Sinopse

Tendo como pano-de-fundo a periferia paulistana, a série mostrava o cotidiano da Escola Municipal Quilombo, onde professores e alunos lutavam para continuar ensinando e aprendendo; e da sua comunidade, onde moradores se esforçavam para viver com dignidade.

Neste ambiente polivalente, as tramas se desenrolavam como na vida real. Histórias de amor, violência, amizade, drogas, música, de lealdade e de traição mostravam o cotidiano das ruas da periferia brasileira.

Record – 22h30
de janeiro de 2003 a 2004

roteiros de Vívian de Oliveira, Cláudia Dalla Verde, Netinho de Paula e Laura Malin
baseada na idéia original de Netinho de Paula
direção de Pedro Siaretta e Antonino Seabra
direção geral de Pedro Siaretta
produzida pela Casablanca

NETINHO DE PAULA – Ricardo
ANA PAULA DEMAMBRO – Tina
BIG ROCHARD – Jéfferson
ADRIANA ALVES – Pâmela
NILL MARCONDES – Jamanta
DANIELLE BARROS – Nana
HUGO NAPOLI – Seu Oscar
SIMONNY – Esther
LUCIMARA MARTINS – Nice
COMPADRE WASHINGTON – Geraldo
SAMANTHA MONTEIRO – Léa
SIDNEY SANTIAGO – Xarope
JORGE MARCONDES – Edson
AFRO X – Talento
BRUNO TARCIS – Ismael
ANDRÉ RICARDO DE ALMEIDA – Tico
CIDA TORLAI – Alberta
GINA DE OLIVEIRA – Val
CÉLIA CIPRIANO – Cibele
HENRIQUE GARCIA – João PM
ÍCARO BRASIL – Wagner
LETÍCIA PORTO – Natasha
MARCO XAVIER – Eliezer
LUCIANA SILVEIRA – Virgínia
terceira fase
ADRIANA ALCÂNTARA – Isabel (professora de Português)
AILTON SANTOS – Jacaré
ALEXANDRE FROTA – Nenê
ANTÔNIO SANTOS – Pernoca (capanga de Jamanta)
CLÁUDIO SÁTIRO – Delegado Otacílio
CRÉO KELLAB – Rodrigo
ERNANDO TIAGO – Policial Cabral
FÂNIA ESPINOSA – Diana / Marina
FERNANDO DEVENIR – policial
FRAN ESTEVAN – Meia Bola (capanga de Jamanta)
LUI MENDES – Luis Felipe (professor de Matemática)
LUÍS BARROS – Bico de Pato (capanga de Nenê)
LUÍS SORRENTINO – Cicatriz (capanga de Jamanta)
NILTON SANTOS – Shaquila (capanga de Jamanta)
PAIXÃO DE JESUS – Gardênia (mãe de Pernoca)
PAULA MELISSA – Suzana (diretora da Escola)
PAULO POMPEO – Isaías
EDSON MONTENEGRO – Evandro
ROSALY PAPADOPOL – Baby Shelley
TALLYTA CARDOSO – Paulinha (traficante do bando de Nenê)
Série exibida às segundas-feiras.

Turma do Gueto entrou no ar em 2003 estendendo-se até 2004 quando o contrato da Rede Record com a produtora Casablanca terminou e não foi renovado.

Chegou a dar expressivos índices de audiência para os padrões da emissora na época, revelando muitos talentos.

Trilha Sonora

turmadoguetot
01. MANO CHEGA AÍ – Záfrica Brasil (tema de abertura)
02. PACTO (acústico) – Expressão Ativa
03. AQUELAMINA É FIRMEZA – NdeaNaldinho
04. PIRITUBA (parte 2) – RZO
05. VIVER NO GUETO, VICHII… – Conexão do Morro
06. BASEADO EM FATOS REAIS – Detentos do Rap
07. UM PIÃO DE VIDA LOKA – Trilha Sonora do Gueto
08. VAI NA FÉ – CH5 e a Quadrilha
09. BABILÔNIA (remix) – Império Z/O
10. COMO VAI MANO (parte 2) – Cartel Central
11. PERIFERIA – Herança Negra
12. DEPOIMENTO DE UM VICIADO – Realidade Cruel
13. SELVA DE PEDRA – Tribunal XC’S

Tema de Abertura: MANO CHEGA AÍ – Záfrica Brasil

Sangue bom!
Se segura, então vamos lá
Aí malandragem
Dando rolê pela quebrada
Curtindo um som
Som é pesado, chapado então
Vai que vai meu irmão
Essa é a fita aqui
Tamo no rolê
Tamo na paz, tudo legal
Pode crer
É só curtir mais uma festa
Tromba umas minas
Tomar umas brejas
A idéia é essa
Sem papo furado
Longe de manos atravessados
Sem treta sem cuchicho
Estou apaziguado
Só quero tirar uma onda
Com meu povo
Ouvir um som do gueto
Um rap bem louco
Colar na banca firmeza
E dar risada de monte
Tipo aquelas fitas que rola
Com a maloca do “Bronques”
Tipo aquelas viagens
Prosa verso festa
Vermelho dos meus olhos
Vem do vermelho das ervas
Não tem maldade
Sem treta, sem sangue
Descanse seu gatilho
Aqui não é filme de bang-bang
Sente a fita mano
Fique na paz de espírito
Faça uma prece
Para os manos que estão no céu
Condenados a tiros
Esse som não é
Para fugir da realidade
Porque aqui não é só sofrimento
Se souber
Dá pra curtir a vontade
E o som invade meu pensamento
Periferia Z/S
Quebrada 100%
É, vejo muitos manos do veneno
E, vejo muitos outros viajando
No som que tava atento
Vejo um cara ali
Xavecando uma mina
A idéia não consto
Eu casco o bico
E sai no rolê
Ai é tudo festa
O mano vacilo
Fazê o quê
A vida é difícil
Mais dá pra viver
Fazê o quê…

Veja também

  • marcasdapaixao_logo

Marcas da Paixão

  • vidascruzadas2000_logo

Vidas Cruzadas (2000)

  • rodadavida_logo

Roda da Vida

  • acampamentolegal_logo

Acampamento Legal