Sinopse

Por meio de uma bolsa de estudos, Nanda foi estudar Artes na Holanda. Em Amsterdã, ela conhece outra brasileira, Olívia, e elas se tornam grandes amigas. Olívia está na cidade com o marido Silvio em lua-de-mel. Nanda revela à amiga que está grávida do namorado Léo. Após a recusa de Léo em aceitar sua gravidez, Nanda decide voltar para o Brasil com Olívia.

No Rio de Janeiro, Nanda é atropelada, levada para o hospital e atendida pela a médica Helena. Grávida de um casal de gêmeos, a moça não resiste e morre, mas Helena consegue salvar os bebês. No entanto, uma das crianças, portadora de Síndrome de Down, é rejeitada pela avó, Marta, uma mulher intransigente e amargurada que resiste em aceitar a “herança” deixada pela filha.

Os  avós ficam com o menino, batizado de Francisco, enquanto Helena esconde de todos que adotou a menina com Down, a quem dá o nome de Clara. Helena é uma mulher que já perdeu muita coisa na vida e faz de Clara a razão de sua existência. Dois homens – Diogo, uma paixão do passado, e Greg, o ex-marido – brigam por sua atenção.

Anos depois, Olívia, com o casamento com Silvio desfeito, envolve-se com Léo. Ele retorna ao Brasil porque descobriu que tem um filho e, com o apoio de Olívia, está decidido a lutar pela posse do menino. O avô Alex não abre mão da guarda de Francisco, mas a avó, Marta, faz de tudo para que o neto fique com pai, visando um bom retorno financeiro.

Porém, Alex, Léo e Olívia não imaginavam que a menina de Nanda, que julgavam morta, está viva e bem próxima, com Helena. A única que sabe de sua existência é Marta, que acordou com a médica a adoção da criança. O dilema de Helena será revelar ou não a todos que Clara, filha de Nanda, é criada por ela, correndo assim o risco de perder a guarda da menina.

Globo – 21h
de 10 de julho de 2006
a 3 de março de 2007
203 capítulos

novela de Manoel Carlos
escrita por Manoel Carlos e Fausto Galvão
colaboração de Maria Carolina, Juliana Peres, Ângela Chaves e Daisy Chaves
direção de Teresa Lampreia, Luciano Sabino, Fred Mayrink, Adriano Melo e Maria José Rodrigues
direção geral Jayme Monjardim e Fabrício Mamberti
núcleo Jayme Monjardim

Novela anterior no horário
Belíssima

Novela posterior
Paraíso Tropical

REGINA DUARTE – Helena Camargo Varela
FERNANDA VASCONCELLOS – Nanda (Fernanda Toledo Flores)
LÍLIA CABRAL – Marta Toledo Flores
MARCOS CARUSO – Alex Flores
ANA PAULA ARÓSIO – Olívia Martins de Andrade
THIAGO RODRIGUES – Léo (Leonardo Maia de Almeida)
TARCÍSIO MEIRA – Tide (Aristides Martins de Andrade)
SÔNIA BRAGA – Tônia Werneck
MARCOS PAULO – Diogo de Carvalho
JOSÉ MAYER – Greg (Gregório Rodrigues Lobo)
NATÁLIA DO VALLE – Carmem Martins de Andrade Rangel
RENATA SORRAH – Tereza Junqueira Figueiredo
EDSON CELULARI – Silvio Duarte
VIVIANNE PASMANTER – Isabel Fernandes
CACO CIOCLER – Renato
DANIELLE WINITS – Sandra Ribeiro
THIAGO LACERDA – Jorge Martins de Andrade
GRAZI MASSAFERA – Telma Ribeiro
LETÍCIA SABATELLA – Irmã Lavínia
DEBORAH EVELYN – Anna Maria Saraiva
ÂNGELO ANTÔNIO – Miroel Saraiva
REGIANE ALVES – Alice Miranda da Silveira
NATHÁLIA TIMBERG – Hortência
ANA FURTADO – Lívia
CHRISTINE FERNANDES – Simone Bueno
HELENA RANALDI – Márcia Monteiro de Andrade
EDUARDO LAGO – Bira (Ubirajara Rangel)
TATO GABUS – Leandro Martins de Andrade
LOUISE CARDOSO – Diana Salles Martins de Andrade
LEANDRA LEAL – Sabrina Marcondes
SIDNEY SAMPAIO – Vinícius Pessoa
MARJORIE ESTIANO – Marina Rangel
PEDRO NESCHLING – Rafael Martins de Andrade
MAX FERCONDINI – Sérgio Toledo Flores
MANOELA DO MONTE – Nina Pinheiro de Souza
PÉROLA FARIA – Giselle Saraiva
RAFAEL ALMEIDA – Luciano Junqueira Figueiredo
ANA BOTAFOGO – Elisa Martins de Andrade Telles
BUZA FERRAZ – Ivan Monteiro Telles
UMBERTO MAGNANI – Zé Ribeiro
WALDEREZ DE BARROS – Constância Ribeiro
ANDRÉ FRATESCHI – Dorival
MARLY BUENO – Irmã Maria (Irmã Má)
BETE MENDES – Irmã Natércia
FERNANDO EIRAS – Rubinho
THIAGO PICCHI – Marcelo
ELISA LUCINDA – Selma Araújo
PAULO CÉSAR GRANDE – Lucas Azevedo
CLÁUDIA MAURO – Angélica Cunha
CAROLINA OLIVEIRA – Gabi (Gabriela Azevedo)
XUXA LOPES – Belita
ÂNGELA LEAL – Hilda
SILVIA SALGADO – Verônica Toledo Mattos
LUCIANO CHIROLLI – Eliseu Mattos
STEFANY BRITO – Kelly Toledo Mattos
DUDA NAGLE – Fred
LUCIELLE DI CAMARGO – Camila Vieira Sampaio
ARMANDO BABAIOFF – Felipe Monteiro Telles
JORGE DE SÁ – Salvador
ZÉ CARLOS MACHADO – Nestor Junqueira Figueiredo
JOELSON MEDEIROS – Domingos
MARCOS HENRIQUE – Pinhão (Washington)
LÍGIA CORTEZ – Cecília
LUCCI FERREIRA – Horácio
MIGUEL LUNARDI – Gabriel
DOMINGOS MEIRA – Ulisses
THALITA CARAUTA – Lídia
ZÉ VICTOR CASTIEL – Machadão
SELMA REIS – Irmã Zenaide
INEZ VIANNA – Irmã Fátima
SUZANA RIBEIRO – Suzy
NARJARA TURETTA – Inesita
HYLKA MARIA – Odete
BRUNO PADILHA – Saldanha

as crianças
JOANA MOCARZEL – Clara (filha de Nanda e Léo)
GABRIEL KAUFMANN – Francisco (filho de Nanda e Léo)
RAFAEL MACHADO – Guilherme (filho de Olívia e Silvio)
GABRIEL LEPSCH – Tidinho (filho de Márcia e Gustavo)
THAYANE CAMPOS – Catarina (filha de Lívia e Renato)
PEDRO JORDÃO – Tiago (filho de Lavínia e Diogo)

e
ANTÔNIO CALLONI – Gustavo Pinheiro de Souza (marido de Márcia, morre em um acidente de carro)
ALEXANDRE BARBALHO – enfermeiro
ALEXANDRE MORENNO – promotor público no caso da guarda de Clara
ALINE AGUIAR – Luciana (namorada de Salvador)
ANA CAROLINA DIAS – Maria (babá de Tidinho)
ANA LUIZA FOLLY – médica da turma de Helena
ANA ROBERTA GUALDA – paciente de Helena
ANDRÉ FALCÃO – Gilberto (pretendente de Isabel)
ANTÔNIO FRAGOSO – médico que atende Anna Maria e Miro
ARLETE MONTENEGRO – Yolanda (mãe de Silvio)
ARTHUR KOHL – juiz no caso da guarda de Francisco
BEATRIZ BLANCSAK – Juliana (paciente de Helena)
BRUCE GOMLEVSKY – Bruce (marido de Tatiana)
CAMILO BEVILAQUA – médico da turma de Helena
CARLOS BONOW – na praia, no primeiro capítulo
CARLOS EVELYN – namorado de Antônia em Nova York
CARLOS MECENI – Juarez (promotor amigo de Tereza)
CARLOS MOSSY – Gastão
CARMEM LU DE MENDONÇA – Mônica (empregada de Marta)
CAROLINA BEZERRA – Margareth (empregada de Rubinho)
CAROL NASSIF – Bia (babá de Guilherme)
CAROLYNA AGUIAR – Carla (professora de Clara)
CLARA GARCIA – professora de Giselle
CLÁUDIA BORIONI – Laura (diretora da escola de Clara)
CLÁUDIA PROVEDEL – Flávia (assistente social)
DANIELA GALLI – Drª Marília (médica que trata de Bira)
DANIELA OLIVERTI – Laís (irmã de Lavínia)
DANIEL ZUBRINSKY – Celso
DOUGLAS SIMON – Dr. Bernardo (médico de Giselle)
EDUARDO MACHADO – advogado na segunda instância do processo de Clara e Francisco
ELIANE NARDUCHI – advogada na segunda instância do processo de Clara e Francisco
ÊNIO GONÇALVES – Oscar (pai de Silvio)
EVA WILMA – Desembargadora Laura Torgano (relatora do processo de Clara e Francisco em segunda instância)
FLÁVIA PUCCI – Juliana (psicóloga da clínica de reabilitação frequentada por Bira)
FRANK BORGES – Tiago (amigo de Marina e aluno do curso de teatro da AMA)
GEORGIANA GÓES – Norma (professora da escola de Clara)
GIGI MONTEIRO – Regina (diretora da escola de Giselle)
GILLES GWIZDEK – padre
GLÓRIA MENEZES – Lalinha (Amália Martins de Andrade, mulher de Tide, morre no início)
HAYLTON FARIA – motorista do táxi no qual Verônica bate
HENRIQUE CÉSAR – Dr. Moretti (médico da família Martins de Andrade)
ISAAC BERNARD – promotor público no caso da guarda de Francisco
JÉSSICA MARINA – Vânia (colega de sala de Giselle)
JUANA GARIBALDI – Adriana (secretária de Helena no hospital)
JÚLIA CARRERA – Tatiana (fonaudióloga de Clara)
JÚLIA FAJARDO – Roberta
JÚLIO BRAGA – amigo de Nestor
LARISSA BRASCHER – médica amiga de Helena
LIONEL FISCHER – médico
LUANA CARVALHO – Lili (amiga de Sérgio)
LUMA COSTA – Francis (amiga de Kelly)
MAGALI BIFF – diretora da escola procurada por Helena
MARCOS FRANÇA – investigador no sequestro de Luciano
MÁRIO CARDOSO – Gonzaga (pretendente de Marta)
MURILO GROSSI – membro do Alcoólatras Anônimos
MYRIAN MARTIN – Diva (namorada de Bira)
NINA MORENA – Vandinha (amiga de Sérgio)
NOEMI MARINHO – diretora da escola que rejeita Clara
OLIVETTI HERRERA – André (arquiteto contratado por Lívia e Belita, no último capítulo)
PIETRO MÁRIO – padre na ordenação de Lavínia, no último capítulo
QUITÉRIA CHAGAS – Dorinha (empregada de Anna Maria)
RACHEL DE QUEIRÓZ – Giselle (criança, na primeira fase)
RENATA RICCI – Luana
RICARDO DUQUE – empresário paulistano que convida Sandra a passar o réveillon com ele e um amigo
RICCA BARROS – na praia, no primeiro capítulo
ROBERTA RODRIGUES – Paixão (envolve-se com Greg)
ROBERTO FROTA – Dr. Marco Aurélio (juiz do processo de Clara e Francisco em segunda instância)
ROBERTO LOBO – advogado que cuida da adoção de Clara
SABRINA ROSA – Célia (empregada de Verônica)
SANDRA HAUSEN – Cida (enfermeira)
SILVIO POZATTO – médico de Olívia na primeira fase
SOPHIE CHARLOTTE – Joice (amiga de Giselle)
SUZANA ABRANCHES – enfermeira
SUZANA GONÇALVES – Dirce (amiga de Tereza)
SUZANA SALDANHA – na praia, no primeiro capítulo)
TAMARA TAXMAN – mãe de Sabrina
THAILA AYALA – namorada de Felipe
THELMA RESTON – cartomante
VIÉTIA ZANGRANDI – Carol (secretária da AMA)
VINÍCIUS MARQUES – Dr. Paulo (médico do hospital)
VINÍCIUS MANNE – Dr. Jaime (médico de Giselle)
WAL SCHNEIDER – Emílio (porteiro no prédio de Helena)
WALDYR GOZZI – pretendente de Camila no último capítulo
WALMOR CHAGAS – juiz no caso da guarda de Clara
WILLIAM VITA – sequestrador de Luciano

– núcleo de HELENA (Regina Duarte), médica obstetra. Não se realizou como mãe, já que a única filha que gerou morreu ainda criança, o que a levou, depois, a adotar duas crianças, em situações diferentes:
os filhos adotivos: SALVADOR (Jorge de Sá), já adulto, filho biológico de uma ex-empregada que faleceu,
e a menina CLARA (Joana Mocarzel), portadora de síndrome de Down, rejeitada pela avó após o nascimento e morte de sua mãe
o ex-marido GREG (José Mayer), mulherengo e egóico. Insiste em voltar com ela
o namorado DIOGO (Marcos Paulo), médico infectologista com quem teve um relacionamento na juventude, que é retomado
a empregada LÍDIA (Thalita Carauta).

– núcleo de ARISTIDES MARTINS DE ANDRADE, o TIDE (Tarcísio Meira), o grande patriarca de uma numerosa família. Ergue um centro cultural em homenagem à falecida esposa, AMÁLIA, a LALINHA (Glória Menezes), o grande amor de sua vida. A AMA – Casa de Cultura Amália Martins de Andrade – foi construído em sua memória por ser esse um sonho que ela não pôde concretizar em vida:
os filhos: CARMEM (Natália do Valle), casada com BIRA (Eduardo Lago), de quem se separa. Após o divórcio, enquanto Bira se torna alcóolatra, ela se casa Greg, o ex de Helena, de quem era amante. Ele é administrador dos negócios de Tide,
LEANDRO (Tato Gabus), advogado que não exerce mais a profissão, casado com a pintora DIANA (Louise Cardoso),
ELISA (Ana Botafogo), professora de balé, casada com o advogado IVAN (Buza Ferraz),
MÁRCIA (Helena Ranaldi), casada com GUSTAVO (Antônio Calloni), que morre em um acidente de carro,
JORGE (Thiago Lacerda), engenheiro,
e OLÍVIA (Ana Paula Arósio), que no início casa-se com SILVIO (Edson Celulari), um militar
os netos: MARINA (Marjorie Estiano), filha de Carmem e Bira,
RAFAEL (Pedro Neschling), filho de Leandro e Diana, apaixonado por Marina,
CAMILA (Lucielle di Camargo), filha do primeiro casamento de Elisa, e FELIPE (Armando Babaioff), filho de Elisa e Ivan,
NINA (Manuela do Monte) e TIDINHO (Gabriel Lepsch), filhos de Márcia e Gustavo,
e GUILHERME (Rafael Machado), filho de Olívia e Silvio.

– núcleo de NANDA (Fernanda Vasconcellos), jovem que foi estudar Artes na Holanda e acabou engravidando do namorado. Em Amsterdã, conheceu Olívia, de quem ficou amiga. Abandonada pelo namorado, Nanda, de volta ao Brasil, deu à luz gêmeos, um casal, sendo que a menina nasceu com síndrome de Down. Acabou morrendo no parto:
a mãe MARTA (Lília Cabral), mulher amargurada e intransigente. Sentiu-se traída com a gravidez da filha e rejeitou a neta quando ela nasceu, deixando-a no hospital e dizendo a todos que apenas o menino sobreviveu. A menina é Clara, adotada por Helena
o pai ALEX (Marcos Caruso), apoiou a filha em sua gravidez
o irmão SÉRGIO (Max Fercondini)
o filho FRANCISCO (Gabriel Kauffmann), gêmeo de Clara
o casal de amigos SABRINA (Leandra Leal) e VINÍCIUS (Sidney Sampaio), que também moravam em Amsterdã. Quando voltam ao Brasil, Sabrina se envolve com Sérgio e Vinícius com Nina
a empregada de Marta, MÔNICA (Lu Mendonça).

– núcleo de LÉO (Thiago Rodrigues), namorado de Nanda em Amsterdã e pai dos filhos dela. Envolve-se com Olívia quando dispõe-se a conquistar a guarda do filho Francisco. A princípio, não sabe da existência de Clara:
a avó HORTÊNCIA (Nathália Timberg)
a noiva ALICE (Regiane Alves), ciumenta e possessiva
o advogado SALDANHA (Bruno Padilha).

– núcleo de ANNA MARIA (Deborah Evelyn), bailarina clássica frustrada com fixação por magreza e boa alimentação:
o marido MIROEL (Ângelo Antônio), de temperamento calmo, com quem vive altos e baixos devido ao seu gênio forte. Vai trabalhar na AMA
a filha GISELLE (Pérola Faria / Raquel de Queiróz), oprimida desde pequena pela mãe para ser magra e a melhor das bailarinas. Isso a leva a desenvolver bulimia, além de dificultar seu relacionamento com a mãe
o médico de Giselle, DR. BERNARDO (Douglas Simon)
a empregada DORINHA (Quitéria Chagas).

– núcleo de TEREZA (Renata Sorrah), procuradora da República que larga a carreira para advogar. Torna-se advogada de Helena na disputa pela guarda de Clara:
o marido NESTOR (Zé Carlos Machado), também advogado. Morre baleado em um confronto com bandidos dos quais era aliado
o filho LUCIANO (Rafael Almeida), apaixonado por piano, envolve-se com Giselle. Acaba vítima do sequestro em que o próprio pai estava envolvido e que culminou com a morte dele
a secretária ODETE (Hylka Maria).

– núcleo de TÔNIA WERNECK (Sônia Braga), prima de Helena. Escultora em Nova York, seu trabalho é descoberto por Olívia e volta para o Brasil. Quando Olívia e Silvio se separam, ele envolve-se com Tônia. Ao longo do tempo, ela começa a se relacionar com Tide:
a secretária SUZY (Suzana Ribeiro)
a empregada INESITA (Narjara Turetta).

– núcleo de RENATO (Caco Ciocler), fotógrafo infeliz no casamento:
a mulher LÍVIA (Ana Furtado)
a fotógrafa ISABEL (Vivianne Pasmanter), apaixonada por ele e correspondida, porém forma-se o triângulo com Lívia graças à indecisão dele
a sogra BELITA (Xuxa Lopes), amiga de Anna
a filha CATARINA (Thayani Campos).

– núcleo dos empregados da mansão de Tide:
a governanta CONSTÂNCIA (Walderez de Barros), trabalha para a família há mais de quarenta anos
o marido de Constância, ZÉ RIBEIRO (Umberto Magnani), cuida da fazenda de Tide
as filhas do casal: SANDRA (Danielle Winits), carreirista e interesseira, tem um caso com Jorge desde a adolescência e depois se envolve com Greg,
e TELMA (Grazielli Massafera), que vivia na fazenda com o pai, mas foi morar na cidade e também se interessou por Jorge
o noivo de Telma, DORIVAL (André Frateschi)
o menino WASHINGTON, o PINHÃO (Marcos Henrique), agregado da fazenda que também vai morar na cidade
o jardineiro DOMINGOS (Joelson Medeiros)
o filho de Domingos, FRED (Duda Nagle)
a babá de Tidinho e Guilherme, MARIA (Ana Carolina Dias).

– núcleo de RUBINHO (Fernando Eiras), médico que trabalha com Helena e Diogo:
o marido MARCELO (Thiago Picchi), professor de música da AMA
a mãe de Marcelo, HILDA (Ângela Leal), apoia a relação do filho com Rubinho
a irmã SIMONE (Christine Fernandes), estilista, amiga de Isabel. Jorge se envolve com ela, mas ele sonha com uma união perfeita, duradoura, com muitos filhos, enquanto ela tem ideias diferentes, o que atrapalha a relação dos dois
a empregada MARGARETH (Carolina Bezerra).

– núcleo da Casa de Saúde Clara de Assis, onde trabalham Helena, Diogo e Rubinho:
o casal de médicos SELMA (Elisa Lucinda) e LUCAS (Paulo César Grande), amigos de Helena. Selma, negra, é alvo do preconceito de ANGÉLICA (Cláudia Mauro), a ex-mulher de Lucas, e da garota GABI (Carolina de Oliveira), filha de Lucas e Angélica
a severa IRMÃ MARIA, apelidada de IRMÃ MÁ (Marly Bueno), que fiscaliza tudo e todos no hospital
a chefe das freiras IRMÃ NATÉRCIA (Bete Mendes)
as freiras: IRMÃ FÁTIMA (Inez Viana) e IRMÃ ZENAIDE (Selma Reis), que burlam como podem a vigilância de Irmã Maria
a noviça LAVÍNIA (Letícia Sabatella), que esconde que, no passado, teve um envolvimento com Diogo, que gerou um filho, o menino TIAGO (Pedro Jordão)
o paciente GABRIEL (Miguel Lunardi), mantido no hospital às escondidas por ser soropositivo, alvo dos cuidados da Irmã Lavínia.

– núcleo de VERÔNICA (Sílvia Salgado), irmã de Marta e sua confidente, mulher fútil e deslumbrada:
o marido ELISEU (Luciano Chirolli), homem materialista
a filha KELLY (Stefany Brito), mimada e fútil como a mãe. A princípio, tem uma relação mal resolvida com o primo Sérgio, mas muda ao apaixonar-se por Fred, de quem acaba engravidando
a empregada CÉLIA (Sabrina Rosa).

– outros personagens:
os professores de teatro da AMA: CECÍLIA (Lígia Cortez) e HORÁCIO (Lucci Ferreira), casados. Horácio é vítima do assédio de Camila, apesar dos alertas de Cecília
o modelo ULISSES (Domingos Meira), posa para os alunos de pintura da AMA. Desperta o interesse de Diana
a fonoaudióloga de Clara, TATIANA (Júlia Carrera), grávida que dá à luz em um parto feito por Helena – e seu marido BRUCE (Bruce Gomlevsky), ator
o segurança do flat onde Greg tem um apartamento, MACHADÃO (Zé Victor Castiel), que ganha na loteria e é vítima de um golpe da parte de Sandra
o médico e amigo da família de Tide, DR. MORETTI (Henrique César).

A médica obstetra Helena Camargo Varela foi a terceira Helena do novelista Manoel Carlos vivida pela atriz Regina Duarte. A primeira foi Helena Soares, na novela História de Amor, em 1995-1996, e, em seguida, Helena Viana, em Por Amor, em 1997-1998.

A atriz Fernanda Vasconcellos se destacou ao dar à personagem Nanda o tom correto de emoção e veracidade. Também um grande momento para Lília Cabral, ao interpretar a vilã Marta, uma mulher extremamente amarga, intransigente e dura. Lília e Marcos Caruso – como Alex, seu marido na novela – tiveram cenas intensas, de grande carga dramática.
Por sua atuação, Lília Cabral foi eleita pela APCA (Associação Paulista de Críticos de Arte) a melhor atriz da televisão em 2006. Também foi premiada com o Troféu Imprensa de melhor atriz do ano.
Páginas da Vida rendeu ainda o Troféu Imprensa de melhor novela (empatada com Belíssima), melhor ator (Marcos Caruso) e revelação de 2006 na televisão (Grazi Massafera).

Cada capítulo terminava com o depoimento de um personagem real sobre algum tema abordado no dia. As falas, de até um minuto, abordaram assuntos como Síndrome de Down, gravidez, AIDS, separação, preconceito, sexo, amizade e até traição amorosa.
“Se o capítulo tiver uma história de traição, a gente mostrará o caso de uma mulher que foi traída. Mas será sempre alguém que deu a volta por cima, para o telespectador refletir”, afirmou Jayme Monjardim, o diretor geral.

Páginas da Vida já iniciou gerando polêmica. Primeiro foi a cena de strip-tease de Ana Paula Arósio no capítulo da lua-de-mel de sua personagem.
E explodiu com o depoimento real da empregada doméstica Nelly da Conceição, então com 68 anos, sobre o orgasmo, no sexto capítulo, exibido no sábado do dia 15/07/2006:
“Esse negócio das pessoas dizerem que tem que gozar junto, que é isso que faz neném, é tudo mentira. Porque eu fiquei dos meus 14 aos 45 anos sem saber o que era isso (…) Eu fazia coleção dos discos do Roberto Carlos e ganhei um LP que tinha a música ‘Côncavo e Convexo’. Então eu botei na vitrola e fui dormir. E simplesmente, gente, quando eu acordei eu estava com a perna suspensa, a calcinha na mão e toda babada (…) Aí que eu vim a saber o que era o gozo. Moral da história: sou uma mulher de 68 anos que o homem pra mim não faz falta, eu mesma dou meu jeito.” (“Almanaque da TV”, Bia Braune e Rixa)
As palavras escolhidas pela senhora de Madureira, subúrbio do Rio de Janeiro (algumas fontes trazem o município de São João de Meriti), soaram grotescas e chocaram o público, na época, e levaram o autor a pedir desculpas nos jornais, na TV e até em um programa de rádio.

Para o papel de Clara, a menina com Síndrome de Down da trama, foi escolhida Joana Mocarzel, na época com 7 anos, filha do cineasta Evaldo Mocarzel. Manoel Carlos comentou ao livro “Autores, Histórias da Teledramaturgia” (do Projeto Memória Globo), sobre a importância da trama de Clara na novela:
“Ver a menina em capas de revista foi gratificante para mim. Ela foi exposta não de maneira piedosa e constrangedora, mas de maneira forte, como exemplo. Isso me deu grande alegria.”
Maneco explicou que não havia falas para as cenas de Clara. Os atores é que falavam com ela e ela respondia o que queria:
“Com isso, ela criou situações muito engraçadas no estúdio. Às vezes, ela dizia algo inesperado e os atores que estavam em cena eram obrigados a improvisar. Ela seguia o texto na medida do possível. As falas dela eram mais livres.”

Pessoas reais, moradoras do Leblon, bairro do Rio de Janeiro onde a trama era ambientada, apareceram em cenas da novela como elas mesmas, com seus verdadeiros nomes. Em Páginas da Vida, o chaveiro, a garçonete do cafezinho e o dono da banca de jornal eram pessoas que exerciam as mesmas funções na vida real. O objetivo dessa experiência era reduzir a diferença que existe entre a realidade e a ficção.

Na trama da novela, a primeira fase terminou no dia 21/09/2001, com imagens dos ataques terroristas de 11 de setembro aos Estados Unidos.
Em janeiro de 2006, a novela homenageou os 80 anos de Tom Jobim. O compositor teve duas músicas na trilha sonora – “Wave”, na abertura, e “Promessas” (“Só em Teus Braços”), gravada por Nana Caymmi.
Outras alusões à realidade foram citadas no decorrer da trama, com destaque para fatos reais de violência nas grandes cidades, como o ataque de bandidos a um ônibus, incendiado com passageiros dentro (em dezembro de 2006), e a morte do menino João Hélio, vítima de um assalto, arrastado pelas ruas do Rio até a morte (em fevereiro de 2007). Os pais da criança chegaram a dar um depoimento para a novela.

Após 26 anos, Sônia Braga voltou a atuar em uma novela do início ao fim. A última trama em que a atriz participou integralmente havia sido Chega Mais, em 1980.

Antônio Calloni pediu para sair da novela. Com isso o seu personagem morreu na passagem da primeira para a segunda fase. O motivo alegado pelo ator é que ele estaria esgotado, emendando um trabalho no outro, e que não se sentia capaz de contribuir 100% com a novela.

Já na reta final, alguns atores deixaram transparecer o descontentamento com o rumo que o autor deu a seus personagens. Foi o caso de Leandra Leal, que reclamou de sua personagem Sabrina, em seu blog na Internet.

Tarcísio Meira foi acometido de uma virose grave, que o fez ficar sem voz e provocou seu afastamento das gravações por dois meses, entre setembro e novembro de 2006. Na trama, a ausência de seu personagem, Tide, foi explicada com uma viagem repentina à sua fazenda. Tarcísio voltou a aparecer no capítulo de 23/11/2006.

Pela primeira vez na história das telenovelas, um parto de uma atriz grávida de verdade foi mostrado, no capítulo exibido em 28/12/2006. Aproveitou-se o fato de Júlia Carrera estar prestes a dar a luz para usar a situação na trama de Páginas da Vida. A atriz vivia Tatiana, fonoaudióloga da menina Clara (Joana Mocarzel). O marido de Júlia, Bruce Gomlevski, que também é ator, entrou na novela para interpretar o marido de Tatiana e assim assistir ao parto de sua mulher. Júlia Carrera deu a luz a uma menina, Valentina.
Cinco câmeras instaladas pelo diretor Jayme Monjardim registraram o nascimento da bebê, como se o parto estivesse sendo feito pela médica obstetra Helena (Regina Duarte). (“Almanaque da TV”, Bia Braune e Rixa)

Com um elenco inchado e em meio a tantos personagens, confusão e trocas de nomes podem ocorrer. Porém, o caso de Fernando Eiras em Páginas da Vida passou dos limites. Na primeira fase da novela, o personagem do ator se chamava Otávio. Na segunda fase, o nome foi trocado para Rubens, ganhando inclusive o apelido Rubinho. Já no site oficial da novela, ele foi chamado de Camilo, depois Laerte, e finalmente Rubens!

Um dos projetos mais arrojados da novela foi a elaboração e construção do espaço AMA, a fictícia Casa de Cultura Amália Martins de Andrade. Sob a coordenação dos cenógrafos Mário Monteiro e Gilson Moura, cem funcionários trabalharam para erguer o prédio em uma área de 1400 metros quadrados, aproximadamente, localizado nas cidades cenográficas do Projac. Na trama, a obra, que durou três anos, foi concluída pela equipe em um mês. Segundo Mário, a construção, toda feita em estrutura metálica, exigiu o trabalho de uma equipe de engenheiros, que cuidou da fundação do prédio. “É quase um edifício real”, disse Mário, que criou o projeto cenográfico tendo um prédio do Leblon (no Rio de Janeiro) como base.

A novela trouxe, nos capítulos, iniciais 17 clipes feitos em campos de refugiados na África. O único ator que apareceu nessas imagens foi Marcos Paulo. Seu personagem, o infectologista Diogo, teve a função de denunciar o descaso com a AIDS.

Páginas da Vida teve cenas gravadas em Amsterdã, na Holanda, cidade escolhida pela referência artística. A fachada de monumentos arquitetônicos, como o Rijksmuseum e o Van Gogh Museum, serviram de cenário para as gravações iniciais.

Primeira novela das atrizes Fernanda Vasconcellos e Marjorie Estiano (reveladas na Malhação), Sophie Charlotte, Grazi Massafera (revelada no BBB 5), Carolina Oliveira (revelada na minissérie Hoje É Dia de Maria), Pérola Faria e Thalita Carauta. E dos atores Armando Babaioff, André Frateschi, Joelson Medeiros, Luciano Chirolli, Rafael Almeida e Gabriel Kaufmann (na época com 5 anos).

Presença no elenco da bailarina Ana Botafogo, com uma personagem fixa, Elisa, também bailarina.

O título provisório da novela era Amor x Casamento.

Páginas da Vida nunca foi reprisada.

Trilha Sonora Nacional

01. WAVE – Daniel Jobim, Luiza Jobim (tema de locação: Rio de Janeiro)
02. SÓ EM TEUS BRAÇOS (PROMESSAS) – Nana Caymmi (tema de Marta)
03. PRA MAIS NINGUÉM – Marisa Monte (tema de Telma)
04. AMPLIDÃO – Elba Ramalho (tema de Helena)
05. SO IN LOVE – Caetano Veloso (tema de Diogo)
06. A DOR A MAIS – Francis Hime (tema de Tereza)
07. OUTRA VEZ – Adriana Calcanhoto (tema de Anna Maria e Miroel)
08. PASSARELA NO AR – Ivan Lins (tema de Sandra)
09. VENTOS DE PAZ – Leila Pinheiro (tema de Lavínia)
10. SE QUISER (ANYTIME) – Tânia Mara (tema de Isabel)
11. SEU NOME – Luiza Possi (tema de Diana)
12. EU SEI – Papas da Língua (tema de Jorge e Simone)
13. O QUE RESTA DE NÓS – Zeca Pagodinho (tema de Selma e Lucas)
14. ALGUÉM ME DISSE – Maysa (tema de Tide)
15. WAVE – Tom Jobim (tema de abertura*)
16. MELODIA (da Ópera de Orfeu e Eurídice) – Nelson Freire (tema de Giselle e Luciano)

Trilha Sonora Internacional

01. ONE LAST CRY – Marina Elali (tema de Nanda)
02. PUT YOUR RECORDS ON – Corinne Bailey Rae (tema de Kelly)
03. THE HARDEST PART – Coldplay (tema do núcleo jovem)
04. CANNONBALL – Damien Rice (tema de Léo e depois tema de Sérgio e Sabrina)
05. COLORS – Amos Lee (tema de Sabrina e Vinícius)
06. OUR DAY WILL COME – Jamie Cullum (tema de locação: Rio de Janeiro)
07. WHY SHOULD I CARE? – Diana Krall (tema de Tônia)
08. I CONCENTRATE ON YOU – Dianne Reeves (tema geral)
09. L’APPUNTAMENTO (SENTADO À BEIRA DO CAMINHO) – Ornela Vanoni (tema de Marcelo e Rubinho)
10. PRA TU AMOR – Juanes (tema de Telma e Jorge)
11. ED ERO CONTENTISSIMO – Tiziano Ferro (tema de Márcia e Silvio)
12. BREAK THE NIGHT WITH COLOUR – Richard Ashcroft (tema de Léo e Alice)
13. FREE LOOP – Daniel Powter (tema de Nina e Vinícius)
14. SHAKE IT – Kasino (tema do núcleo jovem)

Trilha Sonora Complementar: Páginas da Vida Lounge

01. HERE WITH ME – X-Static (tema de Olívia e Silvio)
02. LA MAISON – Gabin (tema geral)
03. OBTENER UN SI – Shakira (tema de Carmem e Greg)
04. LA PIU BELLA DEL MONDO – Celso Fonseca (tema de Jorge e Simone)
05. DON’T LET ME BE MISUNDERSTOOD – Juliana Aquino (tema geral)
06. MEDITATION – Salena Jones (tema de Tereza)
07. SAMBA DA BENÇÃO – Bebel Gilberto (tema de locação: Rio de Janeiro)
08. DINDI – Leila Maria (tema de Tide e Tônia)
09. MINHA SAUDADE – João Moura e Paulo Moura
10. MOVIMENTO DE PRIMAVERA – Alexandre Guerra (tema de Clara e Francisco)
11. FAR AWAY – Lady Rockfeller (tema de locação: AMA)
12. FEEL ME UP – Farina (tema de Silvio)
13. DUST IN THE WIND – Paula Fernandes (tema de Nanda e Olívia e depois tema de Fred e Kelly)
14. BEAUTIFUL GIRL – Paulo Ricardo (tema de Marina)

e ainda:
CAMINHO SEM RAZÃO – Life
HOY SIN TI – Salsa Buma
NO GOOD FOR ME – The Corrs (tema de locação: Amsterdã)
ANYTIME – Kelly Clarkson (tema de Kelly e Sérgio)
BREATHER 2000 – Afterlife (tema da lua-de-mel de Olívia e Silvio)
TELL ME BABY – Red Hot Chilli Peppers (tema de locação: Rio de Janeiro)

Tema de Abertura: WAVE – Tom Jobim*

Vou te contar
Os olhos já não podem ver
Coisas que só o coração pode entender
Fundamental é mesmo o amor
É impossível ser feliz sozinho

O resto é mar
É tudo que eu não sei contar
São coisas lindas que eu tenho pra te dar
Vem de mansinho à brisa e me diz
Que é impossível ser feliz sozinho

Da primeira vez era a cidade
Da segunda o cais a eternidade
Agora eu já sei
Da onda que se ergueu no mar
E das estrelas que esquecemos de contar
O amor se deixa surpreender
Enquanto a noite vem nos envolver…

* O tema de abertura é uma versão instrumental da música

Veja também

  • historiadeamor

História de Amor

  • poramor2

Por Amor

  • mulheresapaixonadas

Mulheres Apaixonadas

  • viveravida2009_logo

Viver a Vida (2009)