Sinopse

O Conde Drácula deixa a Transilvânia e vem para o Brasil à procura de seu filho Rafael, que havia sido levado pela sua ama Hannah ainda pequeno.

Reencontra o filho mas se apaixona pela mulher dele, Mariana, que acredita ser a reencarnação de seu único amor no passado. Ainda enfrenta a toda poderosa Dona Marta, numa relação misteriosa.

Bandeirantes – 20h
de 21 de julho de 1980
a 7 de fevereiro de 1981

novela de Rubens Ewald Filho
escrita por Rubens Ewald Filho, Jaime Camargo e Consuelo de Castro
direção de Antônio Abujamra e Atílio Riccó
supervisão de Wálter Avancini

Novela anterior no horário
O Todo Poderoso

Novela posterior
Rosa Baiana

RUBENS DE FALCO – Vladimir
CARLOS ALBERTO RICCELLI – Rafael
BRUNA LOMBARDI – Mariana
CLEYDE YÁCONIS – Dona Marta Matos Lacerda
ISABEL RIBEIRO – Ana
LUIZ CARLOS DE MORAES – Tonico
YARA LINS – Olívia
PAULO CASTELLI – Fernando
CLÁUDIA ALENCAR – Alcina
SANDRA BARSOTTI – Mira
ARLETE MONTENEGRO – Beatriz
HERSON CAPRI – Luiz
ESTER GÓES – Nenê
ARNALDO WEISS – Honorato
WILMA DE AGUIAR – Vera
TURÍBIO RUIZ – Jonathan
EMÍLIO DI BIASI – Bóris
VICK MILITELLO – Iolanda
GIUSEPPE ORISTÂNIO – Rômulo
HENRIQUE CÉSAR – Chico
DALILÉA AYALA – Balbina
FÁBIO TOMAZINI – Padre Guedes
MATHEUS CARRIERI – Eduardo
TEREZA CAMPOS
DAVID LEROY
ROSÂNGELA BEATO MOURA
LIA DE AGUIAR
RICARDO HERMANNI
ELEU SALVADOR
STELLA MAYA
CUBEROS NETO
KÁTIA BONELLO
HILDA ZERLOTTI
OSVALDO MESQUITA
JOSMAR MARTINS
CHERRY D´FRANCO
CARLOS GARCIA
FLÁVIO SANTIAGO
SADI CABRAL – Bispo
LINNEU DIAS – Doutor

Wálter Avancini tinha um antigo projeto de trazer para o mundo das novelas o místico Drácula, de peças que via na Broadway e de filmes de sucesso. Chamou Rubens Ewald Filho e juntos começaram a escrever Drácula para a TV Tupi. Mas Avancini foi demitido da emissora pouco antes da novela estrear. Dos dez capítulos escritos, apenas quatro foram ao ar – a novela foi suspensa. A emissora pioneira entrava em sua derradeira crise, fechando suas portas meses depois, exatamente quando a novela encontrara outra emissora para exibir sua história, a TV Bandeirantes, com novo título: Um Homem Muito Especial.

Com o processo de criação dos mais impecáveis, Um Homem Muito Especial só não teve repercussão por ter passado por diversas fases desestimulantes.

Rubens Ewald Filho não foi até o fim, sendo substituído na roteirização dos capítulos primeiro por Jaime Camargo, depois por Consuelo de Castro. Ela concluiu a novela transformando-a em um bangue-bangue à brasileira.

Ainda, ao final, outro obstáculo: o casal Carlos Alberto Riccelli e Bruna Lombardi não terminou seu trabalho, sendo demitido da emissora sem que gravasse os últimos capítulos. Os atores demoraram mais do que o previsto para voltar às gravações após a liberação para os festejos de fim de ano, em dezembro de 1980.
Estávamos entre o Natal e o Ano Novo e eles não apareceram para gravar. Fui obrigado a usar antigos closes”, declarou Walter Avancini.
Consuelo de Castro teve de matar os personagens deles num incêndio, além de diversas mudanças de rota motivadas pela falta de Riccelli e Bruna – e pela opção de não substituí-los por novos intérpretes.
Nos cerca de 90 capítulos que escreveu, Consuelo fez com que a luta dos operários contra a tirana Dona Marta (Cleyde Yáconis) ganhasse ainda mais vulto na história, bem como a personagem Alcina (Cláudia Alencar), que se tornou a nova mocinha – no lugar de Mariana, papel de Bruna Lombardi. Fábio Costa em “Novela, a Obra Aberta e Seus Problemas”.

A novela foi reprisada de 08/05/1989 a 19/01/1990, de 2ª a 6ª feira às 11 horas.

O vampirismo – dessa vez com humor – foi abordado por Antônio Calmon em duas novelas na Globo: Vamp (1991-1992) e O Beijo do Vampiro (2002-2003).

Trilha Sonora Nacional

01. QUE ME VENHA ESTE HOMEM – Fafá de Belém (tema de abertura)
02. DOCE VAMPIRO – Ney Matogrosso
03. SEU SABÃO – Marina
04. TANGO DOS MÚSICOS – Raul Ellwanger
05. CHEIRANDO A AMOR – Ângela Rô Rô
06. EU E VOCÊ – Mayra
07. SEM ESSA – Zezé Motta
08. O PLANTADOR – Quinteto Violado (tema dos lavradores)
09. JACOBINA – Nana
10. ESTÁ DIFÍCIL DE ESQUECER – Tim Maia
11. SEX ONE – Maria Odete (tema de Vladimir e Mariana)
12. BACHIANAS BRASILEIRAS Nº 5 – Banda Bandeirantes

Trilha Sonora Internacional

01. MORE THAN I CAN SAY – Leo Sayer
02. WHO’LL BE THE FOOL TONIGHT – Larsen-Feiten Band
03. YOU’RE SO GOOD FOR ME – Neil Sedaka (tema de Fernando e Alcina)
04. BALOON – Paris Group
05. I’LL CHANGE MY STYLE – George Thorogood
06. BEGUIN THE BEGUINE – Enoch Light & The Light Brigade
07. INTO THE NIGHT – Benny Mardones (tema de Rafael e Mariana)
08. A HOUSE IS NOT A HOME – Dinah Shore
09. SUMMERTIME – Lena Horne (tema de Ana)
10. JOHN HARDY – George Thorogood
11. SONG OF THE DOVE – Do’A (tema de Vladimir)
12. HOMEWARD BOUND – The September Strings

Sonoplastia: Salatiel Coelho
Direção musical: Roberto Rosemberg

Tema de Abertura: QUE ME VENHA ESTE HOMEM – Fafá de Belém

Que me venha este homem
Depois de alguma chuva
Que me prenda de tarde
Em sua teia de veludo
Que me fira com os olhos
E me penetre em tudo
Que me venha este homem
De músculos exatos
Com desejo agreste
Com cheiro de mato
Que me prenda de noite
Em sua rede de braços
Que me venha com força
Com gosto de desbravar
Que me faça de mata
Pra percorrer devagar
Que me faça de rio
Pra se deixar naufragar
Que me salve este homem
Com sua febre de fogo
Que me prenda no espaço
De seu passo mais louco
Que me venha este homem
Que me arranque do sono
Que me venha este homem
E me machuque um pouco…

Veja também

  • dulcineavaiaguerra_logo

Dulcinéa Vai à Guerra

  • deusavencida80_logo

A Deusa Vencida (1980)

  • cavaloamarelo_logo

Cavalo Amarelo

  • dracula_logo

Drácula