Sinopse

O casal Solano e Eugênia comemoram boas notícias. Depois de seis meses sem trabalho, ele consegue um bico como caminhoneiro, levando uma carga para outra cidade. Ele tem também a promessa de um emprego melhor, enquanto a mulher anuncia que está grávida. Ao mesmo tempo, outro casal, Roberto e Pilar, se encontram na porta da igreja para acertar os últimos detalhes do casamento, marcado para a próxima semana.

Quando tudo parece alegria, a surpresa. A polícia descobre que a carga que Solano transporta é contrabando e ele é preso e condenado a 17 anos de cadeia. Roberto também é preso quando vai defender Pilar e briga com dois playboys que a estão importunando, causando, sem querer, a morte de um deles, que é acidentalmente atropelado diante da igreja.

Na penitenciária, Solano e Roberto se conhecem e se tornam amigos. E quando Solano é libertado, sete anos depois, com a pena reduzida por bom comportamento, Roberto lhe entrega uma carta para a noiva, Pilar.

Assim, ao mesmo tempo que Solano conhece e se encanta com Pilar (e ela corresponde), vai em busca de Eugênia e de seu filho, que não vê há sete anos. E quando a encontra, tem o golpe: Eugênia está casada com o antigo patrão, Arthur e tem dois filhos, Lucas e Laurinha. Eugênia continua a amar Solano, mas como tirar os filhos do pai que eles adoram e de uma vida confortável para arriscar um futuro incerto ao lado de um ex-presidiário? E Pilar, apaixonada por Solano, como poderá contar para Roberto o que aconteceu com seu coração?

O conflito tem a cidade de São Paulo como pano de fundo, destacando o glamour da Vila Madalena, com seu comércio alternativo, sua vida noturna, sua gente moderna e animada. É lá onde mora a família de Pilar: sua mãe Bibiana, uma artista plástica que tem um atelier em casa, e sua tia Margot, uma solteirona que tem uma loja de produtos esotéricos. Outro núcleo importante da novela estará na Zona Oeste, onde mora a família de Solano: seus pais Ângelo e Deolinda, e os irmãos, o motoboy Zezito, conhecido como Cachorro Louco, e a doce Nanci.

Globo – 19h
de 8 de novembro de 1999
a 6 de maio de 2000
155 capítulos

novela de Walther Negrão
escrita por Walther Negrão, Ângela Carneiro, Elizabeth Jhin e Júlio Fischer
colaboração de Paulo Cursino e Thelma Guedes
direção de Fabrício Mamberti e Marcus Alvisi
direção geral de Roberto Naar
núcleo Jorge Fernando

Novela anterior no horário
Andando nas Nuvens

Novela posterior
Uga Uga

EDSON CELULARI – Solano Xavier
CRISTIANA OLIVEIRA – Pilar
MAITÊ PROENÇA – Eugênia
HERSON CAPRI – Arthur Junqueira
MARCOS WINTER – Roberto Lopes
YONÁ MAGALHÃES – Bibiana (Abigail Ramirez)
ROSAMARIA MURTINHO – Margot (Margarida Ramirez)
MÁRIO GOMES – Donato
LUIZA TOMÉ – Raquel
FLÁVIO MIGLIACCIO – Ângelo
LAURA CARDOSO – Deolinda
THIERRY FIGUEIRA – Hugo
CARLA MARINS – Nanci
MARCELO FARIA – Zezito (Cachorro Louco)
FERNANDA RODRIGUES – Zú (Zuleika)
ARY FONTOURA – Seu Menêz (Elpídio Menezes)
ROSI CAMPOS – Marinalva
BETTY GOFMAN – Lilica (Auxiliadora)
JONAS MELLO – Franco
JOSÉ DE ABREU – Viriato
NÍVEA MARIA – Adélia
BRUNO GIORDANO – Juarez Junqueira
ROBERTO BATTAGLIN – Luís
SUZANA WERNER – Bia
DANIEL MARINHO – Guga
LUÍSA THIRÉ – Nilda
ÉLCIO ROMAR – Valdir
JOSÉ AUGUSTO BRANCO – Meireles
SILVIA BANDEIRA – Elvira
OSCAR MAGRINI – Aricanduva
CISSA GUIMARÃES – Dalva
ANA FURTADO – Nina
LUCIANO VIANNA – Fábio
FERNANDO ALMEIDA – Alfredo
CAROLINA REBELLO – Vilminha
LARISSA QUEIRÓZ – Tamara
MARCELO BARROS – Formiga
LEANDRO RIBEIRO – Badú
HILDA REBELLO – Isaura
YEDA DANTAS – Vânia
MÔNICA MATTOS – Ieda
KÊNIA COSTA – Joana
RENATA SCHUMANN – Mirtes
JOANA LIMAVERDE – Marina
ROBERTO FROTA – Valfredo
LINA FRÓES – Jurema
FAUSTO KENDI YAMAI – Akira
JOÃO ACAIABE – Delegado
MURILO ELBAS – Sardinha
GUTTI FRAGA – Carlão
ADALBERTO NUNES – Xerife
HELENA FERNANDES – Luiza
RICARDO PAVÃO – Dr. Novaes
JULIANA MARTINS – Carla
as crianças
GUILHERME VIEIRA – Lucas
NATHALIE FIGUEIREDO – Laurinha
e
ANDRÉ MATTOS
ANTÔNIO ABUJAMRA – Frederico Fellini
CAUÃ BERNARDES SOUZA – amigo de Lucas
FÁBIO JUNQUEIRA – Bruno
JOÃO BOURBONNAIS – juiz
LÍGIA CORTEZ – secretária de Arthur
MARCÉLIA CARTAXO – Luciene (diarista de Eugênia)
MARCELO MANSFIELD – Walmir
PAULA HUNTER – Gigi (amante de Donato)
RAPHAEL MOLINA – amigo de Juarez
TADEU DE MENEZES – Jorge (porteiro do prédio de Raquel)
TADEU DI PIETRO – padre

– núcleo de SOLANO (Edson Celulari), preso injustamente ao transportar contrabando sem que tomasse conhecimento da carga:
os pais ÂNGELO (Flávio Migliaccio) e DEOLINDA (Laura Cardoso)
os irmãos ZEZITO (Marcelo Faria), motoboy conhecido como CACHORRO LOUCO, e NANCI (Carla Marins)
o chefe de Zezito, CARLÃO (Gutti Fraga).

– núcleo de PILAR (Cristiana Oliveira), que se apaixona por Solano, depois que ele deixa a prisão, e, juntos, montam a Oficina da Alegria:
a mãe BIBIANA (Yoná Magalhães), artista plástica
a tia MARGOT (Rosamaria Murtinho), esotérica que vive às turras com a irmã Bibiana
FRANCO (Jonas Mello), antigo amor de Margot, reaparece apaixonado por Bibiana.

– núcleo de ARTHUR JUNQUEIRA (Herson Capri), empresário inescrupuloso, responsável pela prisão de Solano:
a esposa EUGÊNIA (Maitê Proença), ex-namorada de Solano, o abandonou quando ele foi preso, apesar de ainda ser apaixonada por ele
os filhos pequenos LAURINHA (Natálie Figueiredo) e LUCAS (Guilherme Vieira), este, na verdade, filho de Solano
o primo JUAREZ JUNQUEIRA (Bruno Giordano), comparsa em suas armações, todos pensavam que estava morto, mas reaparece
o motorista LUÍS (Roberto Bataglin), apaixonado por Eugênia
a governanta ISAURA (Hilda Rebello)
a babá NILDA (Luísa Thiré)
o advogado MEIRELLES (José Augusto Branco)
as secretárias MIRTES (Renata Schumann) e MARINA (Joana Limaverde)
o empregado VALFREDO (Roberto Frota).

– núcleo de ROBERTO (Marcos Winter), noivo de Pilar preso injustamente após uma briga na porta da igreja, tornando o grande amigo de Solano na cadeia:
o pai VIRIATO (José de Abreu), que o culpa pelo acidente que cegou a esposa ADÉLIA (Nívea Maria), sua mãe
o irmão HUGO (Thierry Figueira), músico saxofonista, apaixona-se por Nanci
a advogada MARINALVA (Rosi Campos), que luta para inocentá-lo
a empregada na fazenda de Viriato, JUREMA (Lina Fróes)
o preso XERIFE (Adalberto Nunes), o chantageava na cadeia
LUÍZA (Helena Fernandes), aparece no final para envolver-se com ele.

– núcleo de DONATO (Mário Gomes), irmão de Pilar, dono de um restaurante. Ao longo da novela, descobre-se filho de Margot e Franco, e não de Bibiana:
a mulher RAQUEL (Luísa Tomé), que se envolve com Luís quando seu casamento vai mal
a filha ZULEIKA, a ZU (Fernanda Rodrigues), namora Zezito.

– núcleo de MENEZ (Ary Fontoura), cinéfilo, vizinho de Margot, apaixonado por ela no início, mas se envolve com Marinalva:
a irmã ELVIRA (Sílvia Bandeira)
os sobrinhos, filhos de Elvira, BIA (Susana Werner), que se envolve com Zezito, e GUGA (Daniel Marinho), que se interessa por Zu
VALDIR (Élcio Romar), disputa Marinalva com ele.

– núcleo de LILICA (Betty Gofmann), empregada de Pilar, palmeirense fanática:
o noivo ARICANDUVA (Oscar Magrini), garçom do restaurante de Donato, a enrolava por já ser casado
a esposa de Aricanduva, DALVA (Cissa Guimarães), surge para acabar com a farsa dele
AKIRA (Fausto Kendi Yamai), com quem se envolve quando Aricanduva sai de cena.

– núcleo dos jovens:
NINA (Ana Furtado), que disputa Zezito com Zu no início
FÁBIO (Luciano Vianna), apaixonado por Zu
ALFREDO (Fernando Almeida)
FORMIGA (Marcelo Barros) e BADÚ (Leandro Ribeiro), mototaxistas qe trabalham com Zezito
VILMINHA (Carolina Rebello) e TAMARA (Larissa Queiroz), da turma de Zu.

O novelista Walther Negrão e o diretor Jorge Fernando repetiram aqui a parceria do trabalho anterior, a novela Era uma Vez… (1998), agora às sete horas.
Mas não houve sucesso. A história de Vila Madalena não cativou o público, apesar da assinatura de Jorge Fernando numa novela das sete, pautada pela agilidade e humor numa trama urbana – diferente de Era uma Vez…, uma novela do horário das seis, de apelo infantil, que se passava numa cidade do interior.

O ator Oscar Magrini, que interpretava o personagem Aricanduva, se desentendeu com a produção da novela. Chegava atrasado a algumas gravações e faltava a outras. Acabou demitido. O seu personagem fazia uma dupla cômica com Lilica (Betty Gofman). A explicação para o sumiço de Aricanduva: ele abandonou a noiva e foi embora da cidade.

Vila Madalena não tinha uma abertura fixa. Toda noite era apresentado um clipe de alguma música da trilha sonora nacional da novela, com os créditos inseridos nas imagens simulando movimento de trânsito nas ruas.

As gravações externas foram feitas em São Paulo, e as cenas em estúdio, no Rio de Janeiro. A cidade cenográfica, construída no Projac, reproduzia uma vila real da Zona Oeste de São Paulo – onde morava a família de Solano (Edson Celulari) -, e um beco onde funcionava uma firma de motoqueiros que faziam serviços de entrega, outro núcleo da história.

Como locação foram utilizados restaurantes, lojas e bares conhecidos na Vila Madalena, bairro paulistano que dava nome à novela. Um dos pontos de encontro de vários personagens era o sacolão do bairro, um mercado que vende verduras, frutas e peixes durante o dia e, à noite, é frequentado por boêmios. As cenas no Donato’s, que na trama pertencia ao personagem de Mário Gomes, foram gravadas no Zé Kleber, então um dos mais badalados restaurantes do bairro. Já as cenas na loja de Margot (Rosamaria Murtinho) foram feitas na casa de produtos esotéricos Magma. (*)

Walther Negrão escreveu Vila Madalena atendendo a uma encomenda da direção da TV Globo: uma novela que fosse capaz de cativar a audiência paulista. Nascido no interior do estado, o autor, à época, morava há cinco anos no bairro e contou que o considerava um pedaço especial da cidade de São Paulo, pela concentração de restaurantes sofisticados, bares boêmios, galerias de arte e produtoras de cinema. (*)

Personagens ilustres do bairro de Vila Madalena fizeram participações especiais na novela. Entre eles, o pintor nordestino Ademir Martins, morador da região; o chargista Paulo Caruso, que dava canjas ao piano todas as segundas-feiras no Bar Piratininga; o grupo Trovadores Urbanos, e o Palhaço Gargalhada. (*)

(*) Fonte: site Memória Globo.

Trilha Sonora Nacional
vilamadalenat1
01. TÔ SAINDO – Ana Carolina (tema de Raquel)
02. BEM QUERER – Maurício Manieri (tema de Roberto)
03. LS JACK – LS Jack (tema de Zu e Zezito)
04. PACIÊNCIA – Lenine (tema de Solano)
05. AQUILO – Lulu Santos (tema de Pilar)
06. EU QUERO SER FELIZ – Paula Hunter (tema de Zu)
07. DO AVESSO – Vanessa Rangel (tema de Nanci)
08. MOTO BOY – Pedro Luís e A Parede (tema de Zezito)
09. RESTO DE MIM – Maria Bethânia (tema de Eugênia)
10. SOSSEGO – Os Paralamas do Sucesso (tema de Donato)
11. CERTAS COISAS – Milton Nascimento (tema de Bibiana)
12. REBOLA NA BOA – Mr. Jam (tema geral)
13. ENJOADO JUNGLE – Márcio Tucunduva (tema de Hugo)
14. PROFECIAS (FIM DO MUNDO) – Xuxa (tema geral)

Trilha Sonora Internacional
vilamadalenat2
01. COULD THIS BE LOVE – Jennifer Lopez (tema de Eugênia e Solano)
02. YOU’RE MY # 1 – Enrique Iglesias (tema de Pilar e Solano)
03. I GOT A GIRL – Lou Bega (tema de Zezito)
04. IF I LET YOU GO – Westlife (tema de Hugo e Nanci)
05. ¿LO VES? – Alejandro Sanz (tema de Arthur)
06. WHEN YOU SAY NOTHING AT ALL – Ronan Keating (tema de Lilica)
07. EVEN THOUGH – Sugar Ray
08. BLUE (DABADEE) – Eiffel 65 (tema de locação: São Paulo)
09. STILL HURTS – Giselle Haller (tema de Zu)
10. IF I COULD TURN BACK THE HANDS OF TIME – Fab Nesstar (tema romântico geral)
11. EL ARBI – Khaled (tema de Marinalva)
12. WHAT I AM – Victoria Newton (tema de locação: São Paulo)
13. SOY YO – Luis Miguel (tema de Bibiana)
14. I KNEW I LOVED YOU – Savage Garden (tema de Raquel e Luís)
15. VUELVA CORAZÓN – Alexandre Flores (tema de Margot)

Sonoplastia: Nelson Zeitoune
Produção Musical: Mú Carvalho
Direção Musical: Mariozinho Rocha
Seleção Musical da Trilha Internacional: André Werneck e Hélio Costa Manso

Veja também

  • tropicaliente_logo

Tropicaliente

  • anjodemim_logo

Anjo de Mim

  • eraumavez_logo

Era uma Vez…

  • comoumaonda_logo

Como uma Onda