Sinopse

Os amigos Dante, Oliveira e Elen têm a vida impactada depois de uma apresentação de “Hamlet”, quando Dante, que vivia o protagonista, surta e sai no meio da cena do enterro de Ofélia, personagem de Elen. Na época, Dante e Elen viviam um romance e Oliveira estava no auge de sua carreira de diretor. Depois da polêmica apresentação da peça, Dante some da vida deles durante sete anos. Oliveira assume a direção artística da conceituada Companhia de Teatro do Estado, a CTE, na qual Elen é a estrela, e Dante fica à frente de uma pequena e falida companhia teatral.

Na noite de estreia de “Sonho de Uma Noite de Verão”, Oliveira dirige pela sétima vez o espetáculo e Elen interpreta pela quarta vez Titânia. O teatro está lotado, mas a apresentação arranca aplausos mornos e risos constrangidos. Na coxia, Oliveira assiste à televisão ao lado do zelador Naum e, durante um noticiário, vê Dante sendo despejado, por falta de pagamento do seu teatro. Ele relembra o amigo e, depois da apresentação, telefona para Dante. Eles trocam farpas e acusações sobre o destino que cada um tomou depois da fatídica apresentação de “Hamlet”.

Desiludido, Oliveira caminha sem destino pelas ruas quando é atropelado por um caminhão de presunto e morre. A partir deste momento, a vida de Dante sofre uma reviravolta em pleno velório do amigo: ele aceita assumir a direção artística da CTE. Dante quer juntar os pedaços do seu passado e seguir adiante. Na companhia, Elen é quem mais fica atormentada com a chegada de Dante. Sua carreira passa por um momento de transição, em que se despede dos papeis de princesas para encarar as rainhas e assiste à chegada de novos talentos, o que a frustra e a deixa insegura.

No outro lado está Ricardo da Silva, diretor financeiro da CTE, preocupado com as contas e com o mau desempenho da temporada de Shakespeare. Sem poupar esforços para alavancar a bilheteria, ele se junta a Graça, uma funcionária da Secretaria de Cultura que não tem o menor escrúpulo para conseguir o que quer – e que, neste caso específico, pretende transformar a companhia em uma grande empresa de musicais. Para atrair um público maior ao teatro, Ricardo contrata o publicitário Sanjay e o jovem ator Jaques Maia, famoso galã de novelas, mas sem experiência nos palcos.

Dante enfrenta a fúria dos atores veteranos, que torcem o nariz para o novo integrante, e ainda tem de lidar com os modos pouco ortodoxos de Jaques nos ensaios. A mais atingida na nova montagem de “Hamlet” é Elen, que vive Gertrudes. Ela não se esforça para ajudar o colega e desdenha da montagem. Por outro lado, Kátia vê sua chance quando a protagonista sai entregando-lhe o papel de Ofélia. Enquanto as ideias de Ricardo parecem equivocadas, por outro lado, ele aceita, muitas vezes por medo, os métodos estranhos de Dante em realizar os ensaios e conduzir os elencos.

Globo – 23h
de 7 a 24 de julho de 2009
12 capítulos

roteiro de Susan Coyne, Bob Martin, Mark McKinney
adaptação de Fernando Meirelles
direção de Fernando Meirelles, Gisele Barroco, Toniko Mello, Fabrizia Pinto e Rodrigo Meirelles
direção geral de Fernando Meirelles
coprodução O2 Filmes

FELIPE CAMARGO – Dante Viana
PEDRO PAULO RANGEL – Oliveira (Lourenço Oliveira Welles)
ANDRÉA BELTRÃO – Elen
DAN STULBACH – Ricardo da Silva
REGINA CASÉ – Graça
RODRIGO SANTORO – Sanjay
CECÍLIA HOMEM DE MELO – Ana
DANIEL DE OLIVEIRA – Jaques Maia
MARIA FLOR – Kátia
DANIEL DANTAS – Henrique Amado
PAULO BETTI – Alan
ANTÔNIO FRAGOSO – Oswald Thomas
DÉBORA FALABELLA – Sarah
LEONARDO MIGGIORIN – Patrick
CHRIS COUTO – Maria
GERO CAMILO – Naum
ARY FRANÇA – Bárbaro
HAYDÉE BITTENCOURT – Milu Silverstone
ARTHUR KOHL – Franco
WANDI DORATIOTTO – Ciro
JULIANO CAZARRÉ – Cléber
CLÁUDIA MISSURA – assessora do Ministro da Cultura
HENRIQUE SCHAFER – Geraldo
MARIA HELENA CHIRA – Clara
OLÍVIA ARAÚJO – Olívia
SILVIO RESTIFFE – Leonel
VERA VALDEZ – Moira
LIANA NAOMI – Emília Lu
GABRIELA CERQUEIRA – Margareth
VICTOR RIBEIRO – Thiago
SELMA EGREI – Célia Cruz
LÍGIA CORTEZ – diretora da peça infantil que encenava Macbeth
HIQUE GOMEZ – Irmão Delfino
NICO NICOLAIEWSKY – Irmão Delfino
CACÁ ROSSET
MAYANA NEIVA
RÚBEM DE OLIVEIRA
LEANDRO DANIEL COLOMBO
e
FERNANDA MONTENEGRO como ela mesma
WAGNER MOURA como ele mesmo
PAULO GOULART

Fernando Meirelles inspirou-se na série canadense Slings And Arrows – produzida pela Rhombus Media Inc. – para fazer Som e Fúria, uma minissérie produzida pela Rede Globo e a produtora O2, de Meirelles. Lançada no Canadá em 2003, Slings And Arrows foi criada por Susan Coyne, Mark McKinney e Bob Martin. Acompanhando o sucesso, a série foi exibida também nos Estados Unidos, em 2005, e a partir daí ganhou o mundo.

A responsável pelo elenco da minissérie foi Cecília Homem de Mello, que também atuou, como a personagem Ana. Alguns atores eram mais conhecidos do público – como Felipe Camargo, Andrea Beltrão, Pedro Paulo Rangel, Daniel de Oliveira, Maria Flor, Dan Stulbach, Regina Casé, Débora Falabella, Rodrigo Santoro e Paulo Betti. Havia também muita gente nova ou vinda do teatro: Gero Camilo, Maria Helena Chira, Juliano Cazarré, Antônio Fragoso e a própria Cecília Homem de Mello.

As gravações aconteceram no Teatro Municipal de São Paulo, em outros pontos da cidade e em estúdios, onde uma réplica do palco principal do teatro foi cuidadosamente construída.

Som e Fúria foi eleita pela APCA (Associação Paulista de Críticos de Arte) a melhor minissérie de televisão em 2009. Felipe Camargo foi premiado como melhor ator do ano.

Em novembro de 2009, chegou às lojas o DVD da minissérie.

A trilha sonora foi assinada por Ron Sures. Já a adicional ficou sob a responsabilidade de Ed Cortes.

Músicas adicionais:
AVENTURAS E ESPADAS
SARA & PATRICK
MORGUE BLUES (ritmo)
DANTE AO PIANO
TRISTE PIANO

Fonte: site Memória Globo.

Veja também

  • queridosamigos_logo

Queridos Amigos

  • capitu_logo

Capitu

  • cinquentinha_logo

Cinquentinha