Sinopse

Heloísa conheceu os revezes do destino muito cedo. Aos 16 anos, a jovem moradora do Beco da Baiúca foi apresentada à rica Regina Benate, mulher de Haroldo, um dos sócios do Banco Benate Bogari. Não demorou até que Heloísa aceitasse o convite para trabalhar como baby-sitter de sua pequena filha Branca, com apenas cinco anos de idade. O destino, porém, lhe preparou uma surpresa, colocando em seu caminho, Ricardo Bogari, filho do sócio de Haroldo no banco.

O romance entre o príncipe e a plebéia parecia um conto de fadas até Heloísa descobrir que estava grávida. A mãe de Ricardo, Ester Bogari, não aceitou que o filho caçula se casasse com Heloísa. Depois de uma discussão com Ester, Ricardo morreu em um trágico acidente de automóvel. Sem o apoio da família Bogari, Heloísa contou com os pais Diva e Alberto, a irmã Marisinha e o cunhado Agenor para dar a volta por cima. Embora dinheiro nunca tenha caído do céu, a família toda ajudou Heloísa a concluir seus estudos e a criar o recém nascido Artur.

Dez anos depois, Heloísa reconstruiu sua vida e se tornou o braço-direito de Ademilde na loja de conveniências Frango com Tudo Dentro. Ester, porém, jamais se esqueceu da morte de Ricardo, provocada, segundo ela, por Heloísa. Para se vingar, ela decide concentrar suas energias para conseguir a guarda do neto. O destino, no entanto, vai aprontar mais uma surpresa, colocando o outro filho de Ester, Gustavo, no caminho de Heloísa. Ao reencontrar o ex-cunhado ela cobra uma atitude em relação a seu filho Artur, que nem mesmo leva o sobrenome do pai. Gustavo, por sua vez, concorda que nunca assumiu uma posição em relação ao sobrinho para não piorar o estado emocional de sua mãe.

Confessando suas fraquezas, Gustavo pede desculpas à Heloísa pelas palavras indevidas e os dois têm uma conversa sincera. O clima tenso se esvai e a dupla esquece as divergências. Na hora da despedida, Gustavo não resiste e inesperadamente beija Heloísa. Um beijo doce, antigo, um desejo guardado que vem à tona. Heloísa fica balançada com o beijo e começa a se flagrar pensando em Gustavo. Os dois, porém, sabem como seria complicado viver essa história de amor. Até porque Heloísa tem outro homem empenhado em conquistar seu coração. Recém-chegado à cidade, o misterioso Tadeu faz de tudo para ter Heloísa do seu lado. Até mesmo aliar-se a Ester Bogari para separar Heloísa de Gustavo.

Globo – 19h
de 18 de abril a 1º de outubro de 2005
143 capítulos

novela de Miguel Falabella e Maria Carmem Barbosa
colaboração de Antônia Pellegrino
direção de Leandro Neri e André Felipe Binder
direção geral de Roberto Talma e Rogério Gomes
núcleo Roberto Talma

Novela anterior no horário
Começar de Novo

Novela posterior
Bang Bang

ADRIANA ESTEVES – Heloísa Queiroz
WAGNER MOURA – Gustavo Bogari
MARCOS PASQUIM – Tadeu
ZEZÉ POLESSA – Ester Bogari
ARLETE SALLES – Ademilde Goldoni
ARACY BALABANIAN – Leontina Sá Marques
DÉBORA BLOCH – Madô (Maria Dorotéia Sá Marques Dantas)
MAURÍCIO MATTAR – Lúcio Dantas
PATRÍCIA TRAVASSOS – Geórgia Bogari Lago
NATÁLIA LAGE – Beatriz
OTÁVIO AUGUSTO – Alberto Queiroz
PEPITA RODRIGUES – Diva Queiroz
BETE COELHO – Marisinha (Marisa Queiroz Santos)
MÁRIO GOMES – Agenor Santos / Solano
PAULO VILHENA – Adonias
MONIQUE ALFRADIQUE – Branca Benate
LUIZ GUILHERME – Zé Bisonho
DIVA PACHECO – Sulanca
ISABEL FILLARDIS – Violeta
ZEZEH BARBOSA – Latoya (Anastácia)
MARY SHEYLA – Whitney (Jurema)
CHICA XAVIER – Dionísia
MIGUEL MAGNO – Dona Roma (Amoroso Valentim)
MARIA ZILDA BETHLEM – Zelândia
CLÁUDIO MARZO – Ivan
DARTAGNAN JÚNIOR – Adilson Goldoni
BIA NUNNES – Adail Goldoni
STELLA MIRANDA – Adalgisa Goldoni
GIUSEPPE ORISTÂNIO – Armando Sá Marques
BETH GOULART – Elvira
MARIA GLADYS – Naíde
LUÍS SALÉM – Talarico
CAROL MACHADO – Vitza
ELIZÂNGELA – Assunta
SYLVIA MASSARI – Morcega
CÁSSIO SCAPIN – Samovar Medeiros (Samovar de Santa Luzia)
GUILHERMINA GUINLE – Silvia
RAFAEL PAIVA – Pedro
JULIANA BARONI – Soraya
PEDRO NESCHLING – Murilinho
FERNANDA RODRIGUES – Julieta
JOÃO VELHO – Gibraltar
RAONI CARNEIRO – Ramon
VERGNIAUD MENDES – Joaquim
THELMA RESTON – Dona Gôndola
JACQUELINE LAURENCE – Memé
IVAN CÂNDIDO – Anselmo
HUGO GROSS – Valdo
SANDRO CHRISTOPHER – Dauro
BUMBA – Índia
JORGE MAYA – Meia-Noite
JORGE DE SÁ – Jorginho
ROBERTA RODRIGUES – Zenóbia
SIMONE SOARES – Marta
RONALDO TASSO – Evaristo
PIA MANFRONI – Thaisinha
DANIELA PESSOA – Valdete
os meninos
GUILHERME VIEIRA – Artur
DANIEL TORRES – Odorico
e
ADRIANA LONDOÑO – Paulete
ADRIANO GARIB – Dario Cotrim
ADRIANO REYS – Bandeira Dois (pretendente de Ademilde)
AGILDO RIBEIRO – Coriolano (pretendente de Ademilde, lhe propõe um casamento de fachada, já que é gay)
ALEXANDRE ZACCHIA – policial
ANA GLOZ – Dunya (contratada por Dona Roma para traduzir o que Vitza falava)
ANDRÉA MATTAR – Leda (secretária de Lúcio)
ÂNGELA REBELLO – Oneida (ex-amante de Alberto, mãe de Beatriz e Joaquim)
CARLOS BONOW – Rodrigo (amigo de faculdade de Pedro que Geórgia passa a namorar)
CARLOS CASAGRANDE – Joel (pretendente de Ademilde, com quem ela fica no final)
CARLOS MOSSY – Nocaute Jackson (Josimar, pretendente de Ademilde)
CARLOS TUFVESSON como ele mesmo, cria e confecciona o vestido de noiva de Soraya
CATARINA ABDALA – Dedeja (filha de Sulanca, mãe de Odorico que o abandonou deixando-o com a avó)
CRISTINA PEREIRA – Cigana Roseta
DÉBORA OLIVIERI – Janete (mãe de Julieta que a procura depois que ela se torna uma jogadora de futebol famosa)
EDUARDO DUSSEK – Caricato (pretendente de Ademilde)
FÁBIO SABAG – Touro Sentado (Avelino, pretendente de Ademilde)
FRANK BORGES – Ricardo Bogari (falecido filho de Ester, irmão de Gustavo, pai do filho de Heloísa)
IARA JAMRA – mulher do Professor
IDA GOMES – Ximena (mãe de Coriolano)
JANDIR FERRARI – Flávio (diretor do programa de Madô)
JENS PETER – Conde de Chaterville
JOSÉ CARLOS SANCHES – promotor público
JOSIE ANTELLO – Sirikiki
JÚLIO FERNANDO – bombeiro que conserta o elevador da casa de dona Gôndola
LAURO GÓES – Inácio (falso pai de Tadeu)
LUIZ CARLOS BURUCA – Buzuca
MAITÊ PROENÇA – Regina Sá Marques Benate (filha de Leontina, irmã de Madô, morre no início deixando uma fortuna para a filha, Branca)
MANOEL ELIZIÁRIO
MARCELO MANSFIELD – Detetive Lobo
MARCELLO MELO – Virgílio (motorista de Ester)
MARIANA VAZ – Salete (funcionária do Banco Benate Bogari)
MARIA REGINA – Dalva (falsa mãe de Tadeu)
MÁRIO CARDOSO – Olavo (pretendente de Ademilde)
NANAH GARCIA – Rosa (secretária de Ester)
NATÁLIA SOUTTO – Magali
OSWALDO LOUREIRO – Deputado Boaventura (político que arma em esquema milionário de fraude envolvendo alguns personagens)
OTHON BASTOS – juiz no processo de Heloísa
PAULO CÉSAR PEREIO – Carga Pesada (pretendente de Ademilde)
RENATA PASCHOAL – Edna (secretária de Ivan)
RENATO FARIA – Leandro (advogado do Banco Benate Bogari)
RICARDO PETRÁGLIA – Cachorrão Polaco (pretendente de Ademilde)
ROBERTO RONEY – Everaldo (amigo de Coriolano)
SANDRA BARSOTTI – juiza que celebra o casamento de Heloísa e Gustavo
STEPAN NERCESSIAN – Professor (pretendente de Ademilde)
TATIANNA MONTEIRO – Aidée
VALÉRIA ALENCAR – Mara
XUXA LOPES – Mildred Crawford (escritora de quem Marisinha é fã que tenta lhe roubar seus novos escritos)
– núcleo de HELOÍSA (Adriana Esteves), mulher batalhadora que vive para o trabalho e cria o filho pequeno com dedicação e carinho – moradora do Beco da Baiúca, subúrbio do Rio:
os pais ALBERTO (Otávio Augusto) e DIVA (Pepita Rodrigues)
o filho pequeno ARTUR (Guilherme Vieira)
os irmãos por parte de pai BEATRIZ (Natália Lage) e JOAQUIM (Verginaud)
a mãe de Beatriz e Joaquim, ex-amante de Alberto, ONEIDA (Ângela Rebello).

– núcleo de GUSTAVO (Wagner Moura), irmão do antigo amor de Heloísa. É apaixonado por ela e não esconde isso. Envolve-se com Beatriz, que passa a disputá-lo com Heloísa:
o irmão RICARDO (Frank Borges), morto ainda jovem. Foi o grande amor de Heloísa e é o pai de Artur
a mãe ESTER BOGARI (Zezé Polessa), principal acionista do Banco da família. De passado misterioso, é uma mulher de fibra e que não mede esforços para alcançar seus objetivos. Sempre teve loucura por seu filho Ricardo e nunca escondeu de Gustavo que ele era o preferido. Culpa Heloísa pela morte de Ricardo e vai lutar para tirar Artur de sua guarda
a secretária de Ester, MARTA (Simone Soares)
o motorista VIRGÍLIO (Marcello Mello).

– núcleo de REGINA BENATE (Maitê Proença), uma das principais acionistas do Banco Benate Bogari, de ambas as famílias. Mulher de boa índole que morre no início deixando uma fortuna para sua filha adolescente, cuja guarda passa a ser disputada por todos. Curiosamente deixa a mansão para sua cozinheira e não deixa nada para a mãe e os irmãos:
a filha BRANCA (Monique Alfradique), estuda na Suíça e retorna ao Brasil quando fica órfã e herdeira. A princípio, Heloísa (que foi sua babá), ganha a sua guarda
a mãe LEONTINA (Aracy Balabanian), mulher perversa e cínica, apenas interessada em dinheiro. Sempre viveu às custas de Regina, mas cai em desgraça quando ela morre
a irmã MADÔ (Deborah Bloch), mimada, extravagante, caprichosa, mas no fundo uma boa alma
o marido de Madô, LÚCIO (Maurício Mattar), que vive com ela um casamento em crise. Após se separarem, Madô resistirá em dar o divórcio, mas acabará cedendo
o irmão ARMANDO (Giuseppe Oristâneo), mau caráter como a mãe, vive de sonhos e projetos que nunca são realizados
a mulher de Armando, ELVIRA (Beth Goulart), a cabeça do casal, que planeja golpes para se darem bem
o filho de Armando e Elvira, RAMÓN (Raoni Carneiro), a princípio influenciado pelos pais a dar em cima de Branca – rebela-se contra eles mais tarde
o mordomo DAURO (Sandro Christopher), saco de pancadas de Leontina, sabe de tudo o que acontece dentro da casa.

– núcleo de ADEMILDE GOLDONI (Arlete Salles), patroa e amiga de Heloísa. Uma mulher de pulso firme que vive para o trabalho em sua loja Frango com Tudo Dentro, com a qual sustenta a família inteira, um bando de parasitas. Gosta de se arrumar exageradamente e procura um amor na Internet, onde marca encontros amorosos com pretendentes:
a mãe GÔNDOLA (Thelma Reston), que tem problemas de saúde e deve seguir uma rígida dieta, mas adora comer
os irmãos: ADILSON (José Dartagnan), um boa-vida, pai de JULIETA (Fernanda Rodrigues), que adora jogar futebol;
ADALGISA (Stella Miranda), mulher interesseira, mãe de SORAYA (Juliana Baroni), que segue os passos da mãe;
e ADAIL (Bia Nunnes), interesseira como a irmã, vai estimular o filho ADONIAS (Paulo Vilhena) a dar em cima de Branca, por quem o rapaz se apaixona e inicia um romance
os fiéis amigos TALARICO (Luís Salém) e NAÍDE (Maria Gladys), fuincionários da loja e que a acompanham quando ela marca seus encontros pela Internet
a empregada ÍNDIA (Bumba), uma índia verdadeira que fala num dialeto que ninguém conhece.

– núcleo de ZÉ BISONHO (Luiz Guilherme), ex-noivo de Ademilde, que a fez sofrer. Junto com sua mulher, são os donos do Peru do Papo Gordo, loja concorrente do Frango com Tudo Dentro. Vive aplicando golpes para roubar clientes do Frango:
a mulher SULANCA (Diva Pacheco), uma nordestina mau-caráter, arquiinimiga de Ademilde, especialmente por ter-lhe roubado o noivo
o neto ODORICO (Daniel Torres), uma verdadeira peste
a filha de Sulanca, DEDEJA (Catarina Abdala), mãe de Odorico que o deixa com Sulanca.

– núcleo de MARISINHA (Bete Coelho), irmã mais velha de Heloísa, que vive um casamento complicado com o marido. Baseado em sua experiência conjugal, escreve um livro de sucesso, “Conversas com Peteleco” (numa referência ao cachorro da família):
o marido AGENOR (Mário Gomes), um tipo mulherengo que muda totalmente de personalidade quando perde a memória e passa a ser outra pessoa, SOLANO, o oposto de Agenor
o filho MURILINHO (Pedro Neschiling), namora Soraya, por quem é apaixonado, mas ela vai trocá-lo por um rapaz rico
MILDRED CRAWFORD (Xuxa Lopes), escritora de quem Marisinha é fã. Conhece Marisinha na noite de autógrafos de seu livro e passa a usar Agenor, com quem inicia um caso, para roubar os escritos do novo livro de Marisinha.

– núcleo de GEÓRGIA BOGARI (Patrícia Travassos), cunhada de Ester, irmã de seu falecido marido. Festeira e liberal, vive a vida numa boa aproveitando o dinheiro que tem:
o ex-marido IVAN (Cláudio Marzo), advogado do banco, braço direito de Ester
os filhos, advogados do banco da família, SILVIA (Guilhermina Guinle), que vai ser advogada de Heloísa quando Ester a demitir,
e PEDRO (Rafael Paiva), bom profissional mas despreparado para uma relação afetiva: deixa-se envolver por Soraya, interessada em seu dinheiro
o amigo SAMOVAR (Cássio Scapin), desocupado, deslumbrado e afetado, companheiro de festas e farras
a governanta MÉMÉ (Jacqueline Laurence), o severo anjo da guarda da família que tenta manter a disciplina na casa
o motorista ANSELMO (Ivan Cândido), amigo do povo do Beco da Baiúca
o rapagão RODRIGO (Carlos Bonow), amigo de faculdade de Pedro que Geórgia passa a namorar.

– núcleo de DONA ROMA (Miguel Magno), dona de uma pensão no Beco da Baiúca. É uma grande observadora da alma humana. Na verdade, é um homem que gosta de se vestir de mulher, aceito por todos como tal:
os moradores de sua pensão: Talarico,
ASSUNTA (Elizângela), secretária do Frango, tarada por rapazes novos
MORCEGA (Sylvia Massari), cantora da noite, ajuda Roma a fazer investigações
VITZA (Carol Machado), veio da Croácia para um encontro com Talarico, que conheceu pela internet, e a partir daí passaram a namorar. A princípio ninguém entende o que ela fala – aprende aos poucos a língua portuguesa
o empregado EVARISTO (Ronaldo Tasso).

– núcleo de ZELÂNDIA (Maria Zilda Bethlem), dona do restaurante Bardelas, é uma mulher de bom coração e batalhadora, amiga de todos. Envolve-se com Ivan:
o filho GIBRALTAR (João Velho), gosta de ordem, e usa um apito que às vezes incomoda os moradores do Beco da Baiúca. É apaixonado por Julieta.

– núcleo de DIONÍSIA (Chica Xavier), moradora do Beco da Baiúca e cozinheira na mansão de Regina, de quem é muito amiga. Uma mulher decente e trabalhadora. Com a herança deixada pela ex-patroa, vai se ver em apuros, já que duas de suas filhas vão querer se apossar da casa:
as filhas VIOLETA (Isabel Fillardis), de boa índole, funcionária do Frango e grande amiga de Heloísa – apaixona-se por Lúcio e é o estopim de sua separação com Madô;
a dupla ANASTÁCIA (Zezéh Barbosa) – ou LATOYA, como faz questão de ser chamada – funcionária do Frango que, demitida, vai aliar-se a Zé Bisonho,
e JUREMA (Mary Sheila) – ou WHITNEY -, copeira na casa de Regina. As duas são aculturadas, debochadas, com manias de grandeza e vivem envolvidas em problemas;
o filho mais novo JORGINHO (Jorge de Sá), bom rapaz, advogado recém formado que vai trabalhar no escritório de Sílvia
a namorada de Jorginho, ZENÓBIA (Roberta Rodrigues), que vive em atrito com Latoya.

– núcleo dos pretendentes de Ademilde:
TOURO SENTADO (Fábio Sabag)
CACHORRÃO POLACO (Ricardo Petráglia)
CARICATO (Eduardo Dussek)
CARGA PESADA (Paulo César Pereio)
NOCAUTE JACK (Carlos Mossy)
PROFESSOR (Stepan Nercessian)
BANDEIRA DOIS (Adriano Reys)
OLAVO (Mário Cardoso)
JOEL (Carlos Casagrande), com quem Ademilde fica no final
CORIOLANO (Agildo Ribeiro), gay que propõe um casamento de fachada com Ademilde para receber uma fortuna de sua mãe. Naíde se oferece para o casamento
a mãe de Coriolano, DONA XIMENA (Ida Gomes), que morre antes da cerimônia de casamento do filho com Naíde
o amigo de Coriolano, EVERALDO (Roberto Roney), gay tão afetado quanto Coriolano.

– demais personagens:
TADEU (Marcos Pasquim), homem perigoso que se esconde na pele de bom moço para conquistar Heloísa. Vai trabalhar no Frango, mas dá um desfalque na loja que a leva a falência. Quando todos percebem suas intenções, é expulso da Baiúca, mas promete vingar-se. Une-se a Zé Bisonho para comprar o Frango com Tudo Dentro e alia-se a Ester para derrubar Heloísa, por quem nutre uma paixão doentia.
VALDO (Hugo Gross), funcionário do Frango, alvo da paixão de Samovar
MEIA-NOITE (Jorge Maya), segurança do Beco da Baiúca, apaixonado por Latoya, mas não correspondido
o DEPUTADO BOAVENTURA (Oswaldo Loureiro), arma em esquema milionário de fraude e envolve Leontina, Armando, Elvira, Latoya, Whitney e Dauro
VALDETE (Daniela Pessoa), secretária de Armando no esquema do “mensalão” armado com o Deputado Boaventura. Terá um caso com Armando provocando a ira de Elvira, que denuncia todos à polícia
THAISINHA (Pia Manfroni), amiga de Madô que a leva para a televisão, onde Madô terá um programa: Francamente Madô
FLÁVIO (Jandir Ferrari), diretor do programa de Madô
JANETE (Débora Olivieri), mãe de Julieta que a procura depois que ela se torna uma jogadora de futebol famosa
INÁCIO (Lauro Góes) e DALVA (Maria Regina), falsos pais de Tadeu que ele apresenta à família de Heloísa
os funciónarios do Banco Benate Bogari: LEANDRO (Renato Faria), LEDA (Andréa Mattar), SALETE (Mariana Vaz), EDNA (Renata Paschoal) e ROSA (Nanah Garcia).

A dupla Miguel Falabella e Maria Carmem Barbosa retornou com uma comédia às 7 da noite depois de Salsa e Merengue, de 1996. Muita cor, ritmo frenético, dramas exagerados que provocam risos, intrigas e confusões marcaram A Lua Me Disse.

Com os baixos índices de audiência da novela anterior, Começar de Novo, a Globo resolveu voltar às comédias no horário das 19 horas. Os próprios autores definiram a novela como uma “neochanchada pop”. A história não chegou a empolgar o público mas conseguiu elevar o índice do horário. A sua maior qualidade foi a trama redonda, bem costurada e seu texto caprichado.

Parte do elenco e da produção da novela gravaram durante dez dias as cenas dos primeiros capítulos na Europa. Foi escolhida como locação a pequena cidade de Innsbruck, na Áustria, apesar da trama se passar na Suíça. A cidade austríaca ofereceu melhores locações: parques e ruas cobertos de neve, pistas de esqui e paisagens típicas do inverno europeu que girou entre -30 e -5ºC.

Os cenários e figurinos seguiram a mistura de estilos da trama, juntando o realismo e a farsa, inspirados na estética do cineasta espanhol Pedro Almodóvar. Como a intenção era fazer uma novela alegre, houve ênfase nas cores do núcleo do Beco da Baiúca.
Fonte: site Memória Globo.

O destaque da cidade cenográfica ficou por conta do estabelecimento Frango com Tudo Dentro, uma espécie de shopping onde se podia comprar de tudo. Os cenógrafos responsáveis pela cidade, Raul Travassos e Moa Barrow, definiram como uma verdadeira megastore suburbana.
“Uma das coisas que mais chama a atenção, além dos letreiros luminosos e coloridos, é a estátua de um frango com seis metros de altura”, comentou Raul.

As chamadas que antecipavam a estreia da novela apresentavam Miguel Falabella vendendo produtos da loja Frango com Tudo Dentro, e “vendendo” a trama aos telespectadores como “uma novela com tudo dentro”.

A Lua Me Disse lembrou a fase de ouro de Silvio de Abreu e Jorge Fernando no mesmo horário, nos anos 1980 – período iniciado com Guerra dos Sexos (1983). Com ingredientes parecidos aos usados por Falabella, Abreu marcou época com novelas de humor ao mesmo tempo inteligente e escrachado, em tramas movimentadas e personagens memoráveis.
Não foi só na receita que Falabella e Maria Carmem Barbosa se aproximaram de Abreu em A Lua Me Disse. Houve também a manipulação consciente das convenções do gênero, que ora eram respeitadas e apareciam em sua forma mais eficiente; ora eram anarquizadas. O espectador, ao mesmo tempo em que podia usufruir do prazer do previsível, era também surpreendido e até afrontado. Claro que tudo no âmbito modesto do entretenimento televisivo, mas, ainda assim, bem mais do que se esperava das novelas da época, conferindo à obra um ar quase “autoral”. Em A Lua Me Disse, essa autoria passou por um equilíbrio muito delicado entre o humor e o escracho.
(por Bia Abramo, colunista da Folha de São Paulo)

As personagens Latoya e Whitney (Zezeh Barbosa e Mary Sheyla) acabaram sendo centro de uma polêmica inusitada. Enquanto as personagens negavam sua condição negra, o assunto foi encarado por grupos ativistas como um estímulo ao preconceito.

Da mesma forma, grupos de proteção aos índios não gostaram do tratamento dado à personagem Índia, vivida pela atriz Bumba, uma índia de verdade. Empregada na casa de Ademilde (Arlete Salles), Índia era o saco de pancadas das irmãs más de sua patroa. Numa alusão ao clássico infantil A Gata Borralheira, as irmãs rasgaram o vestido com o qual Índia iria a um casamento chique.

No capítulo exibido em 24/06/2005, os autores fizeram uma espécie de homenagem à novela clássica Selva de Pedra. Abandonada no altar pelo noivo, Naíde (Maria Gladys) sai transtornada da igreja rasgando o vestido de noiva, tal qual Fernanda (Christiane Torloni em 1986) fizera na novela de Janete Clair, ao passar pela mesma situação. Detalhe: Miguel Falabella atuou na versão de Selva de Pedra de 1986.

Em outra trama, Latoya (Zezeh Barbosa) vende a casa da mãe, numa alusão à vilã Maria de Fátima (Glória Pires) de Vale Tudo (1988).

Após 24 anos afastada das novelas, Pepita Rodrigues retornou como Diva, mãe da protagonista Heloísa, interpretada por Adriana Esteves. Sua última atuação em novelas havia sido em 1981, em O Amor é Nosso!.

Em 2010, A Lua Me Disse foi reeditada e transformada numa minissérie de 13 capítulos de 50 minutos, para atrair compradores em mercados internacionais. Só foram usadas as tramas centrais.

Trilha Sonora Nacional

luamedisset
01. NINGUÉM MERECE – Zeca Pagodinho (tema de Marisinha e Agenor)
02. SÓ VOU GOSTAR DE QUEM GOSTA DE MIM – Caetano Veloso (tema de Tadeu e Heloísa)
03. O CAMINHO – Bebel Gilberto (tema de Julieta)
04. VENEZIANA – Simone (tema de Adilson e Marta)
05. POR QUE NÃO EU? – Leoni (tema de Gustavo)
06. LERO LERO – Erasmo Carlos (tema de abertura)
07. CICLO – Jorge Vercilo (tema de Violeta)
08. AMAR VOCÊ (SEGREDO DO MEU CORAÇÃO) – The Originals (tema de Ademilde)
09. UM MAIS UM – Skank (tema do núcleo jovem)
10. EU SOU NEGUINHA? – Vanessa da Mata (tema de Latoya e Whitney)
11. TATUAGEM – Gil
12. DIA AZUL – Djavan (tema de Madô)
13. CHUVA DE GELO – Circuladô de Fulô
14. IMPRESSÃO DIGITAL – Pepeu Gomes (tema de Zelândia)
15. ARPOADOR – Mart’nália
16. MEDO – Pedro Barreto

Tema de Abertura: LERO LERO – Erasmo Carlos

Meu bem
Faz tantas luas que eu espero
Pirraça é coisa de criança
Vamos deixar de lero lero

Choro sem motivo
Engana a lágrima
E confunde o fim
Pega carona com o bom senso
E cai na estrada que vem dar em mim

Quando o dilúvio passar
Nada vai justificar
Quanto tempo nós perdemos
Quanto amor nós não fizemos

Tantos abraços sonhados
Milhares de beijos não dados
Por que afogar gostosuras
Num mar de frescuras

Vem
Tocar comigo os sinos da paixão
Se não for mal de T.P.M.
Só pode ser malcriação…

Veja também

  • salsaemerengue_logo

Salsa e Merengue

  • negociodachina_logo

Negócio da China

  • aquelebeijo_logo

Aquele Beijo