Sinopse

O padre Ramiro é um frade dominicano que enfrenta uma forte perseguição religiosa, mas resiste e permanece no país para ajudar os fiéis.

Entre seus perseguidores está Isabel, uma tenente de milícia feminina que acredita que a religião é um perigo para o regime ditatorial do Governo.

Globo – 19h
de 19 de fevereiro a 4 de junho de 1968
80 capítulos

novela de Glória Magadan
direção de Fábio Sabag

Novela posterior no horário
A Grande Mentira

SÉRGIO CARDOSO – Padre Ramiro
ROSAMARIA MURTINHO – Isabel
EDNEY GIOVENAZZI – Gerardo
DINA LISBOA – Caroline
GERMANO FILHO – Coronel Eurípedes Pinto
ISABELLA CERQUEIRA – Tina
TURÍBIO RUIZ – Tenório
LUCIMARA PARISI – Lucimeire
CELSO MARQUES – Crispim
THAÍS PORTINHO – Clara Lee
JOÃO CARLOS NASCIMENTO – Heitor
VANDA LACERDA – Madre Emanuela
as crianças
LUÍS PINI – Felipe
TAMARA RESTIER – Renatinha

Trama que retomou definitivamente a faixa das 19 horas para novelas na Globo. Anteriormente, apenas em 1965 – ano da inauguração da emissora -, o horário fora ocupado por produções remanescentes da TV Paulista (comprada pela Globo).

Produção da TV Globo de São Paulo, com cenas externas gravadas no Rio de Janeiro.
Fonte: site Memória Globo.

Ambientada num país fictício da América do Sul, a novela era baseada na história real de São Martinho de Porres, nascido no Peru e canonizado em 1962.

Primeira novela de Sérgio Cardoso na TV Globo. Ainda assim, logo após esta, o ator retornou à TV Tupi para estrelar seu maior sucesso na televisão: Antônio Maria.

Sérgio Cardoso, que fazia três papéis, teve sua experiência mais desastrosa desde que aderiu ao gênero telenovela.

E foi sua posição contra o texto de má qualidade de Glória Magadan que iniciou o movimento que a tiraria da posição de diretora do núcleo de dramaturgia da TV Globo.

Veja também

  • eucomproessamulher_foto

Eu Compro Esta Mulher

  • rainhalouca_anuncio

A Rainha Louca

  • gatadevison_anuncio

A Gata de Vison