Sinopse

Em 1922, a jovem Ana Francisca perde seu pai, assassinado por grileiros no interior do sul do país, e vai morar em Ventura com um ramo da família que ela não conhece: a avó Carmem, a verdureira da cidade, o tio Margarido, seus primos Timóteo e Márcia e a “agregada” Dália, no pobre, porém acolhedor, sítio da família.

Para ajudar em casa, Ana trabalha como faxineira na fábrica de chocolates Bombom, de Ludovico Canto e Mello, que domina toda a economia da região. Ludovico fundou a empresa mas não a administra, pois mora em Buenos Aires, onde cuida de sua saúde delicada. A fábrica é dirigida por sua irmã mais nova, a astuta e inescrupulosa Jezebel, que aplica freqüentes desfalques nos negócios e vive como uma rainha em Ventura.

Numa visita à sua fábrica, Ludovico, precisando trocar de roupa, só consegue um uniforme de operário para vestir. No banheiro, ele encontra Ana Francisca, que está fazendo faxina. Ela o toma por um reles carregador da fábrica. Já Ludovico, que se diverte com a situação, mantém a farsa. Os dois se tornam bons amigos: ele se enternece pela amizade de Ana, que sabe ser absolutamente sincera.

Ana estuda no colégio local como todos os jovens de Ventura, graças à vontade ferrenha de sua avó que não admite deixar a neta parar de estudar. Apesar de bonita, é uma espécie “patinho feio”, com seus vestidos pobres, penteados antiquados e óculos quebrados. Mesmo assim, a tímida Aninha chama a atenção de Danilo, o rapaz mais bonito do colégio. Acontece que Danilo é a grande paixão de Olga – a bela e mimada filha do delegado Terêncio – que não mede esforços para fisgar o bom partido.

Mas acontece algo que foge ao controle de Olga: Danilo se apaixona por Ana. O casal começa então a namorar, para horror de Olga e da família de Danilo, que o vê envolvido com a humilde neta da verdureira. Mas Olga não desiste e com a ajuda de Bárbara, primeira-dama de Ventura e tia de Danilo, arma uma humilhação para Ana Francisca. Num baile do colégio, um balde cheio de um líquido grosso e verde cai sobre Aninha, que passa a ser motivo de piada para a cidade. Enquanto todos se divertem com a situação, Ana foge de Danilo culpando-o do acontecido e nem lhe revela que está grávida dele.

Vendo o desespero e o sofrimento de Aninha, Ludovico se comove e resolve revelar sua verdadeira identidade. Casa-se com ela para dar um nome à criança e a leva para Buenos Aires, onde Ana Francisca começa uma vida nova. Recebe aulas de etiqueta, dança e música, corta seu cabelo à última moda, ganha de Ludovico vestidos finos, jóias e peles e se transforma em uma linda mulher. Ludovico vê o nascimento do filho de Ana, Tonico, mas morre pouco depois. O golpe da perda de Ludovico é mais uma dor para Ana, que nunca esqueceu Danilo, mas, decidida, ergue a cabeça e encara o futuro.

Ana Francisca volta a Ventura sete anos depois de sua partida mais bela do que nunca, agora como uma rica senhora, acionista majoritária da fábrica de chocolate, e disposta a se vingar de todos aqueles que um dia a fizeram sofrer. A cidade a recebe com grandes honras, todos parecem esquecer que a tratavam com desprezo, e resolvem dar um baile em sua homenagem. Para surpresa de todos, Ana anuncia que vai fechar a fábrica de chocolates. A notícia cai como uma bomba sobre os poderosos de Ventura. Para demovê-la da idéia, Jezebel, o prefeito Vivaldo, o delegado Terêncio e o banqueiro Conde Klaus usam todos os artifícios possíveis e imagináveis. Mas, por mais que tentem, não conseguem dissuadir Ana Francisca de seu intento.

Enquanto isto, Aninha reencontra Danilo, o antigo e grande amor de sua vida, mas, embora os dois continuem se amando, nenhum dá o braço a torcer. Cada vez que se encontram, se desentendem. Danilo está noivo de Olga há sete anos, mas não quer se casar por nada e só está noivo por insistência da família. Ele prefere ver o diabo a ver Ana, pois pensa que ela o traiu casando-se com Ludovico, ainda por cima por dinheiro. Ana, por sua vez, também quer distância de Danilo, pois pensa que ele a abandonou quando ela mais precisava dele. O que nenhum dos dois admite é que são, na verdade, apaixonados um pelo outro.

Globo – 18h
de 8 de setembro de 2003
a 8 de maio de 2004
209 capítulos

novela de Walcyr Carrasco
colaboração de Thelma Guedes
direção de Jorge Fernando, Fabrício Mamberti e Fred Mayrink
núcleo Jorge Fernando

Novela anterior no horário
Agora É Que São Elas

Novela posterior
Cabocla

MARIANA XIMENES – Ana Francisca (Aninha)
MURILO BENÍCIO – Danilo
ELIZABETH SAVALA – Jezebel
PRISCILA FANTIN – Olga
DRICA MORAES – Márcia
MARCELLO NOVAES – Timóteo
CACO CIOCLER – Miguel
TARCÍSIO FILHO – Sebastian
FÚLVIO STEFANINI – Prefeito Vivaldo
LÍLIA CABRAL – Bárbara
CLÁUDIO CORRÊA E CASTRO – Conde Klaus Von Burgo
LAURA CARDOSO – Carmem
OSMAR PRADO – Margarido
DENISE DEL VECCHIO – Dona Mocinha
ROSAMARIA MURTINHO – Margot
RODRIGO FARO – Guilherme
SAMARA FELIPPO – Celina
NÍVEA STELMANN – Graça
ANTÔNIO GRASSI – Reginaldo
ÂNGELO PAES LEME – Soldado Peixoto
ERNANI MORAES – Terêncio
TÂNIA BONDEZAN – Marieta
KAYKY BRITO – Bernardete / Bernardo
LUIZA CURVO – Cássia
CARLA DANIEL – Dália
ARY FRANÇA – Epaminondas
ROSANE GOFMAN – Roseli
ANDRÉA AVANCINI – Ivete
GUILHERME PIVA – Dr. Paulo
MARIA MAYA – Lili
ALEXANDRE BARILARI – Beto
VICTOR PECORARO – Maurício
JULIANA ALVES – Selma
SABRINA ROSA – Vera
HILDA REBELLO – Matilde
MÔNICA CARVALHO – Gigi
MARCELO BARROS – Araújo
RICARDO MARTINS – Quincas
RENATO RABELLO – Padre Eurico
YEDA DANTAS – Cândida
VIVIANE PORTO – Inácia
GABRIEL AZEVEDO – Fabrício
BRUNO PEREIRA – Thiago
LUCY MAFRA – Venúsia
RENATO CHOCAIR – Eugênio
FRANCISCO FORTES – Astolfo
LUCIANA BARBOSA – Dona Micaela
ROSINA LOBOSCO – Pureza
KERUSE BONGIOLO – Camélia
as crianças
GUILHERME VIEIRA – Tonico
MARCELA BARROSO – Estelinha
SABRINA DE SOUZA – Darlene
CACÁ BUENO – Elias
LUIZ ANTÔNIO NASCIMENTO – Jóia (Vitor)
SAMUEL MELLO – Beleza (Vinícius)
JEAN FELIPE – Palito
e
ADÉLIA LAZARI – Dona Hortência (florista)
ARMANDO PAIVA – morador de Ventura
ARY FONTOURA – Ludovico Canto e Mello
CARLOS ALBERTO – juiz
CÁSSIA LINHARES – Nádia
CHARLE MYIARA – Juca (pai de Aninha, no 1º capítulo)
CHICO CARVALHO – Detetive Horácio
CLÁUDIA BORIONI – Madre Superiora, no 1º capítulo
DANIEL BARCELOS – joalheiro, pai de Fabrício
ÉLIDA L´ASTORINA – mãe de Fabrício
EMILIANO QUEIRÓZ – médico
FLÁVIO OZÓRIO – comerciante
GUSTAVO OTONI – Meirinho (jurado)
ISAAC BARDAVID – defensor público
JARDEL MELLO – Romão (sócio de Ismênia)
JORGE FERNANDO – Crispim (palhaço)
JOSÉ STEIMBERG – médico que examinou Graça
LAURO GÓES – Leonardo (pai de Danilo)
LUCINHA LINS – Elvira (mãe de Danilo)
MALU VALLE – Ismênia
MARCELLO GONÇALVES – comparsa de Juvenal
MARCO MIRANDA – Ladislau (perito)
MARCOS FROTA – Morcego Voador (trapezista)
MARIA SILVIA – vizinha de Aninha, no 1º capítulo
MÁRIO CARDOSO – Delegado
MÁRIO CÉSAR CAMARGO – maquinista do trem, no 1º capítulo
MIRIAN PIRES – parteira de Graça
ODILON WAGNER – dono da fábrica de tecidos
PATRÍCIA FRANÇA – Dra. Sofia Mendonça
PAULO REZENDE – Flávio
ROBERTO BOMTEMPO – Juvenal
ROBERTO FROTA – Dr. Eusébio (assessor do secretário de segurança pública)
RÔMULO MEDEIROS – Amadeu (motorista de Jezebel)
SARAH MACIEL – Bernadete (criança)
SÉRGIO FONTA – Mestre Lael
SÔNIA DE PAULA – Dinorá (mulher de Epaminondas)
VICENTE BARCELLOS – vizinho de Aninha, no 1º capítulo
WALNEY COSTA – matou o pai de Aninha, no 1º capítulo
ZEZÉ DI CAMARGO e LUCIANO – Cascão e Cascudo
– núcleo de ANA FRANCISCA (Mariana Ximenes):
o marido LUDOVICO CANTO MELLO (Ary Fontoura), que se casou com Aninha para não deixá-la desamparada quando ela ficou grávida
o filho TONICO (Guilherme Vieira)
a governanta DONA MOCINHA (Denise Del Vecchio)
sua cachorra MILADY.

– núcleo de DANILO (Murilo Benício), que se apaixona por Aninha, mas devido a uma série de percalços, os dois se separam:
o tio VIVALDO (Fúlvio Stefanini), prefeito de Ventura
a tia BÁRBARA (Lília Cabral), mulher de Vivaldo
a prima ESTELINHA (Marcela Barroso)
a empregada VENÚSIA (Lucy Mafra)
seu cachorro SANSÃO.

– núcleo de OLGA (Priscila Fantin), apaixonada por Danilo:
os pais TERÊNCIO (Ernani Moraes), delegado de Ventura, e MARIETA (Tânia Bondezan)
os irmãos CÁSSIA (Luiza Curvo) e ELIAS (Cacá Bueno)
o SOLDADO PEIXOTO (Ângelo Paes Leme), apaixonado por Olga.

– núcleo de JEZEBEL (Elizabeth Savala), irmã de Ludovico que faz de tudo para tomar da cunhada a Bombom, a fábrica de chocolates que Aninha herdou de seu irmão:
a filha BERNARDETE (Kayky Brito), criada como menina, mas que na realidade era um menino, BERNARDO
a empregada CÂNDIDA (Yeda Dantas), babá que criou Bernardete – na realidade é sua verdadeira mãe
o mordomo EPAMINONDAS (Ary França)
a empregada INÁCIA (Viviane Porto)
a menina DARLENE (Sabrina de Souza), agregada na casa de Jezebel.

– núcleo dos caipiras da fazenda:
a avó de Aninha, DONA CARMEM (Laura Cardoso)
o tio de Aninha, MARGARIDO (Osmar Prado), que se casa com Dona Mocinha
os primos TIMÓTEO (Marcelo Novaes) e MÁRCIA (Drica Moraes), que acabam apaixonados. Márcia, manicure dona de um salão de beleza, havia se envolvido com o prefeito Vivaldo
a agregada da família DÁLIA (Carla Daniel)
o misterioso MIGUEL (Caco Ciocler), que se interessa por Aninha. Descobre-se que ele é filho de Ludovico.

– núcleo do CONDE KLAUS (Cláudio Corrêa e Castro), um banqueiro avarento:
os sobrinhos SEBASTIAN (Tarcísio Filho), um vigarista, e MAURÍCIO (Victor Pecorano)
a governanta MATILDE (Hilda Rebello).

– núcleo de GUILHERME (Rodrigo Faro), amigo de Danilo:
sua amada CELINA (Samara Felippo), que se casa contra a vontade com o Conde Klaus
a mulher GRAÇA (Nívea Stelmann), irmã de Celina, com quem se casa por conta de uma armação dela
o sogro REGINALDO (Antônio Grassi), pai de Celina e Graça. Aposta sua filha Celina no jogo com o Conde Klaus, e perde.

– núcleo de MARGOT (Rosamaria Murtinho), dona do Hotel de Ventura. Descobre-se ser a mãe de Guilherme, o que o deixa revoltado, pois ela havia sido uma prostituta na juventude:
os empregados QUINCAS (Ricardo Martins), ARAÚJO (Marcelo Barros) e GIGI (Mônica Carvalho)
o garoto PALITO (Jean Felipe), irmão de Quincas.

– núcleo do salão de beleza de Márcia:
o cabelereiro BETO (Alexandre Barilari)
a manicure VERA (Sabrina Rosa)
a irmã de Vera, SELMA (Juliana Alves), que vai ser secretária na Fábrica de Chocolates Bombom. Cortejada por Beto, envolve-se com Maurício
os irmãos JÓIA (Luiz Antônio) e BELEZA (Samuel Mello).

– demais personagens:
IVETE (Andréa Avancini), secretária do Prefeito Vivaldo, apaixonada por ele
ROSELI (Rosane Gofman), empregada da Fábrica de Chocolates Bombom
DR. PAULO (Guilherme Piva), médico de Ventura, e sua enfermeira LILI (Maria Maya)
o PADRE EURICO (Renato Rabello)
os coroinhas FABRÍCIO (Gabriel Azevedo), pretendente de Bernardete, e THIAGO (Bruno Pereira), pretendente de Cássia
EUGÊNIO e ASTOLFO, funcionários da Fábrica de Chocolates Bombom
PUREZA, irmã de Cândida que trabalha na verdureira
DONA MICAELA, modista de Ventura.

A trama inicial de Chocolate com Pimenta foi inspirada na opereta A Viúva Alegre, de Franz Lehár, e na peça A Visita da Velha Senhora, de Durrenmatt (que, por sua vez, inspirou outras novelas, como Os Inocentes, em 1974, Cavalo de Aço, em 1973, e Fera Radical, em 1988).

Um sucesso, a novela esteve nas alturas, segundo o Ibope, superando de longe a audiência dos programas do horário. Chocolate com Pimenta foi a novela de maior audiência até então na faixa das 18 horas. Seu desempenho foi superior ao próprio O Cravo e a Rosa, último sucesso das seis, exibido entre 2000 e 2001, também de Walcyr Carrasco e no mesmo embalo de anos 20.

“Não há segredo. É a mescla de humor e romance. O clima bem-humorado é o que eu acho de mais semelhante com O Cravo e a Rosa, opinou o autor de ambos os folhetins.
Ele também creditou o sucesso ao casal protagonista, Murilo Benício (Danilo) e Mariana Ximenes (Ana Francisca), que “tem muita química. É um estouro!” Walcyr garantiu que não esteve preocupado com Ibope.

Foi na caça a receitas diferentes que Walcyr Carrasco, numa viagem a Londres, provou um bolo de chocolate que levava pimenta, o que inspirou o nome da novela.

Um grande destaque para o núcleo caipira da novela e para os trejeitos de Márcia, numa interpretação marcante de Drica Moraes. Seu sonho em ser chique e fugir da vida caipira, acreditando nas promessas do prefeito casado, divertiram o público. O bordão “sou chique, bem!” caiu no gosto popular.

A fictícia cidade do sul do Brasil onde a trama se passa – Ventura – foi construída em 6 mil metros quadrados no Projac. Os cenógrafos Zé Cláudio Ferreira e Eliane Heringer buscaram inspiração em Gramado, Canela e Petrópolis, que têm clara influência alemã. Praça, igreja, coreto, muitas flores, lojas, um hotel e a fábrica de chocolates Bombom – que era a força econômica de Ventura – foram os marcos da cidade cenográfica. As primeiras cenas da novela foram gravadas em Buenos Aires (na Argentina) e na Serra Gaúcha.

Antes da estreia, quando o autor avisou a direção da TV Globo que incluiria na trama o personagem de um menino criado como menina, dirigentes da emissora foram contrários à ideia. Argumentaram que o tema era forte demais para as seis da tarde – um horário com audiência em declínio. Walcyr bateu o pé, disse que manteria o personagem e provou que estava certo.
Bernardete, interpretada pelo então adolescente Kayky Brito, tornou-se uma das figuras mais populares da novela. Mais que isso, ajudou Chocolate com Pimenta a atingir um pico de audiência raro para as seis da tarde, na época: 41 pontos. Isso aconteceu no capítulo em que a verdadeira identidade de Bernadete veio à tona numa cena divertida, em que vários personagens levantaram sua saia para fazer uma “análise científica”.

Interpretar o papel de menina causou alguns inconvenientes a Kayky Brito, então com 15 anos. Durante cinco meses ele enfrentou um longo ritual antes de entrar em cena: passava até uma hora na maquiagem, às voltas com roupas e apliques. Além disso, teve de aguentar provocações na rua.
“Houve momentos em que pensei em desistir”, contou o ator à época.

Vários fatores contribuíram para o sucesso: um par de atrizes jovens, bonitas e talentosas nos postos de heroína e vilã (Mariana Ximenes e Priscila Fantin, respectivamente), veteranos de renome em papéis cômicos, uma excelente reconstituição de época (em cenários, figurinos e direção de arte) e a direção inspirada de um especialista em humor, Jorge Fernando. A novela também indicaria um bom caminho para lidar com o público das seis, que hoje mistura mulheres de meia-idade e adolescentes elétricos: trama central romântica, temperada por enredos paralelos mais ousadinhos. Chocolate com pimenta, enfim!

A novela foi reapresentada no Vale a Pena Ver de Novo de 24/07/2006 a 26/01/2007. E, novamente, entre 12/03 e 21/09/2012.

Trilha Sonora Nacional

chocolatet1
01. ALÉM DO ARCO-ÍRIS – Luiza Possi (tema de Aninha)
02. TRISTEZA DO JECA – Zezé Di Camargo & Luciano (tema de Timóteo)
03. SENSAÇÃO – KLB (tema geral)
04. ENCONTRO – Fábio Nestares (tema de Ana Francisca)
05. TODA VEZ QUE EU DIGO ADEUS – Cássia Eller (tema de Olga)
06. VOA BICHO – Milton Nascimento (tema de Margarido)
07. PRA LEMBRAR DE NÓS – Flávio Venturini (tema de Danilo)
08. TÁ-HI – Eduardo Dussek (tema de Márcia)
09. URUBU MALANDRO – Abraçando Jacaré (tema de Vivaldo)
10. SENSÍVEL DEMAIS – Nalanda (tema de Celina)
11. VALSA BRASILEIRA – Luiz Melodia (tema de Ana Francisca e Danilo)
12. DE UM JEITO QUE NÃO SAI – Leila Pinheiro
13. APANHEI-TE MINI MOOG – Mú Carvalho (tema de Margot)
14. CHOCOLATE COM PIMENTA – Deborah Blando (tema de abertura)

Trilha Sonora Internacional

chocolatet2
01. I´M IN THE MOOD FOR LOVE – Rod Stewart (tema de Cássia e Bernardo)
02. EVERYTIME WE SAY GOODBYE – Steve Tyrell (tema de Olga e Danilo)
03. HEY THERE – Bette Midler
04. (SOMEWHERE) OVER THE RAINBOW – Luiza Possi (tema de Aninha)
05. IN THE MOOD – Glenn Miller (tema de locação: Ventura)
06. PUTTIN´ON THE RITZ – Fred Astaire (tema de Sebastian)
07. NIGHT AND DAY – Ella Fitzgerald (tema de locação: sítio de Carmem e Margarido)
08. MACK THE KNIFE (MORITAIT) – Louis Armstrong (tema geral)
09. STORMY WEATHER (KEEPS RAININ´ALL THE TIME) – Etta James (tema romântico geral)
10. LOVER – John Williams & Boston Pops Orchestra
11. CHOCOLATE WALTZ – The John Windsor Company (tema da fábrica de chocolates)
12. GOOD OLD TIMES – Swinging Jellys (tema cômico geral)
13. CURLY LITTLE GIRL – Charlie Robins Band (tema cômico geral)

Tema de Abertura: CHOCOLATE COM PIMENTA – Deborah Blando

Frio queimando
E o calor do chuveiro
O amor dá raiva sem querer
Formiga e cigarra que parecem brigar
Só desejam ser um belo par

Sol e Lua, casa e rua
Luz e sereno
Ying-yang, ping e pong
Puro e veneno

Chocolate com pimenta
Paixão ciumenta
Assim violenta
De tanto que sofre aumenta…

Veja também

  • cravoearosa_logo

O Cravo e a Rosa

  • padroeira_logo

A Padroeira

  • almagemea_logo

Alma Gêmea

  • profeta2006_logo

O Profeta (2006)

  • inocentes_logo

Os Inocentes