Sinopse

São Paulo, 1886. A família Sabino Machado, dona de extensas terras e investimentos em telefonia, embarca em um dos mais seguros navios da época, o Albatroz, a caminho da Europa. Dom Sabino (Edson Celulari), um fiel súdito da Monarquia que sonha com um título da nobreza, planeja a viagem para conhecer o estaleiro que comprou na Inglaterra. E também manter longe do falatório da cidade a filha, Marocas (Juliana Paiva), que havia acabado de recusar um casamento no altar. A viagem tem um desvio de rota para uma breve visita à Patagônia. É justamente aí que o Albatroz se choca com um iceberg.

O navio naufraga e, devido à baixa temperatura da água, grande parte dos passageiros acaba congelando. No total, são treze pessoas: a família Sabino Machado, composta por Dom Sabino (Edson Celulari), Dona Agustina (Rosi Campos), Marocas (Juliana Paiva) e as gêmeas Nico (Raphaela Alvitos) e Kiki (Nathalia Rodrigues), os escravos Damásia (Aline Dias), Cairu (Cris Vianna), Cesária (Olívia Araujo), Menelau (David Junior) e Cecílio (Maicon Rodrigues), o guarda-livros Teófilo (Kiko Mascarenhas), a preceptora Miss Celine (Maria Eduarda de Carvalho) e o jovem Bento (Bruno Montaleone), além do cão fox terrier Pirata.

132 anos depois… um imenso bloco de gelo se aproxima da praia do Guarujá, em São Paulo. Samuca (Nicolas Prattes), empresário engajado em causas sociais, humanista e dono da holding SamVita e da Fundação Vita, focada em reciclagem, está surfando e é o primeiro a avistar aquele monumento. O filho de Carmem (Christiane Torloni) e noivo de Betina (Cléo Pires) fica intrigado com o imenso bloco, perplexo e fascinado ainda mais pelo rosto sereno e belo de Marocas, emoldurado pelo gelo translúcido. Uma fissura ameaça partir o bloco e Samuca, no ímpeto de salvar Marocas, se agarra ao pedaço do iceberg em que ela está. Eles são puxados pela corrente e chegam à Ilha Vermelha.

Enquanto isso, os demais congelados são levados para a Criotec, laboratório especializado em criogenia, que é o estudo de baixas temperaturas. A chegada do iceberg se torna caso de segurança de estado e gera curiosidade e comoção nacional. Aos poucos, cada um dos congelados despertará à sua maneira e terá que enfrentar a realidade contemporânea de uma São Paulo pulsante e turbulenta e as particularidades das relações humanas no século 21.

Globo – 19h
estreia: 31 de julho de 2018

novela de Mário Teixeira
colaboração de Bíbi Da Pieve e Tarcísio Lara Puiati
direção geral de Marcelo Travesso e Adriano Melo
direção artística de Leonardo Nogueira

Novela anterior no horário
Deus Salve o Rei

EDSON CELULARI – Dom Sabino Machado
ROSI CAMPOS – Dona Agustina
JULIANA PAIVA – Marocas
RAPHAELA ALVITOS – Nico (Maria Nicolina)
NATÁLIA RODRIGUES – Kiki (Maria Quitéria)
MARIA EDUARDA CARVALHO – Miss Celine
KIKO MASCARENHAS – Teófilo
BRUNO MONTALEONE – Bento
ALINE DIAS – Damásia
OLÍVIA ARAÚJO – Cesária
CRIS VIANNA – Cairu
DAVID JÚNIOR – Menelau
MAICON RODRIGUES – Cecílio

NICOLAS PRATTES – Samuca (Samuel)
CHRISTIANE TORLONI – Carmem
CLÉO PIRES – Betina
FELIPE SIMAS – Elmo
JOÃO BALDASSERINI – Emílio Inglês de Souza
REGIANE ALVES – Mariacarla Borelli
LUCY RAMOS – Vanda
MALU FALANGOLA – Natália

MILTON GONÇALVES – Eliseu
RUI RICARDO DIAS – Barão
MICAEL BORGES – Lalá (Laércio)
CAROL MACEDO – Paulina
JULIANA ALVES – Mazé
MAX LIMA – Omar
RICARDO DUQUE – Florêncio
SOLANGE COUTO – Coronela (Mirtes Clara Tibério Souto)
CAROL CASTRO – Waleska Tibério
BIA MONTEZ – Januza
RAPHAEL VIANNA – Mateus Gonzaga
CYRIA COENTRO – Marciana
TALITA YOUNAN – Vera Lúcia
FHELIPE GOMES – Lucas
JOÃO FERNANDES – Gabiru

EVA WILMA – Petra Vaisánen
RAFAELA MANDELLI – Helen Azeredo
CLÁUDIO MENDES – Herberto Douglas

LUIZ FERNANDO GUIMARÃES – Amadeu Barone
BEATRIZ CAMPOS – Agnese
ADRIANE GALISTEU – Zelda Larocque
WAGNER SANTISTEBAN – Pedro Parede

MARCOS PASQUIM – Marino
ALEXANDRA RICHTER – Monalisa

“Apesar da premissa das pessoas congeladas e da família deslocada no tempo, a novela é realista e engraçada, acima de tudo. É uma obra contemporânea que trata de assuntos superatuais, além de confrontar os valores e as relações humanas vigentes em séculos diferentes. Tudo isso permeado por uma história de amor muito intensa e capaz de romper barreiras entre dois jovens de épocas distintas”, conceituou o autor Mário Teixeira.

“A história terá diversas situações que mostram o choque entre pessoas de séculos distintos. E, para dar verdade a isso, estamos contando inclusive com uma preparação de elenco separada para os núcleos ‘congelados’ e ‘contemporâneos’ para que essa surpresa seja original e perceptível ao público”, complementou o diretor artístico, Leonardo Nogueira.


Veja também

  • liberdade_liberdade

Liberdade Liberdade

  • iloveparaisopolis_logo

I Love Paraisópolis

  • temposmodernos_logo

Tempos Modernos

  • passione_logo

Passione