Sinopse

História emocionante e humana narrando a vida de Ciccilo, um imigrante italiano da Calábria, recém-chegado ao Brasil, um homem simples e rude tentando integrar-se numa sociedade fechada e hostil.

Yara – a “Biondina” como Ciccilo se refere a ela – é uma grã-fina que amarga a ruína financeira de sua família. Por isso ela se aproxima do carcamano grosseirão que, de uma hora para outra, tornara-se milionário ao ganhar um prêmio na loteria. Os milionários estão em decadência e o italiano põe todos a trabalhar!

Um triângulo amoroso se instala quando surge Marília, uma bela secretária, que se apaixona por Ciccilo. Ao final, todos queriam saber se Yara conquistaria o coração do imigrante, ou Marília levaria a melhor.

Tupi – 20h
de 1º de abril a 13 de julho de 1965

novela de Wálter George Durst
baseada no original mexicano de Roberto Valente
direção de Geraldo Vietri

Novela anterior no horário
Teresa

Novela posterior
A Outra

SÉRGIO CARDOSO – Ciccilo
RITA CLEÓS – Yara (Biondina)
CARMEM JÓIA – Marília
JUCA DE OLIVEIRA – Valdemar
MARISA SANCHES – Amália
GILBERTO SÁLVIO – Bebeco
GUIOMAR GONÇALVES – Cândida
PERCY AIRES – Patrício
GIAN CARLO – Celinho
NORAH FONTES – Sofia
SÉRGIO GALVÃO – José Eduardo
ELIAS GLEIZER – pai de Ciccilo
DÉBORA DUARTE
AÍDA MAR

Uma experiência do neorrealismo na TV, O Cara Suja foi dos maiores sucessos da época, principalmente por colocar no contexto elementos da colônia italiana.

Wálter George Durst, o autor, comentou:
“A penetração de O Cara Suja foi tão grande que um organizador de viagens internacionais mudou o rumo de sua rota para passar na Calábria, onde havia nascido Ciccilo. Fiquei inquieto, pois o original era mexicano e o personagem nascera na Espanha. A transposição foi feita por eu ter mais facilidade em escrever sobre italianos que sobre os espanhóis. Acabava de perceber que a telenovela é um negócio sério demais, tem implicações que vão muito além do que a gente possa imaginar.”

Ciccilo, o calabrês vivido por Sérgio Cardoso, era assim definido por Geraldo Vietri, o diretor:
“É um tipo louco, passional, sensual.”
Por sua atuação na novela, Sérgio Cardoso foi premiado com o Troféu Imprensa de melhor ator de 1965.

Com a repercussão do ator e seu personagem, Sérgio Cardoso gravou um compacto com dois temas da novela: Se Piangi, Se Ridi e Biondina.

Salathiel Coelho apresenta Temas de Novelas *
salathielt
01. PEQUENO CONCERTO QUE FICOU CANÇÃO – Geraldo Vandré (O Sorriso de Helena)
02. TEMA DE HELENA (A SONÂMBULA) – Bellini (O Sorriso de Helena)
03. TEMA DE TEREZA (MARCHA NUPCIAL) – Geraldo Vandré (Teresa)
04. TEMA DO PROFESSOR (SUMMER LOVE) (Teresa)
05. TEMA DE AURORA E MÁRIO (THE END OF THE WORLD) (Teresa)
06. TEMA DE ALBERTINHO (AMOR ETERNO) (O Direito de Nascer)
07. TEMA D AMOR (ETERNA SAUDADE) – Dilermando Reis (Se o Mar Contasse)
08. SE PIANGI, SE RIDI (O Cara Suja)
09. TEMA DE AMOR (O Cara Suja)
10. TEMA DE AMOR (THE WAR LOVER) (Quando o Amor é Mais Forte)
11. TEMA DE AMOR (ROMANCE DE AMOR) (Alma Cigana)

*Em 1965, o sonoplasta da Tupi gravou o disco Salathiel Coelho Apresenta Temas de Novelas com músicas de Alma Cigana, Se o Mar Contasse, Quando o Amor é Mais Forte, O Sorriso de Helena, O Direito de Nascer, Teresa e O Cara Suja.

Temas de Novelas Vol I e II **
temasnovelascd1

temasnovelascd2
L´ERBA CANTA
SE PIANGI, SE RIDI

**as músicas acima fazem parte destes dois compactos que reúnem também temas das novelas O Direito de Nascer, A Outra e A Cor da Sua Pele.

Em 1967 a gravadora Arlequim lançou o LP com a coletânea “Os mais famosos temas de telenovelas“, com temas de novelas da Tupi e Excelsior:
maisfamosostemast
01. AMOR ETERNO (A. Borges-E. Borges), de O Direito de Nascer
02. BIONDINA (Uccio Gaeta), de O Cara Suja
03. FANNY (Harold Rome), de A Moça que Veio de Longe
04. ROMANCE DE AMOR (Antônio Rovira-João Portaro), de O Jardineiro
Espanhol

05. TEMA DE THULA (Erlon Chaves-Geraldo Vandré), de O Preço de uma
Vida

06. SI PIANGI, SE RIDI (Satti, Marchetti, Mogol), de O Cara Suja
07. O PREÇO DE UMA VIDA (Erlon Chaves), de O Preço de uma Vida
08. MAMÃE DOLORES (Leo Romano-Jeny do Espírito Santo), de O Direito
de Nascer

09. ADDIO AMORE (Devilli-Nascimbene), de A Outra Face de Anita
10. MOSCOU CONTRA 007 (Lionel Bart), de O Céu é de Todos
11. MELODIA FATAL (Edson Borges-Robledo), de Melodia Fatal
12. SUMMER LOVE (Berle-Arnold-Victor Young), de Teresa

SE PIANGI, SE RIDI **

Se piangi, amore, io piango con te
perché tu fai parte di me
Sorridi sempre, se tu non vuoi
non vuoi vedermi soffrire mai

Se ridi, amore, io rido perché
perché faccio parte di te
Ricorda sempre: quel che tu fai
sopra il mio volto lo rivedrai

Non sei mai sola, anche se tu
tu sei lontana da me
Ogni momento, dovunque andrai
accanto a te mi rivedrai

Se piangi, se ridi, io sono con te
perché sono parte di te
Ricorda sempre, quel che tu fai
sopra il mio volto lo rivedrai

“Senti biondina
come si dice in Catanzaro
ti voglio tanto bene
tanto bene da morire”

Se piangi, se ridi, io sono con te
perché sono parte di te
Ricorda sempre, quel che tu fai
sopra il mio volto lo rivedrai

BIONDINA **

Sei tu biondina, la mia piccina
mi fai soffrire d’amore perché, non ami me
Sei tu carina, bella biondina
ma un giorno tu mi dirai di sì, amor

Non sarai sola, senza di me
ti sposerò, mah chi lo sa
Biondina mia, che nostalgia
stare lontano da te
Non vivo più

Sei tu biondina sei la mia piccina
mi fai soffrire d’amore perché non ami me
Sei tu carina, bella biondina
ma un giorno tu mi dirai di sì, amor

Non sarai sola, senza di me
ti sposerò, mah chi lo sa
Biondina mia, che nostalgia
stare lontano da te
Non vivo più

Biondina mia!
Biondina mia!…

**Música interpretada por Sérgio Cardoso com Uccio Gaeta e seu Conjunto

Veja também

  • almacigana

Alma Cigana

  • tupi60

A Gata

  • seomar_foto

Se o Mar Contasse