Sinopse

Guadalupe é a gata borralheira nascida e criada no bairro do subúrbio carioca do mesmo nome, que um dia descobre a Zona Sul. Vai trabalhar como secretária na empresa onde o pai é contínuo, e, sem querer, acaba despertando uma grande paixão em César Augusto, o filho de seu patrão Ambrósio Barroso, que também se apaixona pela moça.

Pai e filho passam a disputar o amor de Guadalupe, mas é o filho quem leva vantagem, casando-se com ela, apesar de contrariar a sua mãe, Ema. O casal viaja em lua-de-mel para o Chile e, no segundo dia, o noivo sai para comprar cigarros e desaparece misteriosamente, gerando um clima de mistério e a busca de uma explicação para os fatos.

De volta ao Brasil, sem o marido, Guadalupe enfrenta a hostilidade da sogra Ema e as investidas do sogro Ambrósio. Ainda um novo interesse romântico, Marino Portobasso, além de Dodô, o vizinho pagodeiro que sempre a desejou, desprezando o carinho ofertado por Odete, melhor amiga da protagonista.

Manchete – 19h40
de 15 de setembro de 1986
a 21 de março de 1987
161 capítulos

novela de José Antônio de Souza
direção de Herval Rossano, David Grimberg e Lucas Bueno
direção geral de Herval Rossano e David Grimberg

Novela posterior no horário
Helena

ELIZÂNGELA – Guadalupe
EDWIN LUISI – César Augusto
GRACINDO JÚNIOR – Marino Portobasso
OTHON BASTOS – Ambrósio Barroso
VANDA LACERDA – Ema
MARILU BUENO – Dulce
FÁTIMA FREIRE – Nininha
MÁRIO CARDOSO – Adilson
SANDRA BARSOTTI – Lisandra
FERNANDO EIRAS – Dodô
DENISE BANDEIRA – Zélia
ABRAHÃO FARC – Dr. Salomão Barcellos
ISAAC BARDAVID – Dr. Neném Travassos
MIRIAN PIRES – Tia Vevé
THERESA AMAYO – Gigi Bourbon
BIA SEIDL – Odila Bourbon
GUILHERME KARAN – Jorjão
LAFAYETTE GALVÃO – Perácio
CARLOS GREGÓRIO – Josmar
KITO JUNQUEIRA – Sampaio
KAREN ACCIOLY – Jacqueline
ALEXANDRE BARBALHO
ODETE BARROS – Arlete
BRENO BONIN – Ginaldo
VIRGÍNIA CAMPOS – Fabíola
ARIEL COELHO – Honório
DULCE BRESSANE – Soraya
ALDO CÉSAR – Rômulo
CLAUDIO D’OLIANI – Mr. Harrison
GARCIA JR. – Rubinho
LU MENDONÇA – Alzira
MARCELA MUNIZ – Leninha
SUZANA ABRANCHES
TEOBALDO – Prequeté
CLARIMUNDA – Regina
ÂNGELA RABELLO – Odete
IVAN DE ALMEIDA – Batuta
FELIPE WAGNER – Delegado Capella
NILTON MARTINS – Investigador Mota
ALDINE MÜLLER – Berta
HERALDO CORRÊA – Rony
ROBERTO OROSCO – Honório
ANA MARIA NASCIMENTO E SILVA – Tereza
ISOLDA CRESTA – Adalgisa
JONAS BLOCH – Pastor Freitas
FAFY SIQUEIRA
ANKITO – Wenceslau
TETÊ PRITZL – Vera
HENRIQUE NUNES – Cristóvão
DJENANE MACHADO – Lourdes
JOÃO MIL – Laudelaire
CARLOS ALBERTO – Alarico

O lançamento de um segundo horário de novelas na TV Manchete (às 19h40). Uma semana após a estreia de Tudo ou Nada, a emissora lançava uma nova atração na faixa das 21h30: a novela Mania de Querer.

Tudo ou Nada teve um primeiro capítulo antológico, em que toda uma história foi contada. Só que o seguimento da ação exibiu uma trama experimental não acompanhada pela produção. (“Memória da Telenovela Brasileira”, Ismael Fernandes)

Com uma personagem de destaque – a megera Ema -, Vanda Lacerda retornava às telenovelas após um hiato de oito anos – a última havia sido Sinal de Alerta, em 1978.

É bem provável que Tudo ou Nada tenha batido um recorde na teledramaturgia nacional: nada menos do que 14 casamentos no último capítulo, celebrados aos pés do Cristo Redentor (no Rio de Janeiro), com direito a revoada de pombos, presos em um bolo cenográfico de cinco andares:
– Guadalupe e Ambrósio (Elizângela e Othon Bastos),
– Odila e Marino (Bia Seidl e Gracindo Júnior),
– Odete e Dodô (Ângela Rabello e Fernando Eiras),
– Dulce e Jorjão (Marilu Bueno e Guilherme Karan),
– Gigi e Alarico (Theresa Amayo e Carlos Alberto),
– Fabíola e Adilson (Virgínia Campos e Mário Cardoso),
– Vera e Rony (Tetê Pritzl e Heraldo Corrêa),
– Vevé e Perácio (Mírian Pires e Lafayette Galvão),
– Tereza e Rômulo (Ana Maria Nascimento e Silva e Aldo César),
– Jacqueline e Josmar (Karen Accioly e Carlos Gregório),
– Arlete e Honório (Odete Barros e Roberto Orosco),
– Adalgisa e Wenceslau (Isolda Cresta e Ankito),
– Soraya e Batuta (Dulce Bressane e Ivan de Almeida),
– Regina e Prequeté (Clarimunda e Teobaldo). (pesquisa: Duh Secco)

O texto foi comercializado no exterior e teve versões mexicana e colombiana. No México, a novela foi dirigida, em 1995, pelo próprio Herval Rossano (diretor geral de Tudo ou Nada), com o título Camiños Cruzados (1995), com os atores mexicanos Mariana Levy e Ariel López Padilla como protagonistas. (pesquisa: Duh Secco)

A novela foi reprisada no Romance da Tarde (faixa de programação vespertina da Manchete) de 03/08/1987 (menos de 5 meses após o término às 19h40) a 11/03/1988, em 156 capítulos, de 2ª a 6ª feira, às 14h15 e 18h30.
Teve ainda uma reprise compacta, em 39 capítulos, de 28/09 a 14/11/1992, de segunda a sábado, às 19h30.

Tema de Abertura: TUDO OU NADA – Guilherme Lamounier

Tudo que eu quero na vida é uma questão de procura
Procuro estar atento carregando a alma sempre cheia de paz e amor
Tudo que eu sonho aqui tenho certeza que me dá vida
E nada pode ser diferente se eu estou nesta estrada, vivo.

Tudo ou nada muitas vezes é um jogo que depende de você
Mas não se esqueça, dessa vida a gente leva só o que viver
E além de tudo, nada é por acaso
E tudo ou nada pode ser, mas sempre com você!…

Veja também

  • antoniomaria85_logo

Antônio Maria (1985)

  • maniadequerer_logo

Mania de Querer

  • donabeija_logo

Dona Beija

  • novoamor

Novo Amor