Nascido em Santos (SP), em 7 de março de 1945, Rubens foi jornalista, roteirista, advogado, professor de Comunicação, mas, acima de tudo, um renomado crítico, pesquisador e historiador de cinema, com vários livros publicados sobre o assunto, colunas em jornais, revistas, Internet e programas de televisão.

Rubens chegou à telenovela em 1977, dividindo com Silvio de Abreu a adaptação do romance Éramos Seis, de Maria José Dupré, na TV Tupi. Na sequência, como roteirista, passou por várias emissoras. Destaque para três livros adaptados para a série Telerromance da TV Cultura, nos anos 1980. E para o remake de Éramos Seis, produzido pelo SBT, em 1994, com direção geral de Nilton Travesso.

Rubens Ewald Filho faleceu em 19 de junho (coincidentemente, Dia do Cinema Brasileiro) de 2019, aos 74 anos, depois de passar três dias internado em estado grave após ter sofrido um infarto e uma queda. Infelizmente, não chegou a ver a nova adaptação de sua novela Éramos Seis, produção que a Globo levará ao ar no segundo semestre de 2019.

Década de 1970

  • eramosseis77a

Éramos Seis (1977)

  • gina_logo

Gina

Década de 1980

  • dracula_logo

Drácula

  • umhomemmuitoespecial

Um Homem Muito Especial

  • picnicclassec_logo

O Pátio das Donzelas

  • picnicclassec_logo

Casa de Pensão

  • picnicclassec_logo

Iaiá Garcia

Década de 1990

  • eramosseis94_logo

Éramos Seis (1994)