Bastidores

Série com Regina Duarte, que interpretava uma personagem diferente a cada episódio.

Foram exibidos 9 episódios, um por mês, sempre às terças-feiras, na faixa Terça Nobre.

O ponto de partida foi um especial de fim de ano, Era uma vez… Leila, exibido em 16/12/1992, com texto de Doc Comparato e Ricardo Linhares e direção de Del Rangel.

Os roteiros eram escritos por vários autores que se revezavam nos episódios.

O programa era totalmente produzido e gravado em São Paulo, marcando a volta à atividade do núcleo paulista de dramaturgia da Globo.

O início de cada episódio apresentava Regina Duarte em frente a um espelho, preparando-se para assumir a personagem e explicando brevemente a vida da mulher em questão.

O último episódio, Era uma vez… Zil, apresentado no Natal de 1993, foi o primeiro programa da teledramaturgia filmado em 16mm, com tratamento totalmente cinematográfico.

Regina Duarte havia protagonizado os seriados Malu Mulher (Globo, 1979 e 1980) e Joana (Manchete e SBT, 1984 e 1985).

Retrato de Mulher foi reapresentada pelo Viva (canal de TV por assinatura pertencente à Rede Globo) entre 17 e 27/03/2014.

Globo – 21h30
de 20 de abril a 25 de dezembro de 1993
9 episódios

roteiros de Doc Comparato, Ricardo Linhares, Leilah Assumpção, Alcides Nogueira, Marta Góes, Maria Adelaide Amaral, Noemi Marinho e Walcyr Carrasco
direção geral de Del Rangel

era uma vez… Luciana (20/04/1993), roteiro de Leilah Assumpção, direção Del Rangel
REGINA DUARTE – Luciana
KITO JUNQUEIRA – Gustavo
LUCINHA LINS – Maria Célia
MARIA ALICE VERGUEIRO – Dona Alice
MARILENA ANSALDI – Marisa
RONEY FACCHINI – Paulo
ÂNGELA DIPP – Dita
RUBENS ARENAS
ERON PINHEIROS
VANESSA COUTO
GABRIELA MENDES COSTA

era uma vez… Zezé
REGINA DUARTE – Zezé
FLÁVIO GALVÃO – Alberto
JOANA FOMM – Paulina
LUIZ SERRA – Álvaro
ROSA MARYA COLIN – Gorete
NICOLE PUZZI – irmã de Paulina
AMÉLIA BITTENCOURT – Carmem
REBECCA BUENOSILVA – Tati
JORGE CERRUTTI – advogado
ADRIANA LESSA – secretária de Alberto
DE LOURDES DE MORAES – empregada de Paulina
PAULO POMPÉIA – delegado
GESSY FONSECA
SABRINA DURAN – Mariana

era uma vez… Leila
REGINA DUARTE – Leila
GRACINDO JÚNIOR – Miguel
GIULIA GAM – Silvia
BIBI FERREIRA – mãe de Leila
SILVIA BANDEIRA
RUBENS CARIBÉ
ROBERTO KOLN
BETO MAGNANI
JULIANA COSTA
MARIA VASCO
HILTON VIANNA
CLÓVIS JESUS

era uma vez… Teresa (12/11/1993), de Alcides Nogueira, direção Denise Saraceni
REGINA DUARTE – Teresa
DENISE DEL VECCHIO – Estela
RODRIGO SANTIAGO – Melo
EMILIANO QUEIROZ – Téo
LOLITA RODRIGUES – Celeste
PAULO CÉSAR GRANDE – Mauro
ARLETE MONTENEGRO – Dona Lali
ALESSANDRA NEGRINI – Bruna
CAIO BLAT – Rafa
SÉRGIO CAVALCANTE – Maurício

era uma vez… Helô, de Maria Adelaide Amaral, direção Del Rangel
REGINA DUARTE – Helô
PAULO GORGULHO – Edu
YONÁ MAGALHÃES – Laís
TÁCITO ROCHA – Franklin
JACQUELINE CORDEIRO – Bel
BRUNO GIORDANO – Adolfo
LUÍS BACELLI
LYA DE AGUIAR – mãe de Heloísa
DALILÉIA AYALLA – Dora (Doralice)
ANDRÉA POZZI
CLÁUDIA ROSSETINI
ALEXANDRE BACCI – André
ROSANA MUNIZ – Suya
LARA CÓRDULLA – irmã de Bel
JADE ANDREOTTI

era uma vez… Madalena
REGINA DUARTE – Madalena
LUY STRASSBURGER – Ademar
JONAS MELLO – Português
NORMA BLUM – Dulce
VICENTINI GÓMEZ – Juscelino (chefe dos bandidos)
PAULO IVO – Joel
OCTÁVIO MENDES – Joemir
NORTON NASCIMENTO – Josemar
JACQUES LAGÔA – delegado
LANA FRANCIS – Olga
GRACE GIANOUKAS – telefonista
EDSON KOSHIYAMA – Akira
TINA RINALDI
AIMAN HAMOUND
TONY AUAD
ÁLVARO PETTERSON
GONZAGA PEDROSA
HERMELINA HENNES
JOÃO RICARDO DUARTE GOMEZ

era uma vez… Isabel, de Walcyr Carrasco, direção Del Rangel
REGINA DUARTE – Isabel
LUIZ GUILHERME – Sandro Maldonado
ANGELINA MUNIZ – Zoraide
FERNANDO VIEIRA – Fábio
RENATO MASTER – Castro
PRISCILLA CAMARGO – Marlene
VALÉRIA SÂNDALO – Nilma
FERNANDA SOUZA – Jacqueline
DALILÉIA AYALLA – amiga de Isabel
ALEXANDRE BORGES – Júnior
GOIABINHA – Joelcir
LENA WHITAKER
CECÍLIA AZEVEDO
NEIDE RIBEIRO
JÚLIO SAUZ
DÉCIO PINTO

era uma vez… Dulcinéia, texto de Analy Alvares, supervisão de Walcyr Carrasco, direção de Del Rangel
REGINA DUARTE – Dulcinéia
FRANCISCO MILANI – Miro
MARIA DELLA COSTA – Deusa da Silva
ROSI CAMPOS – Diva
MÁRIO SCHOEMBERGER – Oscar
PAULO LEITE – Diretor
LU MARTAN – Camelô
PATRÍCIO BISSO – Dadá
SILVINHA ARAÚJO – cantora
ANTÔNIO CARLOS FALAT
MIRO RIZZO
SANDRA MARQUES
IVETE BARROMARES

era uma vez… Zil (25/12/1993), texto de Noemi Marinho
REGINA DUARTE – Zil
MÁRIO LAGO
STÊNIO GARCIA
ERNANI MORAES
GÉSIO AMADEU
RODRIGO LOPEZ
ELIANA CÉSAR COUTO
PAULO DONIZETTI

Tema de Abertura: O LADO QUENTE DO SER – Maria Bethânia

Eu gosto de ser mulher
Sonhar, arder de amor
Desde que sou uma menina
De ser feliz ou sofrer
Com quem eu faça calor
Esse querer me ilumina
E eu não quero amor nada de menos
Dispense os jogos desses mais ou menos
Prá que pequenos vícios
Se o amor são fogos que se acendem
Sem artifícios
Eu já quis ser bailarina
São coisas que não esqueço
E continuo ainda a sê-las
Minha vida me alucina
É como um filme que faço
Mas faço melhor ainda
Do que as estrelas
Então eu digo amor chegue mais perto
E prove ao certo qual é o meu sabor
Ouça meu peito agora
Venha compor uma trilha sonora pra o amor
Eu gosto de ser mulher
Que mostrar mais o que sente
O lado quente do ser
Que canta mais docemente…

Veja também

  • cnn_reproducao

Ao minimizar mortes da Ditadura e do Covid, Regina Duarte “lava as mãos na bacia de sangue” citada por Lima Duarte

Nilson Xavier – 08/05/2020 13:00.

Daniel Adjuto e Regina Duarte (foto: CNN/reprodução)

Quem trabalha com cultura, artes e entretenimento ficou estarrecido com a desastrosa entrevista da secretária de Cultura Regina Duarte à CNN, […]

  • nina

Nina

  • malumulher_logo

Malu Mulher

  • roquesanteiro85_logo

Roque Santeiro (1985)