasil para ser técnico do Pindorama Futebol Clube. Por essa época, Felipe Caldeira, pai de Maria Isabel, disputa a presidência do clube com o corrupto Alberto Drummond.

Os bastidores do futebol servem de pano de fundo para uma trama envolvendo assassinatos, exploração infantil, um casal homossexual em busca de aceitação, a mulher submissa deixada em uma clínica pelo marido, que mantém um caso com a governanta, e outras histórias.

Band – 19h
de 25 de março a 4 de novembro de 1996
128 capítulos

escrita por Ricardo Linhares e Mário Prata
baseada no conto de Aguinaldo Silva
direção de Marcos Schechtmann e Wilson Solon
produção TV Plus

Novela anterior no horário
A Idade da Loba

Novela posterior
Perdidos de Amor

PAULO GOULART – Felipe Caldeira
MARÍLIA PÊRA – Elizabeth
BETH GOULART – Maria Isabel
LICURGO SPÍNDOLA – Renato Alcântara
ÂNGELA CORRÊA – Carolina
CIÇA WELLISCH – Vânia
CLÉO VENTURA – Adalgisa
MATHEUS ROCHA – Teobaldo
CARLOS EDUARDO DOLABELLA – Alberto Drummond
JOÃO VITTI – Weber
LEONARDO FRANCO – Luís Miguel
NATHÁLIA TIMBERG – Mãezinha / Augusta
LÚCIO ANDREY – Russo
SÉRGIO MAMBERTI – Porfírio
BRUNO SOBRAL
PAULO GOULART FILHO – Narciso
SÉRGIO ABREU – Rubinho
MARGARIDA CARPINTEIRO – Generosa
ANABELA TEIXEIRA – Filó
ROBERTO BOMTEMPO – Demerval
DUDU AZEVEDO – Carlão / Lucas
LOURDES MAYER – Hortência
LAURO GÓES – Zé Eduardo
SIDNEY MAGAL – Ismael
MÍRIAN FREELAND – Danny
FERNANDO ALMEIDA – Edilberto
CRISTINA PEREIRA – Olímpia
CLEMENTINO KELÉ
LÉA GARCIA
LUCIANO QUIRINO
DANIELA FARIA
ANDRÉ BARROS – Tarso
CHICO TENREIRO – Tavares
LIU ARRUDA – Xavier
NINA DE PÁDUA – Silvia
JOANA MEDEIROS – Karina
ÍSIS DE OLIVEIRA – Jô (Josefina)
SANDRA PERA – Lola
HYLKA GOMES (HYLKA MARIA) – Garota / Ana
DYONE ANDRADE
FLÁVIO SANTHIAGO
ODETE DE BARROS
FRIDA RIBEIRO

e
CHICO DIAZ – Humberto (marido de Maria Isabel)
BETTY FARIA – Marilisa (trocadora de ônibus que testemunha um assassinato)

Segunda das três novelas da parceria da Band com a produtora TV Plus, exibidas na sequência entre 1995 e 1997: A Idade da Loba, O Campeão e Perdidos de Amor.

A TV Plus negociou o texto de Aguinaldo Silva, então contratado da Globo. O autor indicou Ricardo Linhares para escrever a novela. Com o contrato com a Globo vencido e no final de seu prazo de prorrogação – e como não foi procurado pela direção da emissora carioca -, Ricardo Linhares aceitou o convite da produtora. Apesar de ter sido comunicada anteriormente, a direção da Globo exigiu a quebra do contrato de Linhares com a TV Plus, por não querer abrir mão do autor. A Globo liberou o texto de Aguinaldo Silva para a produção da novela, mas fazia questão de Ricardo Linhares, pois tinha planos para ele. Depois de 40 capítulos escritos por Linhares, a TV Plus contratou Mário Prata para dar continuidade à novela.

Um fato curioso é que O Campeão saiu do ar no período das Olimpíadas de Atlanta (em julho de 1996) porque o horário das competições coincidia com o horário em que a novela normalmente era transmitida, comprovando a prioridade da emissora por eventos esportivos.

Somado a isso, a novela ainda teve seu horário de exibição alterado. Esses e outros problemas acabaram por refletir na audiência, que ficou aquém da esperada.

O Campeão registrou um dos menores índices de audiência da história das telenovelas da Band: 2 pontos de média final no Ibope da Grande São Paulo. Para o então diretor-geral da emissora, Rubens Furtado, as falhas começaram no próprio titulo da história: “O nome soou esportivo e espantou o público feminino.” (O Globo, 29/09/1996)

Não confundir O Campeão com a novela Campeão, produzida pela própria TV Bandeirantes, entre 1982 e 1983 – uma trama nada tem a ver com a outra.

Tema de Abertura: PAÍS TROPICAL – Jorge Benjor

Moro, num país tropical
Abençoado por Deus
E bonito por natureza
Mas que beleza

Em fevereiro (em fevereiro)
Tem carnaval (tem carnaval)
Eu tenho um fusca e um violão
Sou Flamengo e tenho uma nega chamada Teresa

Sambaby sambaby
Sou um menino
De mentalidade mediana (pois é)
Mas assim mesmo feliz da vida
Pois eu não devo
Nada a ninguém (pois é)
Pois sou feliz
Muito feliz comigo mesmo …

Veja também

  • campeao82_logo

Campeão (1982)

  • idadedaloba

A Idade da Loba

  • serrasazuis_logo

Serras Azuis