Sinopse

Final dos anos 1980, bairro carioca de Santa Teresa. O pernambucano José Alfredo (Chay Suede), 22 anos, chegou há dois meses ao Rio de Janeiro “para tentar a vida na grande cidade”, mas ainda não arranjou trabalho. Hospedado na casa do irmão Evaldo (Thiago Martins), logo se vê completamente apaixonado pela mulher deste, Eliane (Vanessa Giácomo). A paixão é mútua. A irmã de Eliane, Cora (Marjorie Estiano), candidata a solteirona e ressentida, que vive com o casal, é a primeira a perceber o que está acontecendo. E, já prevendo o desastre, pressiona a irmã a “acabar com aquela loucura”. Mas José Alfredo e Eliane já planejam uma fuga para recomeçar uma nova vida juntos. No dia da fuga, Eliane descobre que está grávida, e num plano ardiloso de Cora, acaba abandonando José Alfredo, que decide “sumir no mundo”.

Sozinho, José Alfredo parte rumo ao desconhecido e acaba conhecendo o misterioso Sebastião (Reginaldo Faria), que sugere que ele comece a trabalhar com a exploração de pedras preciosas. Depois de uma passagem pelo Monte Roraima, que culmina com a morte de Sebastião, José Alfredo parte para a Suíça, onde vai vai conhecer Maria Marta (Adriana Birolli), uma jovem brasileira proveniente de família tradicional decadente. O rapaz vê a possibilidade de ter o seu nome conhecido na alta sociedade e casa-se com ela. José Alfredo também vai conhecer a empresária portuguesa Maria Joaquina (Regina Duarte), que vai infiltrá-lo no mercado de contrabando de pedras preciosas, meio pelo qual o dinheiro aparece mais fácil e rapidamente do que o trabalho lento e honesto, na visão deles.

Anos depois, José Alfredo de Medeiros (Alexandre Nero) é um homem milionário, chamado de Comendador e já divorciado de Maria Marta (Lília Cabral), que dedica a sua vida a infernizar o ex-marido e ter participação ativa nos negócios da joalheria Império, o empreendimento que enriqueceu a família. Os três filhos do ex-casal são a designer de jóias Maria Clara (Andreia Horta), preferida do pai; o ambicioso José Pedro (Caio Blat), preferido da mãe, com quem vive armando para tirar o pai do poder; e João Lucas (Daniel Rocha Azevedo), o problemático caçula cujo apego ao pai não impede que este detecte nele todos os sinais de um caráter fraco, indolente e irresponsável. Enquanto isso, José Alfredo se dedica aos negócios e a se encontrar com a amante Maria Ísis (Marina Ruy Barbosa), uma ninfeta projetada pela mãe Magnólia (Zezé Polessa) e pelo pai Severo (Tato Gabus Mendes) a tirar dinheiro de José Alfredo.

A queda do império de José Alfredo começa quando seu talismã, um poderoso diamante rosa da África do Sul, símbolo de status e poder, desaparece no Monte Roraima. Em sua visão mística, José Alfredo acredita que tudo vai por água abaixo caso ele não encontre a sua pedra preciosa favorita e se livre de um falso brilhante que ficou no lugar. E uma história do seu passado, que ele julgava morta e enterrada, ressurgirá em sua vida através de Cristina (Leandra Leal), a filha de Eliane (Malu Galli). Influenciada por Cora (Drica Moraes) após a morte dos pais, e para conseguir meios de tirar da cadeia o irmão, que foi responsabilizado por um incêndio no camelódromo onde trabalham, ela exigirá do Comendador um teste de paternidade graças ao qual se tornará o mais novo membro de sua família, para o desespero de Maria Marta e seus filhos.

Globo – 21h
de 21 de julho de 2014
a 14 de março de 2015
203 capítulos

novela de Aguinaldo Silva
colaboração de Maurício Gyboski, Márcia Prates, Nelson Nadotti, Zé Dassilva, Renata Dias Gomes, Rodrigo Ribeiro, Megg Santos e Brunno Pires
direção de Cláudio Bockel, Luciana Oliveira, Roberta Richard, Tande Bressane e Davi Lacerda
direção geral de Rogério Gomes, Pedro Vasconcellos e André Felipe Binder
núcleo Rogério Gomes

Novela anterior no horário
Em Família

Novela posterior
Babilônia

ALEXANDRE NERO – Comendador José Alfredo de Medeiros
LÍLIA CABRAL – Maria Marta Medeiros de Mendonça e Albuquerque
LEANDRA LEAL – Cristina
DRICA MORAES – Cora
MARJORIE ESTIANO – Cora
RAFAEL CARDOSO – Vicente
CAIO BLAT – José Pedro / Fabrício Melgaço
ANDRÉIA HORTA – Maria Clara
DANIEL ROCHA AZEVEDO – João Lucas
MARINA RUY BARBOSA – Maria Ísis
PAULO BETTI – Téo Pereira
JOSÉ MAYER – Cláudio Bolgari
SUZY RÊGO – Beatriz Bolgari
JOAQUIM LOPEZ – Enrico
OTHON BASTOS – Silviano
CARMO DALLA VECCHIA – Maurílio (Renatinho)
ADRIANA BIROLLI – Amanda
MARIA RIBEIRO – Danielle
KLEBBER TOLEDO – Leonardo
AÍLTON GRAÇA – Xana Summer (Adalberto da Silva)
VIVIANE ARAÚJO – Naná
CRIS VIANNA – Juju Popular (Juliane Matos)
ZEZÉ POLESSA – Magnólia
TATO GABUS MENDES – Severo
RÔMULO ARANTES NETO – Robertão
LETÍCIA BIRKHEUER – Érika
DANI BARROS – Lorraine
JONAS TORRES – Ismael
PAULO VILHENA – Domingos Salvador
PAULO ROCHA – Orville Neto
ANA CAROLINA DIAS – Carmem Godinho
RAFAEL LOSSO – Elivaldo
NANDA COSTA – Tuane
FLÁVIO GALVÃO – Reginaldo
ELIZÂNGELA – Jurema
ROBERTO BIRINDELLI – Josué
JACKSON ANTUNES – Manoel
ROBERTO BONFIM – Antoninho
ROBERTO PIRILLO – Dr. Merival Porto
JOSIE PESSOA – Du (Eduarda)
JÚLIA FAJARDO – Helena
LUCCI FERREIRA – Antônio
JULIANA BOLLER – Bianca
EROM CORDEIRO – Fernando
JÚLIO MACHADO – Jairo
RAVEL ANDRADE – Otoniel
LIDI LISBOA – Kelly
ANA PAULA BOTELHO – Valquíria (secretária de José Alfredo)
LUCIANA PACHECO – Marisa (secretária de José Pedro)
HUGO ESTEVES – Patrício (ourives que trabalha com Maria Clara)
LEANDDRO ROCHA – Brigel (motorista de Maria Marta)
LUCIANA MALCHER – Claraíde (cozinheira dos Medeiros)
JOE RIBEIRO – Marcão (amigo de Elivaldo no camelódromo)
as crianças
KÍRIA MALHEIROS – Bruna (filha de Danielle)
ADRIANO ALVES – Vítor (filho de Elivaldo e Tuane)
NICOLLAS PAIXÃO – Júnior (filho de Juju e Orville)
1ª fase
CHAY SUEDE – José Alfredo
VANESSA GIÁCOMO – Eliane
MARJORIE ESTIANO – Cora
ADRIANA BIROLLI – Maria Marta
REGINALDO FARIA – Sebastião Ferreira
REGINA DUARTE – Maria Joaquina
THIAGO MARTINS – Evaldo
ALEJANDRO CLAVEAUX – Josué
ROMIS FERREIRA – Silviano
ED OLIVEIRA – Bigode (minerador morto por José Alfredo)
SIMON PETRACCHI – Spinoza (curandeiro que salva José Alfredo)
VINÍCIUS MANNE – Mário Sérgio
MANOEL ELIZÁRIO – Emanuel
JÚLIA SVACCINA – Cristina (criança)
JOÃO VICTOR SALLES – Elivaldo (criança)
e
ADEL MERCADANTE – motorista de Cristina
ALEX CEZÁRIO – homem no estúdio de fotografia em Paris
ALLAN RODRIGUES – mendigo
ANDRÉ CAVALCANTI – José Alfredo (criança)
ANDRÉ GONÇALVES – Duque (Etevaldo, namorado de Leonardo)
BABU SANTANA – colega de cela de Elivaldo
CARLOS VIEIRA – Otávio (novo namorado de Beatriz, no final)
CHARLE MYIARA – vigilante sanitário que dá uma busca no restaurante Vicente´s
CLÁUDIO ANDRADE – acompanhante de Téo Pereira
EDUARDO SPINETTI – Pietro (ajuda Xênia a sabotar Juju Popular)
ELAINE MICKELY – Xênia (rival de Juju Popular na escola de samba)
ELI PEREIRA – Loretta (namorada italiana de Enrico, no final)
EVANDRO VALE – gerente
GILBERTO MIRANDA – porteiro no prédio onde mora Leonardo
ILÉIA FERRAZ – Lucinda (diretora do orfanato onde está Luciano)
ÍTALO GUERRA – Luigi (cozinheiro no restaurante Vicente´s)
IVAN CAPÚA – Wilson Grey no delírio de Severo, antes de ele apostar seu dinheiro nos cavalos
JACK BERRAQUERO – Wilson
JAEDSON BAHIA – Jeremias
JOÃO CUNHA – delegado que prende Elivaldo
JOÃO LIMA JR. – Mário Sérgio
JOSÉ NEGREIROS – Batista (porteiro no prédio onde mora Maria Ísis)
JÚLIA BELMONTE – Stephany (amiguinha de Bruna)
JÚLIO LEVY – Kleber (contrabandista flagrado pela polícia com José Pedro)
KAREN JUNQUEIRA – Fernanda (amiga de Érika)
KELZY ECARD – Teresa (amiga de Xana que morre e deixa um filho pequeno, Luciano)
LAÉRCIO FONSECA – Felipe (cozinheiro que sabota o restaurante Vicente´s a mando de Enrico)
LAÍS PINHO – Noeli (fã de Magnólia)
LAURA CARDOSO – Jesuína (suposta mãe de Maurílio)
LÉO WAINER – Omar
LUCA DE CASTRO – Jonas (leiloeiro das obras trazidas por Orville)
LUCÍLIA DE ASSIS – Zezé (uma das babás dos gêmeos de Du e João Lucas)
LUDMILA ROSA – Karina (terceira mulher de Reginaldo)
MABEL CEZAR – funcionária do banco no exterior onde o Comendador tem conta
MALU GALLI – Eliane (irmã de Cora, mãe de Cristina)
MARCELO CAVALCANTI – André (trabalha como animador de festa infantil com Leonardo)
MÁRCIA DO VALLE – Isa (empregada de José Alfredo)
MARCOS FRANÇA – delegado que investiga acidente causado por José Pedro
MARCOS HOLANDA – detento
MIGUEL NADER – Biro Biro
NICOLA SIRI – Dionísio (dono do garimpo onde José Alfredo compra uma área)
ORLANDO SOARES – policial
PAULO HAMILTON – Frederico (amigo de Enrico, comparsa de Téo)
PAULO VESPÚCIO – Giancarlo Baldessari (caçador de talentos que lança Robertão como modelo)
RHAÍSA BATISTA – Luiza (modelo expulsa de um evento por Maria Clara)
RAPHAEL VIANA – Arnoldão (personal trainer de Juju Popular)
RAVEL CABRAL – Cardoso (líder de uma ocupação de sem-tetos em Santa Teresa)
REMO ROCHA – piloto do helicóptero
ROSANA DIAS – Madalena (empregada de José Alfredo)
SAMUEL TOLEDO – cozinheiro no restaurante Vicente´s
SAULO ARCOVERDE – Cerol
WILLIAM VITA – Josè Carlos (investigador de polícia que prende Orville)
YAGO MACHADO – Luciano (menino adotado por Xana após a morte de sua mãe, Teresa)

– núcleo de JOSÉ ALFREDO DE MEDEIROS (Chay Suede/Alexandre Nero), o COMENDADOR. No passado, foi um jovem aventureiro e sonhador que saiu do interior querendo mudar de vida. As consequências de um amor proibido o fizeram conhecer um homem misterioso que mudou sua vida para sempre. Enriqueceu, e hoje é dono de um verdadeiro império – a rede de lojas Império das Jóias. Frio e certeiro nas decisões da sua vida pessoal e nos negócios, é um homem de temperamento difícil. Vive às turras com a esposa e filhos. Só usa preto e esconde um passado cheio de mistérios e surpresas:
a mulher MARIA MARTA (Adriana Birolli/Lília Cabral), descendente de uma decadente família quatrocentona paulistana. No passado, quando perdeu tudo, o acaso – ou o destino – colocou em seu caminho José Alfredo, que se tornou seu amor e marido, responsável por lhe devolver o dinheiro que havia perdido. Hoje estão separados. Alimenta um grande amor pelo marido, mesmo sabendo que o relacionamento entre eles já acabou há tempos. Capaz de fazer tudo para conseguir seus objetivos, abrirá guerra contra o Comendador para reconquistar tudo que deseja
os filhos: JOSÉ PEDRO (Caio Blat), o primogênito ambicioso, quer mostrar ao pai que merece ser seu escolhido e capaz de sucedê-lo à frente da Império. Com a ajuda da mãe, que o tem como predileto, será capaz de tudo para conquistar poder. Mas suas decisões, nem sempre acertadas, comprometem sua reputação junto ao pai,
MARIA CLARA (Andréia Horta), a preferida do Comendador, é independente e decidida. Designer de joias, tem um carinho grande pelo pai, o que causa muitas vezes ciúme em sua mãe e inveja nos irmãos,
e JOÃO LUCAS (Daniel Rocha), o irresponsável da família. Viu seus irmãos crescerem à sombra dos pais, recebendo todo o carinho e preferência de ambos. A rejeição que sente por aquilo que acredita ser indiferença é muito forte e se expressa através de uma revolta exacerbada
a nora DANIELLE (Maria Ribeiro), esposa de José Pedro, é fútil e consumista. Vive às turras com Maria Marta
a filha de Danielle, BRUNA (Kíria Malheiros), adotada por José Pedro quando ele se casou com sua mãe
a sobrinha de Maria Marta, AMANDA (Adriana Birolli), designer de sapatos que, após um período morando na Europa, volta ao Brasil a mando da tia para reconquistar José Pedro – com quem teve um affair no passado – e separá-lo de Danielle
o mordomo SILVIANO (Othon Bastos), homem de confiança de Maria Marta, por quem possui verdadeira adoração. É extremamente discreto e totalmente fiel a sua patroa. Dá um valor extremo a sua profissão, servindo com requinte e pompa. Esconde um grande segredo do passado: foi o primeiro marido de Maria Marta e planeja uma vingança pessoal contra o Comendador
o motorista JOSUÉ (Alejandro Claveaux/Roberto Birindelli), seu fiel escudeiro, amigo e confidente há trinta anos. Piloto de helicóptero, segurança, investigador privado, entre outras funções, não vê problema nenhum em estar à disposição dele dia e noite
o advogado DR. MERIVAL PORTO (Roberto Pirillo), atua com exclusividade para a Império das Joias e o Comendador
a amiga de Maria Marta, HELENA (Júlia Fajardo), fina, antenada, mas discreta. Tem um caso amoroso com Josué
a amiga de João Lucas, DU (Josie Pessoa), apesar de ser mulher e bem feminina, é o “parceiro” de todas as horas do jovem, seja no video-game, no volante do carro em alta velocidade ou na hora de livrar a cara dele nas enrascadas. Acabam se apaixonando e ela engravida de gêmeos
as secretárias VALQUÍRIA (Ana Paula Botelho) e MARISA (Luciana Pacheco), envolve-se com Josué depois que ele se separa de Helena
o lapidador PATRÍCIO (Hugo Esteves), trabalha com Maria Clara na empresa
o motorista BRIGEL (Leandro Rocha), fiel a Maria Marta
SEBASTIÃO (Reginaldo Faria, em participação especial), homem misterioso que surgiu na vida de José Alfredo num momento difícil e de grande decepção em seu passado. Tornou-se tão importante que foi capaz de mudar radicalmente a vida do jovem e apontá-lo para o caminho que o transformou no homem poderoso que é nos dias atuais
MARIA JOAQUINA (Regina Duarte, em participação especial), mulher pragmática e decidida. Comandava em Zurique uma empresa especializada na compra de diamantes. Tinha um passado misterioso com Sebastião e, assim como ele, também se tornou importante e responsável por aquilo que José Alfredo é atualmente desde que prometeu transformá-lo no dono de um império.

– núcleo de CRISTINA (Leandra Leal), jovem corajosa e batalhadora, leva uma vida humilde e repleta de obstáculos, mas não se deixa abater e luta para superar todos os desafios. Filha do grande amor do passado do Comendador, carrega a dúvida sobre se é ou não filha de José Alfredo quando a intriga é lançada sobre ela pela tia ambiciosa após a morte da mãe. E a revelação vai mexer com sua vida e da família Medeiros:
a mãe ELIANE (Vanessa Giácomo/Malu Galli), vivia um casamento morno com o marido. O que lhe era oferecido não supria sua principal característica: ser desvairadamente romântica. Mas tudo mudou com a chegada de seu cunhado José Alfredo. Carrega a culpa de não ter seguido seu grande amor e de ter sido influenciada por sua irmã. Viúva, essa profunda tristeza a faz ser amargurada e extremamente doente. Morre no início da segunda fase
a tia CORA (Marjorie Estiano/Drica Moraes), vilã maledicente, fofoqueira e manipuladora, se ocupa da vida de todos. Não suportava ver a irmã feliz e livre de sua influência, tendo armado um plano para separá-la de José Alfredo. O tempo passou e sua amargura apenas aumentou, assim como sua ambição. Com a morte de Eliane, mantém a ideia fixa de tirar proveito da fortuna do Comendador a qualquer custo, mesmo que para conseguir seja capaz das maiores atrocidades, que vão aumentando conforme sua loucura. Esconde que, na realidade, sempre foi completamente apaixonada por José Alfredo
o irmão ELIVALDO (Rafael Losso), filho de Eliane com o marido. Nunca teve grandes ambições na vida e sempre foi fonte de preocupações para sua mãe e, posteriormente, para Cristina. Teve um caso amoroso com uma mulher que, após ter um filho fruto desse relacionamento, abandonou a criança com ele
o sobrinho VICTOR (Adriano Alves), filho de Elivaldo
o noivo FERNANDO (Erom Cordeiro), namoram há muitos anos. Sempre a postos para apoiá-la, revela-se um neurótico perigoso quando terminam o romance. Acaba assassinado por Cora ao desafiar seus planos
o amigo MARCÃO (Joe Ribeiro), trabalha no camelódromo
o suposto pai EVALDO (Thiago Martins, em participação especial), irmão de José Alfredo e marido de Eliane. Homem trabalhador e muito sério. De maneira torta, amava a esposa, apesar desse sentimento não completá-la da forma que ela sempre quis, o que aproximou Eliane do cunhado. Acabou morrendo na primeira fase em um acidente sem ter conhecimento de nada.

– núcleo de TÉO PEREIRA (Paulo Betti), colunista social maldoso e ferino, destila todo seu veneno nas notícias que publica em seu blog. Não é muito amante da verdade, por isso de vez em quando apela para uma notícia mentirosa – razão dos vários processos a que responde. Persegue figuras públicas e da sociedade. Reencontra um amigo de escola, e considera um absurdo o fato dele não assumir sua opção sexual. Dedica-se, então, a revelar seu segredo:
a jornalista ÉRIKA (Letícia Birkheuer), sua aprendiz e funcionária. Não consegue suportar a falta de ética e os vícios de Téo. Mas, no fundo, nutre pelo patrão uma amizade verdadeira, talvez a única que ele conheça.

– núcleo de CLÁUDIO BOLGARI (José Mayer), badalado cerimonialista da sociedade carioca, sendo o mais requisitado de todos os profissionais do gênero. É casado e pai de dois filhos, com quem forma uma família feliz e perfeita, não fosse por um segredo: é bissexual e mantém um caso de anos com um rapaz bem mais jovem. Mas o reencontro com Téo Pereira, antigo colega de escola, coloca sua vida de cabeça para baixo quando o colunista traz seu segredo à tona:
a mulher BEATRIZ (Suzy Rêgo), fina, elegante e completamente devotada ao marido, a quem considera o homem perfeito, mesmo com uma particularidade especial. Para ela, não existe marido melhor que Cláudio, a quem ama com todas as suas forças – mesmo tendo conhecimento de seu grande segredo
os filhos ENRICO (Joaquim Lopes), noivo de Maria Clara, é o vaidoso dono de um restaurante que leva seu nome e que se tornou o ponto de encontro preferido dos ricos. Homofóbico, rompe com o pai ao descobrir sua vida dupla e mostra-se um sujeito covarde, agressivo, preconceituoso e mau-caráter
e BIANCA (Juliana Boller), jovem amável
o amante LEONARDO (Klebber Toledo), jovem ator que não consegue êxito em sua profissão, mas que acaba ficando conhecido por conta de um escândalo no qual é envolvido. Não consegue trabalhos e acaba ficando sem condições de se sustentar.

– núcleo de MARIA ÍSIS (Marina Ruy Barbosa), linda, jovem e frágil. Possui um amor sincero por José Alfredo, com quem vive um caso amoroso desde que saiu do interior. Porém se vê dividida entre a fidelidade que tem a seus pais – verdadeiros aproveitadores que a usam para sugar dinheiro do Comendador – e seus sentimentos frente ao homem que realmente ama. Acaba amadurecendo aos poucos e buscando novos rumos:
a mãe MAGNÓLIA (Zezé Polessa), interesseira, manipuladora, sem noção de ética ou educação, capaz de explorar ao extremo a filha – tudo isso para não ter de trabalhar nem ganhar a própria vida. Tem no marido um cúmplice à altura para todos os seus devaneios. Sonha em entrar para o high society carioca
o pai SEVERO (Tato Gabus Mendes), cúmplice fiel nas armações mais absurdas de sua esposa. Preguiçoso e encostado, é menos duro com a filha do que a mulher, mas como faz tudo o que Magnólia quer, sempre acaba magoando Maria Ísis ao tirar proveito do dinheiro que a filha recebe do Comendador
o irmão ROBERTÃO (Rômulo Neto), bonito, porém ordinário. Só quer aproveitar a vida e viver às custas do dinheiro que Maria Ísis ganha do Comendador. Ao se apaixonar por Érika, acaba revendo seu estilo de vida e suas responsabilidades
a empregada KELLY (Lidi Lisboa), pessoa de confiança de José Alfredo, foi colocada no apartamento de Ísis pelo Comendador para ser sua informante e servir de companhia à jovem
o porteiro do seu prédio, BATISTA (José Negreiros).

– núcleo de XANA SUMMER (Ailton Graça), dono de uma pensão e do salão de beleza no bairro de Santa Teresa. É amigo e conselheiro de todos que o rodeiam, como Cristina. Sempre amável, carinhoso, mas também muito sincero, adora crianças e sonha em adotar um filho:
a manicure NANÁ (Viviane Araújo), confidente no salão e na vida. Forma com ele quase que uma dupla dinâmica: moram e dormem juntos. Mas a relação acabará passando por mudanças impostas por obstáculos
os hóspedes: VICENTE (Rafael Cardoso), cozinheiro de mão cheia, foi obrigado a sair do Rio de Janeiro ainda criança, mas prometeu a sua namoradinha da época, Cristina, que retornaria. Acaba voltando anos depois, se instala na casa de Xana e revive o amor com Cristina, mas acabam rompendo. Torna-se inimigo de Enrico ao assumir seu restaurante e o coração de Maria Clara
LORRAINE (Dani Barros), moradora de uma comunidade carente em Xerém, vê seu irmão ser atropelado e decide tirar proveito disso. É ambiciosa, mas completamente ignorante. Acaba se mudando para a casa de Xana
e ISMAEL (Jonas Torres), catador de lixo e ex-marido de Lorraine, é seu freio ético. Honesto, está sempre atrás da ex para ajudá-la a sair das enrascadas e na esperança de voltarem a se entender. Acabam reatando e ele ganha um emprego de José Alfredo
LUCIANO (Yago Machado), filho de uma amiga de Xana que morre e antes lhe pede que cuide do garoto. Mas o cabeleireiro é obrigado a entregá-lo à justiça, e depois, ao lado de Naná, luta para conseguir adotá-lo.

– núcleo de REGINALDO (Flávio Galvão), extremamente ciumento e possessivo, casado com a ex-mulher de Elivaldo. Vai ajudá-la na disputa pela guarda do seu filho, Victor, pois sabe que a tem na mão graças a seu dinheiro. Esconde que já é casado com outra mulher:
a mulher no início da trama, TUANE (Nanda Costa), engravidou ainda jovem de Elivaldo e, mesmo tendo decidido ter o filho, foi capaz de abandoná-lo com o pai assim que a criança nasceu. Ambiciosa, retorna casada com Reginaldo para tentar recuperar a guarda de Victor. Após se separar do marido, tenta reconquistar Elivaldo
a primeira mulher JUREMA (Elizângela), de quem nunca se divorciou. Foi abandonada por Reginaldo no Nordeste desde que ele sumiu no mundo atrás de outras mulheres. Encontra o marido no Rio de Janeiro e surge para tirar seu sossego, mas acaba ficando amiga de Tuane
os filhos com Jurema: JAIRO (Júlio Machado), esconde que adora dar suas voltinhas pela madrugada e sempre arruma uns trocados para se sustentar assaltando mulheres. Torna-se cúmplice de Cora até o momento em que acaba assassinado por ela,
e OTONIEL (Ravel Andrade), honesto e sempre preocupado com a mãe.

– núcleo de ORVILLE (Paulo Rocha), pintor de prestígio com suas telas, é reconhecido mesmo por ser um falsificador de quadros. Acaba preso e abandona a esposa que faz de tudo para soltá-lo:
a ex-mulher JULIANE (Cris Vianna), conhecida como JUJU POPULAR, nos tempos em que era rainha de bateria de escola de samba União de Santa Teresa, abandonou tudo quando se apaixonou por Orville. Forma uma família feliz ao lado do marido até o momento em que ele a abandona e a deixa sem casa. Vai morar com Xana
o filho pequeno JÚNIOR (Nicollas Paixão)
a advogada CARMEM (Ana Carolina Dias), o ajuda quando se vê às voltas com o escândalo de falsificação. De caráter nada confiável, torna-se sua amante e acaba indo viver com ele depois que sai da cadeia
SALVADOR (Paulo Vilhena), rapaz perturbado e misterioso, presidiário e que extravasa seus demônios na pintura. Conhece Orville na cadeia e passa a idolatrá-lo. Depois que foge, é resgatado por Orville e Carmem, que passam a explorá-lo vendendo seus quadros. Torna-se um pintor valorizado e apaixona-se por Helena
JONAS (Luca de Castro), dono de uma galeria de arte, comparsa de Orville e Carmem.

– demais personagens:
MAURÍLIO FERREIRA (Carmo Dalla Vecchia),conhece Maria Marta no Monte Roraima, de quem se aproxima com um objetivo definido. Revela-se um suposto filho de Sebastião, o protetor do passado de José Alfredo, disposto a se vingar dele. Na realidade, é um homem cruel que quer destruir José Alfredo e toda a família Medeiros em um plano secreto arquitetado por FABRÍCIO MELGAÇO, inimigo de identidade desconhecida do Comendador, e que lhe dá as ordens. Ao final, descobre-se que Fabrício Melgaço é José Pedro, e Silviano, o verdadeiro pai de Maurílio, é o mentor dessa vingança
SEU ANTONINHO (Roberto Bomfim), presidente da escola de samba União de Santa Teresa. Figura carismática e respeitada por todos do bairro, onde dá as cartas. É amigo e confidente de José Alfredo
MANOEL (Jackson Antunes), dono de um bar especializado em comida nordestina localizado em Santa Teresa, também é amigo e confidente de José Alfredo e Antoninho
ANTÔNIO (Lucci Ferreira), maítrê do restaurante de Enrico, torna-se amigo de Vicente. Apaixona-se por Naná e desperta o ciúme de Xana
FERNANDA (Karen Junqueira), amiga de Danielle e Érika
ARNOLDÃO (Raphael Vianna), personal trainer contratado por Antoninho para treinar Juju Popular, apaixona-se por ela
XÊNIA (Elaine Mickely), assumiu o lugar de rainha de bateria da escola de samba após a saída de Juju. Com a preferência de Antoninho pela antiga rainha, faz de tudo para derrubá-la
PIETRO (Eduardo Spinetti), fofoqueiro jornaleiro de Santa Teresa. Namorado de Xênia e cúmplice em seus planos
FELIPE (Laércio Fonseca), ajudante de cozinha, possui uma história obscura e nutre uma grande obsessão pelo ex-patrão Enrico, tornando-se uma ameaça.

Com referências em outros trabalhos do autor, como Suave Veneno (1999), Aguinaldo Silva falou sobre Império:
“A receita é drama, base do folhetim. Resolvi resgatar a origem clássica da novela. Tem ingredientes do melodrama e do folhetim que foram sucesso nas novelas.”

Império teve direção geral de Rogério Gomes, que revelou-se uma ótima escolha. O diretor deu um ar mais sóbrio à obra de Aguinaldo Silva, que andava um tanto quanto carnavalesca quando Wolf Maya era o seu diretor.

Aguinaldo Silva montou sua trama de altos e baixos repleta de apelos que despertaram curiosidade no público. Personagens complexos, bem dirigidos e bem interpretados (a maioria), com histórias que tinham tudo para render ótimos entrechos, enlaces e ganchos. Alguns conseguiram. Outros ficaram na promessa ou decepcionaram.

Alexandre Nero, estreando como protagonista, viveu o Comendador José Alfredo de Medeiros, numa brilhante caracterização. Um anti-herói, amado e odiado, o Comendador foi um personagem cheio de nuances, qualidades e defeitos. Um dos melhores anti-heróis de nossa Teledramaturgia. Pena que sua trama andou e desandou várias vezes ao longo da novela. Mais por culpa do roteiro do que do ator.

Como apoio ao personagem de Nero, outra grande interpretação: Lília Cabral, como a arrogante e espirituosa Maria Marta, a ex-mulher do Comendador.

Além de Alexandre Nero e Lília Cabral, merecem destaque os esforços de Leandra Leal, Drica Moraes, Marjorie Estiano, José Mayer, Suzy Rêgo, Zezé Polessa, Tato Gabus Mendes, Caio Blat, Othon Bastos e Dani Barros (a Lorraine).

Paulo Betti, Paulo Vilhena e Aílton Graça dividiram opiniões. Muitos torceram o nariz para o histrionismo de Betti, como o jornalista fofoqueiro Téo Pereira; para os o exageros do pintor maluquinho Salvador (de Vilhena); e para a caracterização surreal de Aílton Graça, como a cross-dresser Xana.

As primeiras chamadas da novela vendiam Cora, a personagem de Drica Moraes, como a grande vilã de Império. A expectativa também foi grande. Mas, infelizmente, Cora ficou na promessa e acabou se transformando numa vilã cômica, “pé-de-chinelo”, com direito a flatulência e fungada em cuecas de marmanjos.
Para piorar a situação, Drica Moraes foi afastada da novela (no fim de novembro de 2014), por motivos de saúde. Em seu lugar, o autor preferiu trazer de volta Marjorie Estiano, que vivera a personagem na primeira fase da trama, quando Cora era jovem. Aguinaldo Silva mandou a lógica pros ares e não apresentou nenhuma explicação plausível para o repentino rejuvenescimento de Cora – um verdadeiro golpe de realismo fantástico dentro da proposta realista de Império.
Marjorie Estiano, por sua vez, apresentou uma Cora mais visceral, que, talvez, tivesse rendido bem mais se tivesse sido ela a intérprete desde o começo.

Além de Maria Marta (Lília Cabral), outros personagens tiveram seguimentos que os distanciaram de suas personalidades iniciais. Ou cujos desfechos resultaram pouco coerentes com suas trajetórias.
Téo Pereira (Paulo Betti), o jornalista fofoqueiro e maldoso na maior parte da trama, fez seu mea-culpa e se transformou num “jornalista de respeito”.
Enrico (Joaquim Lopez), o odioso homofóbico, passou a amar e a aceitar o pai gay, Cláudio (José Mayer), depois que este quase morreu – tudo muito repentinamente.
Cláudio e Leonardo (Klebber Toledo) reataram no final – um desfecho forçado e incoerente para a história que eles haviam mostrado.
Orville (Paulo Rocha), de escroque mau-caráter, regenerou-se e passou a ajudar o pintor que ludibriava (Salvador de Paulo Vilhena).
O casal de pilantras Magnólia e Severo (Zezé Polessa e Tato Gabus Mendes) se redimiram depois de tantos golpes: na última semana, Magnólia revelou-se uma mulher até sábia, enquanto Severo descobriu-se, de uma hora para outra, com Alzheimer.
Xana (Aílton Graça), que suspirava por rapazes no início, lutou pela guarda de uma criança e, por fim, aceitou viver de boa com um casal.
O mordomo Silviano (Othon Bastos), de discreto e servil, revelou-se o grande vilão da história, ensandecido em uma trama de vingança pessoal contra o Comendador que envolvia o próprio filho dele, José Pedro (Caio Blat) – a revelação de que José Pedro era o misterioso Fabrício Melgaço acabou por deixar pontas soltas e mal explicadas na trama e um desfecho bastante questionável.

Além de locações em Petrópolis (no Rio de Janeiro), em Genebra (na Suíça) e Annecy (na França), a equipe de produção e alguns dos principais nomes do elenco gravaram as primeiras cenas no município de Carrancas, no interior de Minas Gerais, que representa na história o Monte Roraima. Explicou o diretor Pedro Vasconcellos:
“Carrancas, na verdade, tinha um lugar que se assemelhava muito ao Monte Roraima. É o lugar mais alto da serra, é uma floresta de pedra que nos remetia muito ao Monte. Se nós tivéssemos que ficar no Monte Roraima mesmo, seria sol e chuva o tempo todo, sem proteção e defesa. E em Carrancas os lugares conseguem nos dar estrutura para podermos trabalhar.”
Ao todo foram três semanas de gravação, com a participação de 130 profissionais, em lugares como a Chapada do Abanador, Gruta da Ponte e Cachoeira do Turco.

No capítulo exibido em 06/03/2015 (em que o Comendador recupera sua fortuna e nada em uma piscina cheia de euros), o tema musical de abertura apresentado foi “Pedras que Cantam”, com Fagner, o mesmo tema de abertura de outra novela de Aguinaldo Silva, Pedra Sobre Pedra (de 1992) – que inclusive estava sendo reprisada na ocasião pelo canal Viva.

O título provisório da novela era Falso Brilhante.

Império foi a vencedora do Emmy Internacional (prêmio norte-americano) de melhor novela de 2014.
Também foi premiada com o Troféu Imprensa de melhor novela, melhor ator (Alexandre Nero) e melhor atriz (Lília Cabral).

Trilha Sonora Nacional
imperiot
01. AI QUE SAUDADE D´OCÊ – Zeca Baleiro (tema de Vicente e Cristina)
02. BEIJO DE HORTELÃ – Ivete Sangalo
03. AMOR PERFEITO – Ney Matogrosso (tema de Juju)
04. CÉU AZUL – Charlie Brown Jr. (tema de João Lucas)
05. DOM DE ILUDIR – Gal Costa
06. AONDE QUER QUE EU VÁ – Os Paralamas do Sucesso (tema de José Alfredo e Eliane, 1ª fase)
07. HOMEM NÃO CHORA – Frejat (tema de Cláudio e Leonardo)
08. ENROSCA – Paulinho Moska (tema de Maria Ísis)
09. SIMPLES CARINHO – Ângela Ro Ro (tema de Maria Marta)
10. TUDO – Bebel Gilberto
11. LAMENTO SERTANEJO – Gilberto Gil (tema de José Alfredo)
12. AMOR INVENTADO – Karina Zeviani
13. VAMOS DANÇAR – Ed Motta e Conexão Japeri (tema de Robertão)
14. VEM QUENTE QUE EU ESTOU FERVENDO – Léo Jaime (tema de Téo Pereira)
15. LUCY IN THE SKY WITH DIAMONDS – Dan Torres (tema de abertura)

Trilha Sonora Nacional 2
imperiot3
01. INSTIGANTE – Sorriso Maroto (tema de Robertão e Érika)
02. TÁ ESCRITO – Grupo Revelação (tema de locação: Santa Teresa)
03. A BATUCADA TE PEGOU – Thiaguinho
04. MEL NA BOCA – Almir Guineto
05. CONSELHO – Bom Gosto
06. SE EU LARGAR O FREIO – Péricles (tema de Lorraine e Ismael)
07. COLHEITA – Mariene De Castro (participação Zeca Pagodinho e Rildo Hora)
08. PRECISO ME ENCONTRAR – Cartola (tema de locação: Rio de Janeiro)
09. DONA – Alex Cohen (tema de Maria Marta)
10. DEMORÔ, JÁ É! – Dienis
11. CARA DE RICA – Erikka (tema de Tuane)
12. HOJE – Ludmilla (tema de Amanda)

Trilha Sonora Internacional
imperiot2
01. LUCY IN THE SKY WITH DIAMONDS – Dan Torres (tema de abertura)
02. MAGIC – Coldplay (tema de José Pedro com Danielle e Amanda)
03. SING – Ed Sheeran (tema de Maria Ísis)
04. DEMONS – Imagine Dragons (tema de João Lucas)
05. ALMOST HOME – Moby featuring Damien Jurado (tema de José Alfredo e Maria Ísis, de Tuane e Elivaldo, de Maria Clara e Vicente)
06. STRANGE BIRDS – Birdy (tema de Maria Clara)
07. QUELQU´UN M´A DIT – Carla Bruni (tema de Maria Marta, 1ª fase)
08. SOMEWHERE OVER THE RAINBOW – Michael Bolton featuring Paula Fernandes (tema de Salvador e Helena)
09. LOVE SOMEONE – Jason Mraz (tema de José Alfredo e Maria Ísis)
10. MARILYN MONROE – Pharrell Williams (tema geral)
11. AM I WRONG – Nico & Vinz (tema de Robertão)
12. LAND OF THE BLIND – Information Society (tema de Leonardo)
13. MISS YOU LOVE – Silverchair (tema de João Lucas e Du)
14. EVERYTHING I OWN – Jamz (tema de José Alfredo e Eliane, 1ª fase)
15. MIDNIGHT COWBOY (instrumental) – John Barry (tema de José Alfredo e tema de Leonardo)

Tema de Abertura: LUCY IN THE SKY WITH DIAMONDS – Dan Torres

Picture yourself in a boat on a river
With tangerine trees and marmalade skies
Somebody calls you, you answer quite slowly
A girl with kaleidoscope eyes

Cellophane flowers of yellow and green
Towering over your head
Look for the girl with the sun in her eyes
And she’s gone

Lucy in the sky with diamonds!

Follow her down to a bridge by a fountain
Where rocking horse people eat marshmallow pies
Everyone smiles as you drift past the flowers
That grow so incredibly high

Newspaper taxis appear on the shore
Waiting to take you away
Climb in the back with your head in the clouds
And you’re gone

Lucy in the sky with diamonds!

Picture yourself on a train in a station
With plasticine porters with looking glass ties
Suddenly, someone is there at the turnstile
The girl with kaleidoscope eyes

Lucy in the sky with diamonds!…

Veja também

  • osetimo_guardiao2

O Sétimo Guardião

  • fina-estampa-logo

Fina Estampa

  • suaveveneno_logo

Suave Veneno

  • senhoradodestino_logo

Senhora do Destino