Sinopse

O cotidiano de Arthur, um pai viúvo que vivia quase sempre estafado, tendo de enfrentar a barra de educar sozinho suas três filhas: Jô, a mais velha, já adulta e a sua aspiração por independência; os conflitos da adolescência com a filha do meio, Ana; e a caçula, Flor, de infância difícil por causa da ausência da mãe.

Arthur, o “grande pai”, contava com a ajuda e os conselhos da governanta Maria, secretamente apaixonada por ele. Convivia ainda com a namorada arrogante, Júlia, e o office-boy folgado, André.

SBT – 18h
de 21 de agosto de 1991 a meados de 1992

criação de Giusi, Gustavo Barrios e Ricardo Rodrigues
roteiro de Crayton Sarzy
direção de Wálter Avancini

FLÁVIO GALVÃO – Arthur
DÉBORA DUARTE – Maria
PATRÍCIA LUCCHESI – Jô
PALOMA DUARTE – Ana
VANESSA RUBI – Flor
CARLA CAMURATTI – Priscila
LUÍS CARLOS ARUTIN – Tio Léo
ELIZABETH GASPER – Tia Dulce
SÔNIA LIMA – Júlia
CLÁUDIA MELLO
ADRIANA LOPES – Luiza
RUY MINHARRO – André
GRACE GIANNOUKAS

Adaptada de original argentino, a série mostrava por meio das três garotas (as filhas do “grande pai” do título) que toda faixa etária traz os seus problemas.

Grande Pai estreou em 1991, durante as comemorações dos 10 anos do SBT. No pacote de estreias, estava, entre outros, o Programa Livre, com Serginho Groisman, que ficou no ar até 2001.

Grande parte da série era rodada em internas para baratear os custos da produção, quase sempre na residência de Arthur ou no seu escritório.

Débora Duarte e Paloma Duarte, mãe e filha na vida real, não repetiram a parceria filial na série.

O SBT reapresentou Grande Pai em 1996, de segunda a sábado às 20h30.

Veja também

  • sbt_anos80

Pensão da Inocência

  • alodocura90_logo

Alô Doçura (1990)

  • bravagente_sbt_logo

Brava Gente (SBT)

  • ocoitado_logo

Ô… Coitado!