Sinopse

A vida dos moradores de um animado cortiço do centro histórico de Salvador é o ponto de partida da trama. Eles moram no centro histórico do Pelourinho e compartilham a paixão pelo Carnaval e a antipatia pela síndica do prédio, Dona Joana, um religiosa intransigente que se incomoda com a farra dos condôminos.

Globo – 23h
1ª temporada: de 31 de outubro a 5 de dezembro de 2008
2ª temporada: 13 de novembro a 4 de dezembro de 2009

escrita por Mauro Lima, Monique Gardenberg, Guel Arraes, Jorge Furtado e Bando de Teatro Olodum
redação final de Jorge Furtado, Guel Arraes e Mauro Lima
direção de Olívia Guimarães, Mauro Lima, Monique Gardenberg e Carolina Jabor
direção geral de Monique Gardenberg

LÁZARO RAMOS – Roque
MATHEUS NACHTERGAELE – Queixão
ALINE NEPOMUCENO – Dandara
LUCIANA SOUZA – Dona Joana
TÂNIA TOKO – Neusão da Rocha
LYU ARISSON – Yolanda
ÉRICO BRÁS – Reginaldo
VALDINÉIA SORIANO – Maria
CÁSSIA VALLE – Mãe Raimunda
REJANE MAIA – Baiana do Acarajé
AURISTELA SÁ – Carmem
EDVANA CARVALHO – Lúcia
LENO SACRAMENTO – Raimundinho
JORGE WASHINGTON – Mattias
MERRY BATISTA – Dalva
CRISTÓVÃO DA SILVA – Negócio Torto
LÁZARO MACHADO – Pastor
EDMILSON BARROS – Delegado
OSWALDO MIL – Policial Carlos
GILBERTO LIMA – Arlindo Wallace
VINÍCIUS NASCIMENTO – Cosme
FELIPE FERNANDES – Damião
RIDSON REIS – Jamerson
ROBSON MAURO – Agnaldo
HERMILA GUEDES
SUZANA PIRES
participações especiais
STÊNIO GARCIA – Seu Gerônimo
JOÃO MIGUEL – Mário
VIRGÍNIA CAVENDISH – Hipólita
PRETA GIL – Magda
NANDA COSTA
Do sucesso do longa-metragem Ó Paí, Ó, de Monique Gardenberg, com Lázaro Ramos, resultou essa série homônima apresentada às sextas-feiras à noite.

Ó Paí, Ó foi uma co-produção da Dueto Filmes com a Rede Globo e uma criação coletiva do Bando de Teatro Olodum.

Os episódios, gravados em Salvador, mostraram o universo divertido e musical de uma Bahia pop e contemporânea.

Na série voltaram os mesmos personagens do cinema, como a comerciante Neusão, o aspirante a cantor Roque, o travesti Yolanda, o taxista Reginaldo e a evangélica Dona Joana.

O elenco, encabeçado por Lázaro Ramos (Roque) e Matheus Nachtergaele (Queixão), contou com participações especiais de Stênio Garcia, João Miguel, Virgínia Cavendish, Nanda Costa e Preta Gil.

Lázaro Ramos como Roque, um herói popular, protagonizou 12 musicais que fizeram parte da série.

Ó Paí, Ó surgiu no teatro em 1992 com texto sob a direção de Márcio Meirelles.

Na primeira temporada da série, os seis episódios – cada um com início, meio e fim – tiveram a direção de Olívia Guimarães (Bye Bye Pelô), Mauro Lima (Mercado Branco e O Brega), Monique Gardenberg (A Mãe e a Quenga e Fiéis e Fanáticos) e Carolina Jabor (Virado do Avesso), e a redação de Mauro Lima e Bando de Teatro Olodum (Mercado Branco), Monique GardenBerg e Bando de Teatro Olodum (Mãe e Quenga), Bando de Teatro Olodum (Fiéis e Fanáticos), Guel Arraes, Jorge Furtado, Mauro Lima e Bando de Teatro Olodum (O Brega)

“Ó paí, ó” é uma gíria baiana, uma contração de “olhe para isso, olhe”.

A primeira temporada foi indicada ao Emmy Internacional (prêmio norte-americano, o “óscar” da televisão) como melhor programa de humor no ano de 2008.

Reapresentada em formato de telefilme, em janeiro de 2015, dentro do Luz, Câmera, 50 Anos, em homenagem ao cinquentenário da Globo.

Trilha Sonora
opaiocd
Todas as faixas são interpretadas por Lázaro Ramos

CARDEAL DE SANTO ANTÔNIO
VOU TIRAR VOCÊ DESSE LUGAR
MALANDRINHA
CAFÉ COM PÃO
MERCADO BRANCO
TÃO SEU

A trilha não foi lançada comercialmente. Porém, através de uma promoção no site do programa, algumas pessoas que respondessem às perguntas ao final de cada episódio, seriam presenteadas com um CD da trilha de Ó, Paí Ó.

Veja também

  • invencaodobrasil

A Invenção do Brasil

  • cidadedoshomens_logo

Cidade dos Homens

  • cenaaberta_logo

Cena Aberta

  • antonia_logo

Antônia