Sinopse

Interior de Minas Gerais, início do século 20. Rosa repete a história de sua mãe Rosaura, da avó Maurina e da bisavó Naná, cujo destino é dar à luz uma filha e nunca se casar. Porém, Rosa é mais infeliz que suas ancestrais.

Ao ser estuprada pelo patrão Olegário, Rosa assiste ao seu assassinato pela esposa Dona Branca, leva a culpa do crime e tem de enfrentar o ódio do filho do casal, Augusto, por quem ela se apaixonou.

Manchete – 22h30
de 20 a 30 de novembro de 1990
8 capítulos

minissérie de Walcyr Carrasco e Rita Buzzar
direção de Del Rangel

JOANA MEDEIROS – Rosa
UMBERTO MAGNANI – Olegário Ferraz
MARIA ALVES – Maurina
NELSON FREITAS JR. – Augusto
CLÉO VENTURA – Branca
VIA NEGROMONTE – Rosaura
CATALINA BONAKY – Naná
EDITH SIQUEIRA – Luiza
JOSÉ DUMONT – Antenor
NEUZA BORGES – Mercês
EDUARDO CONDE – João
TONICO PEREIRA – Martim
ANTÔNIO POMPEO – Carijó
ARTUR KOHL – Johannes Vandam
JOÃO BATISTA DIMMER
IARA NOVAES
ANTÔNIO NADDEO
WILMA PATRÍCIA
BIA BRAGA
MAURÍCIO TIZUMBA
NEUSA ROCHA
TONINHO DA CRUZ
TELMA CÂMARA
MÁRCIA ÍTALO
CÉLIA MORENO

Minissérie de 8 capítulos que em quase todos eles conseguiu vencer a audiência da concorrente global no horário, a novela Araponga, mantendo a média da novela que a antecedia, Pantanal. Porém, como a audiência era só “rabeira”, a minissérie caiu no esquecimento.

Um clima bem brasileiro na trama e produção exibiu um modelo ideal de produção para se contar histórias parceladas na TV, sem “barrigas” e gigantismos.

Ótimo trabalho de Umberto Magnani e de Edith Siqueira, como a perturbada Luiza, filha de Olegário, personagem de Magnani.

A minissérie foi reprisada de 2 a 7/12/1991, em 6 capítulos, de segunda a sábado, às 21h40.
Também de 10 a 15/08/1992, de segunda a sábado, às 19h30.

Veja também

  • guarani_logo

O Guarani

  • filhosdosol_logo

Filhos do Sol

  • xicadasilva_logo

Xica da Silva