Sinopse

Na aldeia de Póvoa do Varzim, região do Minho em Portugal, os conflitos dos moradores locais.

Após a morte de seu pai, Margarida (Guida) vai viver com sua meia-irmã Clara, filha de sua madrasta. A madrasta morre e confere a educação das meninas ao Padre Antônio, o Senhor Reitor. A partir daí o Reitor começa a cuidar das duas mocinhas.

Pedro, um homem simples que trabalha no campo como seu pai, o Sr. José Das Dornas, dono da fazenda mais importante da aldeia, é noivo da ambiciosa Clara. Guida, por sua vez, é a prometida de Daniel, que voltou à aldeia graduado como médico, destituindo o posto do Dr. João Semana. Mas o rapaz não se lembra de Guida, nem da promessa de casamento feita anos antes à jovem, assim como não se acostuma com a vida humilde da pequena aldeia.

O Reitor se inspirará na natureza para proteger e cuidar de suas flores (Guida e Clara), utilizando sua sabedoria para controlar as incríveis confusões que surgirão.

SBT – 19h
de 6 de dezembro de 1994
a 8 de julho de 1995
186 capítulos

novela de Lauro César Muniz
baseada no romance homônimo de Júlio Diniz
escrita por Bosco Brasil, Ismael Fernandes, Analy A. Pinto, Aziz Bajur e Zeno Wilde
supervisão de texto de Chico de Assis
direção de Del Rangel e Henrique Martins
direção geral de Nilton Travesso

Novela anterior no horário
Éramos Seis

Novela posterior
Sangue do Meu Sangue

JUCA DE OLIVEIRA – Senhor Reitor (Padre Antônio)
DÉBORA BLOCH – Margarida (Guida)
LUCIANA BRAGA – Clara
EDUARDO MOSCOVIS – Daniel
TUCA ANDRADA – Pedro
ELIAS GLEIZER – Sr. José das Dornas
LUÍS CARLOS ARUTIN – Dr. João Semana
DANIELA CAMARGO – Amália
CLÁUDIO FONTANA – Manoel do Alpendre
DENISE DEL VECCHIO – Joana
JOFRE SOARES – Mestre Álvaro
VALÉRIA ALENCAR – Francisquinha
ANA LÚCIA TORRE – Zefa das Graças
CLÁUDIA MELLO – Brásia
MÍRIAM MEHLER – Rosa
ROGÉRIO MÁRCICO – Pereirinha
ROBERTO BOMTEMPO – Padre José
LÚ GRIMALDI – Elvira
LULU PAVARIN – Donana
CLÁUDIO CURI – Rogério
FERNANDA MUNIZ – Mariazinha
OSCAR MAGRINI – Augusto
CAIO BLAT – Henrique
JOANA FOMM – Eugênia Carlota
RENATO BORGHI – João da Esquina
ELIZÂNGELA – Tereza
LUCINHA LINS – Magali do Porto
RONEY FACHINI – Malaquias
LÚCIA ROMANO – Isabel
ARIELA GOLDMAN – Maria do Porto
FERNANDO NEVES – Joaquim
LAVÍNIA PANUZZIO – Antonieta
OLAIR COAN – Padre Emílio
BRI FIOCCA – Liduina
ALEXANDRE REINECKE – Capitão
ÉLIDA MARQUES – Leonor
RIBA CARLOVICH – Jorge
LUIZ GUILHERME – General Afonso D’Alencastro
EDUARDO GALVÃO – Fernão da Ribeira
MARCOS BREDA – Gama
PHELIPE LEVY – Cardeal Joaquim
GISELA ARANTES – Adelaide
LOURDES DE MORAES – Vitória
PAULO DE ALMEIDA – Antônio (cocheiro da cidade)
CRISTINA PADIGLIONE – Virgília (lavadeira)
SÔNIA GUEDES
ELIETE CIGARINI
BETO MAGNANI
RITINHA MARTINS
primeira fase
ROSAMARIA MURTINHO – Ressurreição
CRISTINA BESSA – Margarida
PAULA KLEIN – Clara
JIDDU PINHEIRO – Daniel
OBERDAN JÚNIOR – Pedro
BRUNO GOMES
SABRINA BERÁGUAS
ANA CAROLINA
e
PAULO GOULART – Dom Arlindo

Remake da novela que Lauro César Muniz escreveu para a TV Record entre 1970 e 1971. Na primeira versão, Dionísio Azevedo interpretou o Senhor Reitor – além de ter sido o diretor da novela.

Caprichada produção e boa tentativa do SBT de alavancar o seu núcleo de dramaturgia – iniciado em 1994 com o remake de Éramos Seis.

O destaque ficou por conta das três beatas fofoqueiras interpretadas por Ana Lúcia Torre, Cláudia Mello e Míriam Mehler.
E também Cláudio Fontana, ótimo vivendo Manoel do Alpendre, que lhe rendeu, inclusive, a última cena, a que finalizou a novela.

A repercussão na mídia foi interessante e a novela fechou com 11 pontos de média geral no Ibope da Grande São Paulo, um pouco abaixo da antecessora, Éramos Seis. A audiência e a avaliação da crítica justificavam a continuação do projeto de teledramaturgia do SBT, apesar do retorno publicitário não garantir altos lucros – mas pagava o investimento. Flávio Ricco e José Armando Vannucci em “Biografia da Televisão Brasileira”.

A partir de 11/12/2006 o SBT passou a apresentar uma reprise de As Pupilas do Senhor Reitor, às 19 horas. Mas, em 15/12, depois de quatro capítulos apresentados, a emissora suspendeu a reexibição da trama. A novela voltou a ser reapresentada, dessa vez do início ao fim, às 15h15, entre 07/05 e 03/08/2007.

Trilha Sonora *
pupilas95t
01. CANÇÃO DO MAR – Dulce Pontes (tema de abertura)
02. AS MINHAS MENINAS – Chico Buarque
03. FADO – Paulo de Carvalho (participação Ivan Lins)
04. TEU OLHAR – Grupo Soma
05. TODO BEIJO – Marcelo (participação Gal Costa)
06. CANÇÃO DE DONA MARIA ESPERANDO O REGRESSO DAS NAUS – Filipa Pais
07. LAURINDINHA – Dulce Pontes
08. AI MOURARIA – Lucinha Lins
09. BARCO FANTASMA – Maria Martha
10. MULHER – Zé Renato
11. TEMA DO REITOR (Instrumental) – Ricardo Botter Maio
12. POR UMA LÁGRIMA TUA – Amália Rodrigues (tema de Guida)

* A trilha sonora também contém as músicas da novela Éramos Seis

Sonoplastia: José Carlos Jardim e Benjamin Diniz
Trilha: Ricardo Botter Maio
Supervisão Musical: Eduardo Ramos

Tema de Abertura: CANÇÃO DO MAR – Dulce Pontes

Fui bailar no meu batel
Além do mar cruel
E o mar bramindo
Diz que eu fui roubar
A luz sem par
Do teu olhar tão lindo
Vem saber se o mar terá razão
Vem cá ver bailar meu coração
Se eu bailar no meu batel
Não vou ao mar cruel
E nem lhe digo aonde eu fui cantar
Sorrir, bailar
Viver, sonhar
Contigo…

Veja também

  • eramosseis94_logo

Éramos Seis (1994)