Bastidores

A primeira novela de Eva Wilma e John Herbert, então casados, vindos da série Alô, Doçura!, da Tupi.

Prisioneiro de um Sonho inaugurou o horário das 19h30 na Record, se dando ao luxo de ter trilha sonora exclusiva, assinada pelo então desconhecido Chico Buarque.

Eva Wilma narrou em sua biografia, “Eva Wilma, Arte e Vida” (Edla van Steen, Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 2006):
“Roberto Freire trouxe um rapazinho tímido que, segundo ele, tinha talento e merecia uma chance. E tocaria numa das minhas cenas. E tocou. Divinamente. Música linda. Se não me engano o nome da canção era ‘Valsinha’. E o rapaz/autor se chamava Chico Buarque de Hollanda.”

Eva Wilma interpretou três personagens idênticas fisicamente: Laura, Sandra e Silvia – dez anos antes das gêmeas Ruth e Raquel de Mulheres de Areia, na Tupi. Nilton Travesso, ligado à dramaturgia da Record na época, revelou a Flávio Ricco e José Armando Vannucci no livro “Biografia da Televisão Brasileira“:
“Como ela vai contracenar com ela mesma? Primeiro a gente gravava todas as falas de uma personagem no cenário e metade do estúdio apagado, para ficar um preto na imagem. Depois, Eva se trocava, mudava de lado e gravava as reações da outra personagem.”
O trabalho terminava na edição, quando era substituída a parte sem luz pelo trecho do diálogo.

Record – 19h30
de 7 de dezembro de 1964
a fevereiro de 1965

novela de Roberto Freire
direção de Randal Juliano e Roberto Freire

JOHN HERBERT – Dr. Rodrigo
EVA WILMA – Laura / Sandra / Silvia
RENATO CONSORTE – Barros
LÉLIA ABRAMO
ADEMIR ROCHA
CECÍLIA CARNEIRO

Veja também

  • record60

João Pão

  • tvrio_logo

Sonho de Amor

  • desonhecido_foto

O Desconhecido

  • renuncia64_foto

Renúncia (1964)