Sinopse

A saga dos heróis-caminhoneiros está de volta, 22 anos depois. Como um típico caminhoneiro, Pedro conheceu todos os prazeres, todos os sotaques e todas as mulheres. Fraquejou diversas vezes, enfrentou o perigo em outras tantas. Agora, mais maduro e dono de si, consciente de que pode chegar aonde bem quiser, Pedro nunca abandonou o volante. Grisalho e mais amadurecido, mas ainda o mesmo Pedro dos bons tempos.

Enquanto Pedro continuou todo esse tempo na estrada, Bino resolveu estacionar. Montou um negócio de transportes e, atrás de uma mesa, engravatado e atolado em papéis – e como ele mesmo diz, apodrecendo – levou nestes anos uma vida segura e monótona. Viúvo e com um filho prestes a se formar, Bino resolve voltar à atividade. Ele e Pedro marcam um encontro em Bagé, onde o amigo está com uma carga, e decidem reeditar a dupla.

Entretanto, a atitude de Bino guarda uma triste razão. Afastado da vida que mais gosta, ele passa a viver um drama: 50% de chances de estar com câncer. Depois de uma reflexão, decide dar uma guinada em sua vida, partindo para uma grande e, quem sabe, derradeira viagem. Agora eles estão juntos novamente, do Chuí ao Oiapoque, dispostos a todo tipo de aventura pelo simples prazer de sentir a liberdade e o vento das estradas.

Com a dupla viaja Pedrinho, filho de Bino, afilhado de Pedro, que, eventualmente, divide a direção com o pai e o padrinho. O caminhão de Pedro e Bino cruza com o de Rosa, uma mulher de fibra que, após a morte do marido, também caminhoneiro, assumiu o volante do veículo para sustentar sua família. Desse encontro surge um romance: Rosa consegue abalar as fortes convicções do cinquentão Pedro, que insiste em se manter solteiro.

Globo – 23h
de 29 de abril a 30 de setembro de 2003
de 16 de abril a 28 de maio de 2004
de 13 de agosto a 17 de setembro de 2004
de 8 de abril a 3 de junho de 2005
de 19 de agosto a 11 de novembro de 2005
de 2 de junho a 11 de agosto de 2006
58 episódios

escrita por Leopoldo Serran (2003),
Ecila Pedroso, Ivan Santana, Claúdia Souto, Fausto Galvão, Cristianne Fridman, Mara Carvalho, Max Mallmann e Geraldo Carneiro (2004),
Rosane Lima, Ecila Pedroso, Mara Carvalho e Geraldo Carvalho (2005)
redação final de George Moura e Ronaldo Santos
direção de Roberto Naar e Ary Coslov
direção geral de Roberto Naar
núcleo Marcos Paulo

ANTÔNIO FAGUNDES – Pedro
STÊNIO GARCIA – Bino
WAGNER MOURA – Pedrinho
PATRÍCIA PILLAR – Rosa
FERNANDO PAGANOTE – Toninho

e
ADEL MERCADANTE
ADRIANA DE BROUX
ADRIANO GARIB
ADRIANO SABOYA
ALBY RAMOS
ALEXANDRA RICHTER
ALEXANDRE DACOSTA
ALEXANDRE PETERMANN
ALEXANDRE ZACCHIA
ALOÍSIO DE ABREU
AMANDHA LEE
ANA COTRIM
ANA LIMA
ANA LÚCIA TORRE
ANALÚ PRESTES
ANA PAULA BOUZAS
ANDERSON MÜLLER
ANDRÉ VALLI
ÂNGELA VIEIRA
ANTÔNIO BARBOZA
ANTÔNIO PETRIN
ARIEL JOSEF GOLDEMBERG
BÁRBARA BORGES
BETH LAMAS
BETTY ERTHAL
BIANCA BYINGTON
BLOTA FILHO
BRUNA MARQUEZINE
BRUNO FAGUNDES
CACÁ AMARAL
CARLA FAOUR
CARLOS GREGÓRIO
CARLOS SATO
CARLOS THIRÉ
CÁSSIA KISS
CASTRINHO
CHICO DIAZ
CHICO EXPEDITO
CLÁUDIA MAURO
CLÁUDIA PAIVA
CLÁUDIA PROVEDEL
CLÁUDIO JABORANDY
CLÓVIS GONÇALVES
CYRIA COENTRO
DAVID CARDOSO
DIG DUTRA
DUPLEX
EDMILSON BARROS
EDUARDO TORNAGHI
FELIPE CAMARGO
FLÁVIO CORDEIRO
GENÉSIO DE BARROS
GERALDO PENINHA
GILBERTO MIRANDA
GILBERTO TORRES
GISELLE FRÓES
GISELLE ITIÉ
HARILDO DEDA
HELENA RANALDI
HÉLIO POTTES
HUGO GROSS
IRAN MELLO
ISAAC BARDAVID
ISABEL GUERON
IVAN CÂNDIDO
JACKSON COSTA
JOSÉ CARLOS SANCHES
JOSÉ RUBENS CHACHÁ
JULIANA ARAÚJO
JÚLIA SPADACCINI
KARINA BARUM
LAURA CARDOSO
LICURGO SPÍNOLA
LUCA DE CASTRO
LUCCI FERREIRA
LUÍSA THIRÉ
LUIZ CARLOS PERSY
LUIZ CARLOS VASCONCELOS
LUIZ NICOLAU
MARA CARVALHO
MARCELA MOURA
MARCELLO GONÇALVES
MARCELO BORGHI
MARCELO CAPOBIANCO
MARCO LUQUE
MÁRIO BORGES
MÁRIO SCHOEMBERGER
MAURÍCIO GONÇALVES
MAURÍCIO GRECCO
MAURO BARBALHO
NÁDIA ROWINSKY
ORÃ FIGUEIREDO
OSCAR SIMCH
OSVALDO MIL
OTÁVIO MENDES
OTHON BASTOS – Jamil
PASCHOAL VILLABOIM
PAULO JÚNIOR
PAULO REIS
PHILIPPE LOUIS
RAYMUNDO DE SOUZA
RENATA PITANGA
REYNALDO GONZAGA
RICARDO AUTUORI
RICARDO PETRAGLIA
RITA GUEDES
RONALD SANTOS
RONEY VILELA
ROSE ABDALLAH
RUY REZENDE
SÉRGIO MALHEIROS
SÉRGIO MEDEIROS
SÉRGIO MONTE
STEPAN NERCESSIAN
STEPHANY BRITO
TALES COUTINHO
TÂNIA ALVES
TARCÍSIO FILHO
THIAGO FARIAS
TONHO CARVALHO
TONICO PEREIRA
TOTIA MEIRELLES
VANESSA GERBELLI
VANESSA LÓES
WALDIR GOZZI
XANDO GRAÇA
YASSIR CHEDIAK
YONÁ MAGALHÃES
ZECA ASSUMPÇÃO
ZÉCARLOS MACHADO
ZÉU BRITTO

a grande viagem – parte 1: de volta à estrada (29/04/2003)
a grande viagem – parte 2: uma rosa no asfalto (06/05/2003)
a grande viagem – parte 3: rumo a fortaleza (13/05/2003)
a grande viagem – parte 4: a amazônia (20/05/2003)

caminhos cruzados (12/08/2003)
o passado me condena (19/08/2003)
fronteira sem lei (26/08/2003)
carga perecível (02/09/2003)
a vaca de milhão (09/09/2003)
companheiros (16/09/2003)
cotidiano (23/09/2003)
terra mãe (30/09/2003)

A série de sucesso da Globo retornou 22 anos depois, ainda com Antônio Fagundes e Stênio Garcia vivendo os protagonistas, que continuavam suas aventuras pelas estradas do Brasil. Não se tratava de um remake, mas do acompanhamento da vida dos personagens depois de tanto tempo.

Até março de 2003, foram idealizados apenas quatro episódios, com perspectivas de possível ampliação, o que acabou acontecendo.

As primeiras cenas foram gravadas em Lençóis (GO), Foz do Iguaçu (PR) e em Araruama (RJ).

Para fazer uma liga temporal, cenas antigas da primeira versão do seriado foram mostradas nos primeiros episódios.

Antônio Fagundes, Stênio Garcia e Patrícia Pillar já haviam trabalhado juntos na novela O Rei do Gado, em 1996.

Reprisado pelo Viva (canal de TV por assinatura pertencente à Rede Globo) a partir de 04/09/2011.

Trilha Sonora
carga03t
01. FRETE – Chitãozinho & Xororó
02. TÁ LIBERADO – Bruno & Marrone
03. SONHO LINDO – Sula Miranda
04. NA SOLA DA BOTA – Rionegro & Solimões
05. OUTRA VEZ – Sérgio Reis
06. TE AMO DEMAIS – Leonardo
07. RÉDEAS DO POSSANTE – Marcos Paulo & Juliano
08. NAMORO ESCONDIDO -Maurício & Mauri
09. SEM A SOMBRA DA DOR – Roberta Miranda
10. HEI! – Grupo Tradição
11. ROMARIA – Tonny Francis
12. ESTRADAS – Yassir Chediak
13. VOU GASTAR MEUS 10 REAIS – André & Adriano
14. VAI SE CHAMAR SAUDADE – Antonio Fagundes
15. SAUDADE DE CASA – Alpha Beat
16. PARADA PRA DESCANSO 2 – Alpha Beat

Tema de Abertura: O FRETE – Chitãozinho e Xororó

Eu conheço cada palmo desse chão
É só me mostrar qual é a direção
Quantas idas e vindas,
Meu Deus quantas voltas
Viajar é preciso, é preciso
Com a carroceria sobre as costas
Vou fazendo frete, cortando o estradão

Eu conheço todos os sotaques
Desse povo todas as paisagens
Dessa terra todas as cidades
Das mulheres todas as vontades
Eu conheço as minhas liberdades
Pois a vida não me cobra o frete

Por onde eu passei deixei saudades
A poeira é minha vitamina
Nunca misturei mulher com parafuso
Mas não nego a elas meus apertos
Coisas do destino e meu jeito
Sou irmão de estrada e acho muito bom
Mas quando eu me lembro lá de casa
A mulher e os filhos esperando o pão
Sinto que me morde a boca da saudade
E a lembrança me agarra e profana
O meu tino forte de homem
E é quando a estrada me acode…

Veja também

  • cargapesada79_logo

Carga Pesada (1979)