Sinopse

Bubby Mariano é um playboy decadente e mulherengo que tenta manter seu status social a qualquer preço. Mora na Zona Sul do Rio de Janeiro e já foi muito rico, mas nos últimos anos sobrevive com o dinheiro da venda, em segredo, de quadros de sua pinacoteca, falsificados pelo amigo Caxuxo.

Na iminência da pobreza, o ex-milionário pretende dar um golpe na grã-finagem que o rodeia para escapar da falência. E através de seu traquejo com a alta sociedade, usa três garotões pobres – Procópio, Billy e Nando – para se aproximarem de ricaças carentes.

Mas os planos de Bubby Mariano não dão certo e ele perde a mulher que ama, Noêmia, e a filha Mayra.

Globo – 22h
de 16 de janeiro a 28 de julho de 1978
140 capítulos

novela de Bráulio Pedroso
direção de Jardel Mello
supervisão de Wálter Avancini

Novela anterior no horário
Nina

Novela posterior
Sinal de Alerta

JORGE DÓRIA – Bubby Mariano
SANDRA BRÉA – Noêmia
MÁRIO GOMES – Procópio
ÍTALA NANDI – Maristela
MARA RÚBIA – Bilú
KADU MOLITERNO – Billy
JOÃO CARLOS BARROSO – Nando
MILTON GONÇALVES – Caxuxo
FELIPE CARONE – Jorelli
PEDRO PAULO RANGEL – Chiquinho
MARLY AGUIAR – Mayra
CAMILA AMADO – Sofia
NEUZA AMARAL – Lígia
HELOÍSA ARRUDA – Patrícia
MÁRCIA RODRIGUES – Priscila
LAURO GÓES – Ricardo
LADY FRANCISCO – Regina
CARLOS KROEBER – Pacheco
RUY REZENDE – Olegário
JUCILÉIA TELLES – Marly
FRANCISCO DANTAS – Horácio
MONAH DELACY – Zilda
SCHULAMITH YAARI – Francisca
IVAN MESQUITA – Marrão
ÉRICA KUPPER – Ivonete
COSME DOS SANTOS – Dico
ALFREDO MURPHY – Pascoal
MARTHA ANDERSON – Valentina
RICARDO BRAVO – Nick
ELIANA DUTRA – Janice
BEATRIZ RAMOS – Bia
NELSON CARUSO – Olivares
ANTÔNIO GANZAROLLI – Fredo
MURILO NERY – Camargo
ARACY CARDOSO – Bernadete
ELIZABETH CARVALHO – Roselinda
MARIA INÊS SAYÃO – Diva
REYNALDO GONZAGA – repórter
TONICO PEREIRA
e
PAULO SILVINO – narrador

– núcleo de BUBBY MARIANO (Jorge Dória), playboy, ex-milionário, faz tudo para manter as aparências. Vive cercado de belas mulheres, mora na Zona Sul e continua frequentando a alta sociedade, apesar de, nos últimos anos, sobreviver com o dinheiro da venda de quadros de sua pinacoteca, fato que mantém em segredo. Pretende dar um golpe na grã-finada:
a mulher NOÊMIA (Sandra Bréa), ex-modelo, acompanha o marido nas festas da alta sociedade
a filha MAYRA (Marly Aguiar), ganha a vida com sua butique e tenta se manter afastada da alta sociedade
o amigo CAXUXO (Milton Gonçalves), pintor, é o responsável pela reprodução dos originais que enfeitam a casa do ex-milionário
a amiga de Mayra, JANICE (Eliana Dutra), sócia dela
a governanta FRANCISCA (Schulamith Yaari), sua conselheira.

– núcleo de PROCÓPIO (Mário Gomes), esperto e extrovertido, faz pose de intelectual. Por sugestão de Bubby, começa a ter aulas de psicologia para ganhar dinheiro atendendo a pacientes:
a secretária ROSELINDA (Elizabeth Carvalho).

– núcleo de PACHECO (Carlos Kroeber), milionário hipocondríaco. Dominado pela mulher:
a mulher REGINA (Lady Francisco)
a empregada DIVA (Maria Inês Sayão).

– núcleo de LÍGIA (Neuza Amaral), mulher frágil que se julga protetora das artes:
as filhas PATRÍCIA (Heloísa Arruda), solteira e exigente, rejeita todos os seus pretendentes,
e PRISCILA (Márcia Rodrigues), adora a vida agitada da alta sociedade
o amigo de Priscila RICARDO (Lauro Góes)
a amiga de Priscila e Patrícia, BIA (Beatriz Ramos).

– núcleo de NANDO (João Carlos Barroso), metido a intelectual, gosta de frequentar os bares da moda:
a ex-mulher MARLY (Juciléa Telles), dançarina numa boate
o filho pequeno NANDINHO
a amiga de Marly, IVONETE (Érica Kupper), dançarina, trabalha com ela
o patrão de Marly, MARRÃO (Ivan Mesquita), dono de uma boate em Copacabana.

– núcleo de BILLY (Kadu Moliterno), surfista profissional:
os pais HORÁCIO (Francisco Dantas) e ZILDA (Monah Delacy)
a irmã SOFIA (Camilla Amado), estudante de psicologia, dá aulas a Procópio
o amigo NICK (Ricardo Bravo), professor de surfe.

– núcleo de OLEGÁRIO (Ruy Resende), poeta maldito que só publicou um livro:
o amigo DICO (Cosme dos Santos), aplude tudo o que ele fala.

– núcleo de PASCOAL (Alfredo Murphy), golpista que decide investigar Bubby e Procópio para ganhar dinheiro:
a assistente VALENTINA (Martha Anderson).

– demais personagens:
CHIQUINHO (Pedro Paulo Rangel), rapaz da alta sociedade, coleciona carros de luxo
JARELLI (Felipe Carone), self-made man, é aceito na sociedade por causa de seu dinheiro
MARISTELA (Ítala Nandi), quarentona que vive tentando parecer mais jovem
BILU (Mara Rúbia), dócil e dedicada às amigas, vive sendo explorada por elas.

Bráulio Pedroso voltava a escrever depois de um afastamento de mais de três anos. O autor havia apresentado a sinopse de sua novela Que Rei Sou Eu?, que tinha o Carnaval carioca como temática (nada a ver com a novela homônima de Cassiano Gabus Mendes, de 1989). Mas a sinopse foi rejeitada diante da inviabilidade do projeto.
Bráulio apresentou então a trama de O Pulo do Gato onde voltava a brincar com as nuances da alta sociedade carioca, como fizera em O Cafona, em 1971.

“Uma visão crítica de uma fatia da alta sociedade daqueles dias, onde muitos esperavam poder dar o seu pulo do gato. Uma novela realista em termos de estilo, apenas uma consequência direta de Beto Rockfeller e O Cafona, limitada à faixa litorânea carioca, do Leme ao Lido e do Lido ao Leblon. (..) Consigo, porém, ter o distanciamento crítico suficiente para chegar à sátira social e enchê-la de ironias.”
(“Bráulio Pedroso, Audácia Inovadora”, Renato Sérgio, Imprensa Oficial do Estado de SP, 2011)

Conseguiu fazer um bom trabalho mas não motivou grande audiência, mesmo contando com as nuances de Jorge Dória e Camila Amado em sua inventiva cômica, e tendo a beleza insinuante de Sandra Bréa como estrela.

Para agilizar as gravações da novela, o coordenador de produção Gonçalves da Silva optou por reduzir os cenários externos. Numa única esquina do Leblon, gravava as cenas externas de Procópio (Mário Gomes), Maristela (Ítala Nandi), Bilu (Mara Rúbia) e Caxuxo (Milton Gonçalves). Já a casa de Pacheco (Carlos Kroeber) ficava em local diferente, no Alto da Boa Vista. (*)

O cenógrafo e artista plástico egípcio Tawfik, radicado no Brasil, foi convidado para decorar as paredes das casas dos personagens de O Pulo do Gato. Seus quadros enfeitaram a pinacoteca de Bubi Mariano (Jorge Dória), as casas de Maristela (Ítala Nandi) e Lígia (Neuza Amaral). Um retrato de Regina (Lady Francisco) foi peça de destaque na mansão dos Pacheco (Carlos Kroeber). Os quadros foram cedidos pelo artista e escolhidos de acordo com a personalidade de cada personagem, além de seguirem um padrão de cores de acordo com os cenários criados por Gilberto Vigna. (*)

Paulo Silvino narrava a novela, sem mostrar o rosto, fazendo suspense com sua voz. O ator sugeriu inserir a pergunta “confere?” ao final de cada frase, o que passou a ser a marca registrada da narração da novela. No último capítulo o narrador apareceu para o público.

Apesar de não saber pegar onda na época, Kadu Moliterno aceitou o convite do diretor Walter Avancini para interpretar o surfista Billy. O ator conta que comprou uma prancha e passou a praticar diariamente. Mesmo assim, em seu primeiro dia de gravação, na Praia do Arpoador, no Rio de Janeiro, Kadu quase se afagou e acabou sendo substituído por um dublê nas cenas de surfe. O incidente não impediu que Kadu Moliterno fizesse sucesso como surfista. (*)

O Pulo do Gato contou com participações de pessoas famosas da vida carioca. Hildegard Angel, Rodrigo Argollo, Carlinhos de Oliveira, Nelson Cavaquinho, Candeia, Ricardo Amaral, o craque Paulo César e a manequim Marlene, do programa humorístico Planeta dos Homens, foram algumas das celebridades que passaram pela novela. (*)

Primeiro trabalho na televisão da atriz Juciléia Telles.
Primeira novela na Globo do ator Ivan Mesquita, que vinha da Tupi.
Também a primeira novela na emissora das atrizes Ítala Nandi e Camila Amado.
E a primeira novela da veterana atriz de cinema Mara Rúbia.

(*) Fonte: site Memória Globo.

Trilha Sonora Nacional
pulo1t
01. REQUEBRA QUE EU CURTO – Guilherme Lamounier
02. BABÁ ALAPALÁ – Zezé Motta (tema de Marli)
03. FACE A FACE – Simone (tema de Nando e Mayra)
04. LINDA MANHÃ – Quinteto Ternura
05. FEITO PARA DANÇAR – Tim Maia
06. EU E MEU GATO – Rita Lee (tema de abertura)
07. AMOR INFORMAL – Don Beto
08. SEDUÇÃO – Fafá de Belém (tema de Noêmia)
09. CORDAS E CORRENTES – Martinho da Vila (tema de Pacheco)
10. TEM UMA MULHER NA VIDA DELE – The Fevers (tema de Billy)
11. YOUGUE DE OUVIDO – Moraes Moreira (tema de Olegário)
12. SEU PREÇO – César Costa Filho
13. PEDRA DE OURO – Denise Emmer (tema de Billy)

Trilha Sonora Internacional
pulot2
01. THE HOUSE OF THE RISING SUN – Santa Esmeralda
02. LA VIE EN ROSE – Grace Jones (tema de Ivonete)
03. AS – Tony Sherman (tema de Buby Mariano e Priscila)
04. COUNT ON ME – Jefferson Starship (tema de Lígia)
05. I WANNA BE A ROLLIN’ STONE – Nadine Expert
06. ON AND ON – Stephen Bishop (tema de Regina)
07. MAKIN’ LOVE – Denis Gordon
08. FUNKY FUNKY – Andrea Mingardi Super Circus
09. YOU’RE IN MY HEART – Rod Stewart (tema de Nando e Mayra)
10. FROM EAST TO WEST – Voyage
11. THERE’S ALWAYS A GOODBYE – Randy Richards (tema de Caxuxo e Sofia)
12. FOR YOU – Light Years
13. LET ME BE – Ralph Richardson (tema de Procópio e Noêmia)
14. SINGIN’ IN THE RAIN – Sandy Woo

Sonoplastia: Paulo Ribeiro
Pesquisa Musical: Arnaldo Schneider e João Mello
Direção Musical: Otávio Augusto
Produção Musical: Guto Graça Mello

Tema de Abertura: EU E MEU GATO – Rita Lee
Mais um dia desses
Vou fugir de casa e não volto
Vou bater as asas
Vou levar comigo o retrato do meu gato

Companheiro dessa minha melancolia, oh
Você me pede prá ter paciência e juizo
Mas o que eu gosto é andar na beira do abismo
Arriscando minha vida por um pouco de emoção

Eu e meu gato
Ele na cama, eu no telhado
Ele sem as botas e eu sem grana
Companheiro dessa minha melancolia
Eu e meu gato
Ele na cama, eu no telhado
Ele sem as botas e eu sem grana…

Veja também

  • cafona_logo

O Cafona

  • bofe_logo

O Bofe

  • rebu74_logo

O Rebu (1974)

  • feijaomaravilha_logo

Feijão Maravilha