Bastidores

Novela da TV Record exibida em horário não comercial – às 17h30 – devido ao desinteresse da emissora, que já se dedicava ao estilo musical.
No Rio de Janeiro, Comédia Carioca foi apresentada pela TV Rio, às 19h.

A novela era muito parecida com a série Alô, Doçura!, da TV Tupi, também com Eva Wilma e John Herbert, apresentando a vida engraçada de um casal.

Eva Wilma narrou em seu biografia “Eva Wilma, Arte e Vida” (Edla van Steen):
“Assinamos [ela e John Herbert] contrato com a TV Rio por um ano e participamos da novela Comédia Carioca, escrita pelo Carlos Heitor Cony, que saiu do ar, de uma hora para outra, sem nenhuma explicação ao público. A censura se instalava em nosso país. John e eu ficamos sabendo, através de informações sigilosas da emissora, que os censores haviam dito que tirassem a novela do ar, ou eles seriam obrigados a exigir que a outra novela, a das 20 horas, só fosse exibida às 22 horas. Comédia Carioca era às sete horas e a das oito era O Direito de Nascer, repetição da TV Tupi de São Paulo, o maior sucesso de audiência da época. Chantagem. Pura chantagem.

Record – 17h30 / TV Rio – 19h
de março a abril de 1965

novela de Carlos Heitor Cony

EVA WILMA
JOHN HERBERT
SADI CABRAL
ZILKA SALABERRY
WILSON VIANA

Veja também

  • record60

O Segredo de Ana Maria

  • record60

Quatro Homens Juntos

  • record60

Turbilhão

  • record60

Quem Bate