Sinopse

Heloísa protege sua filha, Maria Rosa, sem nunca se revelar. Esta foi criada por família tradicional com o nome de Simone.
As aproximações entre mãe e filha serão feitas pelo destino.

Sua outra filha, Neuza, terá de disputar com a irmã o amor de Eduardo.

Excelsior – 19h
de 28 de setembro a 28 de novembro de 1964

novela de Cristina Leblon
direção de Dionísio Azevedo

Novela anterior no horário
A Outra Face de Anita

Novela posterior
O Pintor e a Florista

GLÓRIA MENEZES – Maria Rosa (Simone)
TARCÍSIO MEIRA – Eduardo
IRINA GRECCO – Neuza
MARIA CECÍLIA – Heloísa
ALTAIR LIMA – Alfredo
MAURO MENDONÇA – Reinaldo
MURILO AMORIM CORREIA – Noel
NEUZA AMARAL – Jacqueline
GILBERTO SÁLVIO – Flávio
LUCY RANGEL – Bethy
FREDDY KLEEMAN – Walter
GLAUCE GRAIEB – Leila
ODETE BARROS – Laura
Tarcísio Meira e Glória Menezes voltavam a atuar juntos. E não havia dúvidas: era a dupla preferida em novelas.

Antes dessa novela, enquanto Glória estava grávida, Tarcísio fizera duas novelas, Ambição e Mãe, fazendo par romântico com Lolita Rodrigues.

Veja também

  • excelsior60

Mãe

  • excelsior60

Folhas ao Vento

  • eproibidoamar_foto

É Proibido Amar