Sinopse

A formação da nação de Israel anos após serem libertados pelos egípcios. Os hebreus habitam a região de Canaã e passam por diversos governos, que vão dos juízes até os reis. O povo é regido pela figura imponente do juiz Eli (José Rubens Chachá), que também é o sumo-sacerdote do tabernáculo. Alguns desentendimentos entre o juiz e seus dois filhos, Hofni (Vinícius Reed) e Fineias (Edu Porto), provocam uma onda de descrença na região.

Diferentemente do pai, os rapazes não entendem a importância de seguirem as regras de Deus (Flávio Galvão) e acreditam que estão acima do bem e mal. Apesar de Eli ser um homem justo, ele ficará em maus lençóis por fazer vista grossa às rebeldias dos filhos. Enquanto isso, Samuel (Rafael Gevú) se destaca entre os demais hebreus como um temente servo de Deus. Ele crescerá em meio ao trabalho no tabernáculo e se tornará o último juiz que irá governar o povo.

Além dos conflitos de Eli, a trama aborda a disputa entre hebreus e filisteus. Esse segundo povo está de olho na região habitada pelos inimigos e fará de tudo para conquistá-la. Os filisteus são comandados pelo rei Guédor (Anselmo Vasconcellos) e a rainha Anainér (Silvia Pfeifer), um casal de monarcas que arma estratégias juntamente com o exército para tomar o território do povo de Israel.

No outro lado da história está o casal Ana (Branca Messina) e Elcana (Fernando Pavão), camponeses que desejam muito ter um filho. Sem conseguir engravidar, Ana sugere que o marido se case com uma segunda mulher para finalmente ter herdeiros. Penina (Julia Guerra) é a escolhida e terá alguns entraves com a primeira companheira de Elcana.

Record – 21h
estreia: 22 de março de 2022

escrita por Raphaela Castro
colaboração de Meuri Luiza, Marcos Ferraz e Rodrigo Ribeiro
pesquisa histórica de Rodrigo Silva
supervisão de texto de Cristiane Cardoso
direção geral de Juan Pablo Pires
coprodução Casablanca

Novela anterior
edição especial A Bíblia

Novela inédita anterior
Gênesis

JOSÉ RUBENS CHACHÁ – Eli
ANSELMO VASCONCELLOS – Guédor
SILVIA PFEIFER – Anainér
FERNANDO PAVÃO – Elcana
BRANCA MESSINA – Ana
JÚLIA GUERRA – Penina
RAFAEL GEVÚ – Samuel
JOÃO GUILHERME CHASELIOV – Samuel (criança)
VINÍCIUS REED – Hofni
EDU PORTO – Fineias
IGOR COTRIM – Eliude
VANESSA BUENO – Ábila
DANIEL BLANCO – Malquias
PÂMELA TOMÉ – Lavínia
CAETANO O´MAIHLAN – Quedes
DUDA NAGLE – Jotã
DUDU PELIZZARI – Abiel
GISELLE TIGRE – Ada
AUGUSTO ZACCHI – Jeodás
THAÍS PACHOLEK – Marilis
PRISMA DA MATTA – Queren
ARIANE BOTELHO – Melquisa
FELIPE MAIA – Aitube
PEDRO COSTA – Jeús
RÔMULO WEBER – Gadias
GIOVANNI DOPICO – Gadiel
VINÍCIUS SCRIBEL – Gadiel (criança)
AMANDA PETENUCCI – Lael
BRUNA PERDIGÃO – Lael (criança)
KÍRIA MALHEIROS – Eloá
LÉO BELMONTE – Zife
MARCUS BESSA – Zanata
GUILHERME DUARTE – Josué
THIAGO AMARAL – Micael
NATÁLIA FERRARI – Sâmila
KARIZE BRUM – Keila
KARLA HILL – Iana
ENZO CIOLINI – Quis
FELIPE COUTINHO – Ner
ALEX MORENNO – Obede
DÉBORA SARTORI – Bília
MIGUEL VENERABILE – Jessé
CÉSAR PEZZUOLI – Sobal
LYVIA MASCHIO – Kesha
ÍLVIO AMARAL – Zeror
MAURO ARAGÃO – Abas
PAULO GABRIEL – Jeziel
BRUNO SUZANO – Lessér
BRUNO AHMED – Alemér
GUTTO ORDOZ – Tabás
HUGO CARVALHO – Dobar
FELIPE SILCLER – Tomáz
MARCELO PIO – Temembér
BRUNO FRANKLIN – Tenaz

e
FLÁVIO GALVÃO – Deus

Raphaela Castro, responsável pelo texto da novela, é uma das autoras mais próximas e uma das principais apostas de Cristiane Cardoso (filha de Edir Marcedo, dono da Igreja Universal do Reino de Deus), diretora de dramaturgia da Record TV. Raphaela escreveu a sétima e última fase de Gênesis, sobre a vida de José. Reis foi entregue de bandeja para ela, que até então só tinha assinado a anterior como titular. A inexperiência pesou. Raphaela e a equipe, que já vinham do desgaste de terem escrito a última fase de Gênesis, atrasaram a entrega de capítulos de Reis. A produção, com problemas em diversas frentes, foi adiada e não ficou pronta a tempo de substituir Gênesis. Reprises foram exibidas para tapar buraco no horário nobre e a audiência despencou. (portal Notícias da TV, 09/05/2022)

Antes da estreia de Reis, a Record TV fez um compilado de reprises que recebeu o nome A Bíblia, reunindo histórias das novelas Gênesis (2021), Os Dez Mandamentos (2015-2016) e A Terra Prometida (2016-2017).

Reis foi apresentada à imprensa não como uma novela, mas como uma série, com a justificativa de que suas fases são chamadas de temporadas – a primeira é intitulada A Decepção. A produção inédita anterior da emissora, Gênesis, foi dividida em sete fases e ainda era chamada de novela.

Para Reis, foram erguidos 67 cenários e uma cidade cenográfica de 30 mil metros quadrados, e confeccionadas 22 mil peças de figurinos, incluindo acessórios.

Veja também

  • genesis1

Gênesis

  • amorsemigual3

Amor Sem Igual

  • topissima2

Topíssima

  • jezabel

Jezabel