Sinopse

A rotina de uma delegacia voltada exclusivamente à mulher, com seus problemas e a luta para defender seus direitos. Lá trabalham a delegada Celeste, as quatro detetives, Belinha, Marineide, Ruth Baiana e Rosiclair, a escrivã Adelaide, a assistente social Paula Pinto e a radialista Luli Saraiva.

Cada uma delas simboliza um atributo feminino: sabedoria, beleza, força, eficiência, esforço, intuição, ilusão e senso de realidade.

Globo – 21h30
de 27 de março a 25 de julho de 1990
18 episódios

criação de e supervisão de texto de Maria Carmem Barbosa e Patrícia Travassos
escrito por Patrícia Travassos, Charles Peixoto, Miguel Falabella, Luís Carlos Góes, Ronaldo Santos e Geraldo Carneiro
direção de Wolf Maya, Denise Saraceni e Del Rangel
direção geral de Wolf Maya

ELOÍSA MAFALDA – Celeste
LÚCIA VERÍSSIMO – Marineide
SUSANA VIEIRA – Ruth Baiana
MAYARA MAGRI – Belinha (Cibele)
CININHA DE PAULA – Rosiclair
ZILDA CARDOSO – Adelaide
MARCOS PAULO – Zé Paulo
CISSA GUIMARÃES – Luli Saraiva
STELLA MIRANDA – Paula Pinto
ANA MAGDALENA BORGES – Ângela
CHRISTIANA GUINLE
MARIA CRISTINA GATTI
THEREZA PIFFER

e
ABRAÃO RIBEIRO – policial
ADRIANA ESTEVES – Manu
ALEXANDRE ACKERMANN – Zé Vitor
ÂNGELA CORRÊA
ANTÔNIO GRASSI – Fernando
ANTÔNIO PEDRO
AUGUSTO OLÍMPIO – Mudinho
BETTY GOFMAN – irmã de Fábio
BIA SEIDL – Mariana
CAMILA AMADO
CARLA DANIEL – Gabriela
CARLA MARINS – Alice
CARLOS GREGÓRIO – Oswaldo
CARLOS WILSON
CASTRO GONZAGA – Seu Jerônimo
CAZARRÉ
CECIL THIRÉ – Dr. Castro Leite
CHICO ANYSIO – Otoniel
CLÁUDIA MAGNO
COSME DOS SANTOS – assaltante
DANIEL DANTAS – maníaco
DEBORAH EVELYN – Fátima de Souza
DENIS CARVALHO
DENISE BANDEIRA
EDUARDO GALVÃO
ELIZÂNGELA – Dalva
ÊNIO SANTOS – Dr. Travassos
ESTELITA BELL
EVA WILMA – Dona Inês
EWERTON DE CASTRO
FÁBIO MÁSSIMO
FRANCISCO MILANI
GABRIELA DUARTE – Fátima
GUILHERME LEME
HERSON CAPRI
IDA GOMES – Eva Braun
IVON CURI – pastor
JACQUELINE LAURENCE
JAMAICA MAGALHÃES – guarda da delegacia
JAYME PERIARD – José Antônio Neto (Netinho)
JOEL SILVA
LAURA CARDOSO – mulher de Jerônimo
LÍDIA MATTOS
LÚCIA ALVES – Nóris
LUÍS MAGNELLI
LUIZ GUSTAVO
LUPE GIGLIOTTI
MÁRCIA CABRITA – funcionária da delegacia
MARIA HELENA DIAS
MARIETA SEVERO – Jandira
MÁRIO LAGO
MILTON GONÇALVES
MILTON MORAES
MOREIRA DA SILVA
NATÁLIA DO VALLE – Daisy
NELSON DANTAS
NEUZA BORGES
NORMA GERALDY
OSWALDO LOUREIRO – Valdir
OTHON BASTOS – Dr. Gilmar Fragoso (médico abortista)
PATRÍCIA TRAVASSOS
PAULO BARBOSA (PAULÃO) – Biriba
PAULO CÉSAR GRANDE – Binho (Fábio)
PAULO CÉSAR PEREIO
PAULO GOULART – Olavo
PAULO GRACINDO – Seu Claudionor
PAULO JOSÉ – Dr. Dario Gentil
PEDRO CARDOSO
RENATA CASTRO BARBOSA
RENATA FRONZI
RICARDO PETRAGLIA
ROGÉRIO CARDOSO
ROGÉRIO FRÓES
ROSANE GOFMAN
SANDRO SOLVIAT – malandro
SEBASTIÃO VASCONCELOS – Jerônimo
SÉRGIO MAMBERTI – Dr. Arnolfo
STELLA FREITAS
STÊNIO GARCIA – Ornela Vanoni
TÁCITO ROCHA
TAMARA TAXMAN – Lídia
TÁSSIA CAMARGO – Margô
THALES PAN CHACON
TONICO PEREIRA
TONY TORNADO
VIRGÍNIA LANE
XUXA LOPES – Gisela Freitas

– em defesa da honra (piloto, exibido em 28/12/1989)
– um dia a casa cai (27/03/1990)
– raios e trovões (03/04/1990), com Chico Anysio (Otoniel), Marieta Severo (Jandira), Oswaldo Loureiro, Stênio Garcia (Ornella, um travesti)
– elas não usam black-tie (10/04/1990), com Eva Wilma, Paulo Goulart, Natália do Valle, Rogério Cardoso
– formicida e guaraná (17/04/1990), com Tássia Camargo (Margô), Paulo César Pereio, Estelita Bell, Norma Geraldy
– chantagem eletrônica (01/05/1990)
– a negociata (15/05/1990)
– a vitima perfeita (22/05/1990)
– nossa senhora dos oprimidos (30/05/1990)
– acima de qualquer suspeita (06/06/1990)
– por um triz (13/06/1990)
– justiça seja feita (20/06/1990)
– um ato de amor (27/06/1990)
– um amor para Rosiclair (04/07/1990)
– artigo 124: Aborto (11/07/1990)
– por linhas tortas (18/07/1990)
– marcadas pelo medo (25/07/1990)

O episódio piloto – “Em Defesa da Honra” – foi apresentado em 28/12/1989. A série estreou no dia 27/03/1990, e ficou no ar até julho deste ano.

O seriado inspirava-se no dia a dia de uma delegacia feminina, com base em pesquisas realizadas por Schuma Schumaher, uma das fundadoras do S.O.S. Mulher. Apesar da seriedade dos assuntos tratados, envolvendo casos de violências cometidas contra a mulher, o seriado tinha uma linguagem bem humorada e descontraída e um tom de suspense.

Inicialmente apresentado às terças-feiras, às 21h30, posteriormente foi transferido para as quartas-feiras.

No piloto, Suzy Rêgo interpretou Luli Saraiva, papel que ficou com Cissa Guimarães no seriado. Já a personagem Ângela, filha da delegada Celeste (Eloísa Mafalda), foi interpretada por Bebel Gilberto no episódio-piloto e por Ana Magdalena Borges na série.

Dentre os muitos atores que fizeram participações especiais, destacam-se Paulo Gracindo, Luiz Gustavo, Deborah Evelyn, Estelita Bell, Norma Geraldy, Ivon Curi, Maria Gladys, Mário Gomes, Carla Camuratti, Denis Carvalho, Pedro Cardoso, Mário Lago, Renata Fronzi, Eva Wilma, Paulo Goulart, Stênio Garcia, Bia Seidl, Carlos Vereza e Françoise Forton, entre outros.

Delegacia de Mulheres foi reprisada pelo Viva (canal de TV por assinatura pertencente à Rede Globo) a partir de 26/08/2012.

Tema de Abertura: VELHA CICATRIZ – Alcione

Nós convidamos essa massa aí
Pra ser feliz ao menos uma vez
Pra escolher a sua direção
E obedecer somente ao coração
Nós convidamos essa massa aí
Pra de uma vez tomar o seu lugar
E nunca mais deixar escapulir
O tempo de sorrir, o tempo de cantar
E nunca mais deixar escapulir
O tempo de sorrir, o tempo de cantar
Nós convidamos essa massa aí
Pra esquecer a velha cicatriz
E entoar bem forte esta canção
Soltar de vez a força da paixão
Nós convidamos essa massa aí
Pra defender as emoções reais
Plantar a paz para colher amor
Deixar crescer a flor dos nossos ideais
Plantar a paz para colher amor
Deixar crescer a flor dos nossos ideais
Nós convidamos essa massa aí…

Veja também

  • armacaoilimitada_logo

Armação Ilimitada

  • luacheiadeamor

Lua Cheia de Amor

  • saidebaixo_logo

Sai de Baixo

  • salsaemerengue

Salsa e Merengue